Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Escolha o seu concelho e saiba quais as novas medidas

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Alexandre says:

    Ainda ontem publicaram um artigo onde referia que o site estamos.on estava inoperacional. Hoje, já é fiável. Em que ficamos?

  2. OProprio says:

    O sistema regional de saúde da madeira daqui a nada entra em colapso

  3. Tiago says:

    Estava inoperacional por estarem a implementar alterações no site…

  4. Joao Ptt says:

    A liberdade deveria estar acima da saúde… ou será que você prefere estar bem de saúde mas o resto da sua vida fechado dentro de uma prisão, ou ter alguns problemas de saúde, mas poder andar por onde quiser?

    Esta gente pensa só nos desgraçados que vão morrer com esta ou qualquer outra doença que já tenham ou venham a ter, mas os outros mais de 10 milhões de pessoas do país não contam… faz de conta que não existem, e os seus direitos podem ir pelo esgoto abaixo só por causa de uns quantos milhares que podem vir a morrer… entretanto outros problemas de saúde ficam esquecidos e provavelmente já levaram à morte de muitos que poderiam ter sido tratados, muitos ficaram desempregados, outros ficaram super endividados por conta das medidas draconianas.

    Que cada um tome medidas individualmente para se proteger, porque certamente a maioria não quer morrer antecipadamente é perfeitamente aceitável.

    O sistema nacional de saúde não ter capacidade para toda a gente não deve ser desculpa para limitar os direitos das pessoas pelo menos na circulação, isso é inaceitável, e todos os que tomam e apoiam tais medidas terão de sofrer as consequências mais cedo do que mais tarde do pensam.

    E claro, se amanhã os radicais islâmicos , chineses ou os russos invadirem um país da NATO quero ver estes mesmos governantes/ políticos a aceitarem que os militares e restante população se recuse determinantemente a ir para a guerra com base no argumento de que a saúde está em primeiro lugar e como levar com balas/ gases tóxicos/ fragmentos de explosivos e por aí em diante é mau para a sua saúde então não vão participar… e que vão eles os políticos para lá… já que para eles próprios existem sempre excepções para todas as obrigações.

    • Aladin says:

      Mais um génio

    • ToFerreira says:

      Como é que, ao final destes meses, ainda há alguém tal mal informado e que, ainda por cima, o expresse publicamente?
      É difícil compreender que é precisamente pelos 10 milhões que são precisas estas medidas? Qual a dificuldade em entender que um sistema de saúde saturado não assegura o direito á saúde e á vida a ninguém?
      Qual liberdade para quem está num hospital, numa UCI entubado, ligado a ECMO?
      O SNS não ser ilimitado não é uma desculpa, é um facto, e não o aceitar é partir, deliberadamente para a ignorância.

      • Joao Ptt says:

        – Porque tenho uma opinião diferente da ToFerreira, obviamente.
        – Não é pelos 10 milhões de pessoas que as medidas estão a ser tomadas… não andam aí a cair que nem tordos mortos por toda a parte, para justificar tais medidas drásticas.
        – Mas o direito à saúde não pode estar acima do direito à liberdade de movimento, mesmo à custa da própria saúde, pode pensar diferente, mas esta é a minha posição.
        – E qual é a liberdade para quem está fechado em casa, ou não se pode deslocar, dos outros 10 milhões que não têm qualquer problema? Esses não lhe interessam para nada?
        – O Sistema Nacional de Saúde não ter capacidade para dar resposta a todas as situações, coisa que já acontecia com a gripe, não é desculpa, aos anos que não tem capacidade como o provam as listas de espera de diversas maleitas ano após ano, e não é por isso que se fechou o país.
        Isto é apenas a comunicação social a empolar a situação ao extremo que desperta o medo em si e nos outros que levam a medidas completamente irracionais face ao problema concreto e à sua abrangência na população.

        Claro que se alguma doença aparecer que comece a matar às dezenas de milhares todos os dias, aí é normal que se tomem medidas mais dramáticas para conter… aliás as próprias pessoas tomariam tais cuidados.

        • ToFerreira says:

          Sinceramente, não consigo explicar de forma mais simples a realidade da situação actual, acho que nem com um desenho.
          Depois de ter dito que o problema não é a mortalidade, insistes que “não andam aí a cair que nem tordos mortos por toda a parte”.
          Depois de ter dito que as medidas são para beneficiar os 10 milhões, insiste que “outros 10 milhões que não têm qualquer problema”. Depois dos hospitais estarem cheios com doentes COVID, que não morrem, mas precisam de internamento, nomeadamente em UCI, onde vai meter alguém dos “10 milhões que não têm qualquer problema” mas acabaram por adoecer ou até por ter um acidente?
          Explique-me por favor, que estou curioso, fazem-se beliches? E quem toma conta deles? Os “livres”?
          E, já agora, os profissionais de saúde, que ficaram sem qualquer direito, que perderam folgas, férias, que perderam o direito mais básico de qualquer trabalhador – o de se poderem despedir, que diz dos direitos deles? Que diz da “liberdade” deles?

          • Cristiano says:

            Drone, vê os números médios de mortalidade para influenza em Portugal por estação. Numa estação em que a influenza normal mata 4000-6000, o COVID matou 2000. Patético.

          • SSD says:

            Ridículo é vocês continuarem a usar esse argumento e o número de mortos por gripe aumentar cada vez mais, nas vossas palavras pelo menos.
            E já agora qual estação? É que se te estás ao referir ao verão a gripe ataca tão pouco que nem há registos nessa altura. Ao contrário do covid que continuou activo com o calor e que vai em 40 mortos diários no final de outubro/iníco de novembro. E já agora se queres uma comparação mais justa, fala de percentagens. A da mortalidade por gripe ronda os 0.1% a do covid está quase nos 3. Parecido portanto.

    • Santos says:

      “Que cada um tome medidas individualmente para se proteger, porque certamente a maioria não quer morrer antecipadamente é perfeitamente aceitável.”
      Pois o problema é que individualmente ou em colectivo está se tudo a marimbar. Eu acho que é vergonhoso que o governo tenha de chegar e dizer pah como vimos que o pessoal não se sabe comportar o moto GP não vai ter espectadores, mas infelizmente foi exactamente isso que aconteceu. Ou a multidão na Nazaré.
      Isso seriam bons argumentos se de facto tivesses uma população consciente e responsável, algo que temos provas constantes que não temos

      • Joao Ptt says:

        Mas e a liberdade das pessoas? Só interessa a saúde porquê? mas que mania nova é esta? Porque uma percentagem ínfima poderá vir a sofrer ou mesmo morrer, e que pode proteger-se perfeitamente se quiser neste momento, já existe tudo, é só utilizarem… e se não quiserem e morrerem? A morte faz parte do ciclo, as pessoas não vão deixar de morrer mesmo que o vírus desapareça no final do próximo ano, da mesma maneira que sempre morreram antes e sempre morrerão futuramente.

        Estas medidas drásticas justificam-se nos casos em que existe o perigo real do povo todo desaparecer, este vírus claramente não vai provocar tal, nem lá perto, logo tais medidas que foram tomadas recentemente são injustificadas e até mesmo quase a roçar o criminosas dada a limitação da liberdade das pessoas e todos os problemas provocados na vida pessoal, comunitária e comercial das mesmas.

        • Marisa Pinto says:

          “Mas e a liberdade das pessoas? Só interessa a saúde porquê?”

          Só isto já me diz muito sobre ti.

        • Santos says:

          ‘Estas medidas drásticas justificam-se nos casos em que existe o perigo real do povo todo desaparecer”
          Já percebi estás a gozar, estás com umas boas piadas.
          O povo já demonstrou que não está preocupado em proteger se a ele próprio quanto mais aos outros.
          Um dos casos que posso dar para contrariar essa teoria fantástica é de um rapaz de 21 anos que morreu em Espanha pq tinha leucemia e não sabia e o vírus derrotou o num par de dias. Quantos casos destes vão ser precisos para o pessoal perceber que isto é só fechar os “velhos” á chave e a vida continua? Já para não referir que nós temos uma população mais envelhecida que uma boa parte dos paises.
          De que adianta eu dizer aos meus avós para se refugiarem em casa se depois eu e os restantes familiares temos de andar na rua e cruzarmos nos com gajos como tu que usam que toda a desculpa possível para fugir das medidas. E tu ainda dizes que usas a máscara mas ainda há uma semana atrás tiveste uma manifestação con milhares d pessoas, umas em cima das outras sem qq cuidado em protesto contra as máscaras. Isso é ser responsável? Isso é ter consciência? Isso é pensar no bem comum?
          Por isso sim precisas de medidas extremas

    • Peace says:

      A tua liberdade acaba onde começa a dos outros.
      Mas se tu fores dos que morrem não tens de te preocupar com o resto.
      Enquanto as pessoas não perceberem que vivem em comunidade e que as suas ações têm nos outros vamos continuar a assistir as números que temos tido e até piores.
      Custa-te muito ficar em casa em vez de teres comportamentos irresponsáveis?

      • Joao Ptt says:

        Sim, o princípio custa-me a entrar indo ao ponto de o recusar por completo face à situação concreta, o confinamento é o ter de utilizar as máscaras adequadas, esse é o limite do aceitável na minha opinião, e o proporcional à situação… mesmo que vivessem todos como anteriormente à histeria apenas umas quantas dezenas de milhares morreriam… vamos prejudicar a vida de todos os outros mais de 10 milhões e 200 mil pessoas por causa de uns quantos milhares, a sério? Quando já existe tudo neste momento disponível para se protegerem ainda por cima, que ao início não existia.

        Tanta coisa e onde deveriam estar a controlar a sério: lares, tem sido uma balda generalizada e daí que existam tantos casos, onde deveriam ser realmente rigorosos estão se marimbar… e nem aprenderam com o que já estava a acontecer em outros países.

    • Infetado says:

      E se em vez de contribuíres para a perpetuação do problema, contribuísses para a rápida resolução do mesmo, não era melhor ? O que é que ainda não percebeste ao fim de 8 meses ? Ando eu desde abril a fazer sacrifícios para energúmenos continuarem a fazer o que o enorme ego lhes diz e simplesmente borrifarem-se para o problema. Porque é que achas que chegámos a novembro nesta situação ?? Vê de se uma vez por todas acordas.

      • Joao Ptt says:

        Infetado, desde o início que disse que para esta situação a utilização de máscaras com filtros apropriados era a medida razoável para evitar o sobrecarregar os hospitais, numa altura em que até diziam que as máscaras eram perigosas, e mantenho essa posição que a utilização das máscaras é o apropriado… mais que isso é claramente exagerar face ao problema.
        Em 8 meses só se verifica aquilo que já sabia, o vírus vai espalhar-se façam o que fizerem, e a utilização dos equipamentos individuais só vai atenuar a velocidade, quem tiver de ser atingido pelo vírus vai ser a menos que se isole de tudo e todos para sempre… o que não parece lá muito realista.
        Mesmo que conseguissem parar o vírus em Portugal com o isolamento total (impossível), ainda assim bastava vir um marmelo qualquer legal ou ilegalmente do estrangeiro infectado para recomeçar tudo de novo… mas parece que ninguém quer perceber esta realidade simples.
        Por isso Infetado: acorde, de uma vez por todas.

        • ToFerreira says:

          Ninguém quer parar o vírus!!! Só se pretende que este não atinja um pico superior ao da capacidade do sistema de saúde!!! É assim tão difícil de compreender isto???

      • zé mascaranhas says:

        Chegaste a Novembro nesta situação porque é normal em Novembro aumentar infeções do foro gripal. Achares que estás assim porque algumas pessoas são menos cumpridoras, é no mínimo ignorante. Não há nenhuma nova magia a acontecer, nem o facto de teres feito medidas restritivas iria mudar este facto…que acontece anualmente. Todos os meses de inverno existe mais infeções de gripe e no verão menos casos. É um facto. Portanto achares que estás a contribuir para alguma coisa, ficando em casa cegamente e acatando leis duvidosas como se fosses alguém especial por fazer isso, só demonstra um pouco do ignorância e subserviência.

        A única maneira de parares um virus é fechar as fronteiras e fechar toda a população desse país em casa, sem saírem, durante um designado período de tempo. Só assim acabas com a propagação de um virus. Como deves imaginar, isso não é possível neste momento. E não sendo possível, trata-se apenas de uma questão de gestão dos infetados. Que, nos meses de Novembro até Março, é maior, independentemente se és um ceguinho, que supostamente não sai de casa desde Março (ao que apregoas, não vais sair de casa até 2022), ou se és menos precavido, o resultado é o mesmo.

        Agora, tirando as palas, se achas que o SNS não tem capacidade para dar resposta a uma situação normal como esta, deverias revoltar-te contra o governo e não para o vizinho, que nada tem haver com o SNS. Tu, como bom cumpridor de todas as leis, aceitas que o governo gira a tua saúde. Aceitas que o governo gira o teu dinheiro e a tua saúde. Portanto, deverias ser mais critico daquilo que aceitas que o governo faça por ti. Ter um SNS vergonhoso que temos, a tua primeira reação é apontar o dedo ao vizinho. E nas próximas eleições ainda vais votar no PS, ou PSD. Este é o verdadeiro problema no nosso país. Pessoas como tu.

        • AD9 says:

          Ignorância mostra este tipo de comentários sinceramente.
          Por já saberes que esta altura é normal aumentar o número de infecções, por já saberes que a gripe vai começar a atacar e baralhar ainda mais as coisas é que precisas de ter medidas mais fortes. Especialmente com os comportamentos que o pessoal tem demonstrado.
          Pq tal como tu disseste a gripe no verão é tão rara que os especialistas consideram nem ser necessário registar o número de casos. Contudo isso não aconteceu com o Covid que mesmo no verão atacou e agora com a chegada do frio e estando o sistema imunitário das pessoas ainda mais suscetível pode ser muito pior, o que é uma razão para toda a gente se deixar de tretas e começar a realmente ter cuidado e consciência antes que cheguemos às centenas de mortes diárias como está a acontecer em alguns paises

  5. eu2 says:

    Vou escolher o concelho com menos casos

  6. Sardinha Enlatada says:

    E se estes numeros de infectados e de mortes que vemos todos os dias, estiverem a ser manipulados ? Ja pensaram nisso ? E um excelente argumento para manter as pessoas em casa e privar da liberdade delas. Vamos todos confiar cegamente na comunicacao social. Bora. Deixem de ser medricas, ja ha bastante informacao util a dizer que o virus nao e assim tao letal como dizem ser. E essa dos assintomaticos que transmitem o virus, ja tenho andado a dizer (nao sou o unico) que isso e uma treta.

    • Toni says:

      Já nasceste idiota ou tiveste lições?

      • Sardinha Enlatada says:

        Porque ? So por estar a dizer que a comunicacao social esta a mentir as pessoas ? E o idiota sou eu ? Usa argumentos validos em vez de andares a argumentar com idiotices a insultares as pessoas. Ja nao basta a CS andar a insultar a inteligencia das pessoas, so faltam pessoas como tu, infelizmente nao es o unico ha muitos idiotas por aqui a tentar desacreditar a opiniao dos outros e se recusam ate a morte a aceitar outros factos desta suposta pandemia, que de pandemia nao tem nada. Entao para nao passares por ma figura vai ver o que significa a palavra pandemia no dicionario, e nao des uma interpretacao errada, senao quem te vai chamar de idiota sou eu.

        • LR says:

          “que de pandemia nao tem nada”. Ao menos sabes o que é uma pandemia? Vá, tira o aluminio da cabeça e vai ver a definição de pandemia.

          • Sardinha Enlatada says:

            Isso pergunto-te eu a ti mas dificilmente vais conseguir dar uma explicacao convincente e sem interpretar erradamente a palavra. A comunicacao social e que faz isso muitas vezes, interpreta as coisas como bem entende e as pessoas acreditam nisso. Nao abram os olhos nao.

    • Santos says:

      Pois só é pena que os gajos que de facto percebem de virus não partilhem dessa opinião mas pronto vocês é que são os entendidos. Mas acho que sim com essa mentalidade e com o frio a chegar vai ser uma razia engraçada (se 40 mortos num dia não é suficiente para servir de alerta então não sei o que será).
      Ah e já agora eu também já disse várias vezes, eu conheço o responsável por actualizar os números do concelho e se há algo que ele garante é que os números que são apresentados no concelho são números já com vários dias de atraso. Ou seja os números quanto muito até são mais simpáticos do que a situação real

    • rjSampaio says:

      caso nao tenhas, tira rapidamente um curso de medicina, virulogia, e mais uns quantos, faz tu próprio o estudo e vem a público com o que encontrares.

      boa sorte, espero que nao sejas assassinado por tentar divulgar “a verdade”.

    • Interpol says:

      Ainda ontem o 1o ministro veio falar em direto sobre toda a situação do Covid. Prtt se a comunicação social está a mentir, o governo também está a mentir. Agora expliquem: o que é que ganha o governo (ou a comunicação social) em fechar as pessoas em casa? Rebentar com a economia? Afundar o país que estão a governar? A sério que alguém acredita que andam a manipular dados para fechar pessoas em casa?? Ainda se me dissessem que estão a mentir e na verdade há muito mais infectados e mortos do que os divulgados, ainda podia fazer algum sentido (evitar pânico, etc), agora o contrário não faz qualquer sentido.

      • Sardinha Enlatada says:

        Essa e facil de responder. Comecemos primeiro porque muitos de voces nao conseguem pensar fora da box. Ja estao todos formatados. Em relacao ao que o governo ganha com isto de andar a mentir as pessoas ? Como e que hei-de dizer isto sem fazer um desenho. Para manter os povos escravizados, isso e um facto. E Entao vamos la desvendar isto, dizes que que o governo nao ganha com isto ? Entao se isto e uma situacao tao grave para o pais, onde esta o investimento para o SNS reforcado ? Cof cof. Por outro, alguma vez em toda a tua existencia e a minha o governo deu alguma coisa as pessoas ? (ciganos e RSI nao contam, sao uma sociedade a parte segundo os governos) Nao nunca deiram, nunca dao e nunca darao. Posto isto ainda acreditas no pai natal e na verdade dos governos de todo o mundo ? E mais uma vez reforco, concentrem-se na palavra pandemia e deem a interpretacao correcta da mesma, mas ja sei que muitos de voces vao continuar a vir com os mesmos argumentos. Governo disse isto, Comunicacao social disse aquilo. Bem vindo ao mundo de zombies. A verdade e que os governos nao querem saber das pessoas para nada. Querem continua-las escravas do sistema. Este virus tem feito isso na perfeicao.

        • Interpol says:

          Portanto à minha pergunta “o que é que o governo ganha em fechar as pessoas em casa?” a resposta é “para manter os povos escravizados”. Como é que isto pode fazer algum sentido? Escravizar seria justamente o oposto, as pessoas saírem de casa diariamente para trabalhar em empregos mal pagos, passando por transportes miseráveis, perdendo imenso tempo em viagens porque não tem poder económico para morar perto do trabalho, não tendo tempo para se perguntarem porque é que não têm uma vida melhor porque estão sempre cansadas do trabalho, etc. Se o governo queria escravizar o povo, a última coisa que daria jeito era ter uma pandemia que arruinasse a economia e impedisse as pessoas de trabalhar. Nunca na história um povo foi escravizado por ser impedido de trabalhar o.O

          • Sardinha Enlatada says:

            Muito gostam voces de interpretar diferente o que os outros falam, isso chama-se falta de argumentos entao toca de inventar algo para ver se pega. Estava a referir a economia que ja esta a ficar fraca e nesse sentido. Muitos restaurantes fechados, pessoas endividadas, whatever, nao tem nada a ver com as pessoas ficarem em casa. Mas pronto essa parte voces sempre ignoram, isso e perguntas pertinentes que sao feitas. PReferem sempre divulgar o que a comunicacao social divulga, isso e que e importante para voces. Depois ha falta de argumentos fazem uma de duas coisas, insultar pessoas ou inventar historias de embalar.

          • Santos says:

            Não é ignorar mas o que é que o governo ganha em individar as pessoas? O que é o governo ganha com estabelecimentos fechados?
            E já fiz esta pergunta a outra pessoa e faço te a ti? Achas mesmo que escravizar as pessoas resulta em governos (e hoje em dia são muitos) que têm limitações de mandatos? Que têm eleições de 4 em 4 anos? O que é que tu achas que vao acontecer ao governo se as coisas se mantiverem assim daqui a 1 ano? Se me dissesses que isto só estava a acontecer em estados ditatoriais eu ainda acreditava em algumas das tuas desconfianças agora no mundo todo, com boa parte a ter eleições para “breve”? Está bem está, nunca tinha visto uma auto sabotagem tao bem feita se esse fosse o caso

    • ToFerreira says:

      Os hospitais estão cheios com falsos infetados, é isso?
      O delirio é intenso.

      • LR says:

        Spoky e Sardinha Enlatada no seu melhor. E falta aparecer o Rei dos Iluminados, o CS , com o número de óbitos por gripe em 2019…

        • Sardinha Enlatada says:

          Se te olhares bem para o espelho, voces e que sao os iluminados, sempre a contradizerem o que as pessoas falam. Nao sao medicos nem virologos, portanto estao no mesmo patamar que nos. Nao sabem porra nenhuma apenas do que ouvem na comunicacao social. Voces sao os primeiros a tornarem-se bonecos do sistema que querem impor a pretexto de um virus com, uma taxa de mortalidade muito baixa.

          • Santos says:

            Lol a sério que vais puxar os médicos e os virologos para a conversa? É que para isso tens de te deixar de tretas e seguir as recomendações dos mesmos. Eu não sigo as recomendações da comunicação social, sigo as recomendações dos especialistas alguns bens conhecidos mundialmente. E ainda não ouvi nenhum desses a dizer que isto é tudo uma farsa e que nos devíamos abrir os olhos.

          • AD9 says:

            Taxa de mortalidade muito baixa, contudo a do Covid anda acima dos 2% enquanto a da gripe que vocês tanto mencionam mal chega a 0.1%. Enquanto não houver de facto uma vacina sim é preocupante. Sendo de referir que nós estamos no top 5 de paises mais envelhecidos a nível mundial.
            Isto referindo que mal o tempo arrefeceu um bocado e o número de contagiados duplicou e o de mortos sobe em flecha. Se veres os efeitos do virus durante o inverno e sem teres os cuidados necessários olha para o Brasil e diz me se é exemplo.
            Mas vocês ainda perceberam que nao é só a mortalidade que interessa? Já sei que o pessoal que comenta essas perolas não consegue propriamente pensar nos outros, mas enquanto o virus andar ai a fazer ping Pong entre toda a gente a propagação nunca se vai conseguir controlar e os grupos de risco que se cuidem. Já sei que para os adolescentes/jovens este vírus não é de grande preocupação mas há meses que ando a fazer as compras pelos meus avós, há meses que o meu primo com bronquite crônica tem de ter 1001 cuidados e evitar ao máximo o contacto próximo para passado tanto tempo ainda haver ignorantes irresponsáveis que usam todos os argumentos possíveis para describilizar esta ameaça.
            Quando vocês mais rápido equacionam uma artimanha a nivel mundial organizada por “organizações secretas” do que esta pandemia pode ser real pah não sei que mais acrescente sinceramente.

          • Cristiano says:

            2% é falso visto a maioria (60-80%) ser assimtomática. O número que tu queres é o IFR, não o CFR.

          • AD9 says:

            Mais baixo em média como em qq doença mas que dá um salto enorme a partir dos 55 anos. E repito nós somos o quinto pais mais envelhecido do mundo.
            Eu não sei quanto a vocês mas eu gosto bastante dos meus velhotes e dos meus avós (felizmente ainda tenho alguns) para não fazer por cuidar deles. Pelos comentários que vejo aqui não sei ou é so adolescentes que só conseguem pensar neles próprios ou vocês devem ter uma vida muito solitária para não conseguirem pensar nos efeitos que este virus pode ter no outro

      • Sardinha Enlatada says:

        Por acaso es medico para andares a circular pelos hospitais ? E mesmo que percorras os corredores, vais andar a perguntar a todos os que estao internados se e do virus Covid ? Tem juizo. Nao entres em paranoia senao ainda tens um AVC e depois vais parar no meio dos infectados ahaha.

  7. Xnelox says:

    Estou livre porque não vivo num concelho, vivo num distrito.

  8. SANDOKAN 1513 says:

    Excelente artigo,Pedro Pinto.Este website é muito bom,o covid19estamoson.gov.pt Assim vale a pena sentirmo-nos mais informados.

  9. Pedro says:

    Já que estamos numa de ignorar factos, na minha opinião 1+1= 492.

    Tenho direito à minha opinião e opiniões agora valem tanto como factos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.