Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Bibliotecas devem deixar o acesso à rede Wi-Fi aberto

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. miguel says:

    Praticamente tudo usa HTTPS é o mínimo para navegar em segurança, só se for páginas antigas que ainda usam http, mas os browsers já avisam sobre isso.

  2. R says:

    E que tal as operadoras actualizarem os pacotes de dados com (muito) mais plafond? É ridiculo o que se passa em Portugal

  3. Raios Perdi O Meu Nome Alguém O Encontrou? says:

    «novas medidas, onde se inclui o fecho das escolas»

    Oh, sim, isso vai ter mesmo bom resultado… a somar a todos os fechos de escolas passados e futuros com a desculpa da pandemia o resultado vai ser mesmo lindo!

    Num país onde o abandono escolar já é um grande problema, com promessas quebradas de um computador por aluno no início do ano lectivo e agora, claro, sem qualquer ensino à distância (pois muitos nem computador têm ou net ou wifi, como estes governantes bem sabem) só vai desmotivar ainda mais a juventude para os estudos.

    Assim… o abandono escolar só vai piorar e não vai ser pouco!

    E mesmo para os que não abandonem a escola… quantos anos se arriscam a perder? Ou vão fazê-los passar a todos de ano administrativamente com poucos ou nenhuns novos conhecimentos adquiridos e muito menos consolidados?
    Ou talvez fazê-los passar com testes ou exames ainda mais fáceis para fingirem todos que as notas são merecidas?!

    Com todas estas disrupções se os testes ou exames realmente avaliassem justamente todos os alunos quantos conseguiriam acabar o secundário antes dos 19, 20 ou até 21 anos?

    E aqueles que assim entrem nas universidades? Quantos não irão esbarrar logo no 1.º ano? Logo no 1.º semestre! Talvez passem à tangente à cadeira de informática, se a tiverem. Ou irão as universidades passar a ser meras extensões das escolas secundárias com o único objectivo de distribuir canudos?

    Tudo isto, num país onde, ainda por cima, o ensino técnico em escolas profissionais parece ser odiado!

    Os únicos que se safarão disto tudo serão aqueles poucos que gostam mesmo de estudar e têm naturalmente sempre boas notas ou então os que possam pagar explicações a todas as disciplinas. Estes talvez possam ir estudar para escolas ou liceus estrangeiros ou mesmo para o estrangeiro… os restantes estão tramados pois terão como futuro, se tiverem sorte, o ordenado mínimo para o resto da vida, isto se não passarem por longos períodos a receberem o RSI.

    Esta esquerda sempre gostou muito de facilitismos na educação mas a esticarem assim ma corda… ela vai rebentar! Será esse o objectivo? Passarmos todos a ser dependentes do estado? Nivelar tudo por baixo? Todos pobres e sem educação?

    • adbu says:

      O abandono escolar em 2018 era de 43.7% e passamos para cerca de 10,6% em 2019, o que é aproximadamente a média europeia. Já estamos bem melhores, mas por cá continuamos a ter o estigma do passado.
      Se quiser um ensino mais rigoroso o melhor é olhar para a china, aí têm exames bastante difíceis que apenas uma minoria consegue prosseguir os estudos. Mas também tantos que se podem dar a esse luxo.

      • Encontrou O Meu Nome Onde Está O Meu Nome? says:

        Reparou bem em todas as datas e percentagens que aí escreveu? Só foram duas de cada…
        Espero que o “adbu” tenha dormido bem para não voltar a cometer esse tipo de lapsos com certeza motivados pelo sono.

        E quanto à china e às suas políticas de educação, ou, já agora, quaisquer outras, não a tomaria como bom exemplo para nada deste mundo!

  4. rui says:

    em vez de se ficar em casa, bora furar o confinamento e fazer um ajuntamento à volta da biblioteca para ir à net. e também porque é costume os AP’s desligarem-se quando se tranca a porta

  5. A quem interessar says:

    É uma ajuda à educação, desde que usada sem risco, o que não me parece muito viável nesta fase muito grave de pandemia que atravessamos. Julgo quem nem os moradores contíguos a algumas das Bibliotecas conseguirão aceder ao sinal aberto sem quebrarem as regras de confinamento.
    Lendo o “tipo” que parece que perdeu o nome,…lembro-lhe apenas que o pior dos alunos vivo…é mesmo assim mais “útil” ou melhor aluno…do que o melhor dos alunos…morto. Este é um momento em que ninguém quereria estar no lugar do governo, que infelizmente errou ao fechar as escolas…tardiamente. Não é ignorando e assobiando para o lado que a pandemia melhorará.

  6. Zé Duarte says:

    Não podem fazer isso que vai contra a constituição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.