Quantcast
PplWare Mobile

Ciberataques – Portugal é um alvo preferido dos criminosos?

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Samuel MGor says:

    As empresas aos invés de contratar engenheiros de informática que nada sabem sobre cibersegurança devia priorizar quem tem algum conhecimento sobre cibersegurança. Ter um curso de engenheiro informático e não saber nada foi apenas um gasto de dinheiro. Não digo todos mas sei de alguns que nem um computador sabem montar e no entretanto foram os melhores no curso. Mas também sei de alguns que nem têm curso de engenharia informática que são pagos a peso de ouro só por terem curso LPI 3.

    • Samuel MGor says:

      Sei mais do que tu!! Pois sei quais as ferramentas que hackers usam e como contra atacar. No entretanto dizeres que sabes sobre cibersegurança tendo apenas o Linkedin como base para tal afirmação.

      • Ricardo Gomes says:

        Hahahahha, de rir, daí eu trabalhar por exemplo para a lockeed martin, forças militares de vários paises, Dassault etc e tu na caixa do continente 😉

  2. Ricardo Gomes says:

    Não não é, aliás Portugal geralmente nem está na lista pelo fraco empenho Economico… o que existe é uma tremem falta de competência no ramo que faz com que os ataques em Portugal sejam extremamente eficazes.

    • honorato says:

      nao é pela falta de competencia e mais falta disto €€€€ ninguem trabalha de graça.

      • Ricardo Gomes says:

        O ordenado é apenas parte, o CEO da Vodafone entre outros preferem-se pagar excelentes ordenados e vender gato por lebre aos clientes vistos que vendem cibersegurança mas nem sequer sabem o que isso é…. a outra parte: num país onde nem sequer existe formação adequada não se podem esperar milagres… além do mais existem muito poucos e por serem tão poucos estes conhecem-se todos uns aos outros além de nenhum deles ter sido formado em Portugal.

        • Samuel MGor says:

          Não sei se sabes mas existem um especialista em cibersegurança formado em Leiria…

          • Ricardo Gomes says:

            Opa não vou discutir um assunto contigo ao qual é simplesmente uma perda de tempo…e não, se tens um bom especialista em Portugal é porque ele é interessado e aprendeu por ele proprio com muito muito esforço e não porque teve uma formação adequada, visto esta ser inexistente em Portugal. Em todo mundo existem pessoas com uma capacidade extraordinária mas essas pessoas não fazem parte da maioria… e o problema nacional é a maioria.

  3. Robin Wood says:

    “… o que existe é uma tremem falta de competência no ramo…”
    Ora aqui está um jovem, iluminado, que sabe fazer o diagnóstico das coisas e suas causas em Portugal. Simple as that !
    Ainda te arriscas que um dia destes sejas convidado pelo Costa para o Governo.

    “…pelo fraco empenho Económico…”, deve ser “pelo fraco desempenho Económico”, penso eu de que…

  4. miguel real says:

    e eu aqui desempregado !!! “informatico” desde dos 21 tenho 55, já fui ‘tecnico’ microsoft , novell, 3com xenix, … e estou relativamente actualizado mas sem certificações actualizadas, (nem quero estudo melhor só) mas sei que quase todos os sistemas que instalei estavam robustos á data, (iclusive Estado Maior da Armada), agora para arranjar emprego é uma treata só sites com inscrição engodo e enganos !!! mas até me dá imenso riso. Continuem a deixar malta como eu no desemprego que a coisa só vai piorar. Ainda se lembram quando os alemães nos avisaram que eramos a maior porta europeia para todo o tipo de ataques pois memoria curta!!! primeiro formar os utilizadores, criar DMZ e separa as aguas alem dos backups diferencias remotos ou não !!! qualquer dia a “luod” tambam bai apesar de devido a sua natureza ser resiliente. lembram-se do michael Porter … só com formação continua Portugal, (que tem boas tolas), acrescentara valor. Vivam os ataques tal como o das centrifugados do Irão perpretado pelos USA se forem outros não gostam ??? o feitiço vira-se contra o feiticeiro chatice !!!Estudem Aprendam e vivam na realida e não no metaverso.

    • Ricardo Gomes says:

      Cybersecurity hoje em dia é bastante diferente… Obviamente que certificados actuais Microsoft MCSE, MCSA ou Cisco CCNA entre muitos muitos outros são uma mais valia, mas estes nem são sequer assim relevantes na industria. Mesmo certificados específicos CEH, CISM, CISSP, GPEN, entre vários outros so cobrem uma pequena parte do conhecimento real necessário. Conhecimentos na programação são hoje em dia essenciais, tais como em várias metodologias, OWASP Top 10 é um must em todo o código escrito e conhecimento extensivo sobre arquiteturas como estas funcionam, reverse engineering a fw etc… hoje em dia tudo faz parte da segurança cibernautica. Eu estou neste momento a procura de vários recursos, um é um Senior System Engineer. O nivel de formação e conhecimento que este ter que ter não é alto. Se estiveres interessado e se tiveres as competências minimas, envia curriculum incluindo, carta de candidatura, cartas de recomendação, certificados, diplomas etc aqui: https://bit.ly/3sHZUk5

  5. Jon says:

    Então o pessoal não quer tudo digital e tal??
    Agora aguentem se e muito bem feito….

  6. takedown says:

    Em um país onde hackers são tratados como whistleblowers, tinha que se transformar em um playground mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.