Quantcast
PplWare Mobile

Chaves para emitir certificados digitais de COVID-19 são trocadas na Internet livremente

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Sergio says:

    Por exemplo em Portugal era caricato pedirem o certificado e nao pedirem o cartão de cidadao em simultaneo.. tantos e tantos casos que conheci a entrar em restaurantes e cafes com o certificado do pais.

    Mas pronto, este caso é mais grave

  2. Fusion says:

    Foi chata a questão do nazismo, mas ao menos o Hitler está vacinado, mostra que tem preocupações com a comunidade 😉

  3. Miguel says:

    Tanta treta e em Portugal ninguem pede qualquer documento a entrada do pais, nem teste, nem certificado e nem o localizador de passageiro me dou ao trabalho de preencher pois ninguem quer saber

  4. Tonheco says:

    Certificado? Isso é aquilo ás cores que as ovelhas costumam trazer nas orelhas?

    • O Pastor says:

      não isso é o brinco, o certificado está associado ao brinco e é um papel. sim eu sei que andam aí muitos carneiros de brinco e sem certificado mas isso é porque ainda nao foi solicitado ás autoridades competentes

  5. Cyber says:

    Isto tem uma resolução simples , porque não revocar todos os certificados emitidos até agora e emitir novas chaves privadas para emissão de certificados evitando assim a utilização das chaves emitidas

  6. RatazanaDoPunjab says:

    Desde que começaram a pedir certificados do Covid no restaurante, deixei de os frequentar.
    Já poupei bastante.
    Aqui na minha tasquinha onde vou comer bom e barato não há certificados para ninguém..

  7. Eu sei lá says:

    Na verdade o post está a afirmar o que ainda não é certo:

    – O código/chave circula livremente, permitindo falsificar qualquer certificado?
    – Ou, um “engraçadinho”, obviamente com acesso a esse código fez os códigos QR de Hitler, Rato Mickey e outro, publicou-os e andam de site em site?

    Ainda não vi – mas pode acontecer, que que esse código esteja a circular. Convém é ter a certeza se é uma coisa ou outra.

  8. Ana says:

    Vim ontem da Inglaterra, e mal olharam para os certificados e formulário de localização à saída de lá, e na entrada aqui em Portugal, não perguntaram, nem viram nada.

  9. Carlos says:

    Caramba, isso vê-se logo que é falso, toda a gente sabe que o Rato Mickey não nasceu nessa data.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.