Brainternet – Investigadores ligaram cérebro humano à internet


Destaques PPLWARE

19 Respostas

  1. Luis Rosa says:

    Começaram pelo parte mais difícil! Deveriam começar por saber como a informação é armazenada no cérebro sob a forma de ondas electromagnéticas e então poder-se-ia ligar p.e. uma pen com informação, podendo aumentar o nosso conhecimento acerca de um assunto(s) e última instância poder fazer esta transferência por Wireless.
    Vão zombar de mim? OK!

  2. Fabio says:

    O dia da independência ja teve mais longe.
    Terminator ehehe

  3. Ricardo says:

    Cuidado com o ransomware cerebral….

  4. Fernando Negro says:

    Se pensam que a tecnologia do tipo da que se pode ver no filme “Matrix” existe apenas na ficção, vejam também o seguinte pequeno documentário: https://www.youtube.com/watch?v=aCdSLlb4Quc

  5. julio dinis says:

    Ligar um cérebro ao PC é fantástico, ligar um cérebro à internet é só para o reino utupial. Neste momento o cérebro tem mais ligações que um PC, liga-lo à Internet significa entrar num pântano sem uma protecção aos mosquitos que por ali andam, e a outras dádivas do reino animal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.