Quantcast
PplWare Mobile

Autoeuropa volta a parar! Não há semicondutores para os automóveis

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Miguel says:

    Cada vez mais consumo energético, mais consumo de componentes electrónicos, mais consumo de recursos naturais…
    A questão é até quando o planeta vai aguentar este caça aos recursos nas últimas décadas.

    • Luis Costa says:

      O problema não é o consumo, é o desperdício pois mais de metade do material eletrônico vai para o lixo tendo este a possibilidade de ser reparado

  2. Estradiol says:

    Agradeçam aos asiáticos. Fábricas de semicondutores na Europa são um par delas e se os governos não investem, a Ásia domina o mundo. Covid veio da Ásia e ainda lhes compramos as máquinas, os testes, as máscaras. Se quiserem que todos morram, os asiáticos só precisam deixar de enviar material…

    Em breve até CPU e GPU de alta gama vai produzir. Check-mate

  3. jaugusto says:

    Aposta no consumo de certos governos, acham que as coisas caem do céu …

  4. jonas says:

    Cada vez metem mais Me*da (semicondutores) nos carros …
    Fazem dispositivos para durar pouco para vender mais …
    É tudo à grande! “No meu tempo” uma televisão durava 10 ou 15 anos, se for preciso em 10 anos a malta compra 2 ou 3. Já para não falar nos telemóveis, andam sempre a inventar porras “novas” para voltar a vender ao fim de um ano ou 2.

    Não se justifica!!!! Uma porra de um computador neste momento tinha obrigação de ser feito para durar em condições 7/8/10 anos!

    • Milhais says:

      Metem mais “me*da” porque as pessoas querem mais conforto. Ou quem achas que controla os ABS, o cruise control, blind-spot detection, lane change assist, entre muitos outros, e isto so na parte da seguranca, fora tudo o resto que o pessoal espera dos novos carros, como conducao autonoma, free parking detection. Por isso a culpa nao e da produto e de quem compra.

      O mesmo para o teu exemplo do computador. Todos querem um computador portatil, o mais leve e mais fino da loja, para estarem sempre com ele em casa em cima do sofa. Comprem as coisas para o que usam, eu tenho um desktop, com 8 anos, AMD FX 8350, e uma radeon r7 370 e esta aqui para as curvas com mais de 8 anos, porque uso so para casa por isso nao faz sentido ter um portavel com os componentes todos esmagados e com fracas ventilacoes.

  5. Miguel Real says:

    A Tesla trabalhou para dar a volta a esses componentes os outros não porque, (muito stock afinal pra nada?) ? A Infineon era em Vila do Conde , (na Alemanha ficou o centro de I&D), mas foi para o oriente e a culpa é deles?. os fabricantes alemães e outros andaram a aldrabar o pessoal décadas e ninguém diz nada? o lab. de Fort Detrick que criou o método de potenciação de virus não pode ter inspecção e agora nem vale a pena foi fechado e limpinho, e os outros podem? faz anos que despois das chuvas acidas na Alemanha a leis mudaram e em vez de upgrade foram para a China que agora é a mais poluidora, (vamos ver que tal com o reactor de Tório !!!) e por cá empregos de jeito nada.
    Felizmente apesar de alguns mentecaptos alguns, (cada vez mais), começam a vez a realidade que se impõe á verdade dos donos dos media e da natureza estragada mas ainda vamos a tempo.!? muito “empres«arios” congelaram a evolução para ganharem mais e mais e mais chegoua a Tesla e a SpaceX, (foguetes a metano menos poluidores que nunca), e tratam o Elon Musk como vilão.!? Os nazis nunca desapareceram e estão de volta Temos que acordar e defencer a “Democracia Republicana” não temos melhor . Vamos deixar que as conquistas das gerações antes de nós continuem a ser destruidas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.