Quantcast
PplWare Mobile

Aprovada a primeira droga feita com tecnologia de impressão 3D

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. André Alves says:

    Doí-me a cabeça, vou imprimir um comprimido para a dor de cabeça, yee.
    A mim não me dá jeito isso, vivo por cima de uma farmácia. 😉
    Será que há impressoras 3D que imprimam impressoras 3D que tenham a possibilidade de imprimir impressoras 3D e que estas por fim também deiam para imprimir impressoras 3D. xD

  2. Maxim says:

    Por mais que odeie as empresas farmacêuticas, há que receber bem essas noticias, porque o pouco que eles fazem, daquilo que podem, já é muito bom para a nossa saúde.

  3. J.C.Lopes says:

    Agora fiquei confuso.
    E eu a pensar que uma impressora 3D apenas cortava/moldava um qualquer material na forma que o utilizador quisesse, à semelhança de um torno mecânico.

    • Alex says:

      Ela não “corta”, tem uma ponta quente que normalmente derrete plástico, depois esse plástico e “guiado” pelos motores, e tipo um impressora normal, porém a normal só imprime a 2d

  4. AlexX says:

    E se passa pela impressão de medicação……porque não alimentos também? Saindo em conta, imaginei logo cadeias de fastfood imprimindo hambúrgueres com vitaminas e minerais na conta certa (e outras coisas sujeitas a receita médica), calorias e sabores extra ao gosto do freguês e por aí…

  5. fibonacci says:

    Há que deixar uma coisa clara, que pelos outros comentários parece-me que não ficou entendido… A droga em si não é criada pela impressora. A droga é fornecida à impressora como matéria prima, a impressora apenas fabrica o comprimido. A única vantagem é a exatidão da dose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.