Quantcast
PplWare Mobile

Apple impede a venda do novo Tablet Samsung na Austrália…

                                    
                                

Autor: Hugo Cura


  1. racpxt says:

    Quem sairá vencedor não sei. Mas quem poderá sair bem perdedor serão os consumidores finais.

    • Carlos says:

      X3, e tudo culpa da apple, concorrência estúpida, pelo li a ultima vez sobre apple vs samsung a samsung ripostou da mesma forma, porque trabalhavam juntas, e a apple também usou muita coisa da samsung, e por estas e por outras não gosto da apple, tem bons produtos, mas as politicas que usam são repugnantes, acho que a apple está muito incomodada com o android, e com a samsung, porque era a samsung que lhes fabricava muitos conponentes, e sabe que lhe vai fazer moça na Australia, enfim, quem tudo quer tudo perde, e em consideração já está a perder muito.

  2. PTGamer says:

    gosto muito dos produtos da apple (e sou portador de alguns) e considero isto um exagero por parte da apple…

    os aparelhos da apple por si só ja vendem e muito penso que é escusado toda esta guerra…

    se formos a pensar como a apple todos os carros que temos no mercado hoje são todos copias do 1º automóvel fabricado no mundo.

    penso também que a apple devia estar mais preocupada com os “pseudo-clones” chineses do que com a samsung.

    deixo o exemplo do Sophone (best 2010 iphone knockoff)

    http://www.fetxin.com/2011/07/13/sophone-is-the-best-iphone-4-knockoff-of-2010/

    aconselho a verem a parecenças são muitas e a 1ª vista imperceptiveis.

    • PTGamer says:

      Video de comparação Sophone e Iphone 4 😀

      http://youtu.be/4Vo8Og2_by8

    • João Ribeiro says:

      x2 Nem mais!

    • cartoon says:

      Já tinha visto cópias chinesas quase perfeitas de carros, mas de iphone, é a primeira vez que vejo algo assim!!

    • Carlos says:

      Por acaso isso dos automóveis é bem mais complexo do que parece, tal como os telemóveis…

      (Independentemente de ser óbvio que a Samsung copiou descaradamente tanto o iPhone como o iPad em alguns dos seus produtos)

      O que me surpreende é que se continue a tratar a China com luvas de seda, tendo em conta que grande parte da sua força económica provém de roubar descaradamente as invenções da industria americana e europeia.

      • Carlos says:

        copiou descaradamente? põe lado a lado e vê, por acaso tenho o modelo que a apple diz ser cópia, o galaxy ace, e lado a lado tem as suas diferenças, tal como o lg, ou mesmo htc, o iphone quase não tem botões o ace tem 2 a mais dos lados e tem porta sd card, 2 botões de tacto ao lado do botao central que é quadrado, apple é redondo, mas agora diz-me lá, como farias tu um smartphone sem se parecer com o iphone? e já agora, o modelo de telemóvel já havia antes da apple o fazer, mais gordo ou mais fino, mas o estereótipo tava lá, então a apple também copiou alguém, E SERÁ QUE FOI A APPLE QUE FOI COPIADA, OU A SAMSUNG? eles trabalhavam em conjunto, enfim, acho a apple mesquinha, de mim nunca verá 1 cêntimo.

  3. Chico Silva says:

    A Apple está a dar tiros no pé com essas birras ridículas com a Samsung… Nichos de mercado diferente. Quem é Fanboy de Apple não vai deixar de comprar produtos dela por Android e quem gosta de ambos, continuará gostando, como é o meu caso que tenho produtos de ambas.

    • RCS says:

      A apple pretende fidelizar Novos clientes.

    • Vítor M. says:

      Chico não são ridículas. Se a Samsung quando tinha acesso ao roadmap da Apple o aproveitava para “roubar” ideias… é obvio que a Apple não irá deixar barata esta traição.

      É como se tu tivesses feito um trabalho, com desenvolvimento completo desde o projecto até ao trabalho final e alguém o visse, o copiasse, alterasse umas nuances e o apresentasse como sendo seu. Como reagirias ao ver muito do teu trabalho ali surrupiado?

      Sempre foi assim “pimenta no…. dos outros…”

      • Bruno Silva says:

        Mas a própria Apple não é isso? Grande parte dos produtos e apps lançadas pela Apple são “copiadas” de algo já existente, alterado umas nuances, pôr a coisa bonita com ecrãs brilhantes ou logos redondos e lançar para o mercado como um enorme “breakthrough” quando já existia há anos.

        A inovação não é só criar algo, é pegar em algo e melhorá-lo, se os fanboys da apple acreditam que é isto que a apple faz porque é que as outras marcas já não o podem fazer? Fanboyismo…

        • RaCcOn says:

          Diz-me lá qual é o produto da Apple que é uma cópia descarada de outro de outra marca qualquer como acontece com a Samsung?

        • Vítor M. says:

          Bruno Silva se me deres exemplos claros, pode ser que leve em consideração os teus argumentos. caso contrário são instintos haters a falar, isto porque sem argumentos se recorre aos termos fanboys e tal….

          Eu sugeria, sinceramente, que lesses um pouco da história que sustenta estas tecnologias. Não sei se sabes mas muito do que vês hoje nas empresas Google (sim, empresas porque a Google maioritariamente são aquisições e não desenvolvimento de raiz) nasceram umas 3 décadas depois da Apple, e o legado, meu caro, é tão rico que até os fundadores da Google são utilizadores Mac 😀 mas isso são outros assuntos.

          O que te digo é que existe um legado de tecnologia que ajudou a florescer muita outra e é nesse patamar que se concentra a força da Apple, na experiência e na história do seu crescimento.

          • Luso says:

            Vais-me dizer que a Apple não roubou/copiou patentes da Nokia é?

            Não vou estar aqui a espetar com argumentos para refutar a frase acima, pesquisa um pouco e vais ver alguma da verdadeira experiência e história do crescimento da Apple no que diz respeito ao seu smartphone…

          • Vítor M. says:

            Luso, quais? E as que são conhecidas, a Apple acordou com a Nokia a sua utilização, pagou para as usar… já os outros… é o que vamos ver.

          • Ppietra says:

            @ Luso
            Caso não saibas a disputa com a Nokia foi sempre sobre o quanto a Apple teria que pagar por algumas tecnologias fundamentais. Isto é, a Apple sempre achou que a Nokia pedia demais face ao que os outros andavam a pagar à Nokia, para além de pôr no bolo patentes com que a Apple não concordava!
            A disputa com a Samsung é diferente pois refere-se a cópia de coisas que tornam produtos únicos – a sua imagem e experiência – e isso ninguém está disposto a licenciar pois é descaracterizar o seu próprio produto!

      • Carlos says:

        Vitor lâ aqui http://www.pcmanias.com/samsung-retalia-e-processa-apple-por-10-patentes/
        a mim não me interessa muita essa guerra, até porque não lucro directamente com isso, como já li umas vezes antes, a samsung era fornecedora da apple, e conheciam-se mutuamente, e uma copiava a outra, portanto a apple não é nenhum santinho, atacou foi primeiro.
        e nesse link também se lê que a applke acusa a samsung de cópia de interface mas a samsung tem provas em como não, enfim, não estou a desculpar a samsung, mas também não defendas a apple, pois fazem o mesmo, tal como muitas outras empresas.
        e se formos por aí então ainda começam a dizer que o android é copia do ios, quando o ios tamb+em copiou outros interfaces, basta lembrar dos antigos telemoveis, apenas apresenta os icones de modo mais bonito, mas e depois? quando os produtos são para o mesmo fim é óbvio que se tornam iguais a nivel de interface e hardware

  4. Miguel says:

    Este tipo de acção só vai deixar os australianos com mais vontade de ter um Samsung. A Apple já devia saber isso, visto que é o que acontece sempre com os seus artigos. Falta de stock gera maior expectativa junto do consumidor final (em artigos deste género).

  5. JPedrosa says:

    O mais absurdo não será até ser permitido patentear “look & feel”?

    Já agora, vamos patentear tablets com cantos arredondados, ou um background azul, ou o butão de power redondo … que imbecilidade.

    • Miguel says:

      Boas JPedrosa, não sei se concordo consigo, existe muita gente a estudar e a trabalhar esse “look & feel” nas empresas (não só na Apple). Nessa medida julgo que será um custo muito elevado para as companhias que investem muito em design, ergonomia e “usabilidade” dos seus produtos.
      Mas daí até patentear isso…. não sei.

      • JPedrosa says:

        Portanto, se alguém tivesse patenteado um look&feel com janelas com cantos arredondados, concordas que mais ninguém pudesse usar sem pagar ao génio que usou cantos arredondados?

        Se alguém patenteia “colher” … tu passas a pagar a quem patenteou, ou mudas o nome à coisa …

        patentes relativas a tecnologia, métodos, moléculas, materiais, por aí fora, tudo bem, agora a loucura actual …

        percam algum tempo a ver as patentes em causa, neste caso e nas outras trollises que têm surgido a propósito…

      • JPedrosa says:

        uma fonte totalmente “apple biased” mas que vai dando conta das patentes Apple

        http://www.patentlyapple.com

        • Miguel says:

          não foi isso que eu disse, concordo que é loucura patentear look&feel, mas o que não podemos ignorar é que as marcas investem milhões no seu desenvolvimento e que não deve ser assim tão fácil copiar, mas daí até patentear… Não sou perito, é apenas a minha opinião!

          • Vítor M. says:

            Mas é verdade, existe por trás muitas horas de trabalho e muitos milhões investidos… se ninguém defender esse trabalho, qualquer um pode pegar nele que está a vender e simplesmente usurpar o trabalho de terceiros.

            Mas concordo que isto está estranho… mas vai piorar 😉 a corrida à compra de patentes está ao rubro!

  6. Alex Rodrigues says:

    Parece que não é bem assim…

    http://goo.gl/jIadV

  7. aver says:

    Ora “googlem” lá por “Samsung seeks import ban against Apple”

    Em 30 de Junho de 2011 vai-vos aparecer isto: “Samsung is asking the United States to prohibit Apple from importing key products including the latest iPhone and iPad devices amid an escalating patent dispute”. Portanto, se a Apple pediu, na Austrália, a proibição de importação de tablets da Samsung, a Samsung pediu, nos EUA, a proibição da importação de iPhones e iPads. Estamos no meio de uma guerra comercial, andar aqui à procura de santos e diabos (os chamados fanboys 😉 ) é tempo perdido.

    Quanto às patentes sobre a aparência (“look and feel“) é só olhar para as embalagens Tetra Park, dos pacotes de leite, sumos, etc. Ou se compra as embalagens à Tetra Park ou se compra à Tetra Pack o direito de os produzir com aquele aspecto.

  8. Marcelo Barros says:

    Uma exemplo que parece um pouco de exagero, mas não é.

    Assim como a Apple tenta patentear as bordas dos seus Iphones, iPods.

    Uma empresa, inclusive a apple de patentear o smartphone rectangular, e as outras marcas, tinham de produzir smartphones redondos, quadrados, em estrela, ou caso queiram produzir rectangulares teriam de pagar…

    Seria um custo que se reflectiria um custo no preço final, o utilizador quer pagar esse preço?

    Cumps[[]]

  9. Marcelo Barros says:

    A Apple tem um look&fell muito exclusivo já sabemos.

    Mas imaginiemos que todas as outras marcas, HTC, Samsung, Nokia…, começam a patentear todos o seu look&feel, estas lançam n smartphones ao ano.

    Imaginem que podíamos chegar a um ponto onde a própria Apple não tinha margem de manobra para o seu look&fell.

    Só de imaginar, estas marcas todas avisarem a Apple, esse canto x é nosso, essa curva é nossa…

    lol

  10. Rui da Silva says:

    A Apple está a cavar a sua própria cova, pois a patente para o conceito de ecrã táctil dobrável é da Samsung…..

    • Vítor M. says:

      Rui, a Apple é hoje a mais forte empresa no mundo da tecnologia e uma das mais fortes empresas mundiais. Tem um mercado promissor e lidera em vários segmentos com produtos desenvolvidos com rigor…. os outros são sempre uma ameaça porque também têm muita qualidade… mas se roubam ideias… têm de se acautelar.

      Não se esqueçam que muitas das marcas que estão e causa apareceram muito depois da Apple e muita da tecnologia que essas marcas hoje usam foi trabalho que a Apple, entre outras empresas, desenvolveu 😉

      A Apple se não fizer nada contra a usurpação de patentes suas… está a abrir portas à concorrências… pensa nisso 😉

      • TM says:

        acho q te está a faltar um pequeno pormenor aí, a apple, em termos de hardware, nãe é pioenira em nada, visto que não são eles q produzem nenhum dos componentes dos seus produtos, alias, mais ridiculo ainda é o tão aclamado proceesador A4 ser fabricado nada mais nada menos que pela propria Samsung, sendo q a uncia diferença é ter um autocolante a dizer A4 ‘colado na testa’

        • Vítor M. says:

          Estás redondamente enganado. Tudo o que a Samsung faz é desenhado pela Apple. Alias tanto é verdade que os processadores serão agora produzidos pela qualcomm sem que isso passe pela aceitação da Samsung. Não te esqueças que o projecto, o desenho e a patente estão do lado da Apple, depois é escolher o artesão que esculpa a obra de arte seguindo o esboço que lhe colocaram na frente. Escultura feita, escultura paga e tudo está na mão de quem manda fazer.

          Há milhares de exemplos dentro deste campo.

          • Miguel Fonseca says:

            Boa noite Vítor, tu é que estás enganado! A Apple realiza contractos com empresas de hardware em que as únicas premissas (exigências) são, a total compatibilidade com o software da Apple e a exclusividade nos modelos utilizados nos equipamentos da Apple.
            A Apple não desenha, nem produz hardware! E tu sabes que isto é verdade!
            Os fabricantes de hardware é que desenham, produzem e comercializam os seus produtos!
            Eles é que sabem fabricar e desenvolver o hardware e disso, a Apple não entende nada!
            A patente está do lado da Apple, como disseste, porque essa é a tal premissa (exigência) que a Apple faz! Exclusividade e propriedade dos modelos utilizados nos seus produtos! Para não poderem ser utilizados por outros! Mas não desenham, nem esculpem nada! Fazem contractos com exigências e os fabricantes têm de as cumprir, senão, arranjam outro fabricante. Foi o que aconteceu agora e não porque a Samsung não tivesse a cumprir as exigências, mas sim, porque se tornou uma pedra no sapato da Apple quando se lançou como concorrente directo no segmento dos phones, tablets e laptops.
            Então, a Apple, o mais depressa possível arranjou outro fabricante (sem interesses nos segmentos da Apple) de hardware. A sorte bafejou a Qualcomm. Que mesmo assim, são esles que vão fabricar o hardware (wireless e chipeset) e NÃO a Apple! Para o resto do hardware, têm outros fabricantes que o produzem! A Apple é uma empresa dedicada ao desenho e produção de software. Tem uma palavra importante e final nos desenhos (VISUAL) dos equipamentos em si! Computadores, Tablets e IPhones, mas isto não é hardware! São as caixas que envolvem o equipamento e, é claro que envolvem o hardware! Que é idealizado, desenhado, fabricado e vendido pelas empresas de hardware à Apple! Esta última, como já referi, adquire as patentes, mas,repito, não as desenha ou produz!
            Portanto Vítor, tu, com o conhecimento que tens, não devias escrever estas coisas, pois não reflectem a realidade!
            De qualquer maneira, não ponho de forma nenhuma em causa o valor das ideias de conceito visual dos equipamentos da Apple, assim como do seu software!

          • Vítor M. says:

            Miguel Fonseca não digas disparates homem 😀 então se a patente é da Apple não é ela que desenha os componentes? 😀 Ok respeito a tua ideia, mas não digas barbaridades sff!

            E a Apple não produz, mas isso estás a parafrasear as minhas palavras, não acrescentaste nada, o que eu disse e repito é que a Apple é a detentora de todos os componentes dos seus iDevices e escolhe quem quer para os produzir mediante as especificações que a própria Apple determina.

            Uns componentes são totalmente Apple e outros, como é obvio, são de terceiros, tecnologia que a Apple, como qualquer outras empresa o faz, compra a quem vende.

            Tu deverias ler mais, ou pelo menos sustentar melhor a tua opinião quando criticares um comentário meu. Repara que tens um comentário que se contradiz de cima a baixo 😉 tem calma homem :d

            Abraço.

          • Carlos says:

            Na verdade é uma trapalhada. O A4 usa no CPU ARM Cortex A8 tecnologia desenvolvida pela Samsung para melhorar o desempenho. Se a Samsung patenteou essa tecnologia pode simplemente impedir a Apple de usar o A4.

            Isto é como já disseram: só é bom para os advogados.

          • Ppietra says:

            @ Carlos
            tás um pouco enganado!
            O A4 foi uma parceria de 3 empresas, Apple, Samsung, Intrinsity. Os processadores da Samsung foram uma parceria com a Intrinsity.
            A Intrinsity foi comprada pela Apple logo nessa altura. De modo que patentes não entram nesta conversa!

          • Ppietra says:

            @ Vitor M.
            Não creio que venha a ser a Qualcomm, mas sim a TSMC!

          • Miguel Fonseca says:

            Boa tarde Vítor, tu é que dizes disparates e depois não os admites! E que técnica é esta que tenho visto em vários posts do pplware que retira o botão de resposta?! Este é um espaço para debete, por isso vê lá se corriges este problema! Quanto ao parafraseamento das tuas palavras escrevo exactamente sobre aquilo que afirmaste!
            “udo o que a Samsung faz é desenhado pela Apple. Alias tanto é verdade que os processadores serão agora produzidos pela qualcomm sem que isso passe pela aceitação da Samsung. Não te esqueças que o projecto, o desenho e a patente estão do lado da Apple, depois é escolher o artesão que esculpa a obra de arte seguindo o esboço que lhe colocaram na frente. Escultura feita, escultura paga e tudo está na mão de quem manda fazer”
            Ora, o que escreves aqui é afirmar que a Apple é que desenha o hardware que a Samsung fabrica! Que o projecto, o desenho e a patente são da Apple! Isto não corresponde à realidade, pois só a patente é que é da Apple! O desenho e o projecto, assim como o fabrico foram efectuados pela Samsung e comprados pela Apple! Comprados, não feitos! A Apple não tem componentes Vítor, não escrevas disparates! “Uns componentes são totalmente Apple e outros, como é obvio, são de terceiros, tecnologia que a Apple, como qualquer outras empresa o faz, compra a quem vende.” A Apple não fabrica componentes! A Apple paga a empresas para desenhar, projectar e fabricar componentes e depois compra tudo!
            Não sabes ler o que escreves?!
            Tu é que devias ler mais!
            Especialmente o que escreves!
            E também sustentares a tua opinião antes de criticares um comentário meu!
            E o teu comentário é que se contradiz do principio ao fim! Pois dás o dito (que escreveste) por não dito (dizendo que não o escreveste).
            Não te estás a dirigir a nenhum miúdo!
            E queres mais um exemplo do que a Apple e empresas com ela são capazes de fazer? Ao ridiculo que são capazes de chegar? Então vê este link e pára para pensar um pouco e não sejas faccioso!
            Tu, como moderador de um site tecnológico devias e terias de sustentar os teus comentários em factos e não em opiniões pessoais toldadas pelo parcialismo que já demonstraste variadas vezes pela marca de Cupertino!
            Aqui vai o link, antes que me esqueça http://www.omgubuntu.co.uk/2011/06/apple-hit-small-open-source-project-with-cease-and-desist/
            Até 2 palavras que pertencem à língua inglesa querem patentear!
            É

        • Ppietra says:

          Não é pioneira!?
          Como é que eram mesmo os telemóveis antes do iPhone? O software tb conta. E ouviste falar do Newton nos anos 90?
          Quanto ao A4, o desenho é da Apple. O grupo que desenhou o A4 foi adquirido pela Apple antes do processador sair. Esse mesmo grupo trabalhou tb com a Samsung para desenvolver os processadores que sairam nessa altura, daí haver semelhanças!

          • Miguel Fonseca says:

            Percebeste o que escreveste?! Eu repito: “Quanto ao A4, o desenho é da Apple. O grupo que desenhou o A4 foi adquirido pela Apple antes do processador sair.” Ou seja, estás a contradizer-te! O grupo que desenhou o A4 foi “comprado” pela Apple! Ou melhor, o trabalho foi feito por essa empresa e a Apple chegou, viu gostou e comprou! Não desenhou, comprou! Consegues ver a diferença?
            “Como é que eram mesmo os telemóveis antes do iPhone? O software tb conta. E ouviste falar do Newton nos anos 90?”
            Aqui tenho de te dar razão, foi e é pioneira no design de equipamentos, não no design, projecção e produção de hardware! Pois isso não o sabem fazer visto serem uma empresas de software e não de hardware! Este último é adquirido e não “feito” pela Apple como o Vítor M. escreveu!
            Mas e, isto é importante realçar, a Apple e os seus produtos são dos melhores que existem!

            Cumps.

          • Ppietra says:

            @ Miguel Fonseca
            uau! eu percebi o que escrevi, a questão é se tu percebeste ou percebes (ou será que é mais umas daquelas tuas distorções da língua portuguesa)! A Apple adquiriu a companhia que desenhou o A4, e neste momento esse grupo trabalha dentro da Apple a desenhar os seus processadores, em conjunto com outros que entraram na Apple por aquisição ou contratação!
            Se comprou a companhia que desenhou o processador, e tal processador foi feito com as especificações da Apple, parece-me que cobre todas as possíveis interpretações do desenho ser da Apple, foi isso que eu disse, certo!?

            Quanto à tua outra lenga lenga, não vale a pena continuar! Quem teima em dizer que a Apple não projecta e sempre projectou o seu hardware, contra todos os factos, de certeza que não está numa discussão séria!
            Uma pergunta, quem é que foi a primeira companhia a fabricar um PC comercialmente!? Será que chegas lá?

          • Miguel Fonseca says:

            Primeiro de tudo, eu não utilizo o língua Portuguesa para distorcer aquilo que escrevo, apenas repeti as tuas palavras e, elas contradiziam-se! Segundo, falas de mim como se me conhecesses, para afirmar que é mais uma das minhas dis…, etc! Não me conhcesses para fazeres essas afirmações que são ofensivas, algo que não o fiz em relação a ti! Terceiro, conversa séria?! Com isso, estás a sugerir que eu não sou uma pessoa séria e isso, também é ofensivo! Como tal demonstras a tua ignorância e falta de educação. Pois, quando te faltam argumentos, ofendes as pessoas.
            Se a A4 foi adquirida pela Apple, era porque a Apple não tinha o conhecimento no seu interior para o fabrico de processadores! Como tal, comprou a A4 e agora já o tem?! E como tal, já é um processador da Apple?! A Apple não fabrica algo só porque o comprou! Quem o fabricou (neste caso), foi a A4 em conjunto com outras duas empresas de hardware! Só porque adquires algo, não faz de ti o seu criador! Nem faz de ti, uma pessoa capaz de criar algo! Faz de ti, o “dono” de algo!
            Quanto à TUA lenga lenga: “Uma pergunta, quem é que foi a primeira companhia a fabricar um PC comercialmente!? Será que chegas lá?”
            CHEGO, TU é que não!
            Estás a querer dizer que foi a Apple?!
            Então não sabes do que estás a falar!
            Vê lá este link para te tirar as dúvidas!
            Foi a Bell Labs!! http://www.museudocomputador.com.br/1940dc_1950dc.php

            e aqui tens outro http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u6520.shtml.
            E garanto-te que nunca mais comentarei algo escrito por ti, pois a tua falta de respeito por mim e por outros é sempre revelada cada vez que alguém critica as tuas palavras ou a tua marca preferida!

          • Miguel Fonseca says:

            Para terminar, tenho de admitir que me referi ao primeiro computador produzido comercialmente e não ao primeiro PC (computador pessoal) ou microcomputador pessoal.

            Então é assim:
            – 1972 – MITS 816 (Micro Instrumentation and Telemetry Systems)Primeiro microcomputador disponível para uso pessoal.
            – 1973 – ALTO – Xerox PARC (Palo Alto Research Center)Primeiro microcomputador pessoal completo, totalmente funcional, incluindo monitor.
            – 1975 – ALTAIR 8800 – Edward Roberts, William Yates e Jim Bybee
            Primeiro microcomputador pessoal produzido industrialmente para venda em massa. ESTE FOI o PRIMEIRO!
            E então e, só a seguir do ALTAIR 8800 é que veio 1976 – APPLE II – Steve Jobs e Steve Wozniak (Apple Corp.)Primeiro microcomputador pessoal a ter sucesso comercial.
            Que foi não o primeiro PC a ser produzido comercialmente, mas sim o segundo!
            Foi sim, o primeiro a ter êxito comercialmente!
            Fonte: http://wwwusers.rdc.puc-rio.br/rmano/comp2hc.html.

          • Ppietra says:

            @ Miguel Fonseca
            Não é a primeira vez que vens para aqui brincar com as palavras dos outros, distorcendo o sentido óbvio daquilo que outros dizem. Se achas ofensivo que mais uma vez sejas chamado atenção para tal facto, paciência…
            Argumentar com pessoas que claramente actuam no sentido de provocar e desconversar é descabido. E o facto de manteres esse comportamento demonstra a tua falta de seriedade.
            Não creio que seja falta de educação que te diga isso. Não faço qualquer juízo sobre ti como pessoa, pois até imagino que sejas boa gente. Agora que é um facto que provocas as pessoas e não sabes ter aqui uma discussão saudável e lógica, não se pode negar.
            Qualquer um que leia as minhas palavras, não percebe como é que é possível que venhas depois dizer o que dizes sobre o que eu disse!!!

        • Ppietra says:

          @ Miguel Fonseca
          O que dizes não faz lá grande sentido! Tás a querer dizer que um iPhone, iPad, MacBook, iMac, aparecem porque a Apple pede para uns fabricantes se arranjarem e se entenderem entre si, de modo a fazerem algo!???
          Tu sabes que o hardware dum computador/aparelho é a ligação/integração de vários componentes, certo!? Não são os componentes só por si! Compara a engenharia do circuito do iPad com os concorrentes e vais ver muitas diferenças – aquilo é uma obra prima de engenharia, conseguir ter tanto num espaço tão pequeno!!
          Isso é desenho de hardware.
          O que a Apple faz é desenhar esse hardware, sempre bem integrado com o software, com os componentes bem definidos e depois trabalhar com uma fábrica para seja fabricado em massa! Ou será que achas que é a fábrica que define o que vai sair? Aí eu te pergunto, qual delas então!? É que há muitos produtos que são fabricados por mais do que uma! Aliás a Apple ainda tem uma ou duas fábricas próprias para computadores (uma delas na Irlanda).
          Por isso falar que são outros que desenham o hardware da Apple é de doidos, como se a Apple fosse incapaz de o fazer, como se não o fizesse há mais de 3 décadas. Ou será que me vais dizer que foi a Motorola que desenhou o primeiro Mac porque fabricou o seu processador!

          Quanto à questão do processador, a Apple é responsavel pelo seu desenho! Obviamente que licenciou muito daquilo que lá está, mas não lhe tira o mérito de ter feito um processador ultra eficiente e rápido, como demonstra o facto de o iPad ser o mais rápido e com melhor bateria!

          • Miguel Fonseca says:

            Quem faz actualmente os processadores para os Macs é a Intel e não a Apple! A Apple apresenta à Intel aquilo que deseja ver nos seus equipamentos. Total compatibilidade com o resto do hardware e com o sofware. Então a Intel desenha, projecta e apresenta à Apple. Que aprova ou não. Em caso de aprovação, a Intel produz os processadores e a Apple, garantida contratualmente, garante exclusividade.
            A Apple realiza o design (aparência exterior) dos seus equipamentos, não, nunca do hardware! Quem sabe neste caso (exemplo) que tamanho, forma e capacidades um processador pode ter de forma a ser 100% compatível com os produtos Mac é a Intel que tem o conhecimento cientifico necessário para tal! E não a Apple.
            Por isso dizer que, neste caso e são muitos mais, (exemplo das gráficas da ATI) a Apple desenha hardware (processadores) é de doidos!
            Existem engenheiros de hardware na Apple que trabalham em colaboração com os fabricantes. Até para garantir que não são, posto de uma forma simples “enganados”, mas apenas como ponte, de forma a garantir que, tanto a Apple, como o fabricante de hardware têm as informações necessárias para garantir a total compatibilidade entre hardware e software. Nada mais!
            E tu, como um conhecedor da história e o mundo Apple sabes bem que a Apple vive exclusivamente da venda dos seus equipamentos, mas fá-lo à custa do investimento avultado na compra das patentes de todo o seu hardware. Compra, não o fabrico, desenvolvimento ou desenho do mesmo. Para isso, paga às empresas de hardware para fazê-lo!
            Cumps.

          • Ppietra says:

            @ Miguel Fonseca
            Tanta confusão que vai por aí!!
            A Apple compra componentes às empresas – quase todos eles podem ser comprados por qualquer outro fabricante!
            Aquilo que a Apple faz é integrar os componentes num circuito, e optimizar os seus comportamentos! Os componentes que eu saiba não trabalham sozinhos no vazio.
            Se tua achas que isso não é desenhar hardware, então não há nenhuma companhia no mundo que desenhe o hardware de computadores, pois não há mais que possam fazer, todas elas compram componentes a outros e montam-nos dalguma forma!
            Agora se a tua teimosia é com os componentes, bem aí teria que te dizer que a Apple até que desenha alguns dos seus componentes. Sabes do FireWire, certo?
            Quanto a compra de patentes, isso é hilariante! Basta olhar para as patentes da Apple para ver donde vêm e quem esteve por trás.

    • Ppietra says:

      Não sei se sabes mas a Samsung vende componentes, tem imensas patentes sobre muitos desses componentes, mas não deixa de vender aos concorrentes noutros ramos, tal como muitas outras (LG, Sony, etc)!
      Por isso não é de esperar que a Samsung use isso como arma de arremesso! É mais de esperar que a Samsung controle a comercialização inicial desses componentes, tal como fez com os ecrãs AMOLED.

      • Miguel Fonseca says:

        Perfeitamente de acordo contigo neste teu comentário.
        Mas, em relação aos componentes que vendeu à Apple, dentro do acordo feito entre as duas empresas, existe exclusividade.
        O problema é que a Samsung (até com alguma deslealdade) entrou na concorrência directa com a Apple no mercado dos phones, tablets e laptops e isso criou um mal estar entre as duas empresas, que para já, me parece inultrapassável. E vai levar a Apple a escolher outro fabricante (em principio a Qualcomm ou outra) para o hardware na gama wireless (wifi) e de chipsets que não tenha ambições ela própria de entrar no mercado dos equipamentos. Somente no fabrico de hardware.
        Cumps.

        • Vítor M. says:

          Mas ó Miguel, tu de facto surpreendes-me pelo contraditório que consegues fazer!

          Então agora concordas com uma facto que passaste em cima o tempo a negar?

          Claro que é de forma desleal, isto porque tinha acesso aos projectos da Apple na definição de fabrico perante os intentos da Apple. Por isso é que eu te disse que a Samsung é apenas o fabricante do hardware desenhado pela Apple e foi por esse motivo (e por tudo o que tem vindo a lume, como as copias de determinadas características patenteadas) que ambas as marcas estão de costas voltadas e com isso a Samsung irá perder milhões de dólares com a retirada da Apple do seu portefólio de clientes.

          Outra coisa que referes sem nexo ” para o hardware na gama wireless (wifi) e de chipsets” que gama será essa? É que é tão vago que me parece abranger tudo! 😉

          • Miguel Fonseca says:

            “Então agora concordas com uma facto que passaste em cima o tempo a negar?”
            Nunca neguei, que a Samsung, teve acesso a informações da Apple e que fez uso disso para copiar o design dos seus produtos! Design exterior! E ISSO ESTÁ ERRADO! Mas não disse no meu comentário que a Samsung tinha copiado hardware! Pois foi a Samsung que o fabricou, logo era impossível copiá-lo pois pertence-lhe também a ela (Samsung) o direito de o comercializar!

            “Outra coisa que referes sem nexo ” para o hardware na gama wireless (wifi) e de chipsets” que gama será essa? É que é tão vago que me parece abranger tudo!”
            É só ires ao site oficial da Qualcomm e ficas logo a perceber daquilo que falo: http://www.qualcomm.com/products_services/index.html
            É aquilo que produzem! Soluções de hardware wireless e chipesets!
            Abrange aquilo que os equipamentos móveis da Apple necessitarem! E isso, é a Apple que sabe!

          • Vítor M. says:

            Miguel Fonseca leres o preambulo do about não diz nada. falas num segmento que é apenas tudo o que a Apple faz.

            Voltando ao assunto: a Samsung e o Ppientra já te explicou isso, não fabricou nada que não fosse encomendado e desenhado por terceiros, até o próprio chipset como referes.

            Volto-te a dizer que o cerne dos gadgets da Apple são desenhados por eles e fabricados por quem eles quiserem, seja a seguir pela qualcomm ou pela mais recente revelação a TSMC.

            Volto-te a dar o exemplo dos processadores A4 e A5.

            Se fosse assim a Samsung nunca iria permitir que a sua tecnologia fosse fabricada noutro concorrente verdade?

            Por essas e por outras razões se está a dar tanta importância às patentes e ao copyright.

            Em relação ao que disseste, deixo-te este vídeo:

            https://www.youtube.com/watch?v=D1R-jKKp3NA

            Na página da Wikipedia refere que o Steve foi afastado da empresa, atenção, foi afastado da empresa que também era dele, logo não poderia ser despedido verdade?

            Ele nesse vídeo, explica como o seu afastamento deu a entender um mero e casual despedimento e mostra também como salvou posteriormente a empresa.

            Quando às acções que foram vendidas para aumentar o capital da empresa, se leres bem foi vendido um bem que gerou lucro e mais tarde voltaram esses 40% para as mãos da Apple.

            Mas o início da Microsoft teve uma empresa muito importante, sem ela a Microsoft não existia, sabes quem foi 😉 vê lá a história desses dois dinossauros da tecnologia. Olha que nenhum deve nada um ao outro.

            Para finalizar, irás ver que tenho razão e que a Apple está a defender o seu mercado e é hoje uma das mais fortes marcas do mundo.

            Quando ao capitalismo e mercantilismo, viva o empregadorismo, viva o trabalho que floresce com o pagamento a quem produz.

  11. kekes says:

    Eles que se matem todos uns aos outros como diz a moda, mas não sei até que ponto é inteligente ter enimigos em todas fronteiras.

    • Vítor M. says:

      É simples: se não tens concorrência… vendes mais. Mas se tens concorrência a competir com as tuas armas… podes estar com o futuro ameaçado…. por isso é que a Samsung deixou de ter acesso ao roadmap do desenvolvimento dos produtos Apple… para não “gamar as ideias” 😉 e olha que a Samsung bem ganiu quando foi deliberada essa premissa.

      Além disso a Samsung perdeu actualmente o seu maior cliente. Daqui a uns anos, poucos, não sei em que ponto estará a Samsung se for interdita a venda de equipamentos da marca coreana nos mais fortes mercados mundial…

      • racpxt says:

        O lado negro da história é que sem concorrência deixas de ter incentivo para inovar, deixas de ter razão para ter preços competitivos e podes puxar pelo máximo que vires que o mercado pode aceitar. Olha o caso da MS quando não tinha concorrência e quando lhe começaram a morder os calcanhares, o seu SO melhorou muito, o Office já tem preço para “casa e estudantes”, etc… Como consumidores só temos que repudiar qualquer tentativa de monopolismo, pois isso penaliza-nos de várias formas.

        • Ppietra says:

          Concorrência vai sempre existir! Mais não seja porque não vais ver a Apple a concorrer com preços muito baixos.
          O que a Apple quer é proteger coisas que a tornam única, de modo a se diferenciar. Se todos copiarem o aspecto/comportamento dum aparelho ele deixa de ter vantagens… é isso que se passou com a Samsung!
          O interface da Samsung no Android é uma cópia do iPhone. Li imensa gente no Pplware a reclamar disso, mas não a proteger a Apple. Contudo, agora que a Apple acusa a Samsung parece que afinal já não acham que a Samsung copia!
          Chegado a este ponto todos usam as armas que tiverem ao seu dispor, mesmo que não pareçam ter muito a ver com a acusação inicial.

          • racpxt says:

            Nesses moldes a interface do iPhone é uma cópia das interfaces da Nokia, RIM e outras marcas que tinham telemóveis com aplicações e icons dispostos em grelha.

            Pegas num iPhone e o ecrã principal são icons e afins. Num Samsung vês um ecrã principal que pode ter widgtes, pastas, atalhos… Só indirectamente vais ter ao menu de aplicações. Nos tablets, com Honeycomb, então é que a diferença fica como da água para o vinho.

            Se virmos de um respectiva recente, a Apple também tem “copiado” a concorrência: coisas como 3G, 4G, GPS, câmara frontal, personalização, pastas, etc… Tudo coisas que os dispositivos Android tiveram primeiro que o iPhone. No entanto não é por aí que os vendedores de equipamentos Android devem partir para cima da Apple.

            Se investissem em inovação o que investem em advogados… Acho que teriam melhores armas.

            Pessoalmente acho que isto afecta um pouco um dos trunfos que a Apple teve até hoje: a imagem de ser uma “Empresa Cool”.

          • Ppietra says:

            @ racpxt
            Cópia da Nokia e RIM? Tu sabes que a Apple já teve um interface gráfico para aparelhos móveis nos anos 90, certo?
            E aquilo a que me refiro é à forma como interages com o equipamento, isto é, integração hardware/software, a “cinética” usada e seu comportamento. Nisso a samsung copiou… tal como antes copiou à Nokia!

        • racpxt says:

          @Ppietra

          Acho que para chamares cópia deverias ser bem menos abstracto. É que esse conceito que apresentas é demasiado vago para significar algo em concreto.

          Já agora, usaste alguma vez algum Android? Ou os argumentos são todos do “iFanBoyfacts.com”?

          • Ppietra says:

            Não é abstracto pois são coisas que até estão patenteadas!
            Hás de ver certos comportamentos do Android, e como evitam seguir o que a Apple faz… ex: o comportamento elástico quando chegas ao fim duma lista! O Android quase que nem tem efeito e usa cor.
            A Samsung não tem meias medidas e prefere imitar muitos dos comportamentos do iOS!

          • racpxt says:

            Realmente… Instalei uma ROM no meu velhinho Samsung e senti que faltava qualquer coisa nele de realmente importante… A ROM vem quase sem essa essencial elasticidade… Por isso que não era a mesma coisa…

            Obrigado por me iluminares! 😀

          • Ppietra says:

            Não interessa se te faz ou não diferença! É só um dos exemplos do comportamento da Samsung.
            Pensando melhor, se calhar o facto de não te fazer diferença demonstra como a Samsung pretende usar o estilo da Apple em vez de pensar em alternativas próprias!

        • Vítor M. says:

          racpxt aprendemos sempre alguma coisa, ainda bem que aprendeste.

          Mas na verdade o lado negro que referes é estranho! Então só há concorrência se houver cópias dos líderes?

          Onde está a inovação? Isto serve para todos, até para a Apple. É assustador o teu raciocinio, eu acredito numa concorrência onde haja inovação e não pirataria industrial.

          Revê sff esses conceitos porque são medonhos 😉

          • racpxt says:

            A inovação está lá. O Android tem muita coisa que o IOS não tem e vice versa. Posso também criticar cópias da Apple como o multitasking, o copy paste, as pastas,… nos telemóveis, assim como estão para adoptar uma barra de notificações estilo Android, etc… Aliás, pela tua lógica a culpa poderá estar do lado do IOS, pois o Android é o líder. 😉 Mas a que é que chegamos com isto tudo? Quando empresas se estão a tentar destruir uma à outra há uma coisa que fazem muito pouco: construir.

            Dizer que só uma inova e as restantes copiam é um total e perfeito disparate, sobretudo uma visão muito parcial e nada objectiva.

            O que se passa é uma espécie de Darwinismo tecnológico, em que as boas ideias prevalecem e as más acabam por cair. Passou-se o mesmo com os automóveis, a Daimler-Benz lançou o primeiro automóvel de combustão interna, outras seguiram. Mais tarde alguém inventou uma roda para conduzir chamada volante e a ideia logo se alastrou a todos os outros, assim como os pedais para controlar a marcha e a travagem, a caixa de velocidades, etc… Podemos tomar duas perspectivas: eleger uma marca de carros, ver as ideias que criaram e chamar copiões a todos os outros. Ou olhar para todas elas como peças importantes na evolução do produto que fizeram com que hoje possa haver escolha para todos os gostos e possibilidades, com uma qualidade que melhora a cada dia que passa.

          • Vítor M. says:

            Não generalizes. Todos inovam e todos “copiam”. O que tem de haver é inovação na genese e o que vemos actualmente é essa falta de inovação. E como podes ver, está bem patente no novos segmentos no mercado mobile.

            Mas existem estudos interessantes sobre o assunto… 😉

          • Ppietra says:

            “multitasking, o copy paste, as pastas”
            explica lá onde é que está a cópia!
            O multitasking no iOS é bastante diferente do multitasking generalista do Android! O copy-paste é bem mais fácil de se fazer no iOS, e o Android depois até passou a seguir um modelo parecido de se fazer a coisa. As pastas tb são diferentes. Todos os conceitos já existiam antes em muito lado, mas a forma de se fazer é que não!
            Dito isto, tb há que reconhecer que no Android há muito boas ideias…

          • racpxt says:

            @Ppietra

            Como muito que existe no iPhone já existia em muito outro lado. A Apple pegou em muitas boas ideias e juntou-as. O iPhone, e outros produtos, têm muito mais de aglomeração de ideias que propriamente invenção.

            https://www.youtube.com/watch?v=CW0DUg63lqU

          • Vítor M. says:

            racpxt também tem alguma verdade o que dizes, mas lembra-te da história. A Apple desde os finais dos anos 80 que trabalha com dispositivos móveis.

            Sabes certamente do Newton:

            http://en.wikipedia.org/wiki/Newton_(platform)

            E muitos outros aspectos que estão intimamente ligados a esse projecto.

            Depois, como é obvio, houve um importante player neste mercado: a Nokia.

            Depois a Microsoft, pela mecânica criada com o Windows CE.

            Mas todos esses têm por trás o Newton também.

            Por isso é que é uma questão redondante…

  12. Miguel says:

    Apple = super capitalismo em acção.

    Para quem gosta muito da apple já deu para perceber que só pensam em dinheiro. Este tipo de jogada é porca !

    O que acontece é que fartinho de jogadas porcas estão os da apple, sempre a usar e abusar e copiar do linux e depois vêm cobrar dinheiro (um exagero dele) às pessoas. E o pior é que elas caem.

    icloud ?! = ubuntu one + pagar

    • Ppietra says:

      linux?
      deves estar a brincar! Tu sabes que a Apple já tinha serviços destes bem antes, certo? O que o iCloud faz agora ainda não vi nenhum outro a fazer… sincronização imediata de documentos dentro de aplicações entre dispositivos, sem precisares de te preocupar com pastas e configurações.
      Quanto a pagar… não se paga!! A não ser que se queira mais do que 5Gb para documentos! tal e qual como no Ubuntu

      • DrKein says:

        Isto da patentes é das coisas mais absurdas do mundo. O único conceito da patente é de atrasar o desenvolvimento. Acho que também vou tentar patentear o alfabeto. xD

        • aver says:

          Não tenho tanta certeza.

          Para evitar que a concorrência “chegue lá primeiro”, a empresa A dedica-se à investigação / design de produtos.

          Regista a patente. Desse modo, a inovação/ descoberta torna-se pública.

          Embora a empresa A não aplique imediatamente essa inovação, ela vem mesmo a calhar para a empresa B, que a vai incorporar num dos seus produtos, depois de chegar a acordo com a empresa A para o pagamento de licença/ royalties.
          B também pode utilizar a inovação sem chegar a acordo com a empresa A, confiando que se A a colocar em tribunal seja fixado um valor razoável para a indemnização (ou então B acusa A de violar as suas próprias patentes e chega-se a um acordo/ encontro de contas).

          É este o sistema. É como a democracia – que é o pior sistema de governo à excepção de todos os outros (Winston Churchill).

          De outra maneira era A a inventar e B, na China, a copiar. Já é um bocado isso mas os tribunais e as instituições internacionais especializadas procuram evitar.

    • Vítor M. says:

      Miguel porco é estagnar com o mercado e haver povo, como tu referes, que quer viver do rendimento mínimo, que não quer trabalhar, que não pretende fazer o mercado andar.

      É pobre esse teu raciocinio, é de tal ordem mediocre que até dói num jovem ver que se pretende viver de ajudas financeiras que ter mercados fortes, com empresas fortes, com o mercantilismo a florescer para gerar riqueza.

      É assim que se vive homem. Eu sei que durante estas últimas décadas em Portugal se pagou para parar de cultivar, se pagou para parar de produzir, que se atribuiu verbas para as pessoas no imediato terem dinheiro para comer… mas na verdade foi esse tipo de raciocinio que fez este país quase parar.

      Hajam muitas empresas ricas e poderosas, que dêem empregos e que esses empregos alimentem as familias e lhes dêem qualidade de vida.

      Haja quem produza e seja pago por isso, o ter coisa de borla é uma fraude e há gente que se alimenta dessa fraude.

      Sabes onde está o segredo? Está no equilibrio e são necessários esses agentes que controlam esse equilibrio. Esses agentes são os consumidores e a concorrência.

      Depois a falta de conhecimento sempre foi a pior das pragas. Diz-me, sabes o que é o iCloud na sua plenitude?

      Eu aposto que não sabes e nem queres saber… o que é mais grave e isso ajuda-te a dizeres disparates como o que disseste comparando o iCloud ao Ubuntu One… enfim!!!

  13. Carlos says:

    A única coisa que me supreende é que pelos vistos o Steve Jobs não aprendeu nada.

    Há muitos anos levou a Apple quase à falência (e foi despedido por isso) com a mania de processar tudo o que era concorrência em vez de lançar produtos realmente inovadores.

    E parece que a história se repete.

    Sim, o iPhone era inovador. Quando foi lançado. o 4 é só um 3S melhor, que é só um 3 melhor, não há nada radicalmente inovador entre eles. E mesmo até o iPhone já era essencialmente um melhoramento do iPod (um melhoramento drástico, no entanto). E o MacOS X é a mesma coisa. Uma pessoa que o tenha usado há 10 anos sente-se perfeitamente em casa com o Lion.

    E à falta de produtos realmente inovadores, como há 20 anos, toca processar a concorrência enquanto os produtos a Apple vão ficando cada vez mais fechados em nichos.

    Esperemos que a história de há 20 anos não se repita…

    • Ppietra says:

      “Steve Jobs não aprendeu nada.
      Há muitos anos levou a Apple quase à falência (e foi despedido por isso) com a mania de processar tudo o que era concorrência em vez de lançar produtos realmente inovadores”
      Mas o que dizes!?
      O Steve Jobs saiu da Apple em 85 por causa de lutas internas – nem sequer era CEO, era o responsável pelo Mac! E isto foi pouco depois de sair o primeiro Macintosh.
      Não teve nada a ver com patentes e processos. Aliás a Apple continuou a crescer bastante e a inovar durante esses anos, embora tenha perdido alguma direcção!
      A única ligação com essa altura foi a tramóia da Microsoft, que se fez de parceira, com acesso ao Mac e depois aproveitou tudo isso para lançar um concorrente, o Windows!!
      De modo que se houve alguma lição nessa altura, foi de proteger bem aquilo que inovas para não seres traído por quem supostamente está ao teu lado!
      Quanto a falta de produtos inovadores… isso é para rir! Quais é que são as loucuras actuais da indústria!? Tablets e computadores ainda mais portáteis (iPad e MacBook Air)! Quem é que tem os seus produtos mais imitados? A Apple

      • Vítor M. says:

        hehehhe… o homem foi despedido? Hahahah

        Digamos que foi ele quem salvou a Apple… enfim… que falta de cultura que esta gente demonstra. 😀

        • Vítor M. says:

          Um ponto importante e o Steve Jobs não foi “despedido” da sua própria empresa… atenção que ele foi forçado a sair, a vender a sua quota na sociedade… ele refere-se a isso mesmo, que por ser contra a sua vontade, a sua saída e a exposição pública da sua saída seria como um despedimento.

          Para quem quiser saber um pouco na primeira pessoa, veja este vídeo:

          https://www.youtube.com/watch?v=D1R-jKKp3NA

          Perceber o conteúdo é importante para podermos olhar para trás e ligar os pontos.

          • Miguel Fonseca says:

            A empresa era dele, mas ele foi despedido do cargo que ocupava na empresa. Despedido! Manteve foi em sua posse as acções que detinha da empresa, como tal era um dos proprietários. Mas foi despedido do cargo de CEO da Apple.
            E esta não é a primeira situação destas que acontece e as regras internas das empresas contemplam isto. O “dono” de uma empresa pode ser despedido do seu cargo na mesma pelo conselho de administração. Não retirando a posse percentual, expressada pelas acções do próprio e, como tal, mantendo o poder de voto na assembleia de accionistas referente à percentagem de acções das quais seja possuidor.
            Foi isto que aconteceu. Ele foi despedido do cargo de CEO e, como tal afastado das decisões importantes da Apple.

          • Vítor M. says:

            Não Miguel, ele não foi despedido de CEO, foi destituido. Ele usou no vídeo o termo “despedido” como forma irónica de dizer que a empresa era também dele e queriam-no fora.

            Mas ele foi destituído e por sua vontade afastou-se da Apple, visto estar em rota de colisão com a gestão proposta.

            O dono de uma empresa não pode ser despedido, pode ser destituido do seu cargo mantendo a sua ligação à empresa, de fosse despedido haveria quebra de ligação e não foi esse o caso.

          • Ppietra says:

            Steve Jobs era o director da divisão responsável pelo Mac! O CEO era o John Sculley – que tinha sido contratado pelo próprio Steve Jobs uns anos antes!
            Devido a lutas internas, e depois de maus resultados na sua divisão, ele foi destituído do cargo pelo Sculley em 85, mas continuou a presidir o conselho de administração – um cargo sem grandes poderes na Apple. Por causa desta “humilhação” e por não concordar com o rumo que estava a ser seguido, Steve Jobs acabou por decidir sair da Apple passado alguns meses, e começar uma nova companhia.
            Esta é a história, ponto final, parágrafo.

            http://en.wikipedia.org/wiki/Steve_Jobs

            PS: Considerando que ele continuou a ter um cargo na Apple (até ele sair por iniciativa própria), não creio que dizer que foi despedido da Apple seja o mais correcto, mas pode se compreender o uso do termo.

    • Francisco says:

      Esta é de rir!! Alias estou aqui a ri-rme è meia hora! Com tanta ignorância…! O Stive Jobs levou a Apple quase à falência 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 🙂 :)! Bem pelo contrario foi o Steve Jobs que Salvou a Apple da falência!!!!! Tanto é que hoje em dia os investidores/accionistas da Apple e quase “todo” mundo que rola à volta das tecnologias morre de medo que o Steve morra!!!!! Uns(investidores) por causa da liderança/visão dele dentro da Apple ou outros pela capacidade que ele através da Apple tem em mover/levar a trás “todo” o mundo tecnológico!

  14. Malamen says:

    “look and feel” e tecnologia touch?????

    Mas anda tudo doido?

  15. Pisca says:

    Ultima hora, a Apple vai processar os descendentes de Bell por este reclamar a invenção do telefone, e os de Marconi estão na calha por dizerem que o tetravô inventou a comunicação sem fios

  16. ze piretas says:

    eh pá…
    a apple exagera nas patentes e tem patentes sem qualquer significado pratico, coisas completamente abstractas
    era como se ha muitos anos alguem patenteasse um transporte com rodas e motor e depois todos os produtores de carros tivessem que pagar a quem patenteou – um abuso
    as patentes devem existir, mas devem ser concretas, ter um fundamento, e não serem algo abstracto, que não explica em nada o que esta a ser feito – como patentear algo como “introdução de dados num dispositivo” (É ALGO QUE NAO E CONCRETO, NAO E UMA INOVAÇAO, MAS SIM UMA FORMA DE GANHAR DINHEIRO POR UNS BITAITES), em vez de patentear um sistema de teclado, de rato, …

  17. Vítor M. says:

    Miguel Fonseca só dizes asneiras meu caro.

    Primeiro os botões desaparecem quando chegam ao limite de respostas… enfim, nem isso conseguiste ver.

    Depois para justificares a tua falta de conhecimentos andas à volta da mesa e até foeste buscar a pretensão da Apple em patentear palavras… e isso nem estava em discussão, mas como não sabes mais, foste por esse lado.

    Nunca disse que a Apple produzia hardware, quem o diz és tu, eu digo que a Apple desenha hardware e escolhe um fabricante que o produza. Nisso podes andar à volta da mesa, dizer asneiras à brava que é uma verdade pura e dura, aliás já te explicaram isso pormenorizadamente, só tu é que não entendes… ou não consegues ou não queres.

    Depois a Apple compra tecnologia acessória, pois o cerne do gadget em causa é com tecnologia Apple. As patentes, caso não saibas, não são os desenhos em papel que tu vês… não meu caro, são descritivos pormenorizados de tudo o que envolve o que se está a patentear, é um documento que refere o mais ínfimo pormenor. Quando a Apple usa as suas patentes no desenvolvimento dos seus dispositivos recorre a essa memória escrita.

    Assim, estamos perante um desenho totalmente Apple que, como disse em cima, poderá necessitar de componentes de terceiros, mas o cerne é desenho Apple e produção de terceiros.

    Quanto ao processador que referes, o A5: The Apple A5 is a package on package (PoP) system-on-a-chip (SoC) designed by Apple and manufactured by Samsung…

    http://en.wikipedia.org/wiki/Apple_A5

    Lê, aprende e não terás mais conversa de minha parte pois não sabes conversar e não tens argumentos à altura, depois recorres a certos métodos de escrita onde vais truncar as minhas palavras, nitidamente falta de respeito pelas pessoas.

    Não concordares é uma coisa, agora dizeres disparates constantemente… tam lá paciência…

  18. MigueLemos says:

    Há muito que não via um pseudo-jornalista num site de tecnologias tão acérrimo defensor de uma marca!!

    Fico por aqui e com certeza menos vezes voltarei a este site com redatores tão imparciais.

    • Vítor M. says:

      Não somos pseudo-jornalistas, somos informáticos/tecnólogos, por isso a tua opinião vale o que vale. Eu respondo pela minha opinião e respeito a tua, não sou contudo de me vergar às opiniões dos outros que nem fazem ideia do que se está a falar, que, ao que parece e segundo a tua postura, é o teu caso.

      Menos vezes voltarás e quem fica a peder és tu, pois nós trazemos informações de todos os quadrantes e temos a sensibilidade de testar para informar. Não te agrada?

      Pois meu amigo, a mim também muita coisa não agrada, mas o respeito exige-se à diferença de opiniões. 😀

      A vida é feita de opções e cada um de nos, de forma livre, escreve e opina sobre o que percebe.

      Como podes ver, tenho artigos sobre Android, sobre iOS, Symbian e muitas outras coisas. Uso-as sempre que necessito delas e faço questão de as perceber…. sugiro-te o mesmo, verás que apenas ficas a ganhar 😉

  19. Gerardo says:

    A Apple anda a cavar a própria sepultura. Os FanBoys andam todos contentes com o facto de ser a maior empresa do ramo, mas esquecem-se que esses números não é a mesma coisa que dizer que tenho a maior cadeia de hotéis e se os outros querem ser maiores têm de construir mais hotéis. Isto são valeres de acções que neste momento estão super inflacionadas (lembram-se da bolha das dot com?). Se o Jobs morre, 10 minutos depois a Apple está atrás da Google e da Microsoft (lembram-se que de um dia para o outro o Belmiro deixou de ser o mais rico de Portugal e passou a ser o Américo Amorim? Ele não ganhou o euro-milhões, ele não fez nada, simplesmente as acções dele na GALP valorizaram muito devido à descoberta de petróleo no Brasil).

    A Apple é um bocado retardada, quer ser a Ferrarri da informática, mas vender como a Ford ou a FIat. Isso simplesmente é impossível. Não tem mal nenhum querer ser a Ferrari. Mas tem perceber que se queremos vender Ferraris não podemos esperar que o mundo todo conduza Ferraris. Um modelo de negócio (para as elites) invalida o outro (para as massas). A Apple pode ter lançado o melhor telemóvel do mundo. Mas neste momento tem um telemóvel razoável com um SO razoável e tem de viver com isso. Das duas uma, ou começa a fazer equipamentos para as massas (tipo 10 ou 20 modelos num ano) ou esquece as massas. Uma atitude tipo: “Ou andam de Ferrarri ou andam a pé” não agoira um bom futuro pois não?

    PS: Antes que digam que eu acho que a Apple é a Ferrari, apenas usei o paralelismo com os modelos de negócio. Para mim a Apple é um Smart: É diferente, faz o mesmo que os outros carros e é caro demais para as características! 😀

    • Vítor M. says:

      Gerardo, é apenas mais um comentário teu 😉 como hater da Apple. 😀 são os que andam contentes a profetizar o fim da marca…

      mas olha aqui:

      http://www.businessinsider.com/apple-has-more-cash-on-hand-than-the-us-government-2011-7

      Depois diz-me se não são os ferraris da tecnologia….

      Olha e amanhã de manhã será apresentado um estudo muito interessante, quando aos Fiats e aos Fords 😀

      • Gerardo says:

        Tu és bastante tendencioso Vitor. Toda a gente sabe que por horas o Governo dos EUA não ficou sem dinheiro para pagar as dividas e entrou em incumprimento. Ora se eles não tivesses chegado a acordo, em teoria, haveria uma altura que até eu iria ter mais dinheiro que o governos dos EUA. Nem que fosse por uns segundos….

        • Vítor M. says:

          Olha olha… lá por ser verdade e financeiramente estar tudo dito… a culpa é minha?

          Agora sou tendencioso por mostrar as verdades… olha se eu sou tendencioso tu és distraído meu caro… e muito e nem é por isso que deixo de respeitar os teus comentário e não passo a vida a adjectivar a tua falta de atenção… olha este agora!!!

          • Gerardo says:

            Ok aceito. Desculpa o tendencioso. És apaixonado pela Apple, e como o amor é cego e quem feio ama bonito lhe parece…. 😀 😀 😀

          • Gerardo says:

            Há, e já agora não respeitas os meus comentários porque estou na lista negra e antes de serem publicados têm de passar pelo lápis azul, apesar de nunca ter ofendido ninguém. O meu único crime é não ser alinhado…

          • Vítor M. says:

            Eu desculpo-te, sei dessas tuas carências afectivas… falas já no nome da familia, no brasão e na espada… longe de mim importunar-te… até o nome tenho de ter cuidado não vá ferir susceptibilidades que fará falar de ti como um cegue apaixonado combatente apple… longe de mim meu caro… 😉

            E não estás na moderação homem, tu tens carta branca… sempre o tiveste.

    • Ppietra says:

      De que maneira é que a Apple está a cavar a própria sepultura!?
      O iPhone cresce acima da média da indústria. O iPad é um dos maiores sucessos de sempre, com a concorrência ainda sem conseguir ter um exito. O Mac continua a crescer acima da indústria há vários anos. A qualidade continua lá, pois os consumidores continuam a dar-lhes dos mais altos níveis de satisfação.
      O modelo da Apple tem sem dúvida vários desafios na frente, mas falar que a Apple está a cavar a própria sepultura quando todos os outros tentam imitar o seu modelo de negócio, não me parece razoável.
      Quanto a vender para elites… bem, a Apple vende para quem quiser e poder comprar, como qualquer outra companhia. Ou será que achas que toda a gente pode pagar contas de telemóvel/smartphone!? que eu saiba não. A diferença está que a Apple não luta com preços baixos, e quem luta com preços baixos inevitavelmente tem muitos problemas – é ver o caso da Nokia!

      • Gerardo says:

        A Nokia também crescia a cima da média. Também era líder incontestada em tudo o que fazia. Não achas que a certa altura cavou a sua própria sepultura? Não achas que estas medidas fazem aumentar o ódio à Apple? Eu não compro nada da Apple, dizem que eu não devia opinar, que sou um hater, mas quando a Apple tentar evitar que eu compre outros produtos não achas que me sinto ofendido por ela? Não me importo que exista, não tem problema nenhum. Mas a partir do momento que me pisam os calos o caso muda de figura. Mas no entanto a minha opinião vale o que vale, ou seja, nada. Acho que a estratégia da Apple é de vómitos, acho que quando o Steve abandonar (a Apple ou o mundo) o rombo vai ser grande. acho o modelo deles bastante castrador. Agora se é mesmo assim ou não, nem me importa muito, nunca receberam 1 cêntimo meu (nem da minha família) e provavelmente nunca irão receber, por mais que esperneiem e apliquem golpes baixos.

        Não vendem o tablet da Samsung na Austrália? Paciência, existem outros 100 modelos à escolha, com tamanhos, specs e preço adaptados a cada utilizador. É essa a beleza do Android e da Google, não são elitistas!

        • Ppietra says:

          “A Nokia também crescia a cima da média.”?
          há quanto tempo é que foi isso? A Nokia não cresce cota de mercado há anos nos smartphones. E se tem prejuízos agora é porque tornou-se uma companhia dependente de vender produtos baratos, sem grande inovação no software!
          Quanto à Apple impedir que compres outros produtos, diz-me o que é que farias se achasses que os outros andavam a roubar-te!?
          Sobre o Steve, a tua linguagem não demonstra grande respeito sobre a condição humana, mas enfim, desculpa-se! A Apple já demonstrou que é capaz de viver e crescer sem ele estar por perto, e o que se passa agora é esse período de transição calma.
          A Apple não precisa de ser a primeira em tudo, nem luta por isso! É isso que tu não entendes, para ti o que conta são uns números, no mundo real o que interessa são outros.

          Uma coisa deve ser seguida, cada um que escolha o que prefere e respeite a escolha dos outros, sem chamar nomes!

          • Gerardo says:

            E eu não chamei nomes. Como te disse é-me um pouso a performance da Apple pois não possuo nada deles para valorizar/desvalorizar.

            Acabaste com uma frase bastante bonita:

            “cada um que escolha o que prefere e respeite a escolha dos outro”

            Achas que a Apple se rege por isso? Respeitou a escolha de quem quer um Samsung?

          • Ppietra says:

            Mas o que é que o processo da Apple tem a ver com respeitar a escolha dos outros!
            A Samsung respeitou a Apple copiando!?
            A Samsung nem defende o produto que a Apple diz que viola as patentes, limita-se a dizer que o produto que vai vender algures no futuro é outro!!
            Se calhar queres que as pessoas se deixem serem roubadas ou plagiadas, por amor ao próximo!

  20. hippie says:

    O software livre por alguma razão existe …

  21. Serva says:

    Caríssimos ,

    Boa tarde , chego tarde a este debate , mas quero desde já felicitar o @Miguel pela coragem e clareza dos seus posts , eu penso que existem pessoas que ainda não perceberam que uma coisa é o desenho que se pretende para uma determinada maquina e as soluções tecnológicas que terão de ser implementadas para tal e outra é fabricar o produto tecnologico final que estará certamente dependente de uma serie de condicionantes tecnológicas do momento e do espaço físico aonde serão acopladas .

    A Apple não produz nem ensina certamente nada a Intel nem aos produtores de motherboards quer sejam para PC ou para smartphones ,este de facto não é o seu Cuore Business , como todas as marcas quando têm um produto em mente acabado solicitam ao fabricante que produza com a medidas X ou Y , ou com as características Z , isto para dar um exemplo acontece imenso nos portáteis , existem gráficas nos portáteis da Sony que foram construídas pela Nvidia exclusivamente para a Sony , mas isso não implica como é bom de se ver que este pormenor diminua a Nvidia em produzir placas gráficas cada vez mais potentes e até em muitos dos casos bem superiores as aplicadas nos modelos da Sony , nem é este pormenor que acrescentará uma maior valia a Sony .

    Os apaixonados pela Apple podem dizer com clareza que os hardware que existe no interior dos Apple é superior aos outros fabricantes ?….. , seria de facto uma grande burrice seguir este caminho .

    De facto há que tirar o chapéu ao Steve pelo seu sentido de oportunidade em explorar ideias , agora querer atribuir a Apple a invenção do que quer que seja acho abusivo e não corresponde a realidade como muito bem o @Miguel demonstrou nos posts acima , depois as replicas que se seguiram foi mesmo só serrar presunto e com muito pouco sumo diga-se de passagem .

    Era importante que todos não perdêssemos o foco da realidade e da objectividade , já uma vez me pronunciei sobre o produto que fez com que a Apple iniciasse o processo de recuperação , que como sabem foi o Ipod , que de inovação não tinha nada e como sempre até vinha incompleto em relação a concorrentes como a Creative que já tinham rádio nos leitores o EQ funcionava melhor , o som era bom ao nível de um ipod e tinha a facilidade (nos primeiros) de ser Pick and drop , entao qual foi o segredo do Ipod para vender tanto , foi de facto o Look e a qualidade de construção ,e mais tarde a capacidade de armazenamento que ditaram o sucesso , depois depressa surgiram aplicações alternativas ao Itunes que permitiam trocas de ficheiros com qualquer pc sem restrições e a malta aderiu .

    Eu penso que aquilo que a historia irá falar no futuro sobre a Apple será certamente a sua capacidade de definir tendências aí estamos todos de acordo , quanto ao resto ficam os posts do @miguel que já falam muito sobre este tema .

    Os meus cumprimentos

    Serva

    • Ppietra says:

      Serva tenho muito respeito pelo o que dizes pois tomas posições equilibradas, mas neste caso tenho que discordar profundamente contigo!
      Até pode ser uma questão de linguagem, mas pelo o que depreendo o que dizes é que a Apple não desenha o seu hardware/motherboard. Nisso estás muito enganado, e a história prova isso.
      Antes da Apple ter Intel como é que seria!? A Apple estava por dentro do desenvolvimento dos seus processadores, a Apple era obrigada a desenhar ou ter uma palavra importante sobre muitos dos seus chips e a adaptar outras tecnologias de terceiros de forma um pouco diferente – temos o caso da Apple ter adoptado uma tecnologia desenvolvida pela AMD para o bus da motherboard (Hypertransport).
      A Apple sempre teve que ter muita capacidade interna para engenharia e desenho do seu hardware.
      A transição para Intel aliviou uma parte do fardo, pois ficou com muitos mais componentes disponíveis, podendo jogar com o mercado, sem ter a preocupação de desenhar a maioria deles. Mas os componentes são só isso… uma motherboard é mais do que a soma dos seus componentes e requer engenharia, requer integração, e isso a Apple tinha e continua a ter em abundância.
      Ou será que achas que a Apple vai ali ao lado comprar as motherboards já prontinhas. Se é então devia ser fácil encontrar por aí alguém a vender motherboards para fazer uma espécie de Mac Mini ou um MacBook Air, ou um iPad. Se os seus produtos conseguem ter dos melhores consumos de energia, de certeza que não é obra do acaso, ou benesse dum estranho.
      Quanto tempo mesmo é que demorou a aparecer um dispositivo que pudesse remotamente concorrer com o iPad!? Certamente que não terá sido porque a Apple pôs os chineses a fazer tudo.
      Se nada disto demonstra que a Apple desenha o seu hardware internamente então não sei o que possa dizer.
      Se por acaso não consideras esta engenharia desenhar hardware, discordemos então sobre semânticas. Para mim é uma engenharia muito importante – é aquela que consegue duma máquina boa fazer uma excelente máquina, tal como nos automóveis!
      Quanto ao hardware ser superior, depende do produto e do contexto! Se queres falar em performance bruta de mega e gigaflops não te vou dizer que são todos superiores… diria que o único claro líder aí para a Apple é o iPad no seu ramo!
      Mas se passamos para outras vertentes então a qualidade da Apple começa a ser mais preponderante e serão poucos os outros produtos que conseguem ser superiores ao mesmo preço!

      Sobre o iPod! Isso dava uma tese. Os concorrentes continuam a coçar a cabeça com isso. O iPod teve sucesso pelo seu software, simplicidade e integração. Não precisava de ser muito superior em hardware, só precisava de funcionar bem e simplificar a vida às pessoas, foi nisso que o iPod foi melhor.

    • Miguel says:

      “A Apple não […] ensina certamente nada a Intel”
      a Intel já declarou publicamente que aprendeu muito com a Apple…
      [ não encontro link que não me recordo do inglês utilizado ]

      “os hardware que existe no interior dos Apple é superior aos outros fabricantes ?”
      eu acho que sim.
      o meu macbook [ que é um dos piores portáteis que a Apple já fez [ e para quem vinha de um powerbook G3.. este MB é mesmo muito fraquinho ] ] tem quatro anos e a única coisa que precisa é um disco maior [ culpa minha que insisto em ter quarenta toneladas de música cá dentro ]

      “querer atribuir a Apple a invenção do que quer que seja acho abusivo”
      há o antes e o depois do Mac
      há o antes e o depois do iPod
      há o antes e o depois do iPhone
      há o antes e o depois do iPad
      não.. nunca inventou nem criou nada …

      “iniciasse o processo de recuperação , que como sabem foi o Ipod”
      não.
      foi com o iMac G3.

      “a Creative […] tinha a facilidade (nos primeiros) de ser Pick and drop”
      prefiro a facilidade do iPod
      • ligar a ficha USB ao portátil
      • continuar a fazer outra coisa qualquer
      • ejetar o iPod
      e já está com conteúdo fresco
      e todos os podcasts já ouvidos apagados

      quanto ao radio [ o FM ] ..
      nem no carro
      http://miguelmaia.tumblr.com/post/3708710738 😉

  22. Serva says:

    @Ppietra ,

    Boa tarde , discordo , como imaginas do que escreveste , mas este post está cheio de incongruências com misturas de conceitos esses sim dariam uma discussão semântica , e na verdade já praticamente foi tudo dito , agora quando falas da passagem da Mac para a Intel falhas e muito .

    Sabes que antes da Intel a Mac usava a plataforma da IBM (cpus incluídos), então porque que resolveram mudar para a plataforma Intel se a Apple tem assim Engºs tão fantásticos que conseguem desenvolver tecnologias de ponta , será que a IBM não lhes dava suporte?|……, ou será que os ditos Engºs da APPLE NÃO FAZEM MAIS QUE O @Miguel fala no seus posts ?…… eu não tenho dúvidas acerca deste tema o @Miguel foi muito claro e explicito no que escreveu e eu não me vou repetir , o que aconteceu claramente foi que a IBM não tinha soluções tecnológicas para a Apple concorrer de igual para igual com os portáteis e desktops equipados com plataforma Intel , agora se os Engºs da Apple querem mais para a esquerda ou mais para direita e pretendem que a assemblagem da maquina seja feita de certa forma para se ganhar na refrigeração ou ganhar mais uns pontos no Benchmark isso já são outros 300 , isso acontece certamente , acontece na plataforma centrino portanto este factor não é de descartar .

    Obrigado por achares que eu sou moderado , eu também assim me considero e espero continuar a ser , mas é exactamente por isso que acabei por intervir no post .

    Aceita os meus sinceros cumprimentos

    Serva

    • Ppietra says:

      Fiquei sem perceber se concordas, ou não, com a minha posição quanto à Apple desenhar a sua motherboard!!
      Quanto à questão do PowerPC, a plataforma não era IBM! A plataforma era dum grupo de empresas. A IBM era uma delas, a Motorola/Freescale e Apple as outras. A Apple não produzia os processadores, nem os desenhava directamente, mas indicava às outras duas as suas exigências, e a Apple desenhava tb muitos dos chips necessários para trabalhar com o processador – não será muito difícil encontrar pela internet esses componentes desenhados pela Apple.
      O problema com o PowerPC não é tanto técnico mas económico! A IBM e Motorola não conseguiam desenvolver os processadores que a Apple queria nas quantidades e aos preços necessários. Como tal o desenvolvimento foi ficando ameaçado, ao ponto de começar a gerar problemas de concorrência nos portáteis, pois os processadores consumiam demais para ter a performance necessária! Isto é, se por acaso tivesse havido muita mais gente a comprar PowerPC era bem possível que este tivesse conseguido continuar a competir pois seria economicamente sustentável o seu desenvolvimento para concorrer com a Intel!
      A transição para Intel tirou a Apple desse sufoco, deixando de se preocupar tanto com os processadores, pois estaria ao mesmo nível da concorrência e com muita variedade para escolher!
      Mas o processador é só uma parte do hardware, não é!?
      A Apple continuou a desenhar as motherboards e alguns dos componentes: o FireWire, o EFI e provavelmente mais alguns! E ainda produz computadores em pelo menos uma fábrica própria, na Irlanda!

    • Miguel says:

      antes da Intel *OS* Mac [ da Apple ] usavam os processadores da Motorola+IBM+Apple.
      os powerpc eram desenvolvidos em conjunto pelas três empresas.

      o Siza Vieira também só diz se quer os tijolos um bocadinho mais para a esquerda ou para a direita porque são os trolhas subcontratados pelo empreiteiro que determinam o desenho global da casa…

  23. Serva says:

    Sem comentários ,

    Cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.