Quantcast
PplWare Mobile

Apple bloqueou atualizações do WordPress para iOS até a empresa integrar compras na app

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Os Rótulos says:

    Desculpem lá mas há alguma coisa que não bate certo.
    A app não vendia nada. Mas agora passa a vender para a Apple cobrar comissão?!
    A vender o quê, exatamente?

    • Vítor M. says:

      Mas diz lá no texto. Vende alojamento em vários planos. E na app estava lá o link que encaminha os utilizadores para esse produto, comportamento que é proibido pelas regras das lojas.

      Está tudo bem explicado 😉 se não quer vender, porque é parte da sua informação de ajuda? 😉

      • Pedro Teixeira says:

        Isto tem um razão valida para SaaS/plataformas.
        Vamos imaginar o DropBox, o utilizador pode usar o site dropbox.com para pagar por uma subscrição e usar o iphone/ipad simplesmente como uma forma de acesso. O produto principal é o site, não a app para ios. Foi dito pela própria Apple, anos atrás, que não teriam de pagar taxas se o utilizador fosse redirecionado para uma pagina externa, onde não haveria integração com as compras da App Store.

        Hoje verifiquei no meu iPad, e se eu fizer uma compra na app do DropBox, já passa pela apple pay e pagam 30%. Isto representa um grande problema para empresas de software. No caso do Fornite, a app é o produto e acho legitimo os 30%. No caso de produtos onde a app iOS não representa o produto em sim só podemos esperar uma grande batalha legal. Por esta lógica, daqui a nada a Google também cobra comissões a quem quiser vender algo via Chrome.

        • AD9 says:

          O pior é que para IOS não tens forma de os mandar passear e instalar apk que é o que eu vejo muita gente a começar a fazer no android.
          30% de comissão é um abuso, seja qual for o produto. As “stores” tambem ganham milhares de downloads com estes jogos/apps “de nome”, uma percentagem a rondar os 10% acho que já era mais do que justa.

          • Rrrrrr says:

            Por acaso acho 10% demasiado baixo, tendo em conta a exposição que a Apple e a Google dão aos developers

          • FAR says:

            “Por acaso acho 10% demasiado baixo, tendo em conta a exposição que a Apple e a Google dão aos developers”

            Claramente não trabalha no ramo. Ou então é dos que gosta de pagar impostos. (não digo que também não o faça, mas não gosto de o fazer)

          • FAR says:

            E continuando, a store vive dos developers e o ecossistema iOS vive das apps. Parece-me que poderá estar a ver as coisas do ângulo errado.

            Ab

          • Rrrrrr says:

            Percebo o que queres dizer, mas tanto a apple e Google vivem dos developers e da apps, como o contrário também acontece. No final os developers têm de disponibilizar as suas apps em alguma plataforma. Claro que têm de ter o seu retorno, mas tb tem de contribuir para a store .
            Sobre impostos não tem a ver se gostamos De pagar ou não, mas sim o propósito do mesmo.

          • HRamos says:

            Mas FAR, podem desenvolver as suas Apps para a loja da Huawei, sendo o maior fabricante mundial, têm biliões de utilizadores e por conseguinte clientes dispostos a pagar pelas Apps. Ninguém os obriga a desenvolver para a plataforma da Apple ou Google, existem mais felizmente.

    • Rodrigo says:

      Se tivesse lido a notícia toda iria perceber o porquê.

  2. Fulano says:

    30% aqui, mais 30% ali e continua a procura de lucro fácil para apresentar lucros aos share holders…

  3. Ricardo Guerreiro says:

    Posso estar a apanhar a notícia por alto mas ainda hoje existiu uma actualização da WordPress na App Store e actualizou 5*

    • Vítor M. says:

      Sim, depois do WordPress ter dito que vai fazer o que a Apple tem nas regras. Diz isso mesmo no texto, que o compromisso da empresa permitiu a atualização. Tem agora 30 dias para fazer a devida correção.

  4. supersilva says:

    Qualquer venda no IOS tem de pagar para a dona, não adianta, só não usando.

  5. Samuel MG says:

    Então pelo que percebi a Apple vai fazer com todas as app store quer sejam gratuitas ou não a ter compras na app. Que grande tiro de caçadeira no pé.

    • Rrrrrr says:

      ?! Não percebeste bem…

    • Os Rótulos says:

      Mais de 80% das apps na App Store não pagam comissão à Apple. Se uma app está disponível como “free” não paga.
      Isso inclui as apps de vendas de produtos como a Amazon, OLX e as muitas lojas chinesas.
      Nem se pode falar que são apps de venda de produtos de terceiros porque a Amazon vende montes de produtos próprios através da app.
      E há mais montes de apps de venda produtos e serviços, de terceiros e próprios.
      Nem percebi ao certo o que aconteceu com a app da WordPress – que não atualizava – mas hoje atualizou – mas só implementa o que a Apple quer nos próximos 30 dias.
      Mistérios.

        • Os Rótulos says:

          O texto não diz, por certo não se sabia,que na atualização da app (de ontem) a opção que a Apple considera in-app-purchase já não existe. Foi o que aconteceu. A Apple disse que o assunto ficou resolvido e pediu desculpa pela confusão.
          Se vai depois introduzir uma forma de in-app-purchase com pagamento de comissão à Apple não se sabe ao certo.
          Facto é que a app estava assim há anos sem a a Apple dizer nada. Não houve qualquer mudança de política, parece mais que algum funcionário demasiado zeloso embirrou com a app.

          • Vítor M. says:

            O problema existia boa algum tempo, mas não deixava de estar a violar as regras.

            The problem seems to be the WordPress.com premium plans and domains, which are accessible through the app via Support.

            Portanto, nesta atualização não tem o que a Apple pediu mas os responsáveis dizem que na próxima já terá essa opção. Não foi nenhum funcionário demasiado zeloso nenhum.

          • Os Rótulos says:

            Não houve mudança de política na App Store.
            A app não teve alterações durante anos (teve ontem, para a WordPress evitar chatices).
            Ou antes os funcionários que fazem a revisão das apps estavam a dormir ou usavam critérios diferentes do último zeloso funcionário.

            O que é facto é que o caso está a ser associado ao da Epic quando em nenhum dos dois a Apple alterou a política.
            No caso da Epic percebe-se perfeitamente o se passou. No da WordPress nem por isso.

          • Vítor M. says:

            Até ontem a Apple tolerou, mas agora fez valer as regras. O Worpress removendo os links, podem continuar como estavam. E por isso saiu a atualização sem os links e sem as compras integradas.

            Se quiserem colocar os links para os planos pagos, têm de assumir as compras integradas e pagar as devidas taxas.

            Provavelmente a Apple estará a rever todas as apps e a fiscalizar se cumprem as regras.

  6. Monte Gordo says:

    A lógica é simples:
    – gratuitas não pagam comissões
    – pagas pagam 30% à Apple / Google
    – gratuitas ou pagas que vendam algo dentro da app são obrigadas a vender via “in-app” em que dão 30% às empresas.

    O que alguns “chicos- espertos” faziam era na app (por exemplo gratuita) reencaminhar para o site e aí vender algo e ficar com 100% do dinheiro.

    Como podem contornar isso legalmente? Fácil. Avisam que existem planos pagos e que para tal devem ir ao site contratar. Aí não pagam nada mais; se quiserem via app… 30%.

    Não vejo qual o vosso problema, as empresas têm opção in-app e dão 30% mas vendem muito mais; ou dizem que o utilizador via (manual é não via app) vai à web no PC ou iPad ou smartphone ao site da empresa e compra. Claro que pode é perder clientes.

    A Apple e outras só estão é a acabar com os chicos espertos.

  7. LA says:

    A Google e a Apple a quererem ganhar este mundo e o outro.

  8. Jorge Carvalho says:

    Certamente estão recordados do caso da Epic que anda a fazer o barulho que anda , e numa das noticias aqui no pplware eu ter afirmado que o que estava em causa não era os 30% mas sim a epic querer uma loja.
    Foi agora confirmado nos documentos em tribunal :

    https://twitter.com/kifleswing/status/1296896197035270145/photo/1

    • Os Rótulos says:

      Lê bem o terceiro parágrafo do texto que puseste.
      E agora faz as contas com a segunda imagem deste post (opção de compra que a Epic introduziu no Fortnite e por isso foi banido pela Apple e pela Google) :
      https://pplware.sapo.pt/apple/apple-retira-fortnite-da-app-store-depois-da-epic-games-oferecer-descontos/

      Vais ver que dos 30% de comissão da Apple e da Google, o jogo ficava 25% mais barato ao comprador, a Epic recebia mais 5% e a Apple e a Google não recebiam nada. Se não são os 30% que estão em causa é o quê?

      • Jorge Carvalho says:

        O facto de a EPIC querer colocar uma loja no iOS ! concorrente da Apple.
        A EPIC paga os 30% ás consolas aos anos e nunca se queixou.
        Lê o ponto 2 do email.

        Abc

        • Os Rótulos says:

          Qual é a diferença comprando numa loja da Epic para iOS? Não era o mesmo:
          “dos 30% de comissão da Apple e da Google, o jogo ficava 25% mais barato ao comprador, a Epic recebia mais 5% e a Apple e a Google não recebiam nada.”

          Por acaso, com a loja separada, como faz para Android depois do jogo ter sido banido da Google Play, a mama nem era tão grande. É que a instalação por APK par Android sempre é preciso ter uns bons gigabytes livres para a instalação. Mama da boa era a Apple e a Google deixarem instalar o jogo da Apple Store e da Google Play sem receberem nada.

          • Jorge Carvalho says:

            Nao , era o mesmo que eu chegar ao continente /modelo / pingo doce / e abrir uma bancada lá dentro a vender as minhas coisas mais baratas e nao pagar renda nem luz nem agua .

            Abc

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.