Quantcast
PplWare Mobile

ANACOM aprova incrementos mínimos de 5% para acelerar leilão do 5G

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. JS says:

    Boa Noite
    Não é que estou á espera do 5G
    A situação já se arrasta á tanto tempo que já Cheira mal
    Mete nojo tanto leilão

  2. fininho says:

    Quais são afinal estas regras do leilão e porque motivo haverá o Governo de ganhar dinheiro a leiloar uma frequência? Porque não há concorrentes estrangeiros para além dos 3 players do costume?

    • Manuel says:

      O leilão está-se arrastando precisamente porque há concorrência a querer entrar no mercado nacional e as operadoras nacionais estão a esticar o leilão com incrementos mínimos de 3%. O tempo que o leilão decorre é tempo ganho para as operadoras nacionais fidelizarem o máximo número de clientes por mais 24 meses.

    • Manuel Costa says:

      Pela simples razão que montar uma estrutura para 10 milhões de potenciais novos clientes, custaria mais de 400 milhões de euros, sem contar com a publicidade.
      Ou achas que bastava chegar cá e usar as antenas das 4 operadoras disponíveis e desatar a oferecer serviços mais baratos que as outras, mantendo lucros?

  3. AlexS says:

    Querem sacar o máximo às operadoras e depois estas claro trasnferem os custos para os clientes… Por isso temos custos das comunicações muito superiores á inflação.

    • Manuel Costa says:

      Mesmo assim, para as médias de velocidade/preço temos dos valores mais baratos na Europa… com a grande diferença que quase todos os países europeus apostam mais no serviço barato por velocidades de 10-20mbs, mais do que suficiente para 99% da população. Por cá temos 5gbps e pessoas a pagar 300 euros para usarem as redes sociais…

      • Keyboardcat says:

        Onde foste buscar tais ideias? Os custos das comunicações móveis em Portugal são superiores à média da EU. E as velocidades não são superiores à média. No melhor dos casos encontram-se exatamente na média Europeia.

  4. Samuel MG says:

    A ANACOM a mamar mais dinheiro 🙁 Nem daqui a 3 anos há 5G

  5. Joao Ptt says:

    Se o Estado tem de ficar rico com este leilão de algo que é da natureza e não dos humanos (espectro rádio), então que sei lá definam um preço mínimo do género: 100 milhão por cada 1 MHz de espectro, e pronto, acabem com o leilão vazio, declarem que não existe interesse no mercado e faça o estado a implementação da rede 5G com equipamento Chinês, e só deixe operadores que não operem actualmente no mercado português utilizar a infra-estrutura, para gerar verdadeira concorrência, e deixar os partidos ditos de “esquerda” mais contentes com a excelente iniciativa do serviço público à classe operária. Claro, proibir os actuais operadores de utilizarem as frequências actualmente atribuídas a eles para prestar serviços designados de 5G ou superiores.
    A técnica é conhecida pela CP, que aumentava o número de composições para depois nos relatórios dizer que a procura não correspondia à oferta…. se enchessem 3 composições metiam mais quantas fossem necessárias para depois no relatório parecer fazer sentido fechar a linha às composições para passageiros. Se funcionou para a CP, também pode funcionar para o leilão do 5G.

  6. adbu says:

    Quando o 5G chegar a Portugal no resto do mundo já estarão no 6G

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.