Quantcast
PplWare Mobile

106 biliões de euros é o valor do cibercrime nos próximos 15 anos

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. chicosoft says:

    106 biliões ou 106 Mil milhoes? é que Bilioes é muita zero…. se assim for, vai haver muito dinheiro a ser gasto nessa area ou em outras palavras mais trabalho na area

    • Quintas says:

      Eu tenho a ideia que é igual mas bilioes e brasileiro e mil ilhoes portugues

    • Vítor M. says:

      Usamos a escala longa, então, tal como está no relatório, triliões em escala curta. Como sabe em Portugal usamos escala longa, e é portanto a designação “biliões”. Valor global claro, tal como está referido.

      • chicosoft says:

        Pelo artigo reparei que falam em mil milhoes, queria mesmo saber se o valor estava correcto… é muito Zero 😐

        • Zaark says:

          Simples: em cibersegurança gasta-se milhares de milhões, mas o cibercrime rende biliões. É como o negócio da droga (mas ainda mais rentável e seguro para os criminosos): a polícia apreende milhares de euros em cocaína, mas ali ao lado desenbarcou para o “mercado paralelo” uns milhões.

      • Diego says:

        Então se o PIB dos EUA está nos 16 biliões, como é que o valor do cibercrime vai atingir os 106 biliões? 106 mil milhões faz mais sentido que é quase o PIB de Portugal

        • Zaark says:

          O relatório fala em “trillions” que em Portugal é “biliões”. Se achas que não faz sentido, fala com quem fez o relatório. Se pesquisares bem acerca do cibercrime, vais perceber ue em 15 anos faz-se muito mais que o PIB Português… aliás, faz-se muito mais que isso num só ano.

      • josé says:

        Um bilião nos EUA corresponde a mil milhões em Portugal. Exemplo, nos relatórios dos EUA a população mundial é de cerca de 7 biliões, em Portugal o mesmo número corresponde a 7 mil milhões. Um bilião em Portugal é 1 milhão de vezes 1 milhão (são muitos zeros). É uma situação corrente a tradução à letra dos textos americanos e com isso essa confusão nos valores.

  2. Pedro says:

    Se os sites tipo piratebay acabarem, deixo de pagar a net. Até la ja tenho 10TBs com filmes e séries mais 4TB com jogos e musicas. Viver nao custa, custa é saber viver

  3. Redin says:

    Até pode ser muito pequenina, mas eu estou a fazer a minha parte para melhorar esta causa.
    Fiquem bem!

  4. pedro silva says:

    Apenas uma pequena correcção, a palavra “biliões” não existe em português de Portugal (pt_PT). O descritivo numérico correspondente ao termo inglês “billions” (“biliões” em português do Brasil) é mil milhões.

  5. pedro silva says:

    A palavra “bilião” existe mas não no contexto referido. Se a tradução foi do inglês bilião é mil milhões em pt_PT (1 000 000 000 = mil milhões), dado que “bilião” em pt_PT se refere ao numeral “um milhão de milhões” (1 000 000 000 000 = um milhão de milhões/um bilião”).
    Fonte: Enciclopédia Larousse

  6. pedro silva says:

    Cara Maria, li e entendi que existem incongruência na vossa interpretação da tradução ao longo do texto original. Vocês extrapolaram incorrectamente os numerais em inglês.
    Julgo que como professor universitário de Cálculo Estatístico e Matemática Aplicada posso ser considerado uma fonte credível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.