Quantcast
PplWare Mobile

Na China, as empresas estão a investir fortemente em pessoas virtuais

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Joaquim Sobreiro says:

    A caminho do transumanismo. Enquanto humano podemos ir vendo em que nos podemos transformar, para sermos usados por outros que não querem que tenhamos sentimentos nem poder de decisão.

  2. Joao Ptt says:

    Para as empresas faz sentido contratar um desenho animado realista exclusivo para publicidade e apresentações virtuais.

    – Nunca estão doentes;
    – Nunca estão metidos em polémicas;
    – Só pagam pelo que utilizam;
    – Podem ter exclusividade do boneco(a) virtual;
    – Nunca fazem greve;
    – Não fazem publicidade para a concorrência;
    – Não envelhecem;
    – Não morrem;
    – Estão sempre bem dispostos.

    Percebe-se o apelo.

    E ainda por cima a China só tem 1,412 milhões de pessoas, não é como se fosse fácil para as empresas arranjarem pessoas a quem dar esses trabalhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.