Quantcast
PplWare Mobile

YouTube Shorts: A resposta da Google ao TikTok está a chegar para todos

PUB

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. XneloX says:

    Pensei que ia relançar o Google + em resposta ao Facebook

  2. Joao Ptt says:

    Agora é que vai ser… mais uma fantochada.

    O Youtube quer mesmo a malta que anda a produzir para o TikTok? A mim parece-me óbvio que não. Será para descansar algum investidor?

    Eles têm claramente políticas e sistemas em funcionamento que parecem ser desenhados para impedir os conteúdos que são feitos no TikTok… nomeadamente nas músicas e reutilização de conteúdos.

    Se as pessoas em vez de colocarem no TikTok colocassem no Youtube os mesmos vídeos iriam ver as suas contas bloqueadas em menos de nada. Mesmo com o conceito “shorts” acho que nada mudou na política da empresa, logo o Youtube parece um local horrível para colocar tais conteúdos… e provavelmente os criadores do “shorts” vão rapidamente perceber o erro que foi “mudarem-se” para o Youtube assim que começarem a ver que tudo o que tentam colocar é barrado por causa da utilização de música com direitos de autor, ou porque está a utilizar conteúdos que outros já utilizaram como aqueles vídeos de divisão de ecrã e outros.

    Acho que a cachopada vai nessa de meter os conteúdos no Youtube.

    E como é que eles (Youtube) pensam separar o conteúdo “Shorts” do resto? Aparentemente vai ficar tudo na mesma conta… será uma espécie de separador/ etiqueta? Se for na prática qual é a diferença? Mais uma forma de estar ainda mais “enterrado” e separado lá dentro em separadores?

    Outra das coisas que já li ou ouvi é que no TikTok o algoritmo parece ser mais “justo”/ “equilibrado” por assim dizer, parece ser mais fácil tornar-se conhecido que no Youtube onde é extremamente difícil de vir ao de cima… aliás basta ver a página inicial ou ir às páginas das tendências que quase sempre estão enterradas em conteúdo estrangeiro ou mais ou menos com os mesmos criadores nacionais e pouca variedade, e quando as pessoas começam a ver certos tipos de coisas então parece que fica ainda mais difícil descobrirem outros conteúdos e criadores de conteúdos. E isso é algo que acho que o Youtube não quer e não vai mudar, e por isso duvido que exista qualquer possibilidade de sucesso com os “Shorts”… simplesmente não estão vocacionados para isso.

    E depois há aquele “problemazinho” de se fecharem canais a torto e a direito porque sim, porque alguém abusa do sistema de denúncia, porque o Youtube achou que algo não estava bem, e quando não são grandes e influentes o suficiente quase nunca têm hipótese de recuperar o dito canal.
    São muitos os criadores que tenho visto ao longo dos anos que começam a ficar nitidamente com receio porque sabem que à terceira vez que existe uma denúncia perdem o canal, às vezes eles cometem erros, outras vezes é à custa de denúncias falsas, mas que por vezes são questões subjectivas para as quais o Youtube pode simplesmente aceitar a queixa… e conseguir falar com alguém no Youtube é simplesmente quase impossível… e diz quem conseguiu que quando chegam à fala com alguém é alguém que nada diz e menos ainda ajuda e de nada sabe sobre o assunto, é um ou uma relações públicas… está ali só para entreter e fingir que se preocupa e mesmo assim só está disponível para os casos em que torna tal proporção nos meios de comunicação social e redes sociais que começa a afectar a reputação do Youtube.

    E claro, como é que fazem com as músicas, porque pelo menos no Youtube eles parecem extremamente agressivos a não deixar usar praticamente nada que esteja na moda de música comercial… eles os titulares dos direitos claro. No TikTok de alguma forma isso parece (ou parecia?) menos presente… e até se lia ou ouvia que havia empresas discográficas a pagar fortunas para certas pessoas colocarem as suas músicas nos vídeos que faziam, e à custa disso imensas músicas ficaram extremamente populares, parece que as rádios até já escolhem as músicas novas pelo que anda popular no TikTok.

    Acrescente-se ainda que a Google/ Youtube continuam os mesmos incompetentes nojentos e nada fizeram para parar o simples furto de canais e reversão de estragos… que tem sido uma praga ao longo de 2020 e não vejo razão nenhuma para que não continue, já que objectivamente nada foi feito para reforçar a segurança de tal maneira que nem mesmo alguém com malware no dispositivo consiga perder a conta sem pelo menos um bocado mais de interacção em especial se usar o programa avançado de protecção com as chaves FIDO.
    O Youtube quer os criadores que estão no TikTok, mas nem resolve os problemas que os actuais criadores de conteúdos no Youtube têm.

    • Joao Ptt says:

      *Acho que a cachopada NÃO vai nessa de meter os conteúdos no Youtube.
      (Infelizmente não dá para editar os comentários depois de os colocar.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.