PplWare Mobile

Smartwatches: Vendas ultrapassam as dos relógios de luxo


Destaques PPLWARE

  1. Ruivix says:

    Respondendo à pergunta. Para mim não tem interesse semelhante “engenhoca”. A não ser que tire cafés 😉

  2. João says:

    Basta verificar os preços de venda dos relógios ditos de luxo e dos smart watches para perceber porque os segundos vendem mais do que os primeiros. Interessante sim é que provavelmente os smart watches possam já vender mais do que relógios “normais”.

  3. censo says:

    Quer-me parecer que a constatação é óbvia. Algum smartwatch custa o preço de um relógio de luxo?

  4. Mark says:

    Sabendo que um relógio de luxo custa 10 / 20x mais que a maioria dos smarthwatches, é normal que isso aconteça. Os relógios de luxo sempre foram um produto algo exclusivo.

    • JBM says:

      Creio que o dado + importante a retirar não será no número de vendas mas o aparente efeito dos smartwatches no mercado de relógios suiços.

      • Boss says:

        Deixa passar o efeito novidade…

        • Renato says:

          Para venderem ainda mais?

          Tanta gente que está á espera do Apple Watch 2…

          • Mylittlelife says:

            Estão à espera do 2 a ver se o preco do 1 baixa 🙂

            Eu tenho um Moto 360 que comprei por centro e poucos euros e é fantástico. Com ecrã sempre ligado a bateria gasta uns 75-80% num dia completo; com ecrã desligado (tocar-para-ligar) a bateria dura 3 dias completos. Sem stress.

          • Andr8 says:

            Não sei porque é que sempre que falam do Moto360, vêm falar “ai a minha bateria dura 1 ano, nunca carreguei a bateria na minha vida”…

            Deve ser porque se sabe que não dura 1 dia, para muitos!

      • Mark says:

        São produtos diferentes para público alvo distintos, não sei até que ponto um gadget afecta assim um produto de luxo. Quem procura um relógio de 5 mil € será que vai deixar de o comprar porque pode comprar um smarthwatche por 300€

        Ainda há uns tempos atrás vendas dos carros diminui e ao mesmo tempo as vendas dos carros de luxo /gama alta aumentou, mas isso não significa que as pessoas deixaram de comprar um Fiat para comprar um porche.

        • pedro miguel says:

          Tem razão. Eu não compraria um relógio de luxo, porém comprei um smartwatche.

        • JBM says:

          Relógios suiços não são só relógios de luxo de 5 mil euros ou +, são também relógios de algumas centenas de euros ou +.
          Uma grande diferença relativamente aos carros de luxo, eles não apareceram há pouco tempo a criar diversificação de oferta e concorrência, o seu aumento não absorveu as perdas nas outras gamas, e os fabricantes de utilitários não começaram a pensar fazer carros de luxo – marcas suíças andam a trabalhar para ter smartwatches.

          • Mark says:

            O artigo diz explicitamente relógios de luxo, logo não são relógios de 200€. Se tivermos a falar de relógios dessa gama é normal que o pessoal comece a comprar smarthwatches.

            No meu caso daria mais facilmente 300€ por um smarthwatch que por um relógio. Mas nunca trocaria um relógio de luxo por um smarthwatch.

          • JBM says:

            O estudo fala nas vendas de todos os relógios suíços. O artigo aqui mencionar relógios de luxo não altera esse facto, e como tal terás que perguntar a quem escreveu o artigo o porquê do uso do termo

  5. Ricardo Raimundo says:

    Eu não sou adepto de relógios mas comparar a mestria dos relógios suíços a smartwatches é blasfémia!

    Uma coisa é uma coisa e a outra é outra.

    • Mark says:

      E não esquecer o valor de um relógio de luxo usado e o valor de um smarthwatch. Existem versões que por serem de colecção ou limitadas até podem valer mais passado uns anos.

    • Renato says:

      Ai sim… que é que fazem para mim? Dar horas?

      • David says:

        Cada um vê a sua maneira! Um relógio e feito para dar horas…não tirar cafés,etc…a pensar dessa forma dentro de pouco tempo terás um smartwatche Note para fazeres o que um telemóvel faz… A isso chama-de apenas consumismo e não apreciar a beleza de um equipamento de luxo que por vezes levam semanas ou até meses a seres desenvolvidos,não possuem qualquer elemento digital…e o prazer de ver a preciosidade mecânica…e não se esqueçam que devemos muito ao desenvolvimento dentro da indústria relojoeira…

  6. David Ramos says:

    Só têm que inovar e fazer smartwatches de luxo

  7. Jesus says:

    Tenho um pebble há mais de 1 ano e já não consigo sair de casa sem ele. A mais valia para mim é não precisar de andar sempre com o telefone na mão. Se o deixar no casaco, consigo ter acesso a todas as notificações directamente no pulso. Também tem uma autonomia bastante razoável.

  8. Cristiano Alves says:

    Realmente… sendo os relógios de luxo ate 100 vezes mais caros (ou mais), não faz sentido nenhum esta comparação…

    É como comparar as vendas dos carros eléctricos a Lamborginis ou Aston Martin…

  9. Presidente says:

    OK!
    Quantos smarthwatches se compram com o valor de um relógio de luxo?
    Vamos aos extremos:
    O Grandmaster Chime da Patek Philippe é um dos relógios de pulso mais à caros à venda atualmente, custa cerca de 2,25 milhões de euros, o que dá para comprar 10 mil smartwatches de 225€. Mas atenção que já há smartwatches a cerca de 20€ e nesse caso, passamos a poder comprar mais de 100mil.
    Isto é como dizer que a venda de bicicletas ultrapassou a venda de motos de luxo.

  10. Mas quais relógios de luxo? says:

    Só no post é que se fala em relógios de luxo.

    A Strategy Analytics diz que foram vendidos mais smartwatchs do que os relógios suíços todos – de luxo e sem ser de luxo.

    https://www.strategyanalytics.com/strategy-analytics/blogs/devices/wearables/wearables/2016/02/18/smartwatches-overtake-swiss-watches-in-feb_q4-2015#.VshHNMd-w9c

  11. André Gomes says:

    Tenho um Pebble e neste momento não saio de casa sem ele, muitas das vezes nem preciso de tirar o telemovel do bolso, principalmente quando vou a conduzir.

  12. jesus jones says:

    Relógios são passado bem vindo o novo mundo

  13. Serato says:

    Grande “estudo”!
    Pena que o meu Breitling Navitimer Cosmonaute não ser tão “caro” como esses brinquedos a pilhas.

  14. Costa says:

    Eu tenho um Motorola de segunda geração e adoro, mas também adoraria ter um ómega, o problema é que o preço é 10X superior.

    Autonomia é que tem que mudar.

  15. NunoR says:

    Grande comparação, comparar relógios de luxo, que pelos preços sempre nunca foram um produto ao alcance da esmagadora maioria das pessoas, com smartwatches que se compram ao preço da uva mijona. Vale tudo para se ir incutindo nas pessoas a ideia que a tendência é um determinado artigo, e que no momento de escolherem é isso que devem comprar.

    • Bob says:

      Epaa.. lol

      Mas porquê, achas que uma pessoa normal (ie, que não seja rica/milionária) precisa de um estudo deste tipo para se decidir a comprar um artigo na ordem dos 20€/200€ ao invés de comprar um artigo de, sei lá, 1M€ ?..

  16. Fábio Reis says:

    Peço desculpa pela critica mas que artigo sem nexo, relógios considerados “de luxo” não são para o bolso de qualquer um, smartwatches são brinquedos que custam em média 300€ (uns mais, outros menos) então essa comparação está no minimo rídicula. E por fim, prefiro dar 200/300€ por um bom relógio, do que dar o mesmo dinheiro por um brinquedo que faz muito menos do que o meu smartphone que anda comigo diáriamente.

    Cumprimentos

    • Vítor M. says:

      Sim, um relógio de 400 euros é para o bolso de qualquer um 😉

      Assim como há relógios de luxo de 2 mil euros, também há de 500 euros nesta altura o preço não é o factor, é o que oferece a tecnologia envolvida 😉

  17. Tiago E. says:

    Gostava é que estes relógios funcionassem com o w10 mobile

  18. Daiquiri says:

    Aquele peeble time <3

  19. Tico says:

    o Smartwatch HUAWEI W1 conquistou-me, quando a concorrência levar a que baixe o preço para os 250€ compro um.

  20. Renato says:

    Não são os relógios de luxo, são os relógios suíços. Todos os relógios suíços. Nem todos os relógios suíços são de luxo!

  21. Sergio J says:

    Ha por aqui muita gente que claramente não percebe o que é um relógio de luxo. Confunde um relógio de luxo, cronografo, grandes complicações, robustez, estanquicidade, matérias nobres sim, mas não relógios joia. O cliente de relógios de luxo que se fala é qualquer coisa entre 5000-50000. Claro que neste segmento entre relógios mais barato e relógios mais caros. Este é o segmento dos relógios de luxo. Relógios de 1M€ entram na categoria coleção ou joia.

  22. sergio says:

    tenho um peeble…e é um espectáculo…uso com iOS e com android…bateria dura uns bons 5 dias…faltam-lhe algumas funcionalidades…hr por ex…mas tem outras…estou contente…

  23. Rui C. says:

    Gastar 5000 euros para ter um relógio de luxo para me dar apenas horas, que dinheiro mal gasto digam o que disserem.
    Agora um smartwatch tem bastantes mais funcionalidades e custa 10x menos.
    iWatch all the way! 🙂

  24. jsp says:

    Na minha opinião acho que nem se deve comparar uma placa de circuitos de meia duzia de euros com a engenharia e os mecanismos de um relógio de luxo suíço. A nivel de investimento pessoal dava sem dúvida 1000 ou mais euros por um relógio

  25. jsp says:

    Exemplo. É que e daqui a 10 ou 20 anos agarro no relógio de luxo e se o quizer vender vendo pelo mesmo preço ou mais dependendo da qualidade dele e do estimo. Um smart watch de agora de 200 ou 400€ daqui a 10 ou 20 anos vale uns 10 euros e mesmo assim. Alguem que me venha dizer o contrário que eu vou rir

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.