Quantcast
PplWare Mobile

Relógios não serão permitidos na hora de fazer exames

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Maria Inês Coelho


  1. ruiuda says:

    Excelente medida. Concordo plenamente.
    Só faltam os ouvidos (auricular espião, como vi num artigo vosso), óculos e lentes (embora num futuro próximo será algo mais complicado, pois precisamos da visão para fazer os exames).

  2. Catarino says:

    Concordo, mas também devia existir uma proibição para professores que não tem capacidade de ensinar/ajudar o aluno.
    Existem muitos professores que não sabem para eles quanto mais para ensinar seja quem for.
    Por outro lado, professores de excelência são prejudicados por estes, ficando de fora dos quadros muitas vezes.

    Se o aluno não sabe é porque tem dificuldades.
    Se o aluno não sabe com determinado professor tem limitações.
    Ou seja a culpa é sempre do aluno e nunca do professor.

  3. Gonçalo says:

    Sugiro antes fazer testes em que simples copiar não resulta. Isto é perguntas para raciocinio e não de decorar debitar.

  4. Zé Montanelas says:

    Ora aqui está uma boa dica, o smartphone já deu jeito umas vezes, mas com o smartwatch deve ser mesmo “no stress”

    Que se l1xe a doutrinação pura e estúpida
    Na vida real eu uso o que bem entender até naturalmente interiorizar, se não for útil também existe 1 processo natural contra isso que se chama esquecimento para arrumar a cabeça e limpar o lixo

    Eu não vou à escola ou universidade para competir com ninguém, eu quero que a minha compreensão conexiva e pensamento critico estejam acima de qualquer tipo de memorização sequencial e robótica, mas ao que parece gostam muito de testar esta ultima

  5. Catarino says:

    Concordo, mas também devia existir uma proibição para professores que não tem capacidade de ensinar/ajudar o aluno.
    Existem muitos professores que não sabem para eles quanto mais para ensinar seja quem for.
    Por outro lado, professores de excelência são prejudicados por estes, ficando de fora dos quadros muitas vezes.

  6. ZarkBit says:

    Quem mais programava as formulas matemáticas nas gráficas? hehehe, bons velhos tempos.

    E aprendi muito à pala de andar a programar na calculadora!!!!

  7. delegado says:

    podem parar de divulgar isto ainda me falta 1 ano e meio de licenciatura aha

  8. Tiago says:

    Concordo totalmente, alias, tudo o que seja tecnológico devia de ser proibido, seja telemóveis mais antigos, smartphones, music players, smartwatches, calculadoras gráficas ou cientificas, contudo a maioria das coisas que se podem manipular ao ponto de criar cabulas deviam de ser proibidas em exames.

    Existem outros métodos de cabular claro, já vi pessoal que usava um alfinete/prego ou qualquer coisa do género e prega-la debaixo da mesa junto com um elástico e um clip com um papel agarrado, aí eles puxavam e viam as cabulas, depois era so largar e lá ia, não aconteceu nada 😛 hehe LOL
    Também já vi outros a levarem garrafas de água a escrever na parte de trás dos rótulos das garrafas, aquele papel há volta da garrafa.
    Até já vi pessoal que guardava lápis que tinham a tabuada completa como desenho.
    Já vi muita coisa, mas muito poucos conseguiram esconder as suas cabulas.
    Eu por mim nunca fiz cabulas, era estudar e fazer tudo de cabeça, por vezes chegava a perguntar algumas coisas ao colega do lado… 😛

  9. Joao says:

    O que são esses auriculares espião?

  10. Miaggy says:

    Estupidez pegada, de uma falta de bom senso incrível. Percebe-se que se proíba os relógios inteligentes, mas um relógio é uma ferramenta fundamental em exame que nunca deve ser banida. É importantíssimo ter noção do tempo restante para o fim do exame. Só se meterem um relógio bem visível na sala de exame como alternativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.