Quantcast
PplWare Mobile

Trotinete elétrica NAVEE N65 – O meio de transporte ideal para deslocações curtas

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Zedotelhado says:

    Velocidade máxima para este tipo de equipamento 10 Km/hora e obrigatoriedade de usar capacete de mota fechado

    • Zedotelhado says:

      Isto para todos .
      Esta semana morreu um colega meu de trabalho por causa de uma trotinete igual a esta , queda com traumatismo craniano nunca usava capacete.

    • Grunho says:

      Esse é o primeiro pedido/exigência/ultimatum dos oligarcas do petróleo e dos sem vergonhas do lobby automóvel pra impedir as pessoas de utilizar este meio de transporte e as empurrar à força pra o carro particular. Et pour cause: o gasto e desperdício dos automobilistas nas filas do para-arranca é o ganho deles, o não gasto das bicicletas e trotinetas é o não ganho deles. Só uma curiosidade: Barbosa do ACP, és tu?

      • zedotelhado says:

        Não sou o colega daquele que morreu agora a idiotice do teu rascunho não tem medida e demonstra o quanto a parvoice está acima da vida humana.

        • Security says:

          Por um colega seu ter falecido (que é sempre lamentável e os meus sinceros sentimentos), não implica que este meio seja de todo inseguro. Se todos cumprirem as regras de velocidade máxima, usarem as (poucas) vias de circulação que existem para o efeito e acima de tudo usarem os equipamentos de proteção individual que não são obrigatórios mas seriamente recomendados, irá perceber que se trata de um meio de transporte igual a tantos outros.
          Acidentes (e mortes) há em todos os meios de transporte, sejam carros, motas, bicicletas, trotinetes, aviões e barcos.

          Agora concordo que existam trotinetes destas com motores de grande capacidade e que atingem velocidades alucinantes e aí sim, é meter-se a jeito. Mas também há carros assim, como há motas assim…

  2. lucas says:

    Tempos modernos a vida humana vale menos que o negocio.

  3. LarilasOS says:

    Sempre a baterem no Zezinho…ahpah, até a bicicleta é perigosa se formos por esse ponto de vista…eu tive um acidente no ip3…capotei um carro e ainda andei as cambalhotas…o carro ficou completamente desfeito…já eu e a ocupante saímos completamente ilesos…sem um arranhão pra contar a história…e íamos a 50kmh…numa estrada em obras e sem iluminação…não vi o risco amarelo…e subi o separador central…como o depósito de gasolina estava cheio, o carro tombou pra direita e a partir daí era sempre as cambalhotas…ate parar na valeta! portanto, tanto carro como mota como trotinete ou bicicleta podem ser perigosos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.