Quantcast
PplWare Mobile

Sugestão: Trotinetes elétricas – para uma mobilidade mais acessível e ecológica

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Jonny says:

    300 a de gama baixa? Ainda estão bem caras…

    • Rodrigo says:

      Se utilizares um dests para ir ao trabalho em vez do carro, poupam-se os €300 num instante em gasolina gasta

      • Grunho says:

        Ao fim do ano a trotineta pagou-se a ela própria e ainda deu 1 ou 2 ordenados extra. Mas a bike poupa o mesmo ou mais e ainda tem lugar sentado!

        • Rodrigo Da Silva says:

          Sem duvida! Mas o bom duma trotinete electrica ‘e que se pode guardar debaixo da mesa ou nem canto qualquer. Uma bicicleta ocupa bem mais espaco e custa bem mais do que um trotinete.
          Ja cheguei a ter uma bicicleta eletctrica e utilizava como transporte para trabalho durante uns tempos. Agora tenho uma trotinete e considero mais pratic como meio de transporte.

          • Grunho says:

            Vantagens da trotinete em relação à bike: portabilidade e arrumação. Desvantagens: autonomia limitada e desconforto (rodas pequenas e posição em pé). O preço, em igualdade de autonomia não é especialmente vantajoso.

      • Henrique says:

        Querem ecologicas, andam nas trotinetes manuais ( normais sem ser electricas, a empurrar com o pe). Isto é tudo menos ecologico, so a poluiçao q se faz para fabricar e produzir as baterias. fora que quando a bateria pifar, muitas vao parar a um aterro, ou ao lixo, e nao sao reciclaveis. A média de bateria disto é 1 Ano a 1 ano e meio e depois é lixo. E o preço de uma bateria nova é quase o preço das trotinetes… tal como acontençe com os carros electricos… porque anda a enganar tanta gente ? com a ecologia ? nao se percebe

        • Handy says:

          A electricidade em Portugal é gerada a partir de fontes renováveis? Acho apenas que se substitui o cano de escape pela chaminé.

          • PauloP says:

            Isso não pode ser visto assim tão linearmente.
            Mesmo que a electricidade seja de origem fóssil a relação peso/energia/eficiência utilizada por uma trotinete é bem inferior à um veículo que funcione a combustível, logo há aqui alguns ganhos para o ambiente.

        • Rodrigo Da Silva says:

          Tanta asneira junta rapaz! As baterias nao duram um ano e meio..as baterias nao vao para o aterro…as baterias sao de facto reciclaveis…o preco duma bateria nova nao ‘e quase o preco duma trotinete…

          Ou seja tudo que acabaste de dizer ‘e mentira.

  2. JR says:

    Uma pessoa se tiver +100kg fudeu x’)

  3. zakarias says:

    Para quem tiver interessado numa bike electrica um pouco com mais power e mais autonomia: super soco tc max

  4. Marcos Correia says:

    Os ortopedistas adoram trotinetes, desde que apareceram que deixaram de ter horas mortas….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.