Regulamento existente para Drones e Aeronaves não é suficiente

Outras sondagens já realizadas


Destaques PPLWARE

22 Respostas

  1. josé lopes says:

    Para mim é suficiente…mas para muitos atordoados que gostam de desrespeitar tudo e todos , pondo a segurança de muitos em causa é que não….

    • Cortana says:

      Como disse o presidente da ANAC, as leis são suficientes. As pessoas tem é de as cumprir. Mas como em tudo, por mais leis que se apliquem vão haver sempre umas bestas a desrespeita-las e a por em risco as pessoas. Sendo assim deviamos andar todos de bicicleta, todos os dias há mortes nas estradas porque não respeitam as leis, que até são bastantes, e mesmo assim…
      Os terroristas usam automoveis nos atentados, malta do tunning que fazem corridas ilegais na via publica, malta atropelada nas passadeiras, querem mais exemplos. E então, deviramos acabar com os automóveis?
      Enfim, podem haver 1 milhão de leis, se não as cumprirem não dá em nada.
      Mas em relação aos drones, estou totalmente de acordo em relação a ter carta/licença. Pelo menos obrigava as pessoas a ter conhecimento da leis (até porque a maior parte as desconhece).

  2. blimb says:

    Discursos de odio é muito vago, se publicar um meme do hitler isso é um discurso de odio?

    • sf says:

      A liberdade de expressão deverá ser preservada independente do conteúdo do discurso, quem não estiver preparado para ler ou para ouvir simplesmente não o faz.
      Sou da opinião que não existe o correto ou o errado, estes são meras perspectivas. Eu posso ficar ofendido com um discurso, mas isso não me dá o direito de impedir que a pessoa mostre a sua opinião.
      Infelizmente é apelidado de discurso de ódio tudo aquilo que vai contra as ideologias consideradas ideais da atualidade.
      Nunca por motivo algum deveremos voltar à censura.

      • rodrigo says:

        se eu disser ‘ todos os judeus tem de morrer’ isso não ‘e uma mera perspectiva – ‘e mesmo ódio.

        • Popopo says:

          Se te ficares por ai não deves ser multado nem nada, serás apenas um parvalhão aos olhos de muitos. Só será problema se realizares ações para pôr em prática esse discurso. Uma forma de pôr em prática essa visão passa por divulgar e espalhar discursos de ódio na tentativa de influenciar mais pessoas a terem a mesma ideologia.

          Este é um assunto que não me parece que deve ser tratado com uma pergunta de escolha múltipla cujas respostas são apenas Sim ou Não.

        • sf says:

          Totalmente de acordo com a resposta dada.

    • Alvega says:

      Espero que sejas um dos “afortunados”, e assim como TODA a tua família até a 3ª geração a levar com um aviao em cima, e depois falamos….
      O Hitler, foi ELEITO, por tipos BURROS, e deixa andar, quando quiseram fazer algo…já era tarde.

      • sf says:

        Quando a população vota em alguem com convicções extremistas é quando está em completo desespero, e assim sendo não sou ninguem para questionar esse voto, esse é um direito fundamental onde não há o correto ou o errado.

        Levar com um avião em cima? Secalhar esta medida irá proteger cada vez mais aqueles que comentem esse tipo de atrocidades, que quando são associados a esses crimes devido às suas crenças o acusador é “racista”

  3. uma opinião apenas says:

    É proibido andar a mais de 120 nas autoestradas portuguesas, todos os condutores cumprem a lei?
    É necessário legislar mais a condução nas autoestradas?

    Com os drones é exatamente igual…quem nao quiser cumprir, não vai cumprir…
    Quem quiser tirar uma fotografia a 1000ft vai tirar na mesma, independentemente de existir ou não uma legislação mais específica..

    • Alvega says:

      Estás certo na analise, mas errado nas conclusões. Porque nao fazes uma analogia com as ARMAS ?

      • Cortana says:

        É a mesma coisa, podes ter licença de porte de arma, mas até á malta que mata a familia á caçadeira, e todas as semanas aparecem nas noticias portuguesas casos destes. Basta ver o telejornal. Como em tudo, depende de quem lhes dá uso.

    • MLopes says:

      claro que sim, só que com uma diferença elementar: se houver um registo de proprietário obrigatório (como nos carros e motos) e se fôr apanhado a fazer asneiras (tal como andar a 15o na auto-estrada) leva multa e provavelmente até vê o aparelho apreendido. se não houver registo algum e fizer asneiras, nada acontece…até alguém morrer ou se aleijar a sério…

  4. Bruno Almeida says:

    Só quando começarem a abater os drones nas áreas interditas é que vai mudar alguma coisa, pois começam a sentir na carteira, até lá, leis e leizinhas não vai adiantar de nada. Pois quem quer infringir, vai continuar a infringir..

  5. falcaobranco says:

    Ainda hoje ouvi um entendido na materia, que usa drones para uso profissional, e o mesmo disse que o drone dele chega a uma certa altura e não sobe mais… o problema são os drones sem essa tecnologia, vulgo aqueles drones de 40€ e por aí adiante…

    • Cortana says:

      Há quem altere o software desses drones para ir mais alto ou para desabilitar o geofensing. Tudo depende do utilizador para cumprir as leis.

      • falcaobranco says:

        Sim, tem razão, mas tambem existe software para outros (tipo aeroportos e afins…) bloquearem os drones… falta é investimento! Agora claro, as pessoas tambem não respeitam a lei… :/

  6. Alvega says:

    “acham que o regulamento existente para Drones e Aeronaves é suficiente.”,
    SUFICIENTE..pode até ser, já EFICAZ !!!
    NAO, e nao sou eu quem o constata, é todo um conjunto de países que se ve a braços com o fenómeno, tipo poquemom, uns brincalhões que nao sabem, nem querem usar a sua cidadania como os demais.

    Isto vai dar “bronca”, todos o sabemos, um dia alguém vai chorar pelos entes queridos, e o que revolta é quem o provocar , qual incendiário, vai passar incólume, e ver na tv o sofrimento alheio enquanto dedilha o smartphone numa rede social qualquer.

    Porque nao se vai pelo mesmo caminho tomado, pelas ARMAS?
    Proibidas na generalidade, permitidas com MUITAS restrições e sobre rigorosas condições. Vejam os EUA, onde estas sao livres ou quase, de utilizar pelos cidadãos, sao vários e usuais, os casos de utilização indevida e de mortos, quase TODOS evitáveis, mas os lobis levam sempre a sua avante.
    Os fabricantes deveriam ser obrigados e incluir um software, tipo botao de panico “auto-destruição”, nos aparelhos que vendem, assim as autoridades podiam usar essa função para DESTRUIR todo e qualquer equipamento que colocassem em risco aeronaves, ou situações similares.
    Seria fácil dotar os avioes de tecnologia que activasse a dita função logo que os drones fossem detectados num raio de x…metros do aviao, subsistindo sempre os riscos causados pela queda do próprio drone, sobre bens e pessoas, mas ainda assim…antes levar com um drone em cima do que com um aviao comercial, é uma questão de escala.

  7. CMatomic says:

    Existe muitos objetos voadores não identificados , há varias décadas que se cruzam com aeronaves pilotadas por pilotos credenciados , o mesmos pilotos realentam esses factos .
    Se vamos regulamentar mais os drones , não devemos esquecer desses piratas dos objetos voadores não identificados .

  8. Manuel Fernandes Fernandes says:

    Por muito que se regulamente nada mudará enquanto não houver uma fiscalização activa. E, principalmente, uma elevação da Consciência Cívica dos habitantes desta Quinta. Mesmo assim, psicopatas e tarados haverá sempre. Por isso, para além da Regulamentação e da Fiscalização é necessário preparar o “abate” dos drones que invadam os espaços proibidos.

  9. Nuno says:

    Parece-me mais do que evidente que o problema não está na “qualidade” ou “quantidade” de regulamentação, que a meu ver é mais do que suficiente, mas sim na capacidade de a fiscalizar e fazer cumprir!!! Não havendo meios para fiscalizar e fazer cumprir a regulamentação existente, seria completamente inútil e gratuito agravar, ou tornar ainda mais restritivas, as regras actuais. E essa falta de meios não é uma questão de incapacidade ou incompetência do organismo regulador, mas sim uma incapacidade sistémica: não é possível assegurar em pleno o cumprimento das regras existentes, independentemente dos meios, porque não são facilmente detectáveis. O registo de drones, e/ou licença de “piloto” de drones são completamente inúteis numa utilização irresponsável. O “abate” dos prevaricadores, e/ou “jamming” das respectivas comunicações pressupõem a detecção prévia desses aparelhos o que de momento não é fácil nem barato. Além disso, um drone amador pode causar danos sérios numa aeronave, mas não será nada fácil que consiga provocar um acidente com vítimas mortais.

  10. Miguel Coimbra says:

    Bem na minha opinião aqui haveriam de haver duas perguntas feitas, a primeira quem utiliza Drones e a segunda a que foi feita… So assim era possivel ver quem realmente esta por dentro do assunto! Ha muitos haters que nao usam nem precisaram de usar drones e que no entanto dizem que a regulamentaçao e insuficiente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.