PplWare Mobile

iPhone 7 não terá opção de 16GB, o mais barato será de 32GB


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. trust me i'm engineer says:

    Só espero não ter que “arrotar” 900 euros, para o de 32Gb.

    • Hugo says:

      Duvido, teriam que pôr o de 64Gb caríssimo.

      • Tony says:

        vantagens de android o w10m, fica com 64GB por 25€ ou menos 🙂

        • trust me i'm engineer says:

          Tens mãos para contar as desvantagens?

          • Tony says:

            nem por isso, ficaram ocupadas a contar as desvantagens do iOS 🙁

          • trust me i'm engineer says:

            Se quiseres deixo-te um vídeo com as 9 principais falhas do Android, para ver se aprendes alguma coisa. Isto é como os carros, queres bom? Paga.

          • Hugo says:

            O bom neste caso é relativo.
            Se houvesse algum realmente superior isso reflectia-se no mercado.
            Se há mercado pra todos é porque a escolha não é óbvia.
            Ambos têm vantagens e mais uma vez…esse assunto está offtopic.

          • Tony says:

            se eu pagasse 800€ por um gadget também ficaria susceptível e gostava, ou teria, de pensar que era o melhor do mundo, só que não

          • Tony says:

            já disse várias vezes comparar telemóveis com o mercado automóvel é um erro. Um iPhone não é um Ferrari, no máximo será um Audi (e estou a ser simpático) pintado de vermelho.

          • Mylittlelife says:

            Trust me, o Note 7 traz 64 GB de base, mais performance, mais liberdade e mais funções. E desde o 4 que tem estabilizador de imagem em todos os modelos.

            São mais os mitos de coisas boas no iPhone que na realidade não existem, que os mitos de desvantagens dos topos equivalentes em Android.

          • Hugo says:

            Tony acho que até é uma boa comparação, visto que mesmo que as pessoas tivessem um Ferrari não fariam mais do que …conduzir na estrada como todos os outros eheh

          • Tony says:

            mas “trust me i’m engineer” não deves ser engenheiro, se não saberias que umas das principais características será resolver um problema, gastando o minimo de recursos 🙂 e não ser fashion

          • Joao Magalhaes says:

            Eu tenho, uma chega e sobra, aliás, nem vejo desvantagens, tenho até 128gb de espaço, instalo o que quiser sem ter pedir autorização à Google, jogo, trato as minhas fotos no lightroom, uso as aplicações normais sem qualquer problema, tenho 3 caixas de email e não necessito limpar para ter espaço, tenho o Kodi e o melhor de tudo é que só custou 400€. Já tem 2 anos e continua ai para as curvas.

          • Paulo says:

            O Android vem com cartão SD, mas metade do espaço interno está ocupado com bloatware das operadoras, marcas, google, já para não falar de malware que consome RAM e bateria.

          • Mylittlelife says:

            Paulo, tens que deixar de ver filmes chineses

        • Hugo says:

          O meu já não tem sd card.
          Sinceramente não me faz falta e o acesso aos dados é muito mais rápido 🙂

          • Tony says:

            o espaço hoje em dia vai rapidamente, livros, musica, mapas offline Here, fotos e videos, claro depende da utilização, mas para algumas pessoas pode ser fundamental, ja para nao falar em apps

          • Mylittlelife says:

            A maioria dos Android acima de 300€ já trazem 32 GB de base, já para não falar que para quem quiser guardar vídeos, música, mapas, etc que não necessitam de velocidades altas muitos oferecem SD. Não se trata de substituir como nos modelos sub 300€ mas sim complementar. É como argumentar que num PC com SSD de 512 GB um HDD de 4 GB não teria lugar. Tem, não substitui o ssd mas providencia muuuuuuito espaço para coisas que não precisam de velocidade

          • Limbus says:

            4 Gb, é muuuuito espaço? 😀

        • e. mendes says:

          Essa é só estupida.

          1. Velocidade muito mais lenta, não tem mesmo nada a ver com a memória interna, não serve para Apps
          2. Muito menos fiabilidade, e maior consumo de bateria
          3. Privacidade nula, tiram o cartão SD de um telemóvel roubado, e vêm as fotos todas

          Para esse preço, é um cartão SD de fraca qualidade, também…

          • Mylittlelife says:

            E. Mendes:
            1) o que ocupa mais espaço no teu smartphone, as apps ou os ficheiros de imagem, vídeo, som e documentos? Um microSD tem mais do que velocidade para qualquer um deles

            2) os chips tem garantia (da Samsung, SanDisk, etc) tão ou mais longa que o do teu smartphone. Os chips em si consomem tanto como os internos.

            3) para tua info os Android mais recentes já codificam o microSD, assim como o Windows Pro. Se removes não acedes a nada.

            Tenho um cartão de 128 GB de 80/30 MB/s com garantia de 5 anos e custou 38€.

      • Joao Magalhaes says:

        Looool, carissimo já ele é.

    • onz says:

      800€ no máximo.

  2. claudio says:

    de facto o titulo deveria ser mudado…onde se lê “o mais barato” deveria ler-se “o menos caro”…pois , como é hábito , o iphone de barato não terá nada

    • Vítor M. says:

      Também é verdade, mas como diz o outro “aquilo não é caro, nós é que ganhamos pouco” 😉

      • Filipe Ferr. says:

        Ora aí está a maior verdade que gera muitas discussões sem sentido…
        Para nós, um iPhone ou telemovel de 600 euros ou superior é caro porque custa mais que o salário mínimo…
        Basta irmos por exemplo a Inglaterra onde o salário mínimo são cerca de 1300 euros para perceber que para eles um ”iPhone” custa o mesmo que para nós um BQ… (metade do salário minimo).

        • Mylittlelife says:

          Em Inglaterra são as coisas 2x mais caras também (apartamento etc). A grande diferença é que na europa todos compram telemóveis com contrato e tem muita competitividade, ao contrário de Portugal onde predominam os pré pagos e pagamento for telemóveis por completo.

        • LG says:

          Bem aqui na Suíça, o iPhone é muito popular. Não existe salário mínimo porém este é grande. Os suíços reconhecem que são equipamentos muito caros e embora a maioria tem o poder de compra são muitos aqueles que evitem devido ao preço elevado… (Nota: iPhone aqui é mais barato IVA 8% etc)

      • Limbus says:

        Isso não é verdade, o caro/barato não tem a ver com o que ganhamos.

        • Luna Pacheco says:

          É claro que tem tudo a ver. Então se comparares aqui em Portugal uma pessoa que ganha um salário de 500€ com alguém que faz o mesmo trabalho na Suíça e ganha 3000€, vais ver se não faz diferença…

          • Nathan says:

            Não, não tem.

            Porque um Bq. ou o que for é sempre metade do preço.

          • Hugo says:

            Embora compreenda esse ponto de vista o Limbus tem toda a razão 😛
            Se na Suiça custar 500€ e cá 1000€ aí sim, está caro cá.
            Ou se um Iphone custar 2000€ e um Mac 1000€, pode-se dizer que o Iphone está caro. Estas são as comparações que devem ser feitas…
            Até porque por essa ordem de ideias para uma pessoa rica não existiriam coisas caras, o que está errado.

        • Christian Nogueira de Faria says:

          wtf!?

        • RF says:

          Concordo com o Lumbus.. barato ou caro não tem a ver com o que ganhamos, mas sim com a consciência financeira que cada um tem! Vemos pessoal com salários que não chegam aos 900€/mês com carros premium novos.. como outros que ganham 2000€/mês com Dacias! Tudo tem a ver com prioridades/egos.. E falando por mim, se gostava de ter um iPhone ou um Edge.. sim, mas é essencial? Não.. Para mim é um desperdício de dinheiro mas.. lá está.. é a consciência financeira e o ego de cada um que decidem..

        • Flavio says:

          amigo o caro ou barato é sempre em relaçao ao teu poder de compra. quer concordes quer nao, se estudasses economia entenderias isto.

  3. onz says:

    mais uma melga por aqui?

  4. liberal da cerca says:

    venha ele… já tenho aqui duas notas reservadas…

  5. Golden says:

    Com esta brincadeira dos 32GB o pessoal que o querer comprar vai ser espancado pelo valor mínimo apresentado no novo iPhone, menos de 900€ ninguém vai conseguir encontrar quase de certeza absoluta.

  6. BM says:

    Infelizmente sei quem não o pode comprar! ;(
    Não vou deixar de comer para ter uma máquinas dessas…

    • Hugo says:

      Infelizmente também não posso comprar um Maseratti, mas espera…não preciso de um 🙂
      Telefones caros são para quem precisa, sejam da marca que forem, quem não precisar apenas está a queimar dinheiro, mas cada qual é livre de fazer o que quer.

    • KURT says:

      O publico alvo destes equipamentos não é quem ganha 600€ mensais. Por alguma razão a maioria de nós também não anda de Ferrari… O problema é que muitas pessoas pensam que por ser um smartphone pode ter qualquer um, mas não é como qualquer outro bem, há que ajustar o orçamento que cada um tem para um smartphone consoante aquilo que se ganha, exactamente como se faz para uma casa, um carro ou um computador.

      Faz-me impressão ver pessoas a chegar, no seu bruto Saxo dos anos 90 com uma roda suplente já gasta, ao supermercado a contar os trocos ainda antes de ver os preços e a cheirar ligeiramente mal porque lhe cortaram a agua a semana passada com filhos e depois liga para o seu familiar a pedir ajuda, mas liga com estilo, no seu smartphone topo de gama e porque? Porque não teve de pedir um empréstimo ao banco para o pagar, bastou abdicar que alguns bens higiénicos e de primeira necessidade, para pagar o seu topo e pedir ajuda à família com estilo.

      • Mylittlelife says:

        Kurt, em tugalandia qualquer um quer o direito de ter roupa de marca, iPhone e BMW, independentemente se ganha 500 ou 5000.

        E ainda predomina o sentimento que o que se formou e fez doutoramentos e trabalhou lá fora e ganha 2500 ganha demasiado, mas o com a 4a classe que não sabe ler e escrever e ganha 500 ou o jogador que meteu golo e ganha 50.000 ao mês ganha pouco e deveria ganhar mais. So is the life in Portugal

      • Tony says:

        E é essa a razão que me revolta na Apple, desde as desgraças de quem produz até as desgraças de quem compra sem poder, no meio uma empresa a factura milhares de milhões e o seus fanboys ainda por cima a achar bem como se eles estivessem a ganhar dinheiro com as vendas da Apple, quando na realidade é exatamente o contrario.

        • Mr.T says:

          Ninguém é obrigado a comprar… Quem compra e não pode, é Burro, tão simples quanto isso. Tem as prioridades trocadas! E provavelmente irá aprender da pior maneira…
          Quanto à Apple, é talvez das empresas mais parasitas que por ai existem… Não querendo defender a Google que é rival direta da Apple no mundo da tecnologia, mas ainda vou vendo algumas acções que aparentemente indicam solidariedade e caridade. Já na Apple é precisamente o contrario…

          • Tony says:

            sim, concordo. mas de vez enquanto é preciso acordar os hipnotizados e mostrar outros caminhos, também já me aconteceu a mim, porque só encontramos o que procuramos. Era super fã dos Android, e mudei de opinião e para o W10M, gosto muio e não mudo pelo menos até mudarem politica de updates e o ficarem mais lentos ao longo do tempo

          • Tony says:

            A Apple concordo que elevou o standard com o primeiro iPhone, mas a partir do 4 é ligeira a evolução. Não justifica cada vez mais caro. Se até lá mudaram o mundo ao nível do mobile depois receberam monte de dinheiro que podia ir para outras empresas mais criativas. Que vale que que chegou o renascido W10M bem como muitas marcas chineses para acordar o mundo mobile.

        • Mylittlelife says:

          Tal como disseram a Apple nao oferece serviços ou produtos essenciais daí que a opção de compra e total responsabilidade caem no consumidor. E alguém “com a corda na garganta” se compra é o único responsável.

          Eu conheço pessoas com salários baixos que tentam fugir a impostos e adoram pirataria mas no final querem andar de iPhone e BMW. Prioridades …

        • Portimão says:

          Mas o que é que vocês têm a ver com o dinheiro que os outros gastam?
          Agora lá porque em Portugal a vida é uma porcaria e recebe-se uma ninharia por trabalho árduo as pessoas têm de se contentar com smartphones de que não gostam só porque vocês reclamam se elas comprarem um smartphone com iOS a prestações?
          Ninguém deixa de pôr um prato na mesa por uma mensalidade de 20eur e ninguém tem de ser proibido de poder mimar-se, ainda que pague esses mimos em suaves mensalidades.
          Mudem a vossa mentalidade retrógada, as pessoas têm o direito de poderem comprar aquilo de que gostam, desde que isso não atrapalhe as suas vidas.
          Ou só quem é milionário tem direito a ter um iPhone, um Galaxy s7 ou um Surface?

          Deixem de cochichar sobre a vida dos outros e sobre o dinheiro DELES, metam-se na vossa vida e giram o VOSSO dinheiro. Parecem velhas da aldeia, sempre a meter o bedelho.

          Se têm comichão comprem Biafine.

  7. Tony says:

    Mas acho um desperdício de tempo estar a dar notícias, numa altura em que se fala de assuntos relacionados com tecnologia bem mais avançados, sobre o preço que vai ter um gadget para lá dos 500€ por mais umas dezenas de GB. Se dissessem, próximos iPhones vão ter por norma 512GB ainda vá. Daí eu ter de levar para o humor.

  8. António Bombadas says:

    Não vai haver de 64gb!

  9. Daiquiri says:

    Finalmente. Estava na hora de alguma empresa gigante dar o passo.

  10. Miguel says:

    Uma palavra “Inovação”! Nunca antes visto…

  11. Rui says:

    Parece que estou a imaginar… “Apple já tinha isto programado há anos, os outros simplesmente copiaram o que já estava programado”

  12. Forever says:

    Já deviam começar nos 64gb, pelo preço que se paga um telefone destes sem expansão de memória e inadmissível, percebo que as marcas gostem de lucrar mas deviam pensar mais nos utilizadores

  13. Manuel Ataíde says:

    No meio de tanta troca de “mimos” sobre Android ou iPhone tenho a dizer que:
    1- amo o meu iPhone 4, 5C e 6 Plus
    2- A Samsung é uma boa marca
    3- eu detesto Android. Ao contrário de muitos… detesto porque não me entendo com ele. E sei que a culpa é minha

    O importante é falar das características do iPhone 7, e não perder tempo com assuntos laterais à conversa principal

    • Tony says:

      Sabias que em Las Vegas já te podem casar com o teu iPhone (android não sei)
      Falar se traz mais ou menos umas dezenas de GB é importante? Ao que chegou as conversas sobre as características de iPhones…

  14. Rui LUX says:

    ouvi dizer que o próximo vai ser à prova de água e com carregamento sem fios.. a apple sempre na vanguarda! 😀 LOL

  15. Pablo says:

    Só espero que já traga aquela nova tecnologia de se dobrar todo para poder limpar o rabinho com ele…

  16. Alex says:

    Telefones BONS, devem ter memória externa. Não é apenas pelo facto de terem a possibilidade de levarem com 128Gbytes por poucas dezenas de euros. Permitem que em caso de avaria, os nossos dados resultantes de telefones que são também câmaras fotográficas e de vídeo não sejam comprometidos – ou perdidos para sempre, ou com problemas de privacidade decorrentes de reparadores sem escrúpulos.

  17. Elpibe says:

    Os próximos iPhones serão mais baratos, posição já tomada pela a Apple devido a quebra de vendas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.