Carros da Tesla podem ser hackeados a quilómetros de distância


Destaques PPLWARE

28 Respostas

  1. Alpha says:

    Sim, depois dos computadores e dos telemóveis, vem o resto, bem vindos à IOT.

  2. FAB says:

    O gajo que diz que o Steve Jobs era um idiota… perguntem-lhe a ele como é que isto é possível?

  3. MiguelDias says:

    Isto foi o que mais me assustou “nem implica acesso físico ao carro”!

  4. Me says:

    Kms? Mas viram o video pelo menos?

    • rui says:

      Aquela parte de hackearem os travões foi feita a quilómetros, sim (se calhar no artigo é que não está bem explícito e leva a entender que foi tudo feito assim, mas se conseguem hackear os travões a quilómetros dali, também conseguem o resto). Viste o vídeo pelo menos?

      • Me again says:

        N, perguntei pq n vi o video! /facepalm
        O hack n foi feito a kms do carro. Eles explicam as condições para poderem hackar o carro. O facto de teres de aceder a um hotspot wifi com malware, COM O CARRO (de notar o enfâse no facto de teres q conduzir até a…), significa q n pode ser hackado a kmmmmmms de distância. Só assim conseguem hackar o browser do carro de modo a tirar partido do CAN bus do mesmo.
        Espero q tenhas finalmente percebido a notícia.

  5. JJ says:

    Qualquer sistema informático esta sujeito a ser heckado…

    A Tesla tem de fazer um constante e rigoroso a nível de segurança.

  6. censo says:

    …a face negra desta nova tecnologia automóvel.

  7. Ricardo Santos says:

    Pronto, agora a empresa dos gajos é comprada pela Tesla para reforçar a segurança.

    O normal e os gajos foram espertos.

  8. Luis Araujo says:

    Gosto da Tesla, mas não tentei contar historia.
    “que de imediato resolveu o problema através de uma actualização de firmware, que foi já enviada para todos os seus carros.”

    Pau que nasce torto não de endireita, o problema esta em conseguirem entrar no sistema.

  9. Filipe says:

    Não é um problema exclusivo da Tesla, já vi testes idênticos em BMW, Jeep, Mitsubishi, Audi… e devem existir mais de certeza. Os carros dependem cada vez mais dos sistemas electrónicos, adicionando a isso uma ligação à net é provável que continuem a surgir mais casos destes

  10. rui says:

    E pronto… A tesla tornou-se na empresa com os carros mais fáceis de roubar, de sempre (isto, até aparecerem outros elétricos que façam o pessoal tirar os olhos da tesla apenas, embora este tipo de testes já tenha ocorrido noutros veículos de outras marcas, mesmo não sendo elétricos… É o que dá ser tudo eletrónico atualmente.). E ainda o elon fala mal do steve jobs… Pelo menos o steve não impediu as organizações de segurança de aceder às informações no smartphone de um terrorista com o paleio da privacidade. Mesmo que contratem esta companhia para os proteger, tenho a certeza que vão vender os hacks ou o método a quem der mais, antes de aceitarem o contrato, tal como fazem todas as que conseguem feitos do género. Mesmo que atualizem tudo, as portas vão estar sempre abertas.

  11. BMJ says:

    O mundo tende a evoluir, mas continua a achar que carros, não deveriam ter acesso à “rede” seja wifi/3G/4G…

    • NT says:

      De acordo mas nem tanto ao mar, nem tanto à terra.
      Podem ter acesso, porém o “sistema critico” do carro não deveria estar ligado.
      Por exemplo os travões estão no seu circuito “fechado” e pode ligar a uma segunda interface(comunicação só de leitura, sem possibilidade de escrita!) que poderia disponibilizar todas as informações acerca do sistema.

      • Marco Nunes says:

        neste caso não pode devido ao piloto automático, para isso a ECU do carro tem de ter acesso total a todos os sensores e parâmetros, o hack em sí pode nem ser diretamente no sistema de travagem, mas sim noutros sensores que obrigam o carro a parar, como por exemplo deteção de choque eminente e afins.

  12. RN says:

    Tendo em conta este parágrafo: “Esta falha, bem como o ponto de entrada nos sistemas foram reportados à Tesla, que de imediato resolveu o problema através de uma actualização de firmware, que foi já enviada para todos os seus carros.”, não devia o título do artigo ser “Carros da Tesla podiam ser hackeados a quilómetros de distância”?

  13. me and me says:

    IoT… nao gostam tanto? aqui esta um dos problemas…

    seja como for nao entendo a razao de um carro ter ligaçao a internet. se houver updates para fazer, que se faça atravez de uma pen usb ou um cd criado para o efeito… por wifi… estavam a habilitar-se

    • Jorge Rodrigues says:

      Problema?
      Explica lá isso?
      1º já tem firmware lançado a resolver a situação
      2º era necessário que o carro se ligasse a uma rede manhosa

      agora pergunto-te eu .. ligas o teu computador ou telemóvel a uma rede qualquer wifi??
      se o fazes corres riscos… depois não chores.

  14. ultraman says:

    metam o carro em “modo de voo”

  15. Az8teiro says:

    Só compra quem quer, as coisas estão escritas nos termos do contrato que vocês assinam… Portanto c|_|
    Aprendam, se querem evitar certos problemas, cortem o mal pela raíz, ou não comprame compram outro que não tenha as mesmas features/problemas, ou cortem o acesso á net do carro!

    E mesmo que resolvam esta falha não significa que não existam mais, existem e são muitas, e quando se descobre uma, é porque há 2 por descobrir, ou até já foram descobertas e não foram reveladas.

    E até digo mais, o problema não está nos carros, mas sim nos servidores…. Se estivesse nos carros o acesso tinha que ser feito a metros… (alcance da rede sem fios pan (neste caso can…)) Se foi a kms, o acesso foi efetuado por redes de longa distância 3G/4G que nada têm ahver com a tesla, e não foram as redes que foram invadidas… Foram os servidores da empresa que dão acesso aos veículos. E nem precisei de ver p vídeo para responder.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.