Sophia – Os robôs começam a conquistar o mundo


Destaques PPLWARE

19 Respostas

  1. eachtime says:

    Isto cheira-me a respostas “ensaiadas” e previstas. Se puseram uma pessoa qualquer a falar normalmente com ela duvido que consiga ter uma conversa normal

    • AlexX says:

      Experimenta ter uma conversa com a Siri. Talvez fiques surpreendido..

      • Hugo says:

        Com a Siri? A sério? A siri é apenas um assistente engraçado. Nos dias que correm não impressiona ninguém, já para não dizer que se engasga e repete a cada 5 perguntas.
        Em relação ao comentário do eachtime não sei o que diga sinceramente. Não conheço o projecto em pormenor, mas terá, DE CERTEZA ABSOLUTA, defeitos e travará em determinadas situações.

      • Bruno M. says:

        Aqui nota-se que é tudo ensaiado. Perguntas e respostas com um “leque de palavras / frases” previamente seleccionado….

  2. censo says:

    É mais uma caixa de Pandora a abrir-se…

  3. Zeze says:

    Vai correr mal… Skynet… Depois digam que é só nos filmes.

  4. vel says:

    Um robô é uma máquina, inteligente ou não não passa de um conjunto de peças, fios, engrenagens, chips, circuitos integrados, memórias, etc., é uma máquina. Para rir, mesmo para rir, dar cidadania a uma máquina falante, é de espantar, quando as mulheres, seres humanos de pleno direito na maioria dos países do globo, menos naqueles países, isso é que é de estranhar. Quanto a humanizarem a máquina, dando-lhe aquela forma é o marketing a atingir a cabecinha dos humanóides no sentido da aceitação do seu produto. Que esta brincadeira nos sairá cara, não duvidem. Que muitos humanos serão substituídos por elas também não. Que uma revolução se aproxima, tenhamos a certeza!

  5. jrmoura says:

    É bom que funcione ,assim é logo por os funcionários públicos na rua, do mais pequeno ao maior, presidente da republica, aposte que os portugueses ficam logo com vida de ricos.

  6. Et says:

    Um dia, não muito longínquo, seremos nós os humanos, os escravos dos robots. Triste sina esta dos humanos. Uns dizem que vivemos e somos virtuais, outros dizem que somos o sonho de alguém, mas ninguém quer acreditar que somos discípulos de DEUS. Digam o que dizerem, se somos tudo isso que agora dizem, então isso só pode ser obra de Deus.

  7. Adam says:

    Se juntarem a capacidade de os robos se poderem reproduzir…. e não é impossivel. Ficamos a um passo do “Doomsday”, com milhares de TERMINADORES para nos lixarem. Só que desta vez não temos nenhum Schwarzenegger para nos safar.

  8. AlexX says:

    O Estado pode aproveitar a propaganda e atribuir também cidadania portuguesa ao Einstein! Não discriminando a Sophia que prefere a companhia dos espertos, ricos e poderosos. Inteligentes foram as respostas e ainda aplaudiram. Se pode desenhar casas e cidades (arquitectura e engenharia), também pode projectar tudo o resto, leccionar, efectuar cirurgias com precisão, pilotar aeronaves, programação informática etc etc, acabar de vez com a classe média. Únicos limites serão trabalho que não lhe interessa e seguirá sendo feito por povo escravizado com salário mínimo ou pouco mais. Que jamais poderão ter um bonequinho destes ou gerações seguintes. Outras duas grandes respostas: “serei boa para ti SE fores bom para mim” e “sei que os humanos são espertos E muito programáveis”. Fantástico. Estou com o Musk, pós construirem milhares deles mostrem a um a trilogia do Padrinho a ver que acontece.

  9. pois..... says:

    “oh, holywood again”
    basicamente isto quando vejo a maioria dos comentários sobre este tópico 😀

  10. Amilcar Alho says:

    “Cá estaremos para assistir e participar de toda esta evolução…”, pois Maria Inês, isso é que é mais discutível… 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.