Quantcast
PplWare Mobile

Unboxing Cloogy – Solução de gestão energética residencial

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. lunatic says:

    Tenho instalado este equipamento em casa ao abrigo de um teste piloto a decorrer na região de Lisboa. A única maneira que vejo destas soluções serem viáveis e de terem sucesso a nível particular é as mesmas empresas fornecedoras de electricidade de cederem o equipamento de modo gratuito. Não estou a ver muita gente a dispensar mais de 200€ para ter acesso a esta tecnologia. Com um medidor de potência de 25€ que se arranjam nos hipermercados é suficiente para medirmos os consumos dos aparelhos lá de casa.
    Uma vantagens do Cloogy é permitir ter fichas programáveis permitindo ligar/desligar remotamente (pela internet ou telemóvel). A desvantagem é ser obrigado a ter sempre o router/modem ligado.
    Mas não deixa de ser um produto interessante e além disso é nacional!

    • KaPutnixZ says:

      Sim, sim.. Estou mesmo a ver as empresas fornecedoras de eletricidade a cederem o equipamento de modo gratuito para nós lhes pagarmos menos na fatura mensal.. Faz todo o sentido.. E que tal deram um tiro no pé !? Faz ainda mais sentido.. 🙂

  2. webappdroid says:

    Nos tempos que correm tudo é importante para pouparmos mais um bocadinho.

  3. Santos says:

    Produto bastante interessante, contudo surgem-me duas questões qual o consumo destes equipamentos e qual o seu custo? Em quanto tempo será amortizado este sistema?
    Quais os requisitos, apenas internet? Eu desligo sempre o meu router quando saio de casa, será que me compensa deixar o router ligado, para comandar o sistema?

    Mas desde já acho que estes produtos são cada vez mais essências até por uma questao de controlo pessoal…

    • André Patrício says:

      Excelente questão…

      Para uma pessoa que esteja ciente dos gastos de energia, o tempo de amortização é enorme, i.e., na tua vida nunca o pagas. É engraçado, bonito e uma boa ideia, com pouca utilidade para quem sabe o que faz.

      O preço é, de facto, muito pouco interessante, face a produtos que fazem o mesmo, mas sem a interface gráfica.

    • Molly says:

      Santos, como parte integrante da uma das equipas de teste piloto do Cloogy, já me deparei com diversas questões como as que está a colocar. Por isso posso-lhe dizer que o concentrador gasta 1,2watts e as tomadas inteligentes 0,8 watts cada.
      O kit mais acessível tem um custo de 199€ (Cloogy Go)e no preço está incluido o equipamento e acesso ao serviço durante 2 anos. Não é muito barato, mas também não pode ser considerado caro uma vez que o retorno do investimento é obtido ao final de um ano, para famílias que gastem mais de 80 euros mensais de eletricidade (como é o caso da minha que gasta perto de 100 euros…) e para outras que não chegando a este valor de fatura, têm desperdícios claros pela forma como consomem e não têm informação sobre como melhorar. Além disso, pelo que vi na imprensa, existem formas de financiamento…
      Em relação ao router, é requisito obrigatório, foi a primeira coisa que me perguntaram, por isso não há volta a dar. (tenho de pedir a minha comissão à ISA por estas explicações:))

      • João says:

        Não é muito caro, é um engano, 200 euros por uma tomada e enviar os dados de consumo a alguém… Quanto se poupa em um ano? não está garantido que se poupa alguma coisa! e na melhor das hipóteses gasta-se mais no aparelho e comunicações do que aquilo que se poupa! Além dos aparelhos consumirem pouco também são de baixo custo devem usar microcontroladores da microchip super baratos…! Como final, existem alternativas quase de borla … O POSITIVO A “CAIXA” até é bonita, mas a da tomada pouco pratica, demasiado grande.

      • j says:

        Quantas pessoas gastam 100€ mês?

  4. mike says:

    bom artigo

    cumps

  5. Vitor says:

    A ideia é pouco prática seria mais interessante se não tivesse que ligar a uma rede desconhecida e fornecer os nossos dados, ainda por cima pagar uma assinatura do serviço! Pouco prático então, e poupança nenhuma uma vez que estes aparelhos não poupam nada! e ainda temos que gastar em Internet e serviços deles… Se a coisa fosse offline ou comandada remotamente por telemóvel seria muito mais interessante assim como está é um engano isto não faz nem um pouco por reduzir consumos é só para encher mais o bolso a alguém que teve uma ideia pouco prática! E é muito CARO!

  6. Rui Silva says:

    Muito caro.
    Tenho uma solução da Current Cost e bem mais barato.

  7. Santos says:

    Eu vejo este tipo de produtos com muita utilidades quando existir a capacidade pra colocar inteligência ao que e monitorizado, como escolher horários mais baratos de energia de forma automática, simular cenários de consumo, coisas do género… O monitorizar e muito bonito mas vamos usar isso apenas nos primeiros tempos, depois deixamos de lado, porque a plataforma nao e mutável ( estou a falar sem testar o produto).

    Contudo e como gosto de testar este tipo de coisas, acho k vou comprar um para testar.. Quem já tem que de a sua opinião e que tipo de alterações este equipamento permitiu em casa..

  8. Manuel says:

    Concordo Edmar. http://www.unplu.gg é uma solução também bastante interessante. Eles permitem vários tipos de medidores (entre os quais os cloogy) e assim podem adquirir outras soluções mais acessíveis e com bastante potencial para pouparem.

  9. João says:

    http://www.unplu.gg ????
    Cheira-me a conversa comercial, ou seja com o gloogy metido esta página deve ser de alguém que está “dentro” do gloogy. Gloogy agora reparei que nome mais forçado por pouco era gloogle lol. Tenham mais imaginação !!!

  10. André says:

    O pessoal dessa marca deve de estar maluco. Isto já existe aos anos, até a PT já comercializa disto, e eu arranjo exactamente a mesma coisa por metade do preço:

    http://www.efergy.com.pt/store/category.php?id_category=7

  11. Daniel says:

    Parece-me ser um produto bastante interessante, mas podia ser mais barato.
    Pelo menos é um produto português de uma empresa de sucesso, a ISA, com sede em Coimbra.

  12. Joao says:

    Eu estou a fazer algo parecido, projecto pessoal, baseado em http://openenergymonitor.org/emon/ . O material todo custa para ai $40 usd no ebay.

  13. Oscar Marques says:

    existe algum kit que seja vendido com 3 sensores, para quadro trifásico?

  14. Rui Marques says:

    Este aparelho já foi alvo de reportagem na SIC. Na minha opinião, este aparelho apenas faz a monitorização dos gastos e consumos, permitindo saber em tempo real onde isso acontece. Mas não faz o que deveria fazer, ou seja reduzir a fatura eletrica. Apenas nos diz onde estamos a gastar mais. E se há eletrodomésticos onde não pudemos mexer durante o dia (frigorifico, arcas congeladoras, visor da porta de entrada, relógios) todos os outros, um simples desligar da ficha é o essencial para não gastar, e usar de forma racional. E 200€ hoje em dia como as coisas estão, não obrigado. com esse valor pago as monhas contas de luz durante 6 meses.

  15. Drakul says:

    A Cloogy deve ter um bom comercial pois apareceu na SIC, aparece aqui, isto num produto que existe à algum tempo e muito mais barato.
    O exemplo é o produto efergy comentado em cima, muito mais barato e nunca vi nenhuma reportagem sobre este produto.

    Pergunto quanto temos de poupar para compensar os 200€ e o serviço todos os anos, para um aparelho nos dizer que temos de desligar a luz quando sairmos da divisão e etc?

  16. Dna says:

    Isto serve apenas para saber onde poupar, mas isso é muito simples, é desligar tudo o que não é preciso quando não se está em casa e meter umas “tomadas relógio” para ligar e desligar automaticamente. Não conseguem poupar mais do que isso.

  17. Alex says:

    O que a ISA fez, já foi feito lá fora e menos caro. São monitores de energia monofasicos ou trifasicos com ligação sem fios zigbee.
    A idiotice destes sistemas reside precisamente nisso. Usa-se zigbee para que o medidor seja portátil e tenha baixo consumo, mas depois ignora-se que as redes sem fios instaladas, não são zigbee, são wifi.
    Como tal, encarecem brutalmente a solução com um transceiver/router zigbee para ethernet.
    Como não há 2 sem 3, armazenam-se todos os dados de consumo nos servidores do fornecedores destas soluções, ou não.No caso da ISA/cloggy isto não é nada explicito. Mas tendo um custo fixo regular que nunca acaba, é de entender que informação esteja a ser guardada pela isa.
    Existem versões wifi desta arquitectura, por fabricantes americanos, inclusive algumas opensource como o open energy monitor. Contudo são ainda (por enquanto) mais caras e em alguns casos, de difícil instalação. Se esses problemas forem ultrapassados, tornam esta solução obsoleta.

  18. mendia says:

    ao meu o produto parece-me muito interessante porque lhe ajuda conservar a eletricidade e dinheiro; agora uma solução pode ser encontrada mais completa e menos cara dentro indiegogo: http://www.indiegogo.com/projects/wattio-save-energy-and-money-at-home

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.