Quantcast
PplWare Mobile

HDD mais rápido do mundo com taxas de transferência de 524MB/s

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. iDroid says:

    Ok, quase que satura SATA III, mas “um” disco de 14TB, especialmente com essa velocidade, não sairá barato.

  2. Tiago Ferreira says:

    Imagino o preço 😛

  3. adbu says:

    Os nve são muito mais rápidos, mas este disco consegue ser mais rápido que os ssd tradicionais.

  4. Fernando says:

    Não me parece um grande avanço, no fundo são 2 discos em raid. A novidade é faze-lo sem board.

    • iDroid says:

      Pode não ser grande novidade, mas a verdade é que os wd black que tenho não atingem velocidades muito superiores a 130MB/s, portanto é bem vindo para quem precisa de muito armazenamento a uma velocidade elevada e preço apesar de tudo menor em relação a ssds com capacidade equivalente.

  5. TóSousa says:

    Boas

    Infelizmente a explicação não é clara, nem tão pouco são dois discos de 7TB.
    É um disco de 14TB com 2 actuadores (2 cabeças) a ler/ escrever ao mesmo tempo, em que cada actuador tem a seu cargo 7TB. É como se fossem 2 discos lógicos a funcionar ao mesmo tempo. Com este paralelismo é que são conseguidos os 524MB/s, já que um Exos normal X16 consegue cerca de 245MB/s. e não se esqueçam que isto é para sistema de BIG data com interface SAS de 12Gb/s, não existe sequer em SATA.
    Terá de consumir mais energia já que tem os 2 actuadores a funcionar em vez de apenas 1.

  6. PGomes says:

    Em termos de velocidade de leitura, até consegue igualar um SSD Sata.
    O problema é a latência, que anda na casa dos mili-segundos. Enquanto que um SSD Sata anda na casa dos nano segundos. Isto significa que a carregar muitos ficheiros pequenos, de forma não sequencial, este HDD será muito mais lento.

    • TóSousa says:

      Para sistemas de BIG DATA o que interessa a latência?
      É preciso perceber para que mercado se dirigem os produtos.
      Quem vai usar estes discos para escrever ficheiros pequenos?
      Estamos a falar de sistemas de muitos TB ou até de PB.

      • PGomes says:

        A latência é a parte mais importante para o desempenho de um sistema de armazenamento.
        O que pode ser feito é usar um SSD como cahe intermédia para um conjunto de HDDs.

      • Somaisum says:

        Existe tanto mercado em que são precisos ficheiros pequenos, bem como grandes. Dou exemplo de vídeo: tens os mxf e r3d que para além do ficheiro vídeo tem os xml ou outro “txt” com informação ( em sempre relevante) para cada vídeo de gb, tens um de kbs. Traduzido tens muitos ficheiros grandes e pequenos. Fotos, raws, de câmeras médio formato e igual? Para além dos fff ou iq tens os “txt” com metadados e wtv associados, logo para cada ficheiro de mb/GB, tens um de kb. Isto numa sessão, com milhares de milhares de fotos, tens milhares de ficheiros pequenos, em conjunto com grandes, para armazenamento. Verdade seja dita, duvido que isto venha substituir os hdd tradicionais, ou ssd, uma vez que num sistema de nas/servidores, provavelmente vão continuar a usar hdd para storage bruto, e ssd/nvme para cache.

        • TóSousa says:

          Mas vocês sabem o que é Big Data que para onde estes discos são dirigidos?
          Isto não é para guardar fotos ou videos ou ficheiros de audio…
          Enfim…

          • somaisum says:

            E tu sabes? 🙂 não estou a falar de coisas corriqueiras, falo de trabalho. A edição de, por exemplo, um spot publicitário, de 1 minuto, pode rondar 5tb, e isso captura-se num dia de trabalho por uma equipa. Multiplicado por 10equipas, já é um volume. Não é só para banco de dados, ou empresas analíticas, ou aquilo que tu achas que sabes 🙂
            É para o uso que lhe derem 😉

          • TóSousa says:

            Somaisum, desenho sistemas de armazenamento para televisões e produtoras de video, devo ter uma ideia do que falo ou não ?
            Nunca na vida iria usar um disco destes.
            Sabes o que é bem feito e estado da arte?
            Redes a 10GbE ou até mesmo 100GbE em todos os sistemas sejam de armazenamento sejam de edição, com storages AFA (all flash array) baseados em NVMe e para arquivo storages com HDD’s normais.
            Fica bem. Ainda deves estar a editar em FHD eu já tenho gente a editar em 8K….

  7. R!cardo says:

    Chia Chia Chia Chia Chia

  8. SANDOKAN 1513 says:

    Nem quero imaginar o preço deste disco HDD !! 😐

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.