Quantcast
PplWare Mobile

Estão as câmaras dos smartphones ao nível das máquinas fotográficas?

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Miguel Patinho says:

    Atualmente sao superiores para o utilizador normal. Hdr, night mode, portrait e sobretudo o video dos iphones que e superior a qualquer dslr de entrada e ate media gama.

    • Miguel says:

      Nos videos acredito, no resto é simplesmente falso.

    • AqueleAmigo says:

      Discordo.
      Isto é como comparar um carro de cidade com um desportivo e dizer quando os dois podem andar a 50 km/h

    • Miguel says:

      Sim, considerando que não há edição, alguns telefones mostram fotografias mais “bonitas”, não propriamente com mais qualidade, porque por defeito já levam muito tratamento por software…

      • Pedro says:

        “Sim, considerando que não há edição (…) porque por defeito já levam muito tratamento por software…”
        Eu percebi o que querias dizer mas as palavras estão todas lá. Os telemóveis fazem processamento de imagem – nada contra. Só queria salientar que o cenário não é tão “puro”.

        • Miguel Nóbrega says:

          Pois, por isso deixei o “bonitas” entre aspas. Os telemoveis fazem muito processamento para as fotos ficarem mais apelativas, removerem ruido, etc.
          No entanto isso não significa própriamente qualidade.
          À primeira vista, olhando duas fotos acabadas de tirar, alguns telefones conseguem à partida fotos mais “bonitas” mas com menos qualidade

        • Airton Santos says:

          Palavras oportunas e precisas. Assim como se navegar nas redes sociaispensando viver a realidade , da mesma forma , as fotos dos smartphone e companhia , nos remetem a imagens não vendedeiras. Comparo isso com: falar com.alguém através das redes sociais, que são as imagens dos smartphone ,e conversar pessoalmente com alguém , que seriam as imagens feitas pelas câmeras . O artificial nunca irá substituir o natural .

    • Rui says:

      Ó meu caro, tenho um Iphone 8 e tomara o telemóvel tirar fotos como a minha Canon EOS 5D MarkIII de 2013!!!!!
      Parece não ter noção da diferença, principalmente com falta de luz, velocidade do obturador…… enfim, não compare o incomparável e repare, estou só a comparar um DSLR de 2013 digital!!!!!!!!!

      • Airton Santos says:

        Sabia comparação .
        O artificial nunca irá substituir o natural .
        As câmeras são extraordinárias . E a medida que os celulares tem a sua tecnologia avançada , as câmeras ,também .
        Já há muito tempo câmeras com Wifi . Outra voisa incomparável é O desfoque. O das câmeras são ,sem sombras de dúvidas , perfeitos.

      • Marques says:

        Mas essa, mesmo em 2013, não era uma câmara de entrada.
        Em 2013 custava uns 2000 euros ou até mais. Nessa altura era um equipamento para profissionais.

    • Airton Santos says:

      É super relativo.
      Existem celulares com tecnologia de Ponta que que chegam aos pés de algumas determinadas câmeras .
      E a medida em que os leluared se aperfeiçoam ,as fabricantes de câmeras também se renovam.
      Pra termos uma ideia , há um certo tempo que temos câmeras com acesso a Wifi . Sem mencionar tantas outras enumeras tecnologias encontradas. Mas claro que eu respeito a sua opinião . Deus lhe abençoe .

    • Rui says:

      Tente imprimir em grandes dimensões depois quero ver a afinar isso …

    • Malheiro says:

      Já ia bastante adiantado nos coments e a gostar de me rir um pouco com as comparaçoes que iam sendo feitas, infelizmente nem todos temos dinheiro para uma boa camara e lente, o que significa que praticamente todas as fotos tiradas, são tiradas com o banal telémovel, mas para uma boa fotografia é preciso vidro, o telemovel não substitui a profundidade de campo que se consegue com o vidro, ainda que tente imitar.

  2. Miguel says:

    Na minha opinião nem sequer há comparação possível, uma câmera dedicada é sempre a melhor opção, em especial se der para trocar de objetiva. Só acho que existe uma exceção, que é quando a câmera do telemóvel é a única à mão (coisa que raramente faço, a minha Canon EOS R anda quase sempre comigo).

  3. ze says:

    MP pouco importam, o que importa é o sensor e as lentes, com a chegada dos full frame os smartphones voltaram a ficar a anos luz das digitais, mais propriamente das mirrorless.

    • Dudethedude says:

      Mas Zé, MP são tipo qualidade mesmo top. Ou estás me a dizer que o meu XIAOMI com 90MP é pior que uma A7RIV que só tem 61MP??? Gandas burros
      são esses burros que gastam bué em câmaras só por causa da performance dos sensores. Só falta dizer que a low light em sensores mais pequenos tem uma performance de merda… Tsipo… Noção tá?

      • Punk_Boy says:

        Errr. Mas há duvidas que é pior? Pelo amor de Deus. Para ver no ecrã do telemóvel é um facto que uma foto de um telemóvel chega e sobra. Agora para mais do que isso afirmar o contrário é típico de ignorante que não faz a mínima do que uma DSLR ou mirrorless consegue fazer. Trabalhar com DOF, velocidade de obturador, capacidade para tirar fotografia com pouca luz (e por favor não me venham falar num iphone 11 Pro MAX que tira fotos à noite com suposto ISO 400 que tem muito mais ruído que uma 5d MK4 a tirar em isso 5600)…
        Eu na vida tenho uma máxima que é não falo do que não sei. Há pessoas aqui que deviam seguir essa máxima.

      • Sérgio says:

        Confesso que ainda não percebi se isso é puro sarcasmo ou se pensas que estás cheio de razão… simplesmente porque, para cada peça de argumento que desde, dizer que acertaste ao lado é ser generoso.

        Qualidade e tamanho dos sensores fazem mais diferença do que qualquer outra característica.

        Vai comparar, lado a lado, uma foto nocturna de um full frame com o teu Xiaomi, num monitor 2k de 27″, e depois diz-me se a diferença é muita ou pouca.

        Tipo… noção, tá?!

      • xoninhas says:

        Confundes qualidade com numero de MP. Tipico.

      • Rui says:

        Valha-nos Deus que não sabem o que dizem……
        Olha, a minha Canon 5D MarkIII de 21 Megapíxeis de 2013 dá uma tareia ao teu XIOMI e qualquer outro telemóvel, queres apostar?

      • Dudethedude says:

        Dudes, estava a ser sarcástico. Acham mesmo que alguém que saiba o que é uma A7RIV vai defender um smartlolphone no que toca a fotografia? Vá, o Sérgio ganha o prêmio de não-imbecil por ter duvidado da minha minha honestidade. Parabéns Sérgio!

    • DB says:

      Alem do facto de que as cameras são sempre modulares. Consegues comprar apenas 1 lente (que te custa couro e cabelo) para determinado proposito, enquanto que telemoveis é aquilo e acabou.

      É muito complicado “pedir-se” a mesma qualidade de uma camera “minimamente em condiçoes” num smartphone.
      É claro que um smartphone hoje em dia ja tem muita qualidade e cumpre com muitos dos requisitos normais do dia a dia e até de uma situação especial, mas quando é necessário algo realmente importante e unico é sempre necessaria uma camera. É claro que quem não tiver/puder, oh pah, desenrascas-se com o melhor que tem. É como a historia da marmelada, para quem nunca comeu, até a m*** sabe bem!

  4. Jorge Xavier says:

    Numa entrevista recente, um responsável japonês da Sony considerava que a vantagem do “vidro” (leia-se, objetivas das câmaras DSLR e mirrorless) cifra-se em apenas 5 anos (!) sobre o que convencionámos chamar de “fotografia computacional”, ou seja, a fotografia através de dispositivos móveis que compensam a falta de “óptica” com o processamento de imagem.
    Fonte: https://www.dpreview.com/interviews/2430888908/exclusive-sony-confirms-a7s-ii-successor-this-summer-everything-is-new
    Citação: I’m very positive about computational photography technologies, but glass has a lot of advantages. In ten, twenty, fifty years I expect that computational photography will be doing a lot of things that traditional lenses do now. But in the near future – five years, say – glass will still be superior.

    Claro que podemos também pensar que as próprias câmaras dedicadas também irão crescer em termos de poder computacional (com processadores de imagem dedicados) e que, dessa forma, serão capazes de manter a distância.
    Em qualquer caso, os smartphones já destruíram por completo o mercado das chamadas “câmaras compactas”. O caso das DSLR e Mirrorless (e de muitas “bridge cameras”) é diferente, especialmente com a capacidade de poderem dispor de lentes de focal muito longa, algo absolutamente impossível de termos num smartphone.

    • Justino, o Justo says:

      O problema não é esse, se é que falamos de problemas. A questão é que hoje a fotografia está acessível a todos, quando dantes era um desporto caro. E só por isso, toda a gente se acha fotógrafo sem perceber nada de fotografia. O software ajuda na ilusão.

    • Rui says:

      Basta o zoom óptico estar a léguas do zoom digital!!!!
      Depois ainda tens um RAW para trabalhar e melhorar quase até ao infinito uma foto, já no telemóvel, a base já está esticada ao máximo!!!!!

  5. Castro says:

    Os telemóveis têm tido uma evolução brutal, mas em muitos casos transmitem uma falsa ideia de melhor qualidade em relação a uma máquina EOS R, que é o que uso mais frequentemente. A diferença entre ambos é muito visível quando criámos um álbum ou mandámos imprimir uma foto, as fotos dos telemóveis ficam a milhas de distância de uma máquina fotográfica. Nesse aspecto os telemóveis ainda têm um caminho longo a percorrer. Agora, se o objetivo de tirar fotos for apenas para colocar no Instagram, um smartphone chega e sobra.

  6. Rocha says:

    Claramente não. Têm de se compreender um pouco de fotografia para emitir uma opinião válida. A maioria dos que comentam acham que um telemóvel está há mão, tira uma foto gira e resolvem o seu problema. Apesar de ser correta esta analise, a mesma não significa contudo que que os smartphones, estejam ao nível das câmaras fotográficas. Aliás há cada vez, mais especialistas a esclarecer que as fotos dos smartphones, são “artificiais” devido ao processamento efetuado por software o que significa que sem o mesmo, e tendo em conta só as lentes, as fotos seriam …

  7. Alfredo Pereira says:

    É claro que não e nem é fisicamente possível a um smartphone chegar á qualidade uma maquina convencional, de topo claro, agora se pusermos a questão de que os smartphone com a evolução que obtiveram no tratamento de imagem são melhores para 99.9% dos utilizadores também acho que não deixa dúvidas, a papinha está toda feita, é só apontar e clicar e voilà.

  8. Luís Henrique Silva says:

    Tenho uma DSLR de gama média, e noto bem que não tem nada a ver, a qualidade é bem melhor, claro que o meu modelo da Cannon tem alguns contras de falta de algumas coisas, mas prefiro tirar fotos com a máquina do que com o telemóvel, só em focagem ai ganha logo e outras coisas……e mesmo em video consegue melhor resultados…
    então imaginem uma DSLR de jeito mesmo……

  9. Paulo Simões says:

    Os smartphones de hoje têm câmaras fotográficas de excelente qualidade, e para a maioria das pessoas são a escolha acertada. Por outro lado entrou-se no marketing dos megapixeis, onde se resume a fotografia a um valor astronómico de megapixeis, e quantidade não é necessariamente qualidade.
    As DSLR / Mirrorless são muito mais versáteis, objectivas com distâncias focais diferentes, a possibilidade de rapidamente adaptar as configurações da câmara à situação, a edição dos ficheiros RAW, temos câmaras a tirar 20 fotos por segundo!
    Os smartphones são práticos para trazer e tirar uma foto ocasional com os amigos, família…, mas para libertar a criatividade prefiro as DSLR / Mirrorless.

  10. Eu says:

    Claramente são produtos completamente diferentes e sem possibilidades de substituição.
    Como igualmente não podemos dizer que canivetes suiços substituem facas de mato!

    Antes de mais, que fique claro que ter a maior qualidade óptica não é o mesmo que ter a maior quantidade de Pixels.

    Cada qual vale pelas sua vantagens:
    – o telemóvel/smartphone – é geralmente mais barato, mais leve, muito portátil, facilmente acessível e operável, com ligação à internet;
    – a máquina fotográfica – mais cara (equipamento profissional), tem maior qualidade óptica, permite imprimir fotos de maior tamanho com muita qualidade, tem vários acessórios que aumentam a capacidade, qualidade e alcance das fotos (objectivas).

    Ou seja, cada macaco no seu galho! 😉

  11. Compilador says:

    A pergunta é muito generalista, e a resposta tem de ser depende.
    Numa máquina de 40/50 euros, não consegue tirar melhores fotos que um telemóvel de topo.
    Mas câmeras bem mais caras, profissionais ou até semi profissionais, estão a anos luz de qualquer telemóvel, mesmo dos melhores.
    Qualquer amante de fotografia nunca iria aceitar tratamento automático artificial feito por software, do qual não controla.
    Basta pensar que prémios de fotografia, exposições, tipos que fotografam para revistas, jornais, desporto, cinema, ninguém aceita foto com tratamento de imagem via software automático.
    A pergunta devia antes ser, será que para o utilizador do dia a dia, ainda há alguma justificação para usar uma máquina fotográfica?
    A resposta é, claramente não, um telemóvel está ali á mão, está sempre connosco e tem uma qualidade aceitável para a pessoa que gosta de tirar fotos como recordação apenas.
    Este tipo de pessoa, como eu aliás, tinha ou tem máquinas fotográficas, mas acabávamos por tirar fotos sempre com um ajuste típico, porque para apanhar uma ocasião, mesmo de férias, é muito chato andar com N ajustes.

  12. klimane says:

    A melhor câmara fotográfica é a que temos à mão no momento certo. Se houver escolha uma dedicada é sempre preferível a uma faz tudo em um.

  13. AlexX says:

    Quando virem um fotógrafo profissional encostar os 10kg de lentes e filtros + tripé + corpos de camera + reflectores e analisadores de luz + projectores e flash + cabos + coisas que não recordo agora, e trocar tudo por um smartphone, é porque todo o seu equipamento se tornou semelhante ou inferior e não interessa mais carregá-lo.
    Por outro lado, fotografia é essencialmente perceber e captar incidência de luz no momento certo, e para isso até um Samsung S de 2010 com 5MP ou uma Polaroid que imprima pós disparar, podem fazer excelente trabalho.

  14. mc says:

    É óbvio que quem paga 5000 Eur por uma reportagem de casamento não quer fotógrafos de iphones por alguma razão, Embra hoje usem câmaras digitais aínda estão a anos luz da película.

  15. jorge says:

    Os smartphones podem vir a ser superiores se as camaras dslr ficarem parados no tempo, alguns telemoveis fazem fotos talvez melhores que a minha camara fotografica, porque so tem 16 mp e é de focal fixa, agora face a muitas camaras e nao vamos falar de leicas ou coisas parecidas,

  16. Fulano says:

    Resposta simples: NÃO

  17. Pedro says:

    Os telemóveis nunca estarão ao mesmo nível que uma máquina fotográfica. É uma questão de física. Um sensor de telemóvel tem um tamanho T1. Um sensor de uma máquina fotográfica, tem um tamanho T2. A quantidade de luz que é captada é diferente, logo a qualidade da imagem é diferente.

    Para não falar que se aplicassem o mesmo tipo de processamento de imagem a uma foto tirada numa máquina, a diferença então era abismal.

    Agora, é claro que os melhores telemóveis (em termos de camera) vão ser tão bons ou melhores que as piores máquinas. Por os sensores são melhores (não disse maiores) o que significa que conseguem aproveitar muito melhor a luz e com isso produzir (percebam que produzir inclui edição) imagens melhores.

    Mas barebones, RAW, e pela modularidade de trocar de lentes para adequar à situação… nunca na vida. Imaginem um fotógrafo de vida selvagem a fotografar com um telemóvel (sem amor à vida).

  18. terra ano30 says:

    Eu não troco a minha Nikon por nenhum smartphone por mais inteligente que seja. Smatphone não é uma camera é o que o nome indica.

  19. Há cada gajo says:

    Eu acho que este tema só poderá ser discutido quanto tivermos máquinas fotográficas a fazer chamadas. Querer ter num telefone, por mais caro ou evoluído que seja, a capacidade de uma verdadeira DSLR é pura ilusão. O telefone serve para tirar fotos bonitas e plantá-las instantaneamente nas redes sociais e afins. Quem faz isto sabe lá o que é fotografia, ainda que se julgue um expert. Normalmente abominam a DSLR pois desconhecem os controlos, não sabem o que é fotografar em RAW, não sabem o que é editar, nem nunca viram a sua foto em grande formato.

  20. Santiago says:

    Acho que esta questão é um pouco subjetiva.
    De que maquinas fotográficas estão a comparar???
    Se for uma DSLR, digo taxativamente que NÃO, se falarmos te uma compacta, digo com toda a certeza SIM.
    Acho para terem uma opinião fidedigna, deveriam reformular a questão.

  21. Joaquim Manuel Vieira says:

    Este artigo poderia ser tão interessante e fazer mais destaque ao Pplware.
    Acho engraçado ter o título:”Estão as câmaras dos smartphones ao nível das máquinas fotográficas?” E um leitor assíduo como eu vai abrir com intenção de curiosidade mas para.muitos um artigo bastante informativo pois esperaria saber as marcas. Mas não, nota se claramente a intenção de promoção a certas marcas. Esperaria naturalmente ver aqui marcas como Apple, Samsung OnePlus e claro Xiaomi.
    Posso entender até a escolha pelo facto financeiro e qualidade ser mais viável para os demais, mas chegar e ver favoritismo deixa me desiludido.

    • Marisa Pinto says:

      Favoritismo? Deve andar enganado… Escrevemos sobre as marcas que se destacam em determinado segmento. O Joaquim, por não ser fã das mesmas, não pode assumir que o nosso trabalho é parcial.

      • Joaquim Manuel Vieira says:

        Olá Marisa Pinto,

        Como acima menciono, não vejo nenhuma imparcialidade pois não mencionam outras marcas, como estaria a espera de ver. Até ver todos os artigos que tenho lido de vocês mostram transparência e imparcialidade, tirando neste na minha opinião. Quando se verifica um artigo como este no qual cito “Mas há muitos outros exemplos de modelos cujas características fotográficas acentuam este dilema.” e apenas destacam apenas uma marca, não vejo fundamento se não exploram outras marcas. Dar ao leitor uma opção de escolha em várias marcas, não só de uma marca, vários modelos.

        Assumo sim que #Favoritismo” foi mal empregue, uma vez que citaram: “nomeadamente a marca Chinesa Xiaomi…” mas leva a crer pelo conteúdo que este artigo é apenas uma promoção de uma marca do que uma análise de escolha/opções de mercado para o cliente.

        Ultimo ponto, nunca disse que o vosso trabalho é parcial, uma vez que sempre usei o Pplware como um guia informativo muito útil, se não o achasse não estaria a demonstrar a minha preocupação. Mas claramente este artigo não vi propósito se não exploram outros segmentos. Para isso existe as reviews ( muito bem feitas, claras e esclarecedoras )

        • Vítor M. says:

          Promoção? Não, é apenas um exemplo de uma marca que tem promovido a sua gama de características fotográficas. Assim como a Huawei, Samsung e outras que, tal como esta, também destacamos. Poderíamos desenrolar muitas, mas nunca as conseguiríamos colocar todas e haveria de vir sempre alguém dizer que não colocamos a sua e por isso deveríamos ter um qualquer acordo com as que falamos… o que é um total disparate. A Marisa colocar a título de exemplo, como poderia ter colocado outra qualquer das que têm feito este esforço. Se colocasse da Apple, vinham os haters criticar que só se fala da Apple, se é da Huawei, porque temos algo com a Huawei, se é da Xiaomi, porque devemos ter algo com a Xiaomi. É sempre uma conversa que não faz sentido.

          • Joaquim Manuel Vieira says:

            Tudo bem Vítor, entendo a sua posição e da Marisa também. Como disse todos temos os nossos gostos, apenas formei uma opinião assim como respeito a dos outros. Se leu o meu comentário eu não destaquei nenhuma marca em especifico assim como não estou a atacar nenhuma em especifico. Como vi e apenas fui mencionada uma marca, inclusive 3 modelos dessa marca, no ponto de vista como leitor e fã do Pplware, acho que poderiam utilizar mais marcas, uma vez que fazem revisão a tantos produtos. Apenas isso. Respeito a escrita que foi bem abordada tirando a parte dos marcas.
            Respeito a sua mensagem como a da Marisa, e o excelente trabalho que têm vindo a fazer.
            Apenas estou a expressar a minha posição assim como o ponto de vista analítico de uma abordagem tecnológica.

  22. Laurentina says:

    Não sou uma fotografa profissional e, ao ler a maioria dos comentarios aqui estou em certa medida contente por o não ser. Vamos a ver… O que é “fotografia”? Como é que se pode, em poucas palavras, defenir ” fotografia”? Fotografia é simplesmente “captar” a luz e ponto final! MP e mais MP? Sim, se quizerem imprimir uma imagem para ampliala, digamos, por uns 20 metros quadrados, então ter uma imagem com uma resolução de 40 ou 50 MP sera sempre melhor que uma com 16 ou até 20MP, mas isto conta apenas para ampliar a imagem, logo teria que se ver a “densidade” dos pixeis e considerar obviamente outros factores. Agora vem o melhor; Não há, simplesmente não HÁ, nenhum telemovel que se possa aproximar de uma DSLR ou de uma MIRRORLESS! Não há! São duas ferramentas completamente diferentes! Não poderão nunca comparar o sensor de uma DSLR ou Mirrorless com o de um telemovel por mais evoluido em tratamento, edição, software de imagem que seja! Isto porque muito simplesmente o sensor de uma camera é maior do que o de qualquer telemovel, não pretending entrar em detalhes tecnicos, para isso estão os profissionais, mas a imagem de uma camera terá sempre muito mais detalhe que a de um telemovel. É tudo uma questão do tamanho dos sensores, porque é exactamente isso que faz um sensor, resumidamente, capture a luz e, foi exactamente isso que eu falei no inicio do meu comentario. Agora, eu tenho 2 telemovel, um Xiaomi com 50MP e um Huawei p30 pro com 40MP, tenho uma Nikon D800 e é clarissimo que não troco uma imagem por muito má que seja da minha camera por uma boa imagem, por muito boa que seja, de um dos meus telemoveis. São dois universos distintos, e ambos, tanto a fotografia com camera como com telemovel, têm o seu proprio mercado e fãs. Com isto digo que por muito evoluido que seja um telemovel a nivel de imagem (fotografia) nunca e, de momento, chegara perto de uma camera DSLR ou Mirrorless. Obrigada.

  23. gil says:

    alguns telemoveis antigos que nao possuiam o SO android tinham muita qualidade de fotografia ex sonyericsson e outras marcas

  24. Rui says:

    Os telemóveis sem dúvida evoluíram imenso a sua qualidade de fotografia. Eu lembro-me muito bem como eram as fotos em telemóveis com menos de 1 megapíxeis. Provavelmente muitos leitores nem faziam ideia, mas eu lembro-me.

    Mas convenhamos, as DSLR estão muitos anos à frente de qualquer telemóvel e ainda sem ir para o photoshop, onde um RAW de uma DSLR ainda está em estado bruto e tem muito por onde melhorar (recuperação de cor perdida numa foto, etc, etc…..) enquanto a foto de um telemóvel, pelo facto da melhoria já ser ao nível do zoom digital e melhoria de imagem, já não tem praticamente nenhuma progressão.

    E então se mesmo uma foto em bruto de uma DSLR é superior a um telemóvel…..
    As máquinas fotográficas têem vários aspectos que encostam a um canto o telemóvel, desde o sensor Full Frame, às objectivas……. já experimentaram fotografar com uma objectiva Canon F1,2L de 50mm ou 85mm? É qualquer coisa de estrondoso!!!!!

    Resumindo, os telemóveis estão a progredir e melhoraram imenso, mas cada macaco no seu galho. Quando eu vir os profissionais da fotografia e vídeo a utilizarem só telemóveis eu mudo de ideias, como nunca vi nenhum!!!!!!!

  25. Estêvão Miguel Martins Ribeiro says:

    Para mim o telemóvel é mais que suficiente mas pessoal não vamos comparar alhos com bugalhos por favor.
    As maquinas são equipamentos profissionais para quem as sabe usar e não para botas da tropa como eu.
    Eu nabo em fotografia como sou venha o smartphone, apontar e tirar.
    Acho que isto nem sequer é questão e quem diz que os smartphones são melhores, são autenticas bestas(sorry).
    OS teles sao bons para gajos como eu que precisam de boas fotos quando vao de ferias e no dia a dia. ponto.

  26. Pionario says:

    É verdade dizer que o que vale é a técnica do fotógrafo e não é equipamento, mais chegar o ponto de comprarar uma dslr com celular é muita babaquice ,é simples, é só prestar atenção no tamanho do sensor e por lógica você tira suas conclusões de quem captura mais detalhes mas luz etc…

  27. Marcelo says:

    Como fotógrafo arrisquei substituir, e não me arrependi, tenho um modelo top da Xiaomi, tiro em 48mpx, depois edito, fica maravilhosas as fotos. Fotos retrato, e com pouca luz, uso a Hypercam, que pra mim, trazem resultados até melhores, com mais nitidez que muitas profissionais, devido ao gde e incomparável software de pós processamento da Google #xiaomitop

  28. Leonardo Rehbein says:

    Nunca vi uma foto de celular com um bokeh ou desfoque de uma 85 mm ou até da cinquentinha. Talvez num futuro, mas no momento softwares não são capazes disso. Pra quem é entusiasta e só quer faz umas selfies, um celular com 1 milhão de megapixels pode até funcionar, mas pra quem trabalha e faz arte, bem dificil. Sem contar o peso dos arquivos, velocidade de processamento e compressão ao postar, visto que redes sociais nem sequer suportam nada a mais que 2080 pixels hoje em dia

  29. Marcos says:

    Estão sim. No próximo evento tipo casamento, festa de 15 anos você faz com seu celular. Entrega a família teu cartão sd.
    Ai você já vai economizando pra os danos morais.

  30. Punk_Boy says:

    Pode ser muita coisa mas vai-me desculpar que fotógrafo não é… lol e por fotografo entenda-se profissional ou amador com paixão por fotografia. É que alguém digno desse nome nunca na vida faria essa afirmação porque sabia que estava a dizer uma das maiores asneiras em relação a este tema.

  31. gil says:

    chacuti chano

  32. Victor says:

    Dizer que as câmaras dos smartphones são iguais ou melhores que as câmaras convencionais são uma afronta aos fotógrafos profissionais. Se alguem diz que são iguais ou melhores, definitivamente não entende como é que a fotografia funciona! São tantos os segmentos que é quase impossível que alguma vez um smartphone seja capaz de fazer o que as câmaras convencionais fazem. Aparentemente parecem mas definitivamente não! Agora, se querem vender os smartphones, isso já é outro assunto….

  33. Samuel Pereira says:

    Em 2020 e continua-se a confundir resolução com qualidade…

  34. Rui Miguel Nunes says:

    Os telemóveis de topo mais recentes já têm um nível de qualidade idêntico à das câmaras compactas de há uns anos atrás, que servem muito bem para registos pouco exigentes do dia a dia, mas nunca irão ter a qualidade de uma DSLR, mesmo que seja de entrada de gama (500€). As razões já foram expostas aqui por quem percebe do assunto, e quem mistura MP com qualidade fotografia demonstra que não percebe mesmo nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.