PplWare Mobile

Supercomputador diz que “fomos nós” que aniquilámos os neandertais


Imagem: Will Oliver /PA Images via Getty Images

Autor: Vítor M.


  1. José Moreira says:

    Pode ser verdade. Mas eu, sinceramente, não me lembro de nada.

  2. Abreu says:

    Ainda existem muitos Neandertais vivos e deles com altos cargos.. presidente dos EUA e do Brasil são 2 exemplares vivos!

    • José says:

      Julga que os Neandertais eram menos inteligentes do que nós? Então está bem enganado. Não é por acaso que o seu nome era: Homo Sapiens Neandertalensis.

      • Nuno V says:

        Por acaso o nome científico do homem neandertal é Homo neanderthalensis, a hipótese de este pertencer à espécie homo sapiens é rejeitada pela quase totalidade dos antropólogos e biólogos. Ambas as espécies evoluíram do homo heidelbergensis. Os neandertais possuíam em média um cérebro marginalmente maior que o nosso, mas isso não significa que possuiam uma maior inteligência. Será que um cachalote, ou um elefante, ou golfinho são mais inteligentes que os seres humanos simplesmente porque o seu cérebro é maior? O que a maioria dos cientistas pensa é que os neandertais usavam uma maior percentagem do seu cérebro para controlo motor e visual, que nós.

        • José says:

          Engana-se o nome ciêntifico é mesmo: Homo Sapiens Neanderthalensis. “poupei acima um “h”! Apesar de se poder designar a espécie pelo binómio ou pelo trinómio. E, não é bem assim em relação à rejeição da classificação “sapiens”, pois nos cursos de ensino superiores, é-nos ensinado com a nomenclatura com trinómio: História, Arqueologia e em Antropologia. E também, não é verdade que ambas espécies tenham evoluído directamente do Homo Heidelbergensis, esse é um tema que ainda suscita muitas dúvidas devido à falta de informação que existe sobre a espécie, pois os melhores exemplares encontram-se em Espanha numa zona chamada “Sima de los Huesos” e em Gibraltar, essencialmente na Europa, portanto. E nem referi o Denisova hominins! Existe sim, uma suposição que terá evoluído do Homo Erectus, que como se sabe, no primeiro “Out of África” espalhou-se pelo mundo. Tinham um cérebro maior porque era mais precisos na visão tridimensional do que nós visto que têm melhor desenvolvida a parte do cérebro da visão que é comum aos predadores de topo, e nisso, está certo. O que não quer dizer que fossem menos inteligentes do que nós – esse é um mito disparatado do século XIX -, muito pelo contrário, tinham as mesmas capacidades intelectuais que podem ser comprovadas pelos vestígios culturais e pela preparação de artefactos complexos que exigiam conhecimentos que até envolvem a química. Nem fiz qualquer analogia ao tamanho do cérebro, disse apenas e repito que seriam tão inteligentes do que nós. As provas actuais, justifica a cada dia que passa este ponto de vista. Ream poucos com pouca intercomunicação entre si, e estavam muito espalhados. A chegada do Homem Sapiens Sapiens (veja a arrogância de se chamar aos humanos modernos duas vezes sapiens!), apenas tera acelerado algo que há milhares de anos se vinha a assistir, ao declínio das suas populações. O cruzamento inter-espécies terá apesar de tudo salvaguardado a herança Neanderthal, pela partilha genética que quase todos temos. Leia a obra de Jean-Jaques Hublin e Bernard Seytre, No Tempo Em que Outros Homens Viviam na Terra, e nesta página no Youtube com uma explicação muito boa: https://www.youtube.com/watch?v=nxUqS5pFx-Y e, ainda na sempre suspeita Wikipédia, mas este artigo é bom. Repare no cuidado que o autor teve em afirmar que está a designar a espécie pelo binómio em: https://en.wikipedia.org/wiki/Homo_heidelbergensis . O video no Youtube está em francês e o da Wikipédia em Inglês, se perceber ambas línguas não terá quaisquer dificuldades em perceber a informação. Espero ter ajudado.

          • Nuno V says:

            Um artigo cientifico do ano anterior.

            https://www.nature.com/articles/s41598-019-51685-w

            Um artigo cientifico de à 20 anos atrás

            https://science.sciencemag.org/content/284/5411/65

            A designação Homo Sapiens Sapiens é uma designação que está a cair cada vez mais em desuso, porque em termos de filogenética apenas faria sentido se existisse pelo menos duas espécies dentro do género Homo Sapiens. Se com o aparecimento de mais fósseis descobrirmos que o Homo Sapiens Idaltu são de facto uma espécie diferente dentro do género Homo Sapiens, ou se descobrirmos outra espécie que o seja, aí sim fará sentido usar o termo Homo Sapiens Sapiens.

            No que toca ao meu argumento da inteligência, interpretei que queria dizer que os neandertais eram mais inteligentes que o sapiens. Depois de ter lido o seu comentário reli novamente o anterior e reparei que interpretei mal, que afinal queria dizer que a inteligência de ambas as espécies era similar. O que eu concordo plenamente. Peço desculpa.

            Se usarmos a definição que uma espécie representa todos os seres que são interférteis, então o Homo Sapiens , o Homo Neanderthalensis, Homo Heidelbergensis, Denisova Hominins, entre outros seriam todos a mesma espécie, Homo Sapiens, nem sequer seriam espécies distintas. Tal como os cães domésticos seriam na realidade apenas lobos, pois estes ainda são interférteis.

    • Joselito says:

      E as amebas como o Abreu comentando!

  3. Rui says:

    O Bloco de Esquerda vai fazer uma homilia a condenar este acto desprezável e julgar esses sacanas dos Homo Sapiens, com penas retroactivas até à 40 000 anos atrás. E se possível vão regressar atrás no tempo para pedirem desculpa aos extintos Neandertais (avariem a máquina para ficarem por lá a tentarem reparar os erros e que fiquem lá a fazerem de juízes, como gostam de fazer, julgar os outros e acharem-se os seres superiores….. estilo Robles!!!!!

    Já fizeram o mesmo com os nossos descobrimentos, tentam enterrar o que nós fizemos no passado e como boa treta da esquerda, impinge a doutrina trotskista e julga os nossos antepassados à 500 anos atrás com as leis actuais!!!!!

    • João Paulo says:

      Peço desculpa, mas a sua resposta traz alguma coisa de novo, algum esclarecimento sobre um artigo científico? Destilar veneno é algum passatempo? Acha você que alguma pessoa interessada em ciência quer ouvir falar de política? Poderia ter perguntado quais foram os dados inseridos, quais os parâmetros da avaliação, tanta coisa… E o que lhe passa pelo “cérebro” é isso?

      • says:

        Caso não tenha entendido, isto anda tudo ligado.

        • Nuno V says:

          Não anda nada. A não ser que estejamos a falar no domínio das ciências sociais, a política e a economia em nada têm a ver com as conclusões da ciência, pois estas são apolíticas, amorais, “aeconómicas” e “areligiosas”. Portanto, quem faz mistura de ambas como o Rui e o Abreu apenas vêm para aqui destilar ódio na esperança de gerar conflitos.

  4. Dark Sky says:

    Eh pá, é preciso um supercomputador para descobrir o que já se sabia há muito tempo?!
    Um génio o Neandertal que programou o supercomputador!

  5. recondicionado says:

    At last some one has the guts to spell the true. Oops, it was a machine…

  6. Unknown says:

    Nean quê??? supercomputador??? já vi histórias melhor contadas para apanhar dinheiro.

    • Joaquim Sobreiro says:

      Aproveito os teus conhecimentos, para não ser enganado por essas teorias que só servem para apanhar dinheiro. Nada como a ciência de Darwin. Agradecido.

  7. AlexX says:

    Têm lá ideia e vai daí a matemática propõe mais uma explicação. Gostava de perguntar a esse computador quem aniquilou os titãs e os gigantes, as sereias, os centauros, minotauros, ciclopes, a baleia branca e os unicórnios voadores… já devia ser suficiente para deixar o computador entretido em cálculos durante décadas.

  8. Know says:

    Incrível como havia duas espécies de humanos, tão diferentes.
    Como é que hoje em dia não há mais nenhuma espécie sequer em evolução?

    • eu2 says:

      Até que eram bem iguais…

    • Sujeito says:

      Segundo eles, havia mais espécies.

      Ao contrário do que querem fazer parecer, continua um mistério. Só nos últimos 2 anos, a história dos Neandertais deu uma volta 360º – literalmente, voltou ao ponto de partida.

      São modelos matemáticos, que como se vê com o caso corona, trazem N inconsistências devido a dados desconhecidos e não se sabe o que não se sabe.

      Conclusões deste género são a chamada pseudo-ciência, impossíveis de serem validados pelo método científico nestas situações.

  9. Zé Duarte says:

    Pareceu-me mais publicidade ao super computador da IBM que outra coisa.

  10. José says:

    Todos nós, fora os africanos, temos 2 a 4% de Neandertal. Há contudo um fenómeno curioso, não todos os mesnos genes, são sempre diferente. No total teremos perto de 30% do genoma Neandertal em todos nós. Os Neandertais já estariam en declínio, muito espalhados e naturalmente com problemas de consanguinidade. Calcula-se que seriam perto de 5.000 o seu número. A chegada do Homo Sapiens Sapiens apenas acelerou um processo do qual nem os Neandertais teriam ideia, nem tinham forma de o saber. Sabemos que se misturaram com os Sapiens Sapiens, e desapareceram como a outra raça humana Sapiens na face da Terra.

  11. Otal says:

    Ainda nenhum previu que que a raça humana vai aniquilar a raça humana?

  12. Valdeci Elias says:

    Defender que é normal uma raça mais fraca ter sido aniquilada por outra raça mais forte, é um dos principais embasamentos teóricos dos “Racistas intelectuais ” . Isso da suporte teórico aos que defendem, a raça Ariana exterminarem a raça Eslava. aos europeus exterminarem os nativos americanos , aos Europeus exterminarem os Africanos , ou á um doença matar os idosos aliviando o gasto com a Previdência Pública.

    • Vítor M. says:

      Lê o artigo e percebe o que está em causa. 😉

      • Valdeci Elias says:

        Por que , o homem atual não pode ser simplesmente uma evolução dos antigos ? Afirmar que na Natureza ou na História, o mais forte matou o mais fraco, e ocupou seu espaço tomando seus recursos . É no fundo uma confirmação, que da embasamento teórico aos Nazistas da Alemanha , ou ao Apartheid da Africa do Sul.

        • Nuno V says:

          Apenas um idiota mistura Darwinismo social com a teoria da evolução. Um lida com mecanismos naturais, o outro não.

          • Valdeci Elias says:

            Quem pensa diferente de min , não é idiota. Não sou o dono , da verdade, nem considero inferior quem discorda de min.

          • Nuno V says:

            A tua idiotice não germina de pensares de forma diferente ou igual a alguém. origina sim quando misturas tópicos.

    • Nuno V says:

      Primeiro define o que é raça.

      • Valdeci Elias says:

        Todos temos em nossos genoma, DNA dos primeiros hominídeos . Nós somos evolução deles.
        Já quem é racista defende que seus antepassados ocuparam o espaços dos mais fracos, usaram seus recursos e impediram eles de passarem a carga genética fraca adiante . Por isso é importante defender a idéia , que homo sapiens só exite hoje , porque exterminou algum grupo antigo .

        • Nuno V says:

          “Que homo sapiens só exite hoje , porque exterminou algum grupo antigo.”

          Mentira. Nós partilhamos um antepassado comum com todos os primatas, no entanto existem mais de 500 espécies de momento no nosso planeta. O teu argumento não passa de um apelo à simplicidade, em que somos nós vs. eles na luta pela sobrevivência, isto tudo para justificares a tua intolerância.

          • Mario says:

            Não fossem os amigos do espaço a fazer manipulação genética, já não estava cá ninguém para dizer palermices. Mas também não existiriam telemóveis, que o diga o pai da Motorola.

          • Nuno V says:

            Tens alguma prova que suporte a tua conclusão? Ou como todos os teóricos de conspiração a unida prova que possuis é o chapéu de papel de alumínio que usas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.