Quantcast
PplWare Mobile

Rússia desenvolve tecnologia para voar até à Estação Espacial em tempo recorde

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. gui says:

    Tecnologia para voar da órbita da Terra até à Estação Espacial Internacional? Isso é do mesmo lugar para o mesmo lugar.

  2. IonFan says:

    Sempre foi possível chegar à ISS nestes tempos. Não é feito regularmente por motivos de segurança. Estes tempos implicam velocidades relativas bastante altas durante a aproximação.

    Também e importante referir que as janelas de lançamento podem ter 12 ou mais horas entre si, dependende da latitude do local de lançamento. É preciso esperar que o plano orbital da ISS esteja alinhado com, no caso da Soyuz, o cosmódromo de Baikonur no Cazaquistão. Não se pode achar que, em qualquer momento, se chega à ISS em 2 horas

  3. João Raimundo Costa Lemos says:

    “Se por um lado a NASA é quem lidera” ? Só se for na propaganda… Lançadores Russos ou Europeus, Lançadores americanos com motores russos. Na realidade tirando a muito importante ida do homem à lua, União Soviética / Russia quase sempre esteve à frente: o primeiro satélite artificial – o Sputnik 1, o primeiro animal, a cadela Laika, o primeiro homem no espaço – Yuri Gagarin, a primeira mulher ao espaço, Vladimirovna Tereshkova, o voo orbital mais longo da história até aquela data, durou cinco dias, Alexei Leonov o primeiro homem a realizar caminhada espacial, Luna 15, o primeiro objecto sintético a alcançar a Lua, primeira órbita em torno da lua, primeiras fotos do lado oculto, Salyut 1, primeira estação espacial 1971, a primeira estação permanente, a MIR 1986, desde 2011, a única maneira de chegar à Estação Espacial Internacional é por meio de uma cápsula Soyuz montada num foguete R-7

  4. Manuel says:

    Será que ainda há alguém que acredita nessas fantochadas

    • João Raimundo Costa Lemos says:

      fantochadas? é uma opinião… Factos históricos é outra coisa, podem ser confirmados, basta googlar

      Partiu esta manhã a bordo do foguetão Russo Souyuz o novo satélite da Agência Espacial Europeia:

      https:// tek.sapo.pt/noticias/ciencia/artigos/video-ja-esta-em-orbita-o-satelite-que-vai-descobrir-os-misterios-dos-exoplanetas

      • João Raimundo Costa Lemos says:

        The roots of the RD-180 rocket engine extend back into the Soviet Energia launch vehicle project. The RD-170, a four-chamber engine, was developed for use on the strap-on boosters for this vehicle, which ultimately was used to lift the Buran orbiter. This engine was scaled down to a two-chamber version by combining the RD-170’s combustion devices with half-size turbomachinery. After successful performances in engine tests on a test stand and high-level agreements between the US government and the Russian government, the engines were imported to the US for use on the Lockheed Martin Atlas III, with first flight in 2000. The engine is also used on the United Launch Alliance Atlas V, the successor to the Atlas III
        wikipedia

      • Manuel Moreira says:

        Factos históricos! Basta googlar? Grande pesquisador!

      • Manuel says:

        Tanta propaganda, e em pleno século XXI ainda não há uma foto real do planeta terra, ou da bola molhada giratória como ainda alguns acreditam.

  5. Hugo Nabais says:

    VOAR:
    1.
    intransitivo
    sustentar-se ou mover-se no ar por meio de asas ou algum meio mecânico.
    2.
    intransitivo
    POR EXTENSÃO
    deslocar-se velozmente pelo ar.

    No espaço e onde está a estação espacial não existe ar, pelo que não é possível voar.

    Corrijam o titulo por favor.

  6. Manuel Moreira says:

    Se a estação está lá porque a NASA não tira uma fotografia real da terra em vez de mostrar a mesma de 2012 com acrescento digital para parecer real.

  7. Manuel says:

    Estes espectáculos todos desde, simulacros dentro de piscinas photoshop e CGI é muito bonito, gostava de ver é na vida real, enquanto o gado incauto não abrir os olhos o circo e as fantochadas vão continuar.

  8. Guilherme Lino says:

    A tecnologia para voar até à estação espacial sempre foi Russa. A NASA usa veículos russos.

    • Manuel says:

      Tem provas disso? ou é tudo ficção cientifica, a iss que conheço e os autornautas fazem testes dentro de uma piscina.

      • IonFan says:

        Quer provas audio, video ou fotográficas. Também pode ser testemunho. Já todos percebemos que o conhecimento não é o seu forte. Volte lá a olhar para a piscina para a ficar a conhecer melhor ainda.

  9. Manuel says:

    Com 40 mil satélites em orbita, e 99% das comunicações são feita por cabos submarinos. Enquanto houver futebol e novelas o gado vai continuar entretido, mas felizmente nem todos acreditam em fantochadas.

    • IonFan says:

      Porque uma ligação de satélite é cara e não existe em todas as casas, ao contrario dos cabos. Ah, mas não se perca na próxima viagem… O GPS não existe no mundo onde vive.

  10. Ricardo vieira says:

    Tenho estudado durante 2 anos todas as teorias que são publicadas de várias empresas , Posso deixar aqui claro que muitas delas nao sao verdadeiras a muita coisa neste mundo que e falsa como de teorias, a viagens ao espaço , descobertas, muita coisa,E como muita gente ja disse aqui os russos sempre tiveram a frente.
    Durante muito tempo tive a pensar e a estudar se a viagem a lua feita pela Nasa foi verdadeira… deixo aqui uma de muitas opiniões que tenho. Resto de um bom dia a todos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.