Quantcast
PplWare Mobile

Possibilidade de reverter o envelhecimento humano está agora mais perto

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. cp says:

    A tecnologia vai evoluindo, mas parece que também não existe muita vontade em divulgar. Muito honestamente, existem de certeza muitos voluntários com doenças terminais que de bom grado se submeteriam a testes e experiências.
    Vejamos se este tipo de tecnologias ainda estará disponível durante esta geração.

    • João Ferreira says:

      Também curamos muitos cancros em ratos. Já em humanos…

      • Amilcar Alho says:

        Isto acima.

      • Fernando says:

        João, leste o mesmo que eu?
        Lê lá, este paragrafo!

        “A causa da maioria das doenças é, inevitavelmente, o envelhecimento. Segundo Sinclair, a medicina moderna ignora esta causa fundamental e foca-se apenas no tratamento das doenças quando essas surgem.”

    • Óla says:

      cp, não existe de facto coragem em divulgar e vemos isso na maneira com se inicia este artigo: “Não será o desejo de todos, mas poderá ser a vontade de muitos: reverter o envelhecimento”. Quem não quer viver sem chegar a velho? Só quem sofre de depressão, mas isso é outra história.

  2. FAR says:

    É um pouco assustador imaginar as implicações de ter alguém a viver “eternamente” na sociedade atual.

    Imaginem uns quantos Bezos e Musks a viver para sempre: eventualmente iriam ter praticamente todo o dinheiro do mundo no bolso deles e da forma como o dinheiro funciona, para alguns terem mais, outros têm de ter menos. Isto para dizer que as desigualdades financeiras iriam agravar-se ao longo do tempo.

    E isto é apenas a ponta do iceberg de -uma- questão que se levantaria. Existem muitas, muitas mais.

    Sinceramente, e apesar de ser uma coisa que adoraria para mim mesmo, acho que será um passo fundamental (senão mesmo “o” passo) para o nosso fim enquanto civilização.

    • Profeta says:

      Sem stress e alarmismos. Lembrem-se o que diz a biblia ” Tu es po e ao po voltaras”

    • CP says:

      Penso que existem duas fases na evolução humana. Considero que a primeira será a reversão do envelhecimento (estamos a falar das doenças que naturalmente surgem com a degradação natural do corpo) .Nesta fase a morte continuara a existir, mas com muito menor incidência. Exemplos, os acidentes, AVC’s, ataques cardiacos, ou seja eventos em que a idade não é a causa direta.
      Depois, numa fase seguinte a evolução irá avançar para a possibilidade da nossa consciência poder ser armazenada e mantida fora do nosso corpo, sendo o mesmo um mero veiculo. Será apenas desta forma que poderemos escapar da nossa Terra, considerando as distâncias interestelares.
      Quanto a Bezos E afins, os mesmos iriam desaparecer naturalmente, pois o tempo iria gerar muito mais oportunidades a outras pessoas com superiores capacidades, que simplesmente nasceram no local errado do planeta.

  3. Carlos Costa says:

    quando voces perceberem que somos eternos, esta quase…. vivemos um realidade 3D FALSA

  4. Tute says:

    Upa, upa, lá se vai a sustentabilidade da seguranças social lusa!

  5. Micas says:

    Se com 7,9 mil milhões (pt-pt ou 7,9 bilhões pt-br) de humanos no planeta isto já está um caos de poluição, degradação ambiental, alterações climáticas, guerras, etc., etc., o que não será quando a população aumentar brutalmente porque a morte se torna rara?
    Estão todos loucos!
    A população humana reduzida para metade e talvez o planeta começasse a respirar de alívio!

  6. John Smith says:

    Portanto estamos cada vez mais perto do Adrenocrome passar de teoria a factos. Muito bom..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.