Quantcast
PplWare Mobile

Gases de refrigeração são 23 mil vezes piores do que CO2

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. AlexS says:

    Continua a farsa.

    • Duarte says:

      Enquando ela gerar muito dinheiro e houver gado não vai parar.
      O gado que sustenta isto é o mesmo tipo de gado covideiro que acabou com o papel higiénico e latas de atum.

      • ToFerreira says:

        Valham-nos os pastores iluminados, que no meio do gado brilham em todo o seu esplendor. Aqueles que sabem sempre mais que todos, aqueles que não se deixam levar pelos especialistas, porque sabem que devem ouvir é o Zé da esquina, que no alto da sua sapiência contradiz os especialistas, sem factos nem razão, mas com muita convicção.

        • Duarte says:

          Quais especialistas? Há muitos com opiniões diferentes.
          Claro que os holofotes apenas iluminam quem agrada.

          • ToFerreira says:

            Há muitos com opinióes diferentes, mas nenhuma dessas te serve, preferes a do Zé da esquina que fala daquilo que não sabe.

        • Filipe says:

          Amigo, os cientistas já provaram há muito tempo que o planeta tem e teve ciclos. Ou vais-me dizer que os homens das cavernas também andavam de carro e tinham fábricas a carvão?
          O planeta está em constante mudança. Não é por colocar o carro a trabalhar de manhã para ir para o trabalho que vai acontecer o apocalipse.
          Existem problemas bem mais graves: os animais extintos porque são mortos por motivos que não lembra a ninguém. É tudo por uma questão de dinheiro.

          Andaram a massificar o fabrico de carros eléctricos. Agora têm de inventar desculpas para os vender. E a mais óbvia é que “ajuda o ambiente”, tal como vender smartphones sem carregador, por exemplo. Isso e mais impostos. Quando abrires os olhos já será tarde para todos.

          • Toni da Adega says:

            Essa dos animais extintos é engraçada. Sempre ouve extinção em massa mesmo sem os humanos, e agora estás convencido que os humanos possuem capacidade de fazer outra extinção em massa.
            O planeta está sempre em mudança.

          • ToFerreira says:

            Não é por deitar um lata ao chão que que a cidade vai ficar toda suja. E se fizermos todos o mesmo?
            O facto de haver ciclos invalida a nossa influência negativa no ambiente e no planeta? Os animais extintos são piores que os gases e o efeito de estufa? Porquê?
            E os elétricos não são menos poluentes que os ICE? Como assim?
            Quem vos ouvir, até pensa que os impostos surgiram com as preocupações ambientais. Devem desconhecer a carga fiscal sobre os combustiveis fosseis.

    • ToFerreira says:

      Tens de publicar o teu estudo que desmente esta farsa.

      • AlexS says:

        Quando provares os motivos das mudanças climáticas.
        Mas és um fiel da religião política que te diz que consegue controlar o clima em décimas de grau se controlar o CO2…
        e depois do CO2 teremos outro diabo… e outro e outro…

  2. nico says:

    poderiam apresentar o link do estudo?

  3. Duarte says:

    Preparem-se, a carga fiscal vai aumentar. Lembro que de um momento para o outro carregar o ac de um carro passou de 50-80 euros para mais de 200. Vão voltar a repetir a coisa e o gado aplaude porque é “o aquecimento global”.

    • Secadegas says:

      Carregar o AC custa menos de 30€… DIY!!!

    • ToFerreira says:

      Mentes por ignorância ou é mesmo intencional?
      https://www.feuvert.pt/servicos-de-oficina/climatizacao

      • Duarte says:

        Como és gado nem consegues ver o preço por tipo de gás, nem que os mais baratos apenas carros mais antigos o levam. Enfim, gado.

        • LR says:

          E tu conseguiste ver os preços que o ToFerreira mandou a titulo de exemplo? Onde estão esses tais carregamentos a mais de 200,00? Portanto, sim, mentes (embora parcialmente). Os preços aumentaram, é verdade, mas não como dizes.

          • Duarte says:

            Depende do carro, ou não sabes que o gás é ao quilo? Também depende da casa.

          • LR says:

            Claro que depende do carro: uns usam R134A e outros (mais recentes) usam R1234YF. Mas o preço não varia de acordo com o carro, mas sim com o gás. Dois carros de marcas diferentes, usando o mesmo tipo de gás, pagam o mesmo. Portanto essa de que depende do do carro levar mais ou menos gás, é falsa.
            Quanto ao segundo ponto, claro que o preço varia segundo a empresa/oficina, mas isso é em tudo, certo?

          • Duarte says:

            @LR qual a parte de pagares ao quilo de gás que não entendes? Há carros que levam mais gás.

          • LR says:

            Ok, eu explico, uma vez que não chegas lá: os carregamentos como os que o Tó apresentou, têm o mesmo valor para todos os carros. ou seja, TODOS os carros pagam o mesmo, independentemente da marca e/ou modelo. A única coisa que faz alterar o preço é o tipo de gás: carros com o gás A pagam X, e carros com o gás B pagam Y. Conseguiste chegar lá agora?

        • ToFerreira says:

          Como és pastor, sabes coisas que mais ninguém sabes, porque és tu que as inventas. Leste o link? Onde diferencia “carros antigos” de “carros recentes”?

  4. says:

    Este Parágrafo diz tudo para os tótós que estão aí a atacar quem disse que é farsa de novo

    Os gases fluorados (HFC) substituíram no final da década de 1990 os antigos gases usados nos sistemas de refrigeração, conhecidos como CFC (clorofluorcarbonetos), que eram muito destrutivos da camada de ozono. Os HFC foram na altura considerados ideais, sem serem tóxicos ou inflamáveis, e o seu uso aumentou exponencialmente, lembrou Ana Pereiro, salientando que estes gases fluorados têm afinal um “alto potencial de aquecimento global”.

  5. Joao Ptt says:

    As certezas científicas de hoje, são as dúvidas de amanhã, e completamente desmentidas depois de amanhã… e assim se vive nas maravilhosas certezas da ciência que a tantos apraz como uma fonte de tantas “certezas”.

  6. vestel says:

    Tambem gostaria de ver o link do estudo, porque existem muitos erros no artigo:
    E é verdade que o Zé diz que este paragrafo diz tudo ( ou quase) : ” Os gases fluorados (HFC) substituíram no final da década de 1990 os antigos gases usados nos sistemas de refrigeração, conhecidos como CFC”

    Pois, mas deveria dizer tambem que há mais de uma década que os HFC também foram substituídos pelos HC, que não teem nenhum “alto potencial de aquecimento global”. Assim não enganava ninguem.

  7. Sergio says:

    O problema é tão sério que até micro-ondas emite gases fluorados (HFC) para esfriar alimentos. A foto não deixa dúvidas.

  8. Sapo says:

    Acho “graça ” que de X em X tempo algo desta natureza acontece é temos que mudar toda a tecnologia, comprar novos equipamentos de frio e descartar tudo o que alguns anos atrás nos foi garantido que seria a solução para o problema.
    parece um plano para forçar as pessoas a comprar coisas novas quer queira quer não.
    É já agora. Eu não percebo o objectivo destas taxas de carbono que fazem os preços dos combustíveis e electricidade irem aos céus, como é que taxas vão resolver o problema e salvar o planeta? Taxar combustíveis não vai convencer uma pessoa que tem um carro dos fins de 90 a comprar um carro novo porque essa pessoa geralmente não tem meios para comprar algo melhor como eu com o Renault de 1999 e que sem ele não tenho nem como ir ao centro de formação para tentar melhorar as minhas qualificações e talvez sair do desemprego para uma situação melhor. as taxas e impostos não vão conseguir que eu tire do ar para comprar um eléctrico, nem sequer comprar um veículo 10anos mais novo mas consegue que eu e muitas outras pessoas fiquem com a corda ainda mais apertada no pescoço e nos empurraram ainda mais a fundo na pobreza.
    desde qua isso ajuda alguém senão o governo? Essas taxas estão a ser integralmente investidas no ambiente? Duvido.
    mais uma coisa, quem vai pagar a manutenção das vias cujo dinheiro vem dos impostos sobre combustíveis? Os pobres sem opção estão a pagar para os lindos ricos em teslas que circulam de graça e que falta pouco nos cuspir no rosto ao passar e ainda olham com ar de superiodade por terem um carro moderno, “amigo do ambiente ” enquanto nos os meros mortais destruímos a natureza…

    É duro… É engolir as tristezas e tentar seguir adiante… ccom a corda no pescoço cada vez mais apertada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.