Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Vacinas que bloqueiam a transmissão chegam em 2022

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. SC says:

    Pelo título quase pensei que estávamos a falar de um telemóvel?

  2. João Ferreira says:

    Já há tratamentos em via de serem aprovados por isso estas já vem tarde.

  3. gabriel says:

    Acabar com o”mito” da imunidade de grupo… é cada bacorada… vai ver a Suécia… “Já todos percebemos que as vacinas atuais não são totalmente eficazes a evitar a transmissão do vírus. Isto quer dizer que até poderíamos estar todos vacinados que, mesmo assim, uma percentagem continuaria a transmitir o vírus” – ahhhhh, pois é… então não eram os não vacinados que provocavam a pandemia?!

  4. Luis says:

    Mas que analfabetos…. a vacina diminuiu os internamentos, já está mais que provado em centenas de estudos. Havendo menos internamentos, o pessoal entope menos os hospitais que têm LIMITE de camas. Os Hospitais têm espaço limitado… não entendem isso negacionistas?

  5. Fusion says:

    Oh então quer dizer que assim os chips vão deixar de transmitir ?

    • PM says:

      Não… o 5G vai bombar no corpo dos vacunados e o que têm a 3ª dose ja estão 6G Ready

    • paocomsalada says:

      nunca foste vacinado, pela tua conversa então todas as vacinas tinham chip, só levaram firmware update foi?
      smartphones com facebooks e etc instalados não trasmitem já? amigo basta estares ligado a internet.. seja iphone, android, sailfish ou o raio de judas…. quando voltar tudo a ser offline como era(não vejo isso a acontecer) vais deixar de ter esse medo.
      desde o momento que vi aparecer a cloud como uma “solução” que entendi que privacidade ia ser para esquecer.. e achar que o chip vem na vacina ao enves do “Smartphone” é só ser o mais esperto de todos ahahahahha.
      até com e dados desligados eles sabem onde andas e o que andas a fazer, e sabem com quem estas diariamente tambem. a rede de comunicação aumentou bastante nos ultimos 10 anos e a maneira que os aparelhos comunicam é insana.
      a vossa maneira de pensar as vezes assusta, não queres ser controlado? deita o telefone fora, larga os luxos(smartphone, internet, carro, comboio viagens, restaurantes) e vai viver para o meto da Amazonia ou o que resta dela. que lá sem esses aparelhos não te encontram.

  6. JC says:

    Eu é que não quero levar com mais nenhum upgrade ou update ou lá como querem chamar

  7. SANDOKAN 1513 says:

    Quinta vaga,eu nem acredito. 🙁

  8. Fo says:

    Espetacular 5.5G sem os bugs do 5G!

  9. NS says:

    Se não fosse o último parágrafo do artigo, eu nem imaginava o que era a covid,

  10. Secadegas says:

    Os negacionistas são especialistas em burrologia… A ciência em ser completamente burro!

  11. xyr says:

    ….Há cerca de um ano Geert Vanden Bossch dizia que um dos motivos porque as atuais vacinas não serviam era exatamente por não impedirem a infeção dos vacinados e falava nesta novas vacinas que irão surgir. Foi ridicularizado , chamaram-lhe veterinário , e ainda chamam ( falei com uma jornalista da SIC /Expresso que lhe chamou isso )..mas agora , surpresa das surpresas , afinal ele tinha razão….Quanto à segurança das atuais vacinas , basta dizer que o numero de mortes provocados pelas atuais vacinas nos US num ano é superior ao numero de mortos provocado por todas as outras vacinas juntas desde 1990…esclarecedor. Claro que estamos a falar de um numero muito inferior ao de vacinados , nem podia ser de outra forma. A única forma de encararmos estas atuais vacinas é como um passo no caminho , que nunca mais deve ser repetido. Vamos com calma e sem histerismos.

    • Eu says:

      1º Fontes? Um post do facebook? Ou um site que qualquer um pode fazer?
      2º Não podes comparar números absolutos. Tem que ser em percentagem em relação ao número de vacinas administradas.
      3º Compara a percentagem de vacinados que morreram (da vacina ou do vírus) com o que desceu da percentagem de mortes em não vacinados.
      Quanto ao senhor que menciona, com isto no site: ““Who shed more, the vaccinated or unvaccinated?” or “Who is better protected, the vaccinated or the unvaccinated?” are simply completely irrelevant”… Dizer que é irrelevante querer saber quem está melhor protegido, se os vacinados ou não…

    • xyr says:

      Cometi um grande erro .O melhor é deixar o texto em Inglês…‘imperfect’ vaccine relates to a vaccine that has no viral transmission-blocking capacity….foi o que ele sempre disse ..bem diferente do que eu disse : vacinas não serviam era exatamente por não impedirem a infeção dos vacinados

  12. Joao Miguel says:

    mais vale tarde que nunca…

  13. B@rão Vermelho says:

    Que eu tenha conhecimento não há nenhum medicamento que não tenha contra indicações, pelo menos daqueles que eu já tomei e infelizmente são muitos.

    • rui says:

      Exactamente.
      Mas para os negacionistas, o medicamento perfeito não tem efeitos secundários.
      Esse medicamento existe e é fabricado na “terra do nunca foi nem nunca será”….

      Comem todos os dias coisas com mais quimicos que as vacinas. Vão comprar anti inflamatórios sem receita e tomam aquilo tipo rebuçados, mas as vacinas é que fazem mal…..

      Especialistas de Facebook e afins…

      • paocomsalada says:

        especialistas de facebook e internets onde o chip esta na vacina

      • Sardinha Enlatada says:

        Rui so um reparo. Nao sao AS VACINAS, e a vacina Covid. Consegues descobrir a diferenca ?

        • rui says:

          Conversa da treta!

          Continuam com a conversa que foram feitas a pressa? Vocês nasceram ontem?
          Tecnologias e conhecimentos com dezenas de anos e vocês continuam com essa conversa.
          Efeitos secundarios das vacinas Covid? Diz qual delas tem maior percentagem que outros medicamentos.
          E já perguntei:
          São TODAS as vacinas Covid? Mesmo tendo elas tecnologias diferentes (mRna ou vector).
          TU CONSEGUES PERCEBER A DIFERENÇA?

          Não percebem nada disso, mas gostam de mandar bitaiques….

          Por mim, acho que a austria é que faz bem, assim como TODOS os paises que estão a por restrições ao não vacinados. Quem não quer viver em sociedade vai para o meio do mato.

          • meister says:

            vacinas mRNA:

            O uso de vacinas de RNA remonta ao início da década de 1990

            Em 2005 publicaram um artigo que resolveu uma das principais barreiras técnicas usando nucleosídeos modificados para obter mRNA dentro de células humanas sem detonar o sistema de defesa do corpo.

            Até 2020, as empresas de biotecnologia mRNA apresentaram resultados ruins testando medicamentos mRNA para doenças cardiovasculares, metabólicas e renais; metas selecionadas para o câncer; e doenças raras como a síndrome de Crigler-Najjar, com a maioria descobrindo que os efeitos colaterais da inserção do mRNA eram muito graves.
            As vacinas mRNA para uso humano foram desenvolvidas e testadas para as doenças raiva, Zika, citomegalovírus e influenza, embora nenhuma delas tenha sido adotada anteriormente para uso generalizado.

            Antes de dezembro de 2020, nenhum medicamento ou vacina mRNA havia sido licenciado para uso em humanos, mas tanto a Moderna quanto a Pfizer/BioNTech estavam perto de garantir autorização de uso emergencial para suas vacinas COVID-19 baseadas em mRNA, que haviam sido financiadas pela Operação Warp Speed (diretamente no caso da Moderna e indiretamente para a Pfizer/BioNTech).

            Antes de 2020, nenhuma plataforma tecnológica de mRNA (droga ou vacina) havia sido autorizada para uso em humanos, de modo que havia risco de efeitos desconhecidos, tanto de curto como de longo prazo (como respostas autoimunes ou doenças).

            A tecnologia mRNA é promissora?
            sem duvida que sim.

            vacinas vetor viral:

            O estudo da tecnologia teve inicio em 1988.
            É a primeira vez que a tecnologia de vetor viral é usada em larga escala.
            Porque será?
            Não será devido a problemas tecnicos parecidos com os da tecnologia mRNA?
            Esta tecnologia foi “posta de parte” no fim dos anos 90 por problemas relacionados com os efeitos secundarios que se conhece.
            Mas já há uma vacina com esse mesmo princípio contra o vírus ebola. Seu uso foi aprovado em julho do ano passado pela EMA.

            Resumindo, tecnologias com dezenas de anos, problemas com dezenas de anos resolvidos em um ano. nada melhor que o desespero para que o parasitismo possa proliferar.

            O que seria melhor que uma pandemia para testar novas tecnologias de forma rapida e massiva e esperar para ver o que acontece?

            Não estou vacinado nem vou estar com estas vacinas, no entanto quando estiver disponivel a vacina da Novavax (que funciona de acordo com o princípio das vacinas contra a hepatite B ou tétano) pondero seriamente fazê-lo.
            Só ainda não tomei a decisão definitiva pelo simples facto de estar na espectativa de aparecer uma vacina com tecnologia semelhante a da Novavax, que seja esterilizante.

            O que é viver em sociedade?

            Viver em sociedade e não poder questionar as coisas?
            É não poder ter espirito critico?
            É ter que levar com politicos corruptos sem questionar nada e no fim dizer amém.
            É ter que levar com a maior campanha de assassinato de personalidade de que há memória?
            É não ter acesso a dados para revisão (nem pela classe médica) como a DGS tem estado a fazer?

            Isso não é viver em sociedade e viver em uma Seita apocalíptica onde o lider fala e os seguidores obedecem e isso recuso-me a faze-lo.

            cumprimentos.

  14. AlexX says:

    Portanto, até podiam estar todos vacinados que, mesmo assim, uma percentagem dos vacinados continuaria a transmitir o vírus aos outros vacinados 😀
    Folgo em saber que a vacina serviu para algo e nem foi necessário transformá-los em borboletas.

  15. Sardinha Enlatada says:

    Mais um lote de vacinas que vai ajudar a engordar a conta bancaria de alguem.

  16. Memória says:

    Dois videos importantes de John Campbell, bastante relevante para Portugal que por
    razões (supostamente) genéticas tem quase 2/3 da sua população com deficiência mais ou menos
    grave de vitamina D3, e sobretudo no Imverno

    John Campbell: High Vit D, low deaths
    Systematic Review and Meta-Analysis

    Parte 1
    https://www.youtube.com/watch?v=fbGug3rczx4

    Parte 2
    https://www.youtube.com/watch?v=V5g9AVqRsjo

    COVID-19 Mortality Risk Correlates Inversely with Vitamin D3 Status, and a Mortality Rate Close to Zero
    Could Theoretically Be Achieved at 50 ng/mL 25(OH)D3:

    Results of a Systematic Review and Meta-Analysis

  17. Sardinha Enlatada says:

    Quem esta doente com covid, tirando os mais frageis, tome um ben-u-ron que isso passa. Nao era assim que curavam no inicio o covid ? Agora ja nao cura e ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.