Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Um assintomático pode infetar dezenas de pessoas num autocarro?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Spoky says:

    É preciso um estudo para saber isso? lol..

    Um virus que foi criado pelo ser humano. Para quem diz que é teorias da conspiração, eis um abre olhos para muitos.

    https: //observador.pt/2015/07/27/oxitec-quer-libertar-500-moscas-geneticamente-modificadas-semana-espanha/

    Esta e muitas, nem imaginam. Se uma mosca pode ser modificada geneticamente, porque razão um vírus não pode?

    Mas claro é tudo teorias da conspiração, e resto é tudo invenção. É de rir. Gosto dessas pessoas que acreditam que é tudo teoria da conspiração.

    Albert Einstein também era considerado um “louco” no inicio, e depois foi considerado um génio.

    Perfeitamente normal, Gabe Newell tambem era um nerd sem vida, um gordo , anti social e hoje é um homem com carteira recheada.

    As voltas que a vida da… Não digo que não existam teorias da conspiração.

    Alias isso nem esra em causa, esta em causa aqueles que dizem que é tudo teorias da conspiracao, nem reconsideram tal teoria, que por vezes ate faz sentido e ATÉ pode ser a verdade oculta.

    Mas claro, cada um com a sua opiniao. A minha não mudo. Venha quem vier.

    • Pedro Pinto says:

      uiii…até doi ler isto 🙂

      • Spoky says:

        Pedro as verdades doem, mas nem todos têm a capacidade de entender a realidade.

        Mais vale ficar no conforto e pensar que vivemos num país onde não há corrupção, interesses, crimes, violência, vandalismo, terrorismo.

        És formador num polo, devias ser o primeiro em admitir que com a tecnologia tudo é possível principalmente alterações genéticas.

        • Nuno V says:

          “Mais vale ficar no conforto e pensar que vivemos num país onde não há corrupção, interesses, crimes, violência, vandalismo, terrorismo.”
          Tens algum fetiche por non sequitur, ou estes argumentos fazem lógica na tua cabeça?

          “com a tecnologia tudo é possível”
          Excepto que não. Primeiro, a nossa tecnologia está limitada pelas leis naturais, e mesmo assim, dentro destas não conseguimos fazer tudo.

          • pois says:

            Entretanto, nos Estados Unidos foi feita uma “pequena clarificação”.

            “For 6% of the deaths, COVID-19 was the only cause mentioned. For deaths with conditions or causes in addition to COVID-19, on average, there were 2.6 additional conditions or causes per death.”

            cdc.gov/nchs/nvss/vsrr/covid_weekly/index.htm

            Completamente non sequitur, mas relevante na mesma.

          • Nuno V says:

            Olha, olha, se não é o trumpista. Seja bem vindo meu caro desonesto. Já sentia saudades suas e das suas distorções.

            “For 6% of the deaths, COVID-19 was the only cause mentioned. For deaths with conditions or causes in addition to COVID-19, on average, there were 2.6 additional conditions or causes per death.”
            Nada de novo. Já sabíamos que esta doença afeta principalmente idosos e pessoas que possuam outras patologias crónicas respiratórias. Isso não significa que essas pessoas iriam morrer quando morreram se não tivessem apanhado o SARS-Cov-2. Mas tenho que te dar o crédito merecido quando caracterizaras a tua afirmação corretamente ao dizer: “Completamente non sequitur”. Eu não teria dito melhor.

            Mas tua fonte, a CDC Americana, mostra que desde 22 de março o número de mortos ultrapassa o limiar de mortes em excesso. Qual é a tua explicação? Não te preocupes, eu já estou preparado para a estupidez que vem aí. Já coloquei as luvas de forno para quando a tua desculpa ad hoc vier não magoar a minha testa com o facepalm eminente.
            https://www.cdc.gov/nchs/nvss/vsrr/covid19/excess_deaths.htm

          • pois says:

            Dado que não sabes ler, vou traduzir:

            “For 6% of the deaths, COVID-19 was the only cause mentioned. For deaths with conditions or causes in addition to COVID-19, on average, there were 2.6 additional conditions or causes per death.”

            Significa:

            Para 6% da mortes [das classificados “com COVID-19] só uma cause [de óbito] foi registada. Para mortes com condições ou causes além do COVID-19, em média, EXISTIAM 2.6 CONDIÇÕES OU CAUSAS ADICIONAIS.

          • pois says:

            Quanto ao resto dos comentário ad hominem, que mostram a tua falta argumentos e nível, não vou responder, mas respondo a esta parte.

            > Mas tua fonte, a CDC Americana, mostra que desde 22 de março o número de mortos ultrapassa o limiar de mortes em excesso. Qual é a tua explicação?

            https://ordemdosmedicos.pt/covid-19-reguengos-de-monsaraz-lar-de-idosos-da-fmivps/

            https://www.ageuk.org.uk/latest-press/articles/2020/04/age-uk-response-to-dnr-forms/

            E, sem dar razão ao homem nesta situação, simplesmente:

            https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/divulgado-video-em-que-antonio-costa-chama-medicos-de-cobardes

            E antes que digas que estou a usar exemplos de outros países, (2 de Portugal, 1 do Reino Unido), há que considerar que os processos e reações humanas são iguais em todo o mundo.

          • Nuno V says:

            @pois
            Obrigado pela tradução, mas não era necessário, porque o que tu colocaste reflete precisamente o que disse. Se calhar precisas é de aulas de português. Mais uma vez, é perfeitamente normal o número de pessoas que morreram com este vírus sem possuírem uma outra patologia prévia, porque tal como disse, “esta doença afeta principalmente idosos e pessoas que possuam outras patologias crónicas respiratórias”. Eu vou-te fornecer um cenário como se estivesse a explicar a uma criança, no fim esta certamente conseguiria perceber, vamos ver se tu consegues.

            -Diz bom dia ao João (pessoa hipotética).
            -O João sofre de fibrose cística respiratória.
            -O João é infetado pelo vírus da gripe.
            -O João, após a infeção, desenvolve complicações sérias.
            -O João morre.
            -Pergunta, o João morreu da sua fibrose cística respiratória, ou da gripe?
            -Ajuda, o João viveu a sua vida toda com a esta patologia, se não tivesse apanhado o vírus da gripe ainda estaria no meio de nós.

            Se respondeste que este morreu da sua patologia prévia e não por causa do vírus, lamento, mas, és um energúmeno. E esta é a explicação porque razão a grande maioria das outras pessoas possuem outras patologias. O mesmo se passa com o vírus da gripe, e com muitas outras doenças que afetam mais gravemente pessoas com outras patologias.

            Meu caro ignorante, eu nunca fiz uso de um argumentum ad hominem. Ad hominem não é sinónimo de um insulto. Mas já esperava tal de um conspiratório como tu. Mais uma vez, eu vou-te explicar como se fosse para uma criança usando exemplos muito simples.

            -pois, estás errado porque és um idiota.
            -pois, estás errado porque (explicação do porquê este estar errado), és um idiota.

            O primeiro é um argumentum ad hominem, em que eu ataco o autor em vez de atacar o conteúdo do argumento. O segundo é simplesmente um insulto. Se não consegues distinguir a diferença, lamento, mas, mais uma vez, és um energúmeno.

            Não meu energúmeno, as reações dos seres humanos a este vírus podem ser “iguais”, mas a resposta de cada governo, bem como outros fatores, faz com que a evolução do vírus difira de país para país. És um desonesto, e este não é o único motivo. Isto porque os links que colocaste não explicam de forma alguma o aumento da mortalidade. Mais uma vez, és um desonesto, ao colocar links à toa como tentativa de ofuscação para dar a ideia que a pergunta foi respondida quando, na realidade, não foi.

          • pois says:

            Factos:

            A mortalidade média é acima da esperança média de vida;
            94% da mortalidade “COVID” nos EUA é justificada por doenças subjacentes;

            Casos documentados que justificam o excesso de mortalidade:
            * o incentivo via despiste telefónico durante a quarentena a não acorrer aos hospitais;
            * a recusa por parte de bombeiros pacientes para hospital;
            * lares de terceira idade que abandonam os utentes (link da OM);
            * médicos que recusaram tratamento a qualquer suspeito de COVID, ou abandonam em alas hospitalares em que nem as enfermeiras prestam os cuidados devidos, apesar de picarem ponto (link e citação o PM);
            * diretivas para não reanimação de doentes que possam ficar sem qualidade de vida à conta do COVID (além de ser prática corrente em Portugal, a distribuição de formulários de não ressuscitação foi documentada no link da AgeUK)
            * redução do tratamento de pacientes com outros casos e cirurgias adiadas;
            * suícidios causados por perda de emprego;
            * redução de imunidades por via de carências alimentares ou stress;

            Portanto, se lês bem é só demasiado estúpido para compreender o que lês. Acaba o secundário e pode ser que melhore.

            Caso já tenhas terminado, lamento mas é impossível fazer certos calhaus raciocinar. Pelo lado positivos, isso não é critério de seleção para trabalhar em obras públicas.

          • pois says:

            Amendas
            […]
            * a recusa por parte de bombeiros de levar pacientes suspeitos para hospital;
            […]
            Portanto, se lês bem, és só demasiado estúpido para compreender o que lês. Acaba o secundário e pode ser que melhore.

          • Nuno V says:

            @pois
            “A mortalidade média é acima da esperança média de vida;”
            Mentira, a idade média das pessoas que morreram nos EUA encontram-se nos 78 anos. A esperança média de vida nos EUA encontra-se nos 78,7. Portanto, não é mais alta.
            https://www.cdc.gov/mmwr/volumes/69/wr/mm6928e1.htm
            https://www.cdc.gov/nchs/data/hestat/life-expectancy/life-expectancy-2018.htm

            “94% da mortalidade “COVID” nos EUA é justificada por doenças subjacentes;”
            Outra mentira. 94% das pessoas que morreram de covid-19 possuíam outras patologias. Não como tentas insinuar que foram essas patologias adicionais que causaram essas mortes e não o covid-19. Essas patologias, contribuíram sim para a morte dessas, pois essas patologias fragilizam a resposta do corpo humano a esta doença. Mas foi a doença a causa. Mas claro que como idiota trumpista que tu és, quem estuda nesta área está errado, e pessoas que não sabem a ponta de um chavo sobre matéria, como tu e o teu ídolo, são especialistas.

            Meu caro mentiroso. Primeiro, os casos que colocaste são casos pontuais, são a exceção, não a regra. Segundo, são referentes a Portugal e a Inglaterra. Estamos a falar dos EUA meu deficiente mental. Ou será que o teu amendoim de cérebro não consegue distinguir a diferença entre EUA e Portugal ou Inglaterra? Deixa lá,… Já me tinha esquecido com quem estava a falar, com o idiota residente aqui do pplware. Como os americanos dizem: “you don’t know jack shit”

            Não te preocupes com a minha carreira profissional que eu suspeito que seja melhor que a tua família inteira. Ao contrário de ti eu valorizo a educação académica.

          • pois says:

            Reiterando porque é a parte que importa:

            Entretanto, nos Estados Unidos foi feita uma “pequena clarificação”.

            “For 6% of the deaths, COVID-19 was the only cause mentioned. For deaths with conditions or causes in addition to COVID-19, on average, there were 2.6 additional conditions or causes per death.”

            cdc.gov/nchs/nvss/vsrr/covid_weekly/index.htm

            🙂

          • pois says:

            Estimado cr3tino de serviço,

            > Mentira, a idade média das pessoas que morreram nos EUA encontram-se nos 78 anos. A esperança média de vida nos EUA encontra-se nos 78,7.

            Do artigo “Median decedent age was 78 years (interquartile range (IQR) = 67–87 years)”
            Sem comentário. lol

          • pois says:

            Além de todos os argumentos que dei para o aumento da mortalidade que se aplicam a Portugal, tens:

            – Nos Estados Unidos há registo de pessoas que morreram de acidente de tráfego com COVID e foram acrescentadas às estatísticas COVID.

            cbs12.com/news/local/man-who-died-in-motorcycle-crash-counted-as-covid-19-death-in-florida-report

            – Nos EUA, o pagamento por paciente por COVID é superior a internados por outras causas, logo existe um incentivo financeiro para catalogar qualquer doente com doenças do trato respiratório como COVID.

            denverpost.com/2020/05/20/coronavirus-covid-medicare-payments-hospitals/

            – Nos EUA, a disparidade social é grande, e a população está fortemente armada. Violência familiar e de criminalidade grosseira tem consequências letais, algo que aumenta em situações de crise, como foi o caso.

            nytimes.com/2020/08/11/us/homicides-crime-kansas-city-coronavirus.html

            – Nos EUA, houve registo de trauma barométrico numa boa porção dos pacientes, que muitos argumentos terem sido colocados em ventiladores sem necessidade. Tendo em conta os incentivos, esse tratamento pode ter reduzido a tempo de vida de internados com COVID.

            en.wikipedia.org/wiki/Ventilator-associated_lung_injury

          • pois says:

            Tendo em conta o quão pedantico és, e a tua falta de capacidade de generalização, eu concretizo em relação aos EUA.

            – Nos EUA, o pagamento por paciente por C0VID é superior a internados por outras causas, logo existe um incentivo financeiro para catalogar qualquer doente com doenças do trato respiratório como c0vid.

            denverpost com/2020/05/20/coronavirus-c0vid-medicare-payments-hospitals/

            – Nos EUA, a disparidade social é grande, e a população está fortemente armada. Violência familiar e de criminalidade grosseira tem consequências letais, algo que aumenta em situações de crise, como foi o caso.

            nytimes.com/2020/08/11/us/homicides-crime-kansas-city-coronavirus.html

            – Nos EUA, houve registo de barotrauma numa boa porção dos pacientes, que muitos argumentos terem sido colocados em ventiladores sem necessidade. Tendo em conta os incentivos, esse tratamento pode ter reduzido a tempo de vida de internados com C0VID.

            en.wikipedia.org/wiki/Ventilator-associated_lung_injury

          • Nuno V says:

            Já te expliquei três vezes, lamento, mas não vou explicar uma quarta. Se o teu intelecto está ao nível de uma porta, não há mais nada a fazer por ti.

            Sabes o que é o IQR, em português AIQ (amplitude inter-quartil)? Claro que não, porque tu, percebes tanto de matemática, particularmente estatística, como eu percebo de tricô, que é absolutamente nada. E tu como és um idiota e um deficiente mental, pensas que isto de alguma forma suporta a tua afirmação. Eu vou-te explicar como se fosses um autêntico incompetente mental, que o és. O AIQ situado entre os 67 e 87 anos, significa que 50% das mortes se compreendem entre estas idades. A média fica SEMPRE, sem exceção, situada dentro deste intervalo, neste caso, 78 anos. Tu disseste, “a mortalidade média é acima da esperança média de vida”, o que é redondamente falso.

          • pois says:

            Estão a apagar-me as respostas, provavelmente para te dar um ângulo.
            Quando publicarem as outras respostas eu continuo.

          • pois says:

            > Já te expliquei três vezes, lamento, mas não vou explicar uma quarta. Se o teu intelecto está ao nível de uma porta, não há mais nada a fazer por ti.

            Alguém que confunde um relatório técnico com artigo científico,

            precisa de traduzir peer-reviewed para saber o que é,
            não percebe o conceito de algarismos significativos (78 vs 78,7)
            nem de deriva estatística (pop. amostral 83.000 vs ~160.000),
            não sabe a diferença entre média e mediana como acabas de demostrar,

            Acha que tem capacidade para ensinar o que seja a alguém?

            Acaba primeiro a sopa, tira o babete e depois falamos.

        • pois says:

          (sem links para não apagarem o que coloco)

          Além de todos os argumentos que dei para o aumento da mortalidade que se aplicam a Portugal, tens:

          – Nos Estados Unidos há registo de pessoas que morreram de acidente de tráfego com C0VID e foram acrescentadas às estatísticas c0vid.

          – Nos EUA, o pagamento por paciente por C0VID é superior a internados por outras causas, logo existe um incentivo financeiro para catalogar qualquer doente com doenças do trato respiratório como c0vid.

          – Nos EUA, a disparidade social é grande, e a população está fortemente armada. Violência familiar e de criminalidade grosseira tem consequências letais, algo que aumenta em situações de crise, como foi o caso.

          – Nos EUA, houve registo de barotrauma numa boa porção dos pacientes, que muitos argumentos terem sido colocados em ventiladores sem necessidade. Tendo em conta os incentivos, esse tratamento pode ter reduzido a tempo de vida de internados com C0VID.

          pesquisa Ventilator-associated_lung_injury

      • Samuel MG says:

        Até a mim me dói. Ei!! Spoky!! Esqueceste de tomar os comprimidos 😛

      • Joaquim Sobreiro says:

        Dói porque não faz parte da verdade única? Qualquer teoria disparatada pode ser facilmente desmascarada em debates livres nos meios de comunicação. Se as teorias da conspiração existem é porque existe desconfiança nos meios informativos.

    • Filipe B. says:

      Concordo a 100%. Só quem segue cegamente as “manadas” é que diz que tudo são teorias da conspiração. Devem pensar que querem saber de nós e se importam connosco para além do poder e do dinheiro…

    • Tony says:

      Claro exemplo de como o preservativo devia ser mais usado…

    • ZéBoss says:

      só tens que provar o que dizes, se foi criado então prova isso. se não podes provar então não afirmes nada

      • Spoky says:

        Prova me o contrário, então tambem

        • Nuno V says:

          Agora fazes uso da inversão do ónus da prova? Foste tu que fizeste a afirmação positiva, cabe unicamente a ti demonstrar que estás correcto, não aos outros demonstrar que estás errado.

          No entanto, se eu te colocar estudos científicos de análise genómica e taxonómica que indicam que este vírus é de origem natural tu vais aceitar estes, ou vais recorrer a uma “teoria” de conspiração para recusar estas conclusões?

          • Spoky says:

            Eu não afirmei nada, nem confirmei. Demonstra também que estou errado, já tu andas aqui com conversas de pato bravo.

            Provas é ZERO, tens alguma prova de que é mentira também? Quais? Estudos? Noticias cientisficas?

            Sabes tão bem quanto eu, que Estudos são meros estudos. Não comprovam nada, é uma incerteza. Quando houver um estudo 100% digno e confiável, que não haja como duvidar, ai sim terás toda a razão.

            Até lá é só estudos, baseados em experiências das quais apenas podem retirar meras conclusões e não afirmações.

            Tal como tu disseste, são conclusões. Não confirma a 100% o que quer que seja. Logo se não confirma a 100% como podes afirmar que não é a causa?

            Não podes!! Mas esta gente é doida só pode lol. Abre os olhos.

          • Nuno V says:

            Dizes que não afirmaste nada, mas a segunda frase do teu primeiro comentário diz isto. “Um virus que foi criado pelo ser humano.” És um mentiroso.

            Eu não tenho que ter provas do que tu disseste é mentira. Tu é que precisas de provas do que tu disseste ser verdade. Mais uma vez estás a tentar inverter o ónus da prova.

            Tal como era de esperar, tu recusas qualquer fonte académica. Pena seres hipócrita e usares ferramentas trazidas pela ciência, como o computador. Vai viver para uma caverna e quando estiveres doente usa rezas e alho.

            Mas não te preocupes com os meus olhos que estão bem abertos, mas apenas para aquilo que é demonstrável, não para idiotices sem factos que a suportem.

    • Jota says:

      O Spok tinha as orelhas geneticamente modificadas! 🙂

    • Nuno V says:

      Portanto, segundo a tua lógica impecável:

      Permissa A: o ser humano consegue fazer modificações genéticas
      Permissa B: o ser humano é fustigado por uma nova estirpe de um vírus já existente.
      Conclusão: o vírus é de origem artificial criado pelo ser humano.

      Mas que non sequitur.

      E quê que Einstein, e Newell tem a ver com a conversa? É outro non sequitur, até porque nenhum deles acreditava em “teorias” de conspiração idióticas.

      É a tua opinião é irrelevante se não consegues demonstrar o que vomitas.

      • Spoky says:

        Portanto, segundo a tua lógica impecável:

        Permissa A: o ser humano consegue fazer modificações genéticas
        Permissa B: o ser humano é fustigado por uma nova estirpe de um vírus já existente.
        Conclusão: o vírus é de origem artificial criado pelo ser humano.

        Mas que non sequitur.

        E quê que Einstein, e Newell tem a ver com a conversa? É outro non sequitur, até porque nenhum deles acreditava em “teorias” de conspiração idióticas.

        É a tua opinião é irrelevante se não consegues demonstrar o que vomitas.

    • Justino, o Justo says:

      Acho que ninguém verdadeiramente entende o que tu queres dizer. Nem tu sabes muito bem o que queres dizer. Explica-te lá melhor. Clarifica. Eu não entendi nada do teu raciocínio. E guarda no bolso as figuras de estilo. É um favor que fazes a ti próprio.

    • Umbilino says:

      Suspeito que és maluco e gordo e estás a tentar safar-te com estes exemplos…

      “Lá porque sou paranóico, não quer dizer que não andem atrás de mim”

    • RM says:

      Que confusão. Larga esse osso e parte para outra. Faz algo de útil e diverte-te.

    • Eu says:

      Porque se estudasses, percebias as asneiras que estás a dizer.
      O SARS-CoV-2 ja foi geneticamente sequenciado, e não existe qualquer evidência que tenha sido gerado artificialmente.
      https://www.nature.com/articles/s41591-020-0820-9
      É possivel fazer engeharia genética. Mas isso não é magia. Se conseguires mostrar como é que modificas propositadamente o virus de forma a parecer uma mutação natural, explica-me como. Gostava de saber.
      Os exemplos que dás, não estão relacionados com o tópico e servem apenas para mostrar a tua falta de conhecimento sobre o assunto. Como não tens qualquer argumento sobre um assunto que não percebes, poes te dar bitates sobre assuntos que achas que percebes. Deprimente

      • RM says:

        Menos mal que existe uma forma de saber se um virus foi ou não criado em laboratório.

      • Joaquim Sobreiro says:

        Geneticamente sequenciado é um termo que nem é sinónimo de isolado nem diferencia estirpes do dito vírus. O estudo do vírus da SIDA também teve a mesma abordagem e… .Só escrevo isto pela tentação de apresentar a vacina, baseada em alterações genéticas.
        Pessoalmente, estou satisfeito com os meus genes. Não desejo qualquer alteração, sobre que pretexto e interesse oculto seja.

  2. Zé Duarte says:

    Realmente, era preciso um estudo para chegar a esta conclusão? Basta ser um assintomático badalhoco sem qualquer civismo que claro que vai infectar alguém.
    Já tenho saudades dos estudos “chocolate faz bem à saúde”. Esses ao menos davam para rir.

  3. SANDOKAN 1513 says:

    “De relembrar que,em Janeiro deste ano,um passageiro infetado e assintomático contagiou um terço do autocarro mal ventilado onde viajava,durante um trajeto inferior a uma hora. Uma pessoa sexagenária,sem sintomas,foi muito provavelmente o caso inicial,tendo tido contactos anteriores com pessoas de Wuhan, onde a epidemia começou.Viajou sentada do lado direito,a meio do veículo 2,entre dois passageiros.Face a tal cenário,concluiu-se que o coronavírus é transmissível pelo ar… mas faltava mais investigações/estudos.” Só de ler esta parte até me passei.É preciso realmente ter muito cuidado.Se é. 😐

  4. Ricardo Oliveira says:

    Não acredito em teorias de conspiração!
    E muito menos acredito em tudo o que seja notícia vinda da China.
    Wuhan, uma cidade com mais população que Portugal, tem ZERO casos activos e em toda a China, são 198 em 1.400.0000 de população…pois!

    Sobre as viagens de Autocarro, a nossa DGS e o Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas e da Habitação, sempre disseram que andar de autocarro, comboio/metro, apinhados de gente, não era foco de contágio…portanto estou descansado 🙂

  5. Godlike says:

    Se o vírus foi modificado em laboratório? Possivelmente, se analisarmos algumas coincidências. Posso provar? Talvez, mas não tenho paciência porque muita gente aqui são os mestres da verdade com sua opiniãozinha formada e não aceitam nada para além da sua perspectiva.

    Mas independentemente de ter sido modificado em laboratório, está a ser usado para motivos políticos e isso sim deveria preocupar as pessoas. Não fosse o uso de máscaras, estabelecimentos fechados e sinais, ninguém provavelmente iria saber que estamos numa “pandemia”.

    Manipulação dos média no seu melhor!

    Mas como eu já disse antes, Gaia tem que ser limpa… Muita gente só está aqui a atrasar a evolução natural do planeta.

    • Eu says:

      Em que medida a sua resposta é util? É importante denunciar e combater alarmismos extremos, pois os mesmos não ajudam em nada. Mas negar a pandemia tem um impacto na população mundial (independentemente do papel dos media) é irresponsável.
      Também posso alegar que o Sr. Godlike tem interesses politicos em exterminar parte da população mundial. Posso provar? Talvez, mas também não interessa porque a minha opinião chega.
      Portanto, agora vou assumir que tenho razão, tal como o Sr Godlike fez, e portanto vou pedir a toda a gente para ignorar o que diz.
      Se acha que a terra tem de ser limpa, pode começar por si. Não me parece que esteja qualificado a decidir quem vive ou morre. Se quer fazer esse tipo de decisões, vá morar para uma ilha inóspita afastada de todos os contributos da sociedade. Desligue-se da internet e das colaborações dos outros. Subreviva sozinho com o que conseguir encontrar para comer.

    • Spoky says:

      Não ligues, são pessoas que ainda estão dentro da Matrix, preferem ligar CMTV e acreditar em tudo o que eles dizem… É típico comum, tipo prato regional de uma cidade estas a ver?

      Na prática, são pessoas que não aceitam outras possibilidades e contra isso, vem o facto chamado NEGAÇÃO. É tal como os médicos quando um paciente tem uma doença misteriosa apesar com sintomas graves

      São reencaminhados para um psiquiatra para aliviar, o que eles não sabem é que existem várias doenças nas quais nem foram descobertas. E para aliviar os ditos “sintomas” levam ao psiquiatra para ver se aquilo passa.

      É a tal coisa “Negação” um médico nunca irá dizer “Não sei” irá sempre dizer “Não” mesmo sem ter provas conclusivas.

      Por tanto, este tipo de gente que vive e CONSUME muita televisão, alem de consumir ainda digere tudo o que lê e vê na televisão por parte dos média. E vêm para aqui com conversas do além, obviamente em fase de negação.

      É passar e ignorar.

      • Filipe B. says:

        A comunicação social molda o pensamentos das pessoas e como consequência não conseguem ver outro lado para além daquele. Já estamos aos meses a ouvir falar da mesma história e as pessoas começam a enraizar a verdade que eles transmitem.

        Nunca vi alarido nem contagens diárias para cancros, diabetes, hipertensos, etc. Nunca vi contagens de pessoas que faleceram de e com Covid19. Nunca vi listadas as patologias das pessoas que infelizmente faleceram.
        Até vou mais longe e digo que nunca houve qualquer sensibilização a nível alimentar/hábitos para fortalecer o sistema imunitário (nesta parte esqueçam os médicos convencionais que eles nem sabem o que isso é)

        Quantas vezes já transmitimos e contraímos gripes a colegas de trabalho? Nomeadamente quem está fechado em uma sala? Os miúdos no infantário e na escola? Onde acabamos também por piorar outras patologias que tenhamos?

        Podia continuar, mas ir contra a maré não vale a pena 🙂

        • AlexX says:

          O ser humano tinha que ser controlado, havia um novo mundo a construir e era necessário levar as pessoas a aceitar fazê-lo. Tudo molda o pensamento humano, a TV é o meio mais generalizado porque se encontra na casa de praticamente todos, por algum motivo lhe chamavam a caixa mágica. Mas a rádio faz o mesmo, jornais, livros, cinema, música, os pais, a escola, o programa é instalado sob muitas frentes. Aqueles que educaram seus filhos fazendo-os crer que o pai natal existe sabem bem a birra que os filhos fizeram anos depois na hora que lhes disseram que afinal era mentira. Agora temos uma sociedade repleta de crentes adultos fazendo as suas birras. Chamam outros de conspiracionistas e no entanto são eles quem anda de viseira com uma máscara por baixo, conduzem e vão sós ao monte ou à praia de máscara, alguns até devem dormir com ela ou mesmo dentro dum casulo. Seria giro se não fosse triste.

          • Joaquim Sobreiro says:

            Não estás só, há milhares que de diferentes formas já sabem que o que existe é uma plandemia. Já com alguma expressão em diferentes países: médicos pela verdade, que eu vejo como os médicos de verdade.

  6. Sardinha Enlatada says:

    Vamos por partes em relacao ao virus. Quem e que daqui acredita que o virus se replica atraves das superficies ? E se mantem por ai vivo durante dias ? Alguem ? Tu ai Ze es virologo ? Explica la isso por miudos lol. E so uma simples pergunta, nao e preciso viajar muito na maionese ok ?

    • Nuno V says:

      O SARS-Cov-2 não se replica através de superfícies. Como qualquer outro vírus, estes para se replicarem precisam de infetar células vivas. No entanto, os viriões podem “sobreviver” algum tempo em superfícies. No caso de cobre, umas horas, no caso do plástico, uns dias.

      https://www.nejm.org/doi/10.1056/NEJMc2004973

      Isto não quer dizer que seja através das superfícies que este maioritariamente se propaga.

  7. Sardinha Enlatada says:

    Ok imaginando que isso e verdade (sim hoje em dia mesmo instituicoes de renome podem estar corrompidas) o virus nao se propaga pelas superficies, entao dao-me razao do porque de as pessoas entrarem em panico e andarem sempre com uma garrafinha de gel para desinfectar as maos. A meu ver como ja falei antes, esse tipo de accoes e recomendacoes da OMS ou DGS whatever, serve apenas para gerar ambiente e por conseguinte vai contagiar outras pessoas a fazer o mesmo. Umas acreditam outras nao no entanto o ambiente ja esta instalado. Entemdem a minha ideia ? E por essa razao que o virus tem sobrevivido tanto tempo na mente das pessoas, atraves da campanha agressiva dos media e tambem do panico gerado pelas pessoas. Em suma este virus foi criado com mentiras e vai morrer com mentiras. Espero ansiosamente que esse dia chegue.

    • Nuno V says:

      O vírus em questão propaga-se através de superfícies. Isso não quer dizer que o rácio de infecções usando este método seja alto, que não o é.

      Faz um favor e não confundas os média com publicações científicas.

  8. Sardinha Enlatada says:

    So sei dizer (estudos a parte sejam eles cientificos ou de amadores academicos) que este virus assenta numa mentira a nivel mundial. E nao e por ter o carimbo da Harvard ou outra instituicao que o torna fidedigno.

    • Nuno V says:

      “So sei dizer … que este virus assenta numa mentira a nivel mundial.”
      E que mentira é essa?

      “E nao e por ter o carimbo da Harvard ou outra instituicao que o torna fidedigno.”
      Então o quê que o torna fidedigno?

  9. Sardinha Enlatada says:

    Mentira essa que nao devia chamar-se pandemia e ser tratado como um virus normal de gripe ou seja o que for. Agora estarmos a falar de mortes a nivel mundial que ronda menos de 1% e chamam a isso pandemia ?. Isso e de uma brincadeira de mau gosto, que esta a fazer muito mal ao mundo por alguem andar a alimentar esta mentira.

    • Nuno V says:

      “tratado como um virus normal de gripe”
      Temos vacina para o Covid-19 como temos para as estirpes mais comuns da gripe? Não. Bem como a medicação disponível para combater a gripe é substancialmente mais eficaz que a que usamos para combater o Covid-19.

      O Covid-19 é uma pandemia da mesma maneira que a SIDA ainda é considerada uma pandemia, mesmo que em 2019 tenham morrido menos 200000 pessoas com as SIDA, do que em 2020 com Covid-19, e ainda não chegamos ao final do ano.

      “De que forma mesmo e que surgiu o primeiro contagio de animal para humano”
      Da mesma forma que qualquer outro vírus se “adapta” a infetar outra espécie. Uma alta taxa de mutação em conjunto com a seleção natural. Ou também vais dizer que a biologia evolutiva não é uma coisa? E sim, é possível, não só já existiu uma outra estirpe da mesma espécie que sofreu mutações que permitiu infetar seres humanos, como existem toneladas de vírus desta família que afetam seres humanos.

  10. Sardinha Enlatada says:

    E ja que acreditas tanto neste virus, ou segundo o que demonstras. Ja fiz esta pergunta milhares de vezes e ainda ninguem me soube responder. De que forma mesmo e que surgiu o primeiro contagio de animal para humano ? Temos de recuar atras e perceber melhor a origem de contagio e saber se isso e possivel ou nao.

  11. Sardinha Enlatada says:

    Ok entao a tua explicacao e que o virus se adaptou e teve uma mutacao ? E explicar isso com detalhes nao ? O meu comentario foi ofensivo ? Penso que nao ofendi ninguem. Basta usar essas duas palavras e esta explicado. Eu nao entendo muito de virus mas tu tambem nao. Por isso faco um apelo (duvido que existam) algum virologista ou varios virologistas a visitar o pplware gostaria de algum desenvolvimento sobre esse assunto se possivel. E de preferencia que tenham estudado o virus, ja que este virus segundo o que dizem e diferente entao so quem anda a investigar o virus e que pode falar sobre os pros e contras. Papagaios ha muitos na internet isso nao interessa muito. Obrigado

    • Joaquim Sobreiro says:

      Agradecido pela tua sugestão, que julgo sensata. Enquanto não aparecerem aqui no pplware virologos dar sua opinião podes fazer a tua própria pesquisa. Como debates e esclarecimentos feitos com virologos que não sigam as orientações dos interesses da OMS, entidade financiada maioritariamente por privados de grande poder, dificilmente os encontras nos meios de desinformação massiva terás de procurar em meios sensurados, também apelidados pelo poder, de desinformação. Assim, livremente utiliza tu o teu sentido crítico e de bom senso, que é coisa que vai escasseando. Tal como no filme Matriz, escolhe o teu caminho. Informação é poder.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.