Quantcast
PplWare Mobile

Cientista descobre por acidente uma bactéria que se alimenta de metal

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Tadeu says:

    Na verdade não se “alimenta” de metal mas do ião de manganês(II), formando óxido de manganês(IV). Para que fique claro o ião manganês não é um metal, embora se possa depositar em superfícies metálicas

    • Carlos Marques says:

      E que tal se lesses com atenção em vez de andares a fazer copy paste de páginas da Wikipedia em brasileiro, e sem perceberes o que lá está escrito?

      O Manganés é um metal de transição (tal como o Ferro), e o ião é simplesmente esse mesmo metal quando os seus átomos ou moléculas ganham carga elétrica positiva (catião) ou negativa (anião).

      • Tadeu says:

        “metal de transição” é a classificação dum elemento na tabela periódica, e é uma classificação que deriva das propriedades na sua forma elementar (ou seja não iónica) em condições específicas,

        “metal” é a classificação baseada nas propriedades, estrutura e composição dum material. Podes ter metais sob determinadas condições cujo elemento não é classificado como “metal de transição”, assim como podes ter materiais compostos por elementos classificados como metais de transição, que não são metais. Ou seja, o que estas bactérias consomem (ião de manganês(II)) não é um metal!

        • Filipe says:

          Tu deves ter saído dos malucos do riso. Está perfeitamente correto chamar de metal a um metal, independentemente do seu estado de oxidação

          • Tadeu says:

            quer então dizer que tu achas que uma solução de manganês é um metal? Manganês metálico não é manganês oxidado!
            E posso continuar com outros exemplos doutros elementos:
            Cobre(Cu) é um metal, Cu2+(ex: sulfato de cobre) não é um metal.
            Sódio sólido é um metal, mas ninguém vai dizer que o nosso sangue nas nossas veias é metal!
            E só para terminar, por esta ordem de ideias então até nós humanos nos alimentamos de metais, já que temos muitas reacções redox envolvendo iões de elementos dos metais de transição.

          • Filipe says:

            Tu é que nao reconheces que propositadamente respondi à tua ironia com uma dose de realidade. Parece que portugues é outra area de que nao percebes patavina.

        • Filipe says:

          Nao tens cultura científica nenhuma pois nao? Vê lá se adquires alguma e aprendes que linguagem comum não é a mesma coisa que linguagem científica. Pela tua ordem de ideias tambem nao existe tal coisa como manganes, o nome correto e próprio é Mn

          • Tadeu says:

            Meu caro, não recorri a linguagem comum!
            Metal é uma classificação segundo as propriedades dum material.
            O nome correcto de manganês é manganês, Mn é o símbolo químico usado como notação.

          • João Correia says:

            O que o Tadeu defende está corretíssimo. A partir do momento em que passamos a falar de óxidos de manganês, a substância possui ligação iónica. Um metal por excelência apresenta ligação metálica. Portanto não é compatível designar uma substância de metal, apresentando lig. Iónica. Às vezes em vez de fechar a mente, devemos abri-la porque esta justificação é simplória ao ponto de terminar a questão

          • João Correia says:

            E mais! Os metais sendo substâncias elementares impossibilitam que substâncias compostas, como óxidos sejam metais

        • Filipe says:

          Acabaste de provar que que química nao percebes patavina. Alguém que nao sabe o que se designa por linguagem comum por oposição a linguagem científica certamente nao se devia aventurar em tentar discernir o que é ou não metal. Vai estudar uns livros, mas se queres mesmo saber, um elemento é classificado de metal em linguagem corrente ou não com base nas suas características em condições STP, embora esta definição tenha as suas interpretações.

          Tu próprio podes pegar numa tabela periódica que tenha estados de oxidação e identifique os elementos metalicos e não metalicos e verás que o manganês estará lá colorido colo metálico ass como estaram lá os seus diferentes estados de oxidação, incluindo o ião manganês que referes. Parece que o teu problema é não só com esta notícia mas tambem com a Porto Editora, IUPAC e afins

          • Tadeu says:

            claro que não percebo de química, nunca tive química na vida, nem faz parte do meu trabalho…
            se queres classificar um sal como um metal estás à vontade…

        • Filipe says:

          Ainda bem que reconheces que nao percebes nada do assunto. Infelizmente se incompetência está este país cheio

  2. Rui says:

    se comesse plastico era melhor

  3. Oscar says:

    Chama-se ferrugem 🙂

  4. Joaquim says:

    Só agora é que descobriram esse vírus? Em Portugal há décadas que os corruptos se alimentam do vil metal, kkkkkkkk.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.