Quantcast
PplWare Mobile

6 minutos para carregar bateria de lítio que equipará smartphones e carros elétricos

                                    
                                

Imagem: Cambridge Independent

Fonte: Cambridge Independent

Autor: Vítor M.


  1. Jorge Carvalho says:

    “Engenheiros da Universidade de Cambridge conseguiram tirar um recorde”

    Ò Vitor , inventa lá uma frase melhor :))

    Abc

  2. Luís Martins says:

    Infelizmente não acredito que consigam produzir grafeno de forma economicamente viável, mas se conseguirem podem ganhar uma fortuna, pois o grande obstáculo ao uso de carros e outros dispositivos com baterias é o tempo que demora acarregar a bateria e em segundo lugar a autonomia da bateria. Se resolverem estes dois grandes problemas então teremos um grande revolução em muitas áreas , como por exemplo os transportes ou o armazenamento em baterias de alta capicadade a energia elétrica produzida de forma renovável e limpa

  3. Quim says:

    Não confio nos carregamentos rapidos.
    Muita energia a mover-se de forma muito rapida, tem tudo para dar asneira a varios niveis.
    Quanto tiveremos autonomias de 1000km, não custa nada carregar lentamente, uma noite por semana.

    • IDroid says:

      Concordo,longa autonomia com carregamentos lentos é a melhor solução.

    • O novo do restelo says:

      A ideia é muito boa mas de momento é muitíssimo mais fácil conseguir alterar as baterias e carregar rápido, do que aumentar a energia/ área ou peso. Daí que de momento (em 1 ou 2 anos) vais ver uma melhoria nos eletrodos (duram mais ciclos, carregam muito rápido) e talvez em 8 ou 10 anos uma melhoria considerável da capacidade.

    • Dani Silva says:

      “Muita energia a mover-se de forma muito rápida”

      Esse é exactamente o conceito de abastecer um automóvel com gasóleo ou gasolina, que são líquidos extremamente inflamáveis que contêm muita energia, e você não parece estar muito preocupado.

      Para termos maior autonomia, precisamos de uma bateria maior e mais pesada em cada carro. Para carregarmos mais depressa precisamos de novas químicas nas baterias, não implicando um aumento de tamanho ou peso. Logo, o ideal é inovar nas duas frentes!

  4. JMarques says:

    Batteries have to be replaced bwith new components and this is the path to that.

  5. Renato Nismo says:

    another vaporware

  6. N1ldo says:

    Já faz tempo que as baterias em geral precisam dar um salto tecnológico, tudo evolui muito rápido e as baterias parece parada no tempo. (é verdade que os carregamentos em telemóveis estão rápido, mas é só.)

  7. Wishmaster says:

    Que materiais é que usarão nesse pó…? Essa é a principal questão e expectativa. Será feito com materiais abundantes ou vamos continuar nos materiais raros..?

  8. a says:

    A ideia é boa ,a pratica não funciona tao bem.
    Repare-se quantos kw sao necessarios descarregar da rede em 6 minutos para carregar o carro a 100%
    A rede eléctrica tem capacidade de carregar o meu e mais 4 ou 5 vizinhos a partir do mesmo transformador? la vem o apagao:P

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.