Quantcast
PplWare Mobile

Tribunal do Reino Unido impede a Epic Games de contestar proibição da Apple

                                    
                                

Fonte: Reuters

Autor: Marisa Pinto


  1. Rebenta anilhas says:

    Que eu saiba, o Reino Unido não faz parte da EU, mas devo ser só eu…

  2. Samuel MG says:

    2 pesos e 2 medidas!! Tal como cá mas pelo menos foi rápido!! Se o processo acontecer em Portugal, eles que estejam preparados para esperar 15 anos pela decisão.

    • iDroid says:

      You gotta pump up those numbers. Those are rookie numbers.

    • José Fonseca Amadeu says:

      As pessoas têm uma ideia errada da justiça em Portugal, tens vários tipos de acções judiciais e onde esta de enquadra que é uma acção cível, tipicamente nunca ultrapassam 1 ano até conclusão do processo. Já acções criminais essas sim são o grande problema da nossa justiça e juntamente com a demora e o prazos muitas vezes os infractores são beneficiados com perscriçoes.

    • Jorge Carvalho says:

      Nao são , vai ler a decisão para perceberes.

      Abc

      • Samuel MG says:

        Se o processo entre a Apple e Epic tem de ser resolvido nos EUA porquê não se aplica ao processo entre Google e Epic!? Afinal é tudo empresas americanas.

        • eurodoid says:

          porque o processo não envolve apenas empresas americanas… envolve também subsidiárias. No caso da Google as subsidiárias que a EPIC acusou estão envolvidas nos contratos que fazem parte do processo de acusação.
          No caso da Apple a única subsidiária que a EPIC acusou não tem qualquer envolvimento no assunto.

    • eurodoid says:

      Não tem nada a ver com dois pesos e duas medidas.
      A acção da EPIC contra a Apple não foi validada: acusou a subsidiária da Apple no Reino Unido, tendo o tribunal considerado que a subsidiária não é parte envolvida na revogação da EPIC, e acusou a Apple dos Estados Unidos, com o tribunal a considerar que não tem jurisdição sobre essa empresa. A EPIC tem contratos assinados com a Apple nos Estados Unidos não com a Apple(UK).
      Já a acusação contra a Google, teve mérito para ser avaliada pelo tribunal porque os contratos envolvem a subsidiária da Google no Reino Unido.

      • José Fonseca Amadeu says:

        A EPIC não tem nenhum contrato assinado, fez enroll no apple developer program e sujeitou-se às regras do mesmo, agora que ganharam maior notoriedade querem saltar fora mas sem perder os direitos do apple developer program..

        • eurodoid says:

          Para entrar no apple developers program estás a assinar um contrato – assinar um contrato não significa colocares a tua assinatura num papel presencialmente, há muitas formas de fazer um contrato, sendo que um contrato estabelece um conjunto de direitos e obrigações. Para estar na loja e receber o dinheiro também estás a assinar um contrato, etc!
          Se não concordas com os contratos então não entras.

          • oiiiii says:

            Secalhar só carregaram na caixinha que dizia “aceito os termos e condições” :D, estou nna brincadeira como é obvio

          • PTO says:

            Ele percebe lá isso.

            Acho que ele devia mudar o nome para José “Postas-de-Pescada” Amadeu. Era bem mais condizente com a postura que por aqui tem.

        • PTO says:

          LOL, tu é que sabes mesmo se têm contratos assinados ou não!
          É só pessoal que tem acesso a tudo, mesmo à documentação das empresas envolvidas. Espera aí! Fazes parte da equipa jurídica da EPIC?
          É cada cromo!

  3. ThornC says:

    Esperemos pelo que a EC vai dizer…

  4. Estefâneo Empregos says:

    Querer mandar na casa dos outros é o que a EG tentou fazer.

  5. Pedro C. says:

    Enfim… Não consigo entender qual é a ideia da EPIC neste caso para achar que possa ter razão.
    A Apple e a Google são detentoras das suas lojas e como tal colocam as taxas que lhes parecem ser corretas, quem quiser colocar os seus produtos à venda nas suas lojas tem que cumprir com as regras impostas.

    Ora… se não querem cumprir com essas regras, simples, não podem colocar os seus produtos naqueles locais. Qual é a dúvida?!

    Por mais que possamos concordar ou não com as taxas, por mais que as possamos achar altas ou não, é o valor que a empresa que criou a loja acha justo. Assim sendo, tentar contornar o pagamento, isso sim, me parece ilegal.

    • Toni da Adega says:

      Penso que o problema que eles apresentam não a Apple ser detentora da App Store. É o facto de ser detentora e ter controlo absoluto dos dispositivos.

      A Apple é que decide quem pode instalar ou vender Aplicacoes para os seus dispositivos. Sem autorizacão da Apple não é possivel instalar ou vender Aplicacoes. E assim quiser pode bloquear ou remover qualquer aplicacão sem qualquer aviso ou satisfacão.

      • eurodoid says:

        Isso está tudo nos contratos, sendo que o sistema operativo no iPhone nunca esteve aberto a instalações de aplicações sem aprovação da Apple. O que dizes sobre remover sem qualquer aviso é falso, e a Epic sabia muito bem que o que fez é proibido pelas regras da Apple.

        • brunn08 says:

          Sim, mas o problema está ai, não podes instalar aplicações sem aprovação da Apple, enquanto nas outras plataformas podes.
          Era a mesma coisa da Microsoft bloquear a instalação de .exes no computador e só poderes instalar pela windows store…
          Se a Epic ganhar vai ser benéfico para todos os utilizadores da Apple, porque deixa de ser a apple a reger que software o utilizador pode instalar e a partir de onde.
          Por isso que não percebo porque alguém possa estar do lado da Apple, a Epic ganhar é benéfico para todos os utilizadores.

          • eurodoid says:

            Não é a mesma coisa porque desde o início que no iPhone é a Apple que define as permissões de instalação, enquanto que nos PCs sempre foi possível instalar outras aplicações.
            E é falso o que dizes relativamente a outras plataformas! Já houve muitos outros smartphones em que não era possível instalar aplicações fora da loja (por exemplo com Windows Phone)!
            Essa visão sobre benefícios é muito curta! As regras têm um impacto em termos de segurança e na rapidez de adopção de tecnologias. Se as pessoas quiserem outra filosofia para os seus aparelhos têm aparelhos com Android.

          • brunn08 says:

            Por a Apple fazer isso desde o inicio não quer dizer que não deva ser obrigada a mudar….
            Gosto como tu dizes “Já houve muitos outros” para justificar a Apple poder fazer isso e não criticares o seu monopólio num produto de uso diário.
            Porque sim, é excelente num jogo um programador ter que dar 30% a Apple, 10% a engine que usa e 21% ao estado, da sua revenue… E nesta plataforma (ao contrário do windows e Google) não ter a opção de vender através de si mesmo como nas outras plataformas.

            “As regras têm um impacto em termos de segurança e na rapidez de adopção de tecnologias.” Depois explica só isto melhor se faz favor, como é que eu ao ter mais opções torna a adaptação as tecnologias mais fácil?
            E explica também porque a Apple tem o direito de não me deixar usar serviços p2p (aka torrent) entre outros? O produto é meu ou é deles? : P

          • eurodoid says:

            brunn08, por acaso já pensaste como é que funciona o ramo de retalho no mundo? 30% de margem no preço de venda ao cliente não é nada fora do normal, sendo que são as lojas que definem os preços finais.

            Ser desde o início coloca uma enorme obrigação processual e que tenham ocorrido um conjunto de ilegalidades graves, para que um tribunal possa obrigar a Apple a tal coisa. Não basta ser porque tu não gostas.
            Se usaste como justificação para o teu argumento de que mais ninguém o faz então tens que ouvir que isso não é justificação pois há exemplos contemporâneos do contrário… caindo assim por terra a tua evocação do Android ou PCs.

            Será assim tão complicado de entender como é que regras mais apertadas para validação de aplicações afecta segurança? Será assim tão complicado de entender que muita da rapidez na adopção de novas versões do sistema e APIs associadas está associada à capacidade da Apple para obrigar programadores a adoptar um conjunto de boas práticas e tecnologias nas suas aplicações? Tudo se move em conjunto.

      • PTO says:

        E ainda bem que é assim, senão era uma loja de aplicações cheia de apps de lixo, mal feitas e um ninho de malware como é no Android. É por isso, e por outras razões muito positivas, que acho muito bem que a Apple controle o seu ecosistema.

        E além disso a EPIC sabia PERFEITAMENTE as regras quando decidiu aderir a App Store, ou seja, concordou com elas. O problema é que se tornaram gananciosos e quiseram aldrabar, à boa maneira tuga de chico-espertice, contornado as regras e violando assim o contrato estabelecido.

        Em minha opinião a EPIC tem zero razão neste caso, ZERO!

    • José Fonseca Amadeu says:

      A EPIC não acha que tem razão, simplesmente não quer pagar os 30% e está a tentar dar a volta ao assunto. Diz-se por aí que também pode estar a ser financiada para levar esta guerra para a frente.. mas isso é segredo..

  6. Alexandre Nuno Cravo De Carvalho Bento Feliz says:

    Concordo, mas então não percebo também porque a Microsoft tem que permitir outros browsers, que não o Edge, no Windows, por exemplo. E, no entanto, toda a gente se queixou quando deram a hipótese de escolher, o Edge aparecia em primeiro, ou era aconselhado…

    • sdfg says:

      a tua televesao deixa-te instalar o browser que quiseres? a google e microsoft fornecem o seu OS para hardware de 3s a apple nao.. e muitos dos utilizadores da apple escolhem apple porque a apple e assim, eu nao concordo com a politica da apple nesse aspecto, não tenho nenhum apple nem conto vir a ter, quer a microsoft quer a google deixam-te instalar o que quiseres (embora te deiam o aviso que pode ser potencialmente perigoso) no caso da google tambem acredito que a epic está errada, as regras da loja sao aquelas, se nao as querem cumprir façam eles a distribuiçao.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Microsoft detém posiçao dominante no segmento, por isso criaram as leis de anti-trust, nada a ver com o caso em questão uma vez que a apple apenas detém 27% do segmento mobile.

  7. sakura says:

    A apple anda a brincar com fogo…. pq o ecosystemApple esta debaixo do ecosystemEuropa. e no ecosystemChina ai nem mu__mu.
    Se 1 user quer instalar o Fortnite e infectar o SEU iphone a decisão Não é da apple. Tal com faz a Google.
    Spotify, facebook, Epic, Google(privacidade), cydia, Franca….etc…….

    pq não por a taxa a 15%? mas enquanto a vaca da leite….. e sim o leite DEVE ser para TODOS. o problema é que a apple gosta muito de iogurtes.

    https: //www.theverge.com/2021/2/10/22276511/north-dakota-senate-bill-2333-apple-google-app-store-antitrust-monopoly

    https: //www.vice.com/en/article/n7v3bx/original-jailbreak-app-store-cydia-sues-apple-for-its-monopoly

    https: //protonmail.com/blog/apple-app-store-antitrust/

    https: //9to5mac.com/2020/03/16/france-fine-apple-1-1-billion-euros-for-anticompetitive-monopoly-practices/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.