Quantcast
PplWare Mobile

Surgiram os primeiros benchmark ao processador da Apple para os novos MacBook

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Lucas says:

    Tendo em conta que não se encontram estes resultados na base de dados do Geekbench, acho que não se deve confiar nesta informação, até porque a fonte não apresenta nada que demonstre o teste. Parece mais especulação lançada para o ar, sendo que até parece excessiva.
    Para além disso dificilmente este resultado seria dum Mac, isto porque ainda não há versão oficial do Geekbench para Mac que corra nativamente no Apple Silicon.
    Em segundo lugar não é expectável que a Apple apresente os processadores nos Mac como sendo o A14 ou A14X, dado já ter dito que seria uma nova família de processadores. A somar a isso, há tecnologias que os processadores nos Mac irão usar que não devem ter suporte no A14 e A14X, por exemplo: Thunderbolt e “hypervisor/extensões de virtualização”

  2. Lucas says:

    Tendo em conta que não se encontram estes resultados na base de dados do Geekbench, acho que não se deve confiar nesta informação, até porque a fonte não apresenta nada que demonstre o teste. Parece mais especulação lançada para o ar, sendo que até parece excessiva.
    Para além disso dificilmente este resultado seria dum Mac, isto porque ainda não há versão oficial do Geekbench para Mac que corra nativamente no Apple Silicon.
    Em segundo lugar não é expectável que a Apple apresente os processadores nos Mac como sendo o A14 ou A14X, dado já ter dito que seria uma nova família de processadores. A somar a isso, há tecnologias que os processadores nos Mac irão usar que não devem ter suporte no A14 e A14X, por exemplo: Thunderbolt e “hypervisor/extensões de virtualização”

  3. cra2sh says:

    “Comparados com os 1096 e 6869 do i9” isto agora tem que ser é comparado com o Ryzen…

    • Lucas says:

      qualquer dos Ryzen?

        • Lucas says:

          Tanto quanto eu sei ainda não há processadores com zen3 para laptop.
          De qualquer das maneiras há que ter em conta algumas coisas. Este benchmark pode não ser real – o A14X não deve ultrapassar o i9 do MacBook Pro. E a Apple nos MacBook Pro deverá ter processadores diferentes – fala-se que haverá um com 12 núcleos (+4 que o suposto A14X), embora não se saiba se aparecerá agora ou mais tarde.

    • Toni da Adega says:

      No Geekbench os novos Ryzen rondam os 1600 single core, exactamente o mesmo que estes valores.

      • Lucas says:

        esses são processadores para Desktop!

        • Toni da Adega says:

          Todos sabem que são processadores para desktop, e esse facto não altera a pontuação.

          • Lucas says:

            Não altera a pontuação desses Ryzen, mas está a comparar um processador de desktop com um “consumo” de 90-100W, com um processador mobile de cerca 10-15W.
            Ou seja: Estás a comparar Segmentos Diferentes!

          • TiagoS says:

            Ainda é cedo para comparar, mas Ryzen desktop começam nos 65W, 90-100W estás a falar de muito high-end já, e ambos sabemos que eles vão ter versões para laptop de 15W-35W, mas sim só ai fará sentido comparar benchmark’s.

            Também não sabes se os A14X desse leak estão a correr a 15W, podem estar overclocked a 35W ou mais tendo em conta que pode ser o chassis de um macbook pro

          • Lucas says:

            TiagoS,
            Os Ryzen de 65W apresentam no Geekbench valores abaixo do indicado no comentário do Toni da Adega, ou seja abaixo dos valores apresentados neste rumor, daí ter frisado 90-100W.

            Os SoC da Apple da gama X são de 10-15W, não de 35W.
            Os MacBooks Pro da Apple irão usar uma família de processadores para Mac (palavras da Apple), não vão ser apresentados com A14X, daí já ter dito que não se deve confiar neste rumor ou nas pontuações.

            O certo é que o processador A14X, seguindo a linha do A12X e A10X, terá uma pontuação Single-core idêntica ao do A14, ou seja cerca de 1600, mesma frequência, sem overclock. E seguindo a linha de ganhos vistos no A12vs.A12X e A10vs.A10X, com os 2 núcleos extra, é expectável uma performance multicore na casa dos 6700 (10-15W), sem necessidade de overclock.
            Nunca se iria ver a Apple a fazer um overclock (com um tecto de 35W) obtendo um ganho marginal sobre a performance a 15W.

        • TiagoS says:

          Estes leaked benchmark tb são para desktop, vai ser os processadores dos futuros macbook, iMacs e mac Pro…

          • Lucas says:

            A14X é um processador “mobile”! A Apple vai ter uma família de SoC para Macs, a Apple terá pelo menos um SoC desenvolvido especificamente para Desktops que não é este.

  4. adbu says:

    Falta saber é se o processador não está otimizado para os testes e depois nas aplicações reais tem um desempenho bem inferior ao esperado

    • Lucas says:

      este benchmark é feito para avaliar especificamente a performance do CPU, não a performance do aparelho em aplicações do dia a dia.

      • Mnb says:

        Só dizes disparates. Usas um português tão elaborado para poderes esconder a tua falta de conhecimento sobre àquilo que estás a falar. És uma autêntica nulidade em termos técnicos
        . Em vez de vires para aqui debitar asneiras e encher chouriços, vai mas é informar-te.

        • Lucas says:

          bem… se sabes assim tanto certamente serás capaz de dizer qual foi o disparate que disse e apresentar a correcção! Se não és capaz, então…

          • Mnb says:

            Tudo aquilo que dissestw, basicamente. Além do mais, o processador mobile é o A14, a variante X é direccionada para os IPads e Macs.

          • Lucas says:

            Onde é que está a correcção?
            iPads são mobile, não são laptop ou Desktop!
            A variante X é para iPads. Macs terão a sua própria família de processadores.

  5. J.Santos says:

    A Intel dominou durante anos, agora a AMD tem os melhores processadores na relação preço/qualidade/desempenho. Acho que a Apple ainda tem muita “cebola” para comer antes de ter um processador com P.
    E é preciso saber se são só otimazados para Mac, que se assim for é normal terem resultados maiores. Resta esperar e ver…

  6. Miguel says:

    Voltamos à guerra entre processador cisc e risc, que a Apple nos habituou nos primeiros Powerpc

  7. Cicrano says:

    Quero ver estes ARM a correr software normal…

    • Miguel says:

      Não sei o que considera um software normal, mas ver um iPad Pro a renderizar um video 4k bem mais rápido que um Macbook i5, sendo que o iPad pro é uma máquina mais barata, se isso não é uma coisa normal de quem trabalha, então não sei o que é normal…

  8. Miguel says:

    Lembram-se quando surgiu os primeiros Mac com processador Intel, que toda gente dizia. À e tal e tudo muito giro, mas em software a sério os Intel arreiam ao pé dos PowerPc. Agora o discurso é o mesmo, mas entre Intel e ARM. Epá, basta olharem para a tabela de super computadores a nível mundial, qual é a arquitetura que está no top. Isto vai mudar imenso a arquitetura dos pcs no mercado doméstico e quem vai usufruir é o utilizador.

    • Toni da Adega says:

      Sim o computador mais rápido é ARM. Mas tem bastantes mais Cores e o consumo também é superior.

      • Miguel says:

        Hmmm… Tendo em conta que o melhor supercomputador com Intel (Tianhe-2A) faz 3.325 gigaflops por watt, contra o Fugaku que faz 14.670 gigaflops por watt. Não me parece a mim que seja argumento.

        • Cicrano says:

          Hmmm… Tendo em conta que o Fugaku tem quase o dobro dos cores, quase o dobro da memória e consome quase o dobro de energia e foi posto em operação em junho de 2020, comparando com o Tianhe-2A que foi posto a funcionar em 2013…

          • Miguel says:

            A intel fez imensos esforços para aumentar a eficiencia ao nivel dos ARM. A AMD está nessa corrida tambem e as desvantagens termicas do X86 começam a aparecer. Apesar do Tianhe-2A ser de 2013, os supercomputadores mais potentes utilizam arquiteturas RISC, exactamente por causa da eficiencia energética. É aproveitar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.