Quantcast
PplWare Mobile

Relatório: AirPods Pro fornecem uma melhoria significativa na latência Bluetooth

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Nuno says:

    Uma pergunta
    Os airpods pro têm o mesmo nivel de latencia com smartphones android e iPhone ou a latência é menor se forem usados com iPhone?

    • Vítor M. says:

      Uma boa pergunta, mas como os AirPods usam a tecnologia Bluetooth da Apple, muito provavelmente este nível de latência só é conseguido com os equipamentos Apple. Contudo, não tendo dados técnicos que suportem o que referi (pelo menos não os conheço) fica como opinião mesmo.

  2. Fulano says:

    “É inegável a qualidade dos AirPods Pro da Apple.”
    Essa tal “qualidade” é bastante questionável, quanto existe melhor e mais barato no mercado.

    • Vítor M. says:

      Não existe nada. Falas sem saber, tocas de ouvido. Se usasses e percebesses o que está em causa, não dizias disparates 😉 basta falar em baixa latência e ANC e diz-me o q e há no mercado com tal qualidade tecnológica. Vá, rabanadas 😉

      Bom Natal.

      • PTdoNorte says:

        Vítor quem fala sem saber és tu, mas pronto, feliz Natal

        • Vítor M. says:

          Isso não é possível, até porque testamos e temos os vários dispositivos que existem no mercado. Portanto, se falarmos com conhecimento de causa, é um bom ponto de partida 😉 coisa que não estás a considerar. Mas só porque sim 😀

          Feliz Natal 😀

      • Fulano says:

        Até podem ter baixa latência comparando com muitos que estão à venda, mas em termos de qualidade de som estão ao nível mediano/baixo.

        • Vítor M. says:

          Em relação a quais? É que leio alguns a dizer isso, mas provas? Onde mostras quais são melhores e como provas isso? Palavras soltas não vale, mostra lá provas disso.

          • PTdoNorte says:

            Provas? Vítor o que não falta são provas na internet, basta tirares o orgulho pela marca e aceitares a verdade

          • Vítor M. says:

            Não tens nem sabes. Está visto. Estás a falar de algo que não sabes e não há em lugar nenhum que diga que estes auscultadores são piores na qualidade de som dentro do segmento onde se inserem. Aceita tu que isso que dizes é irreal. Quem os tem é quem os usa sabe que, podendo não ser os melhores auscultadores, são seguramente dos melhores.

      • Rui says:

        Desde quando baixa latencia tem algo a ver com qualidade de som?

        Para tua informação a latencia é apenas o tempo de resposta. Neste caso importante para atender uma chamada pelos auscultadores, no entanto nada é dito sobre a qualidade de som, coisa bem diferente e muito importante para quem ouve música…..
        Mas os artigos pagos tem destas coisas.

        • Vítor M. says:

          Tu não me digas que eu disse que a latência tem a ver com a qualidade do som? Estás a ler demais (não é honesto truncar o que eu digo para servir o que queres perceber 😉 ). Falei na qualidade do conjunto, e a latência, quer queiras, quer não, quando estás a usar os auscultadores tem muita importância no som que ouves face, por exemplo, ao vídeo que vês (isso prejudica a qualidade de utilização). Não venhas dizer que não. Depois, não são artigos pagos, porque não temos, infelizmente, qualquer parceria com a Apple (mas eu gostava) e é aquela desculpa de quem não sabe o que dizer, que argumentos usar diz “aa são artigo pagos”coisas de míudos não?

          Vá, se queres conversar e argumentar, usa bons argumentos de malta crescida. Cumprimentos e continuação de bom natal. 😉

    • Tiago says:

      Falam.. falam, mas depois não dizem quais os micro auscultadores com cancelamento de ruído e mais baratos que fazem melhor.

      Tenho uns Airpods Pro e surpreenderam em todos os aspectos. Já tive JBL, Sony, etc.

  3. PTO says:

    Quem quer qualidade de som em headphones usa ligação por jack 3.5mm. É mais que sabido (e comprovado) que a qualidade áudio por Bluetooth é significativamente inferior à qualidade obtida por headphones da mesma gama com ligação por cabo.

    Além disso estes Airpod Pro utilizam o mesmo chip (H1) da geração anterior, ou seja, uma taxa de transmissão demasiado baixa para conseguir chegar sequer perto à qualidade áudio de CD.

    Pelo preço consegue-se bem melhor, mesmo dentro da tecnologia Bluetooth.

    • Vítor M. says:

      Isso vai acabar do corrente, é como o Vinil, é bom, mas fica para um nicho. O mundo evolui e sabes como é, aparecem novas tecnologias.

      Bom Natal.

      • Rui says:

        Ui agora e que te ferraste, primeiro porque o vinil regressou segundonporque o CD mesmo imperfeito tem uma qualidade de som bem longínqua do que actualmente se consegue por Bluetooth .

        Se puderes pega numas boas colunas e um bom amplificador, depois ouve um CD se não tiveres algo melhor e compara a qualidade de som com o que tinhas antes .

        Aconselho vinil e um bom amplificador analógico, se não conseguires poderás ver que mesmo um bom amplificador digital com um leitor de CD com um conversor AD bom faz muita diferença para muitos sistemas de sons que achas bons.

        • Vítor M. says:

          Não, o vinil não acabou, mas é usado por nichos (foi isso que eu disse). Enquanto o uso do CD e do DVD foi mundial e massivo, o vinil nunca o foi nessa quantidade. Agora, não me venhas dizer da qualidade do vinil 😉 que isso nem se questiona, e nem era isso que estava em causa.

          Ainda tenho uns quantos… que perduram no tempo ainda com o som que traz muitas recordações 😉

          • Rui says:

            Ui ui com que então o vinil nunca foi mundial e massivo?
            Com efeito no tempo do vinil poucos impediam comprar e a população mundial era bem menor, mas se pensares um bocado verás que perto do lançamento do CD existiam umas coisas chamadas discotecas que vendiam discos e por essa altura passaram a vender CD, a m comparação com a actualidade talvez se vendessem bem mais discos do que hoje se vendem CD, porque hoje dificilmente alguém compra um vinil mas também dificilmente alguém compra um CD, os downloads e serviços de streaming de música a isso levam.

            Por isso é um disparate dizer que o vinil não teve um uso mundial e massivo.
            Felizmente pelo menos não questionas a qualidade.

          • Vítor M. says:

            Disparatares que dizes. Claro que, como referi, o Vinil nunca foi de uso tão massivo como o CD e o DVD, nunca. Nem que queiras muito 😉 até as plataformas tecnológicas adotaram o CD e oDVD, e não o Vinil, como é natural, dada a sua composição, como é óbvio.

            É que aos poucos tu vais lá, mas não tem a ver só a ver as discotecas (e audiotecas) 😀 tem a ver o preço de manufatura, tem a ver a rigidez do suporte, tem a ver tudo o que envolve o fabrico até ao uso. Não sei porque continuas a bater na mesma teclas. Depois, ainda uns anos largos depois é que apareceu o streaming. E claro, o CD e o DVD foram perdendo a sua ação, assim como o Vinil já havia perdido (e com as novas plataformas de audio mais perderam). Ficou um nicho, como te disse e teimosamente estás a contrariar e a concordar 😀

            Cump.

        • Paulo L says:

          @Rui,
          Tenho aqui uns quantos (…ou mais) discos em vinyl que escuto através de um amplificador Rega Elex-R e com umas Edifier R1280T. Claro que tudo esta ligado por cabos.

          O som é brutal, especialmente quando passo o “best of Michael Jackson”

          Agora se me puderes ajudar numa coisa, como é que faço para escutar quando vou na rua ?
          É que mesmo no máximo, quando chego ao fim da rua já não consigo ouvir a musica (e os vizinhos ja entupiram a minha caixa de voicemail com reclamações)

          • Rui says:

            E alguém falou que o vinil ou os CDs eram portáteis?
            Para ouvir música com qualidade todos sabemos que só em casa.

            A discussão era que latencia (que é do que o artigo fala) nada tem a ver com qualidade, a segunda discussão é que o vinil chegou a ser de uso massivo e mundial ao contrário do que o Vitor alega, mas tu bem deves saber isso pois és o alter ego do vitor 🙂
            Restringe-te a factos e argumentos e não divagues para fugir de fininho as asneiras que dizes…

          • Paulo L says:

            @Rui, Se algo que não sou é um alter-ego do Victor … cree que não sabes nem um pouco do que dizes, não quer dizer que ás vezes não esteja de acordo com ele, chame-se coerência. Nem sempre se concorda ou discorda.

            Quanto ao tema, ainda bem que chegaste lá sozinho, a discussão é sobre latencia de Bluetooth é auriculares portáteis, não fui eu que iniciei a conversa de qualidade em comparação com vinil ou outros.
            No que toca a auriculares portáteis, menos latencia aumenta a qualidade dos auriculares, isso acho que obvio e tu acabas por chegar lá.

    • Paulo L says:

      Quem quer qualidade vai ver ao vivo.

      Como não posso escutar sempre ao vivo e não gosto de fios, por isso cada melhoria no BT é bem vinda.

      • Vítor M. says:

        Olha isso é bem verdade.

      • Rui says:

        Estranhamente afirmas não ser um alter ego do vitor mas já todos percebemos que o vitor tem vários para não se sentir tão sozinho a defender as imprecisões nos artigos e sou simpático quando digo imprecisões.
        Estranhamente fazes um comentário e depois fico sem possibilidade de responder, tal como o vitor.
        Latencia nada tem a ver com qualidade nos auscultadores Bluetooth!
        A latencia é o tempo de resposta anima ação!
        No caso de estarmos a ouvir música apenas significa que o tempo decorrido entre o fazermos play e o começar a ouvir a música.
        Na qualidade de som que será o que mais interessa para quem ouve música a latencia nada significa, e a mesma coisa que ver um filme na tv cabo versus emissão em sinal aberto, o filme começa uns segundos mais tarde mas com a mesma qualidade de som e imagem.
        Logo será idiota fazer um artigo a proclamar a qualidade de uns auscultadores e depois apenas se falar da latencia dos mesmos.
        Isso era o que se discutia, mas como o vitor não consegue combater argumentos óbvios desvia o assunto para temas tipo o vinil nunca foi uma opção massiva apesar de todos sabermos que sim, ele já. Deve ter nascido no tempo dos CDs.
        É daqueles que anunciou a morte da rádio quando surgiu a TV e agora que a TV está mais perto de morrer do que o rádio sendo substituída por TV on demand é capaz de afirmar que o rádio é o futuro sonhara dispersar a conversa.

        Nota-se bem que o Pplware sofre de falta de jornalistas tendo acólitos a escrever artigos patrocinados por marcas a troco de brindes e ofertas.
        Infelizmente embora alguns pareçam até ser capazes outros como o vitor só afastam os leitores pois tamanhas são as enormidades escritas e para piorar arrogantemente recusam admitir os erros

  4. B@rão Vermelho says:

    Tenho os Powerbeats 3 e comprei também os Huawei FreeLace, e há uma clara diferença entre eles, quando comprei os Beats e configurei com o meu Note 8 não gostei nada do som, tinhas os graves muito amplificados e facilmente faziam distorção, não gostei nada, até ter encontrado aqui no Pplware um manual de configuração do Bluetooth do tlf, e aí sim ficaram com uma qualidade fantástica, mas para a viagem que estou a fazer agora pela Birmânia comprei os Huawei FreeLace não tendo uns graves tão bons como o Beats, são mais sensíveis e consigo me aperceber dê pequenos detalhes das músicas que não consigo com os Beats.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.