Quantcast
PplWare Mobile

Destruidor de produtos da Apple condenado a pagar 17 mil euros

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. David Guerreiro says:

    Não vendem não os de exposição, só não calhar. Com a ganância da Apple acredito em tudo.

  2. helder silva says:

    A única pergunta que eu tenho é: A apple assumiu as suas responsabilidades no defeito? É que pelo que diz no texto o tribunal comprovou e aqui pode estar uma coisa relevante para mim (consumidor): QUAL É A QUALIDADE DE ASSISTÊNCIA PÓS-VENDA DA APPLE?

    • Bartolomeu says:

      Que texto é que estás a falar?

    • Luis says:

      Zero…a Apple não presta assistência, em garantia troca o equipamento, fora da garantia o equipamento é considerado LIXO!

      • Cristiano says:

        Curioso terem-me trocado o meu macbook 3 anos depois de o ter comprado, segundo eles por “defeito de fabrica”…
        Falam falam falam mas não dizem nadinha de jeito vocês…

        • Renato says:

          Faz agora um mês que o meu macbook foi para reparação por defeito deles. Macbook de 2011. acrescentaram dois anos de garantia a problemas relacionados com as peças trocadas.

        • Rui says:

          Concordo. A Apple abre SEMPRE programas de qualidade quando denota um defeito de fabrico num artigo, mesmo que o mesmo esteja fora do período de garantia.

      • Flavio says:

        Fora da garantia é considerado lixo porque? Podes dizer que são caros, se partires o visor e lá fores trocar é caro, tens muitas lojas pra fazer isso, mas não é lixo, a mim fora da garanti trocaram me um que tinha o visor partido e não apanhava rede, e pediram me 100 libras, pra mim foi bom preço porque o comprei super barato e depois dei mais 100 libras e fiquei com um como novo, depois vendi e ainda ganhei guito.

  3. L_730 says:

    Curioso é a Apple pedir 60 mil euros e o tribunal considerar o preço de custo de 17 mil euros. Os 60 mil euros será o material mais uma indeminização? Quanto ao ato a violência nunca resolveu nada.

    • Bartolomeu says:

      A justificação dada é que a polícia não teve tempo para poder avaliar todos os estragos, pois a Apple já tinha trocado o material exposto.

    • Quack says:

      60.000€ é o valor daquele material caso fosse vendido. Os 17.000€ é o valor de custo de produção desse material. Isto segundo está escrito no texto.

      Com isto podemos concluir que, naquele material, por cada 17.000€ que a Apple gasta, faz 60.000€.

      • Bartolomeu says:

        Mas não é isso que é dito na notícia francesa. O que diz é que não poderia ser o preço de venda como novo, e que a polícia não tinha tido tempo para documentar todos os estragos.

      • Cristiano says:

        Podes concluir que, DEPOIS DE INVESTIGADO (onde gasta dinheiro), DESENVOLVIDO(onde gasta dinheiro), TESTADO(onde gasta dinheiro), E VERIFICADA A QUALIDADE(onde gasta dinheiro), a apple gasta a produzir X e depois vende por Y onde está o valor que gasta na produção e no desenvolvimento…
        É com cada gestor empresarial que comenta por aqui…

        • Bartolomeu says:

          Cêntimos? A Apple gasta por ano 10 mil milhões de dólares em investigação e desenvolvimento. Mesmo que só 30% desse valor fosse a parte relevante para o iPhone, ainda seriam cerca de 15 dólares por aparelho.
          Depois há que somar tantos outros custos que não são contabilizados naqueles valores: amortização de investimentos, rendimento de produção (perdas), energia, logística com os fornecedores, licenciamento de patentes, etc, etc.
          Os €17000 não têm nada a ver com isso, nem a compensação a calcular por um tribunal pode ignorar a perda de rendimento associado, de modo que o valor teria que ser no mínimo como equipamento usado.

        • Bartolomeu says:

          Nem todos os custos de investigação e desenvolvimento podem ser englobados directamente nos custos de “produção”, nem quem faz estes estudos tem em conta essa parte do custo de produção. Uma grande parte dos custos de investigação e desenvolvimento são contabilizados nos custos de operação, mas como é óbvio a empresa deseja que as receitas dos produtos também paguem por isso.

        • Quack says:

          E lá apagaram o meu comentário. Peopleware no seu melhor…

  4. José Silva says:

    A sorte da Apple é não ter sido cá ….
    porque devido um ato de vandalismo/indignação praticado a 29 de Setembro, ter sido proferida uma sentença a 26 de outubro do mesmo ano…. vemos mesmo que não foi cá na nossa santa terrinha …

    • FilipeOS says:

      Estava a pensar no mesmo!

    • Flavio says:

      Nada disso, aqui a justiça é lenta para o zé povinho, faz la algo parecido numa das empresas da Sonae ou outra grande qualquer e vais ver se em pouco tempo nao és julgado.

      • nelsontb says:

        Sei de um caso onde quase 10 anos depois o (agora) responsável de segurança de uma multinacional foi chamado a tribunal por causa de um homem que tentou roubar uns cds e o juiz com uma grande lata ainda pergunta se a empresa ainda pretende seguir com a queixa, eles querem é poder não fazer nada o dia todo, pelo que marcam este género de idas a tribunal na esperança de o queixoso desistir, assim podem fechar vários casos por dia no seu “bom trabalho” ao mesmo tempo que não fazem nenhum.

  5. L. Kanbaru says:

    Wow nunca tinha visto tanta indignação por parte de um cliente Apple, acho que ele perdeu a cegueira e acordou para a vida xD

    • Pedro Osório says:

      Verdade, segundo consta, comprou um Note 7 e tem aparecido mais moreno, desde então.

      Agora para gente séria, meus caros, a violência nunca foi nem será a solução.

      Em tribunal pediu desculpas mil vezes, como conta o Le Monde. Enfim.

  6. int3 says:

    Ridículo. 60mil euros? nem sei porquê é que se preocupa com uns milhares quando têm lucros anuais de 9biliões de dólares. Dava para pagar uma pequena fatia da dívida pública.

    • FAB says:

      A Apple não tem lucro anuais de 9 biliões de dólares.

      A Apple tem lucros TRIMESTRAIS de 9 biliões de dólares.

      E lá por ter muito lucro, não significa que tenha agora de aturar com estes idiotas (senão era todos os dias), nem de pagar a CORRUPÇÃO que é o que faz a dívida pública.

    • Flavio says:

      Se nao se tivesse preocupado e ele nao tivesse que pagar uma indeminizaçao, então provavelmente mais faziam.

      • int3 says:

        Pagavam o que estragam. É um conceito diferente de indemnização

        • Bartolomeu says:

          Pagar o que estraga é uma indemnização – Ressarcimento de dano sofrido

          • int3 says:

            indemnização por danos ao património. neste caso não foi só ao património como também nao patrimoniais.

          • Bartolomeu says:

            O que foi pago à Apple parece ter sido apenas por danos materiais.

          • Flavio says:

            Potatos tomatos potatos tomatos. Não interessa o que é, apenas que tem que pagar, diz lhe que ele vai pagar 17 mil mas não é indemenizaçao, é por danos, pra ver se ele quer saber. Tem que pagar e isso é fundido mas como disse, caso não fosse iria haver alguém a fazer o mesmo, e isto não prejudica apenas os bens destruído, isto prejudica a imagem

  7. JJ says:

    Há quem ganhe dinheiro a destruir equipamentos Apple (ou não) para vídeos no YouTube… Outros destroem equipamentos e ainda tem de pagar.

  8. Rui Silva says:

    Ninguém fez nada porque pensaram “bem, cada coisa que estragas vais pagar, por isso conta como venda” e pronto, depois são os tops sellers à conta destas pessoas que so ali “comprou” uns iphones e um mac 😀

  9. Alpha says:

    60.000 era bem melhor que 17.000 para investir em marketing que iluda as pessoas sobre o “excelente serviço de assistência da Apple”, perguntem a este sobre a excelência do mesmo… não quis assumir a excelência, agora vai pagar para que outros possam assumir por ele 😀

    • Flavio says:

      Felizmente nunca tive razão de queixa, e ja a fui varias vezes.

      • Cogumelo says:

        Se já lá foste várias vezes, é porque os produtos não são bons. Eu ainda não precisei de ir, com nenhum dos meus telemóveis, ao apoio ao cliente, ou assistência técnica (Samsung, Xiaomi, OnePlus, HTC), e tive/tenho cada um deles entre 2 a 3 anos.

        • Flavio says:

          hum… talvez. Eu em alturas vendia iPhones usados, comprava pra vender, mas se tivessem garantia ia sempre la trocar, e assim valorizava o produto, nunca me negaram uma troca e sempre me trocaram em minutos. Isto em inglaterra. Mas se nunca foste ao apoio ao cliente de nenhuma dessas marcas então nao sabes se quer se teem um bom serviço pos venda ou nao.

          • Vitolas says:

            É como as chamadas experiências de quase morte,eu prefiro não passar por nenhuma do que passar e contar a malta que foi muito porreiro.Mas isto sou eu.

          • Flavio says:

            Como assim?

          • Flavio says:

            Vitolas, comprei um iPhone 5 na altura, barato porque a antena não funcionava, ainda na garantia levei-o a loja e trocaram me em minutos. Fiquei na altura com um iPhone por 200 libras. Ps: tinha um ou dois meses de mercado.

    • Daniel Pinto says:

      Quando eu vejo alguém a falar mal da assistência de qualquer marca, pergunto sempre se já houve alguma experiência (fico curioso se a minha é assim tão diferente).

      Qual foi a tua expirência com a assistência pós venda da Apple?

      • nelsontb says:

        A melhor forma de saber como se portam as marcas é trabalhar ou conhecer alguém que trabalhe num serviço pós venda e francamente nos últimos tempos já não há marcas decentes nesse aspeto, é sempre a tentar fugir à reparação e muitos artigos que o próprio modelo não funciona corretamente por feitio e não por avaria a coisa torna-se desesperante para todos os envolvidos

      • Alpha says:

        “perguntem a este ” > “um cidadão francês, de 29 anos de idade, entrou na loja da Apple no Centro Comercial de Toison d’Or em Dijon, França e, revoltado com a assistência da Apple”

      • Luiz Carlos says:

        Tive um ótimo suporte na HP, uma impressora e um péssimo na LG, um celular.
        Observei que a qualidade depende de quem presta o serviço de suporte, quando são oficinas autorizadas, pode preparar que vai ter dor de cabeça, mas quando o suporte é realizado pela própria fabricante te atendem melhor.

  10. Homo Erectíssimo says:

    Lembram-se do que eu disse na altura sobre este caso ?? Sobre este parolão ?? Pois é,foi pena foi não ter sido é preso !! Mas alguém “brinca” com estas empresas de topo mundiais ?? Era bom,era !! 🙂

  11. tiago says:

    Mais valia ter pegado nos 17 mil €, comprava outro tlm qualquer e ia curtir umas belas férias…

  12. Sérgio says:

    Um pequeno pormenor, o homem usou uma bola de petanca e não de boccia como diz a notícia.
    As bolas de petanca ou ‘petanque’ são de aço.
    Se fosse de boccia o homem não conseguiria partir os equipamentos.

  13. LG says:

    Deve ser caso único… Pelo que dizem, a Apple oferece o melhor suporte ao cliente… Se o dizem nas Keynotes e ta escrito na internet é porque deve ser verdade…

  14. fox says:

    Deixem lá. Se se casasse, talvez perdesse mais dinheiro!!!

  15. MShaitan says:

    Mais um que vem para o Android..! Loooool

  16. Alexandre says:

    A birra deste rapaz mimado saiu-lhe cara…

  17. Ivo says:

    E estava a espera do quê este “destruidor”? De sair impune?

  18. Number5 says:

    Como está o segurança do shopping, bem de saúde?

  19. Phoenix says:

    De 60 mil para 15 mil são 45 mil d elucro para apple, bons ladrões eles!

  20. Luiz Carlos says:

    Não concordo com a atitude do rapaz, mas Apple teve sua parcela de culpa, como relata o texto o rapaz se sentiu humilhado depois que a Apple ‘ter recusado a reembolsar o preço de um iPhone, mesmo tendo este mostrado que o tinha comprado com defeito’.
    Só isso já seria motivo para danos morais e materiais contra a Apple, que deveria ser abatido no valor do prejuízo causado pelo homem.
    Vejo duas atitudes erradas e uma não justifica a outra.

  21. Iz Edaman says:

    Mas porque razão a secção de comentários só serve para o pessoal se agredir? Não há forma de se comentar sem tentar subjugar a opinião dos outros?

    Cumprimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.