Quantcast
PplWare Mobile

Apple Watch ajudou mulher de 71 anos a descobrir que tinha cancro nos pulmões

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Pedro says:

    Há que tirar o chapéu a esta tecnologia. Não é a primeira vez que se fala de pessoas cuja vida é poupada graças a estes relógios.

    No entanto, a minha questão vai para o ecossistema ao lado: para o povo menos wealthy, pelo menos cá em terras lusas, existe alternativa no Android? E mesmo com o Apple Watch, isto funcionaria tão bom como se nos Estados Unidos se tratasse?

  2. AlexS says:

    A minha pergunta é também : isso funciona cá?

  3. Mais do mesmo says:

    Uau!!!! Se não fosse apple a vida na terra já teria acabado.

  4. Miguel says:

    O Apple Watch também te ajuda a ficar mais rico, ao permitir ver as horas, não chegar atrasado ao trabalho diariamente e não ser despedido. É a mesma lógica desta notícia…

    • Vítor M. says:

      Nada a ver Miguel. Mas é uma questão de se conhecer o equipamento. Um dia que conheças, vais gostar. É um excelente peça de tecnologia, e continua a ser o que mais vende, ano após ano tem garantido o mercado dos smartwatches com uma enorme distância para o seu mais direto concorrente. É porque é bom e os utilizadores reconhecem isso.

      • Mr. Y says:

        Acho que o Miguel não está a questionar isso, apenas o título da notícia 😉

        • Vítor M. says:

          O título está de acordo com o que a utilizadora disse. E mulher disse que foi graças ao facto do relógio ter chamado os socorristas e ela ter ido para o hospital que descobriu que tinha cancro. Quem disse foi ela 😉

          Mas se o miguel não concorda, pronto, está no direito dele, mas quem descobriu a doença for a tal senhora. 😀

  5. Profeta says:

    A unica coisa que fez foi contactar os servicos de emergencia. Provavelmente se alguem fosse a passar e visse a mulher no chao tambem iria contactar os mesmos. Mas sim se estiver isolada e em terra de ninguem e que apanhe rede e uma mais valia para salvar vidas.

    • Vítor M. says:

      Foi salvar-lhe a vida, pois se tivesse caído, com gravidade, ninguém lhe ia acudir.

      Por isto este smartwatch tem tanta relevância. E são muitos os casos.

      • Joao Magalhaes says:

        loooooooooooooooooooool, ninguém lhe ia acudir…… só tem relevância para a meia dúzia de casos que funcionou, quantos milhares de casos em que não funciona não gera noticia? Quem salva vidas são os médicos.

        • Vítor M. says:

          Percebo essa falta de informação de tua parte, não és utilizador. Mas o que se passou, contado pela pessoa, aconteceu de facto. São milhares de casos onde este smartwatch ajudou as pessoas e salvou vidas. Um simples alertar é, em muitos destes casos, o salvar uma vida. Os médicos salvam vidas, mas só se essas vidas lhes forem ter às mãos 😉 se ficarem caídas, perdidas ou se essas vidas se esvaírem em sangue antes do socorro… os médicos não salvam coisa nenhuma.

          Podes não gostar, o que tens de ter paciência com esse facto, mas o Apple Watch tem tecnologia que ajuda as pessoas em vários níveis, assim como outros smartwatches.

          Um lol para ti e uma cumprimento de bom sábado 😀

  6. Mapril says:

    É enternecedora a alegria da senhora, que graças ao relógio ficou a saber que tem menos de um ano de vida!

  7. Ivo M. says:

    Em Portugal já está disponível, a funcionalidade de ligação automática para o serviço de emergência médica (112) bem como o envio da localização, para identifiquem o local da queda? (Como acontece nos EUA).

  8. LarilasOS says:

    Esse relógio também permite fornecer a informação/relatório da tua atividade e estado de saúde monitorizado ao logo dos dias ao teu médico…mas….se for à médica da caixa isso não funciona, certo? Ora bolas…assim não presta!

  9. PJA says:

    Título da notícia não tem nada a ver com o que aconteceu. Ainda bem para a senhora que foi descoberto.

    • Vítor M. says:

      Não tem? Mas foi a mulher que o afirmou e não tem? 😀 lê o texto todo e vais ver 😉

      • Nuno says:

        Não, não tem e é por demais evidente. Se foi a mulher que o afirmou, se é essa a “justificação”, então o título era igual aqueles das (por exemplo), notícias de pessoas que vêm ovnis: “Mulher diz ter sido sequestrada por um ovni”. Não é “Mulher sequestrada por ovnis”

        • Vítor M. says:

          Mas a mulher não foi sequestrada por um ovni jovem, foi o Apple Watch que detetou uma queda e chamou o socorro. Na sequência disso, a mulher foi para o hospital e lá, segundo ela, foi-lhe detetado um cancro. Ela disse que graças ao alerta do Apple Watch além de socorrida, ficou a saber que tinha este problema no pulmão. Percebeste? Não tinha nada a ver com ovnis.

          Ela na entrevista que deu disse que foi graças ao Apple Watch que foi socorrida e ficou a saber o que tinha no pulmão e agora está em tratamentos. Que de outra forma poderia nunca vir a saber e morrer sem tratar o problema.

          • Nuno says:

            O ovni era um exemplo… mas pegando neste caso concreto, por essa perspectiva do que a mulher disse:

            Se o foco da notícia é o que a mulher disse o título só poderia ser “Mulher diz que Apple Watch a ajudou a descobrir cancro no pulmão”. E este título é o único correcto para essa perspectiva.

            Se o foco da notícia é o Apple Watch, como é claro que devia ser, o título não pode ser esse!

            Como título está é enganador e só

          • Vítor M. says:

            Não, se foi o que ela disse, não, e não teve nada a ver com qualquer outra coisa. Ela disse sim que foi graças ao relógio e à sua ação que descobriu o que tinha. Fora isso, não se vai inventar se foram essas as suas palavras e do seu filho. O título era enganador se não tivesse nada a ver, mas teve, teve tudo a ver.

  10. LR says:

    Li uma noticia muito semelhante há algum tempo atrás, mas dessa vez o herói da história foi uma cabine telefónica da PT, de onde ligaram para o 112. Não sei como terminou, espero que bem.

  11. Rui Carmo says:

    Simplesmente fantástico . Depois há os outros que duram 1 semana como gostam de apregoar… mas só medem os bpm…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.