Quantcast
PplWare Mobile

Apple regista patente para ecrã de iPhone com taxas de atualização variáveis até 240 Hz

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. PT says:

    Ai que agora os android fans nem dormem, aposto que vao dizer que apesar do iphone ter o melhor ecra, processador, camera e suporte, vao dizer que o ios é limitado porque nao da para mudar o launcher!! Deixem me rir eheheh

    • Filipe says:

      Mas o iphone não tem o melhor ecrã, o melhor processador, a melhor câmara nem tão pouco melhor suporte. Um iphone é apenas equivalente a um android do topo da lista da gama média, mas overpriced. Isso não é novidade para ninguém. Só para vocês, pelos vistos.

      • Miguel says:

        Não? Processador sem dúvida o melhor, destruiu (sim, destruiu) o S21 ultra com Snapdragon em todos os testes feitos no YouTube, ecrã pode não ser o melhor mais está no topo dos topos, câmara sem dúvida entre o top 3… Já para não falar no iOS, em todo o ecossistema Apple e a assistência da empresa. Não sou fan boy mas não sou estupido, já tive alguns problemas com iPhone, fui à loja e trocaram no momento. Isso não acontece em mais nenhuma marca

        • PT says:

          Foste a que loja? É que basta contactar pelo site que eles trazem e levam, nao precisas de loja.

        • adbu says:

          Testes feitos no youtube …. está tudo dito

        • Galo says:

          Eu também não sou fanboy nem hatter, mas na questão das camaras o melhor iphone está neste momento em 5º lugar no DxoMark, que ainda não conta com a avaliação dos recentes S21 e M11 por exemplo, que seguramente ficarão à frente do iPhone. Resumindo, a camara do iphone é muito boa, mas longe de ser a melhor.

          Quanto ao processador, a diferença de desempenho para o melhor do mundo android já foi maior. E isto “no papel”. Porque na prática se pesquisares no youtube verás alguns videos que mostram que após alguns minutos a correr um jogo, o processador da Apple sofre mais thermal throttling, perdendo bastatnte desempenho, e ficando abaixo do score obtido pelo snapdragon por exemplo 😉

          Relativamente ao resto, é tudo muito mais subjectivo…felizmente não tive problemas em nenhum dos meus ultimos smartphones android :), e como tal nao posso falar em “assistencia”.

          • Miguel says:

            Em câmaras o que posso falar e o que vejo em diversos reviewers (todos ou quase todos dizem que o S21 e melhor e acredito) porque eu de câmaras não percebo nada apesar de ter um 12 pro max, em relação ao processador todos dizem que o A14 e bastante melhor, mesmo em termos de temperatura (o iPhone atinge muito menos temperatura). Sim, no papel ate acho o Snapdragon bastante melhor. Assistência que ja tive com a Samsung foi terrível, outras marcas não posso falar.

          • Galo says:

            Na verdade fala-se muito em qualidade de camaras, mas o “fotografo” também importa muito para termos uma boa ou uma má foto.
            Mas a Dxomark é uma referência a nível de avaliação da qualidade das camaras (video, foto..). Podes ver aqui:

            https://www.dxomark.com/rankings/

            Acredito que o S21 e o Mi 11 (que vai ter 3 versões) fiquem na frente olhando para o histórico.

            Sim, os processadores da Apple no smartphones têm conseguido pontuações nos benchamarks superiores aos conseguidos pelos equivalentes. No papel é que o Axx são melhores. Na prática, um utilizador normal não notará diferença, pois atualmente até um processador de gama média chega e sobre para a maioria das acções realizadas neste tipo de equipamentos.

            Contudo, o incremento de desempenho de processamento do A13 para A14 não foi grande (e suspeita-se que para o A15 também não seja). Isto fez com que a diferença entre scores do A14 para snap 888 tenha diminuido.

            Em termos de temperatura é que estás enganado. Isso não depende só do processador, mas também do sistema de dissipação de calor. Se procurares no youtube verás que o iPhone sofre mais de quebra de desempenho do que os concorrentes diretos. (se não estou em erro vi comparativos com Xiaomi e com Samsung).

          • Motor says:

            @GALO, Quando se analisa um processador e se fala em thermal throttling, há que ter o cuidado em não confundir desempenho do processador com desempenho do aparelho, isto porque se pode ter um processador que produz menos calor e mesmo assim verificar mais thermal throttling com aquele aparelho. Depende também das propriedades térmicas dos materiais usados nos aparelhos e dos dissipadores de calor.

          • Galo says:

            @Motor, foi exatamente isso que eu tinha dito no meu último comentário:

            “Em termos de temperatura é que estás enganado. Isso não depende só do processador, mas também do sistema de dissipação de calor.”

            E é por estas questoes que eu sou muito cético em comparações de desempenho de processadores usando benchmarks. É que não é possivel comparar um A14 com um snapdragon 888 exatamente nas mesmas condições….e depois os resultados dos benchmarks não se traduzem diretamente no mundo real.

          • Nuno T. says:

            @GALO, o meu comentário foi escrito antes do teu comentário aparecer.
            Não conseguir ser comparado exactamente nas mesmas condições não significa que não pode ser comparado, mantendo a noção do possível impacto das variáveis que não se controla. Doutra forma nunca haveria mudança e não iríamos equacionar se algo é melhor ou pior do que a solução usada dado não se poder comparar muitas das alternativas exactamente nas mesmas condições. Criam-se muitos dos benchmarks para resolver estas questões! Se a pessoa não souber usar os benchmarks, não entender a natureza dos processadores e benchmarks, e interpretar os diferentes resultados, então sim pode dar azo a ideias erradas. Se procura apenas por um único número para provar inequivocamente que algo é melhor então se calhar é melhor fazer uma revisão!

            Relativamente ao que disseste no comentário anterior sobre incremento de desempenho, não me parece que seja bem assim a situação. O incremento de desempenho em CPU face ao A13 anda na casa dos 20% consistente em diferentes benchmarks, já o Snapdragon 888 o desempenho do novo núcleo X1 será responsável por incremento também na casa do 20% em single thread, enquanto que em multithread o incremento ficou aquém do anunciado pela Qualcomm, dando a entender um afastamento face à Apple, ao olhar para muitos dos testes que têm aparecido em diferentes sítios. Ou seja na melhor das hipóteses o incremento em performance de ambos os fabricantes é semelhante. Já em termos de consumo dos núcleos de CPU o A14 Apple parece ser melhor, a olhar para a última análise da Anandtech.
            GPU é outra história, deverá haver uma aproximação, mas existe muito throttling também.

            Não há qualquer informação sobre o A15, para se andar a fazer especulações. O histórico demonstra que não há informações fiáveis sobre novos SoC nos iPhones com tanto tempo de antecedência.

          • Galo says:

            Nuno T.,

            só vi agora este teu comentário.
            Já tivemos oportunidade de falar aqui bastante sobre benchmarks, e por isso já sabes a minha opinião sobre eles, que em parte vai de encontro ao que disseste. Os resultados dos benchmarks nunca permitirão comparacções justas entre processadores Apple e processadores concorrentes, e nenhum resultado de benchmark se traduz diretamente no mundo real. Até porque como tive oportunidade de dizer, o thermal throttling conta muito…e infelizmente o score do Iphone (A14) baixa para valores abaixo dos concorrentes após minutos a correr um jogo…

            Contudo, como dizes, se usarmos vários benchmarks, e com normalização devida, podem-se retirar informações interessantes.
            Foi esse o raciocionio que segui. Comparar a diferença entre AXx e Snap em varios testes entre gerações diferentes..

            No que toca ao incremento do A13 para o A14, usando “numeros” da Apple, estima-se que o incremento global tenha sido 16%.

            Tal como referes, 21% é o resultado apenas do geekbench (que sei que gostas muito) e para single core! Multi-core o incremento segundo o mesmo teste foi 9%.

            Em relaçao ao A15, sim, ainda não há nada concreto, a não ser uns benchmarks corridos num protótipo, que apontam para 7%, por isso mesmo usei a palavra “suspeita-se”. Os rumores indicam que a Apple estará mais preocupada com consumo.

          • Galo says:

            Só para completar o meu comentário, explicando o raciocinio da comparação.
            Por exemplo, pegamos nos resultados de dois dos benchmarks mais usados, Antutu e Geekbench, para Iphone 12 pro (A14) e 2 topos de gama do mundo android (snapdragon 865+ e 888).
            Dividimos a pontuação obtida pelo iphone sobre a obtida por cada um dos androids.

            O que concluimos? Que Antutu dá scores sempre mais elevados para o android, e que a diferença aumentou do 865+ para 888.

            Geekbench, tanto em single-core, como multi-core dá pontuação superior ao iphone, e a diferença diminuiu de 865+ para 888.

            Ou seja, em termos de desempenho processamento o incremento no snapdragon foi maior do que o equivalente da Apple.

          • Galo says:

            *Não está facil..claro que usa-se o score de A13 tb.

      • Filipa Desbravada says:

        Wtf?? Tu vives em que mundo? :O A única verdade que disseste é que o iPhone não possui a melhor câmara, de resto não fazes puto ideia do que estas a dizer. Então quanto ao suporte nem se fala…demasiadas barbaridades num só comentário.
        Antes de dizeres que so fanboy, tenho um iPhone assim como Huawei e tive um S20, sei bem do que falo.

        • Galo says:

          @Filipa Desbravada, além da camara o iPhone também já não tem o melhor display. E no que toca ao processador, já expliquei noutro comentário que sofre de maior perda de desempenho após alguns minutos a correr um jogo do que os concorrentes. Além de que na minha opinião é impossivel comparar justamente processador da Apple com concorrentes, se nunca serão testados nas mesmas condições (apesar de haver benchmarks ditos multi plataforma).
          Em relação ao suporte é que não falo, pois já ha bastantes anos que não precisei de recorrer, felizmente.

          • Miguel says:

            Galo, em relação a jogos não sei porque apenas uso para trabalho. Mas neste 12 pro Max comparativamente ao meu antigo 11 pro Max, noto que aquece muito menos e que é mais rápido na maior parte das coisas.

          • Galo says:

            @Miguel, claro. Não estou a dizer o contrário. Seria mau um equipamento recente de uma marca como a Apple ser “pior” que o anterior modelo.

            O que falei foi sempre em comparação com os concorrentes diretos.
            O salto de desempenho do A13 para A14 foi pequeno (e fala-se em 7% de incremento no A15 comparativamente ao A14). Por exemplo, no Geekbench o A14 continua com pontuação superior ao snapdragon 888. No entanto a diferença é menor do que era antes, com as gerações anteriores desses processadores.

            Eu também não uso o telemovel para jogos. Mas achei bastante surpreendente que após alguns minutos a correr um jogo, o iphone passasse a ficar atrás dos concorrentes, no que toca a pontuação no mesmo Geekbench.

          • Filipa Desbravada says:

            O display é discutível, falo por experiência própria, tenho um Huawei P30 Pro e ja tive um Samsung S20 e gosto muito mais do display do Huawei, no entanto a critica geral prefere o da Samsung. Comparativamente ao iPhone 11 Pro, gosto mais do iPhone, e pelo que vejo nos 12 o ecrã melhorou bastante.
            Quanto ao processador, não da para comparar com justiça porque os SO são diferentes e ambos possuem diferentes maturidades de optimização, no entanto, nos benchmarks que se vai vendo o ultimo da Apple bate o ultimo SD.
            Quanto ao suporte, nem se fala, é do melhor que ja vi, nem tem comparação possível, ate dou um exemplo, tive um problema no S20 (motivo da venda) e contactei o suporte da Samsung, obtive respostas do tipo “pode pesquisar no google sobre o problema?”, na Apple tive um problema com a sincronização do meu AW com o Mac e foram duas horas a resolver o problema sempre com uma preocupação brutal, ao ponto de ja me querem mandar uma transportadora recolher o meu Mac para o substituirem devido a esse problema (não foi necessário a substituição). Esta disponibilidade fez toda a diferença. No Huawei nunca tive problemas, pelo que não sei como é o suporte.
            Em relação ao comentario do outro moço, a malta devia deixar um bocado de lado o “clubismo” sobre tecnologia antes de vir dizer barbaridades.

        • Miguel says:

          Comentários construtivos e com opiniões e um comentário de um grunho ou grunha. Falo da minha experiência que com a assistência da Apple tem sido 5 estrelas. Acredito que em Portugal não, mas onde existe Apple Store acredita que não há igual.

    • Hélio Musco says:

      Não te engasgues a trincar a maçã.

  2. Nuno T. says:

    “Isto é, adicionar características como o ProMotion pode ser prejudicial à duração da bateria ou ao desempenho de todo o sistema”
    A questão é que o ProMotion da Apple no iPad não é apenas a possibilidade de 120Hz no ecrã, é também a possibilidade de reduzir o refresh rate até 24Hz permitindo reduzir consumos de acordo com o conteúdo. De modo que a adopção de ProMotion no iPhone implicaria igualmente medidas de redução de consumo.

    • Vítor M. says:

      Exato, mas a redução conseguida não deverá satisfazer a Apple, se não teria já tentado isso (teve tempo, desde 2017).

      Por isso a ideia é ainda ter um sistema mais otimizado e funcional que o ProMotion. Mas a Apple tentou! Esta patente, que só agora foi registada, já anda a ser “pensada” desde 2016 https://bit.ly/37j30Rq portanto a Apple teve mais que tempo, apenas a tecnologia não deveria estar “no ponto”.

      • Nuno T. says:

        Não!
        O problema é que até há pouco tempo não havia tecnologia para ecrãs OLED que permitisse fazer o equivalente ao ProMotion, reduzindo a frequência de refresh e mantendo a qualidade de imagem, daí a Apple andar a desenvolver tecnologia LTPO para ecrãs OLED, que já usou no Apple Watch. O que não tinha era produção desses ecrãs para o iPhone, pelo menos com a exigência que a Apple queria e nas quantidades necessárias.
        Antes disso, para a Apple ter o ProMotion no iPad Pro, tinha desenvolvido tecnologias para o backplane do ecrã IPS.

        • Vítor M. says:

          Tecnologia havia, porque a Apple colocou no Apple Watch e colocou no iPad Pro. O que não havia é a fórmula “mágica” para integrar o iPhone.

          • Nuno T. says:

            O ecrã do iPad Pro não é OLED, tecnologias diferentes – não se faz copy-paste…
            O ecrã do Apple Watch é muito mais pequeno, e a produção é muito menor… Tamanho, escala de produção e custos são questões importantes, e o facto é que é apontado que Apple irá usar o mesmo tipo de tecnologia do Apple Watch, por isso mesma fórmula.

          • Vítor M. says:

            Por isso mesmo, ainda não havia a fórmula certa para o iPhone, mas a tecnologia já existia.

          • Nuno T. says:

            a questão não é “fórmula”, é quantidade e controlo de qualidade na produção.

        • O pirata says:

          Nada que a Samsung não tenha lançado…
          Pelo menos o Note 20 ultra tem 48 Hz, 60 Hz, 96 Hz, and 120 Hz.

          Always on display tinha no meu S7 Edge…

          Tecnologia sempre houve… É só olharem para a Samsung por exemplo

          • Nuno T. says:

            “até HÁ POUCO TEMPO não havia tecnologia para ecrãs OLED”
            A tecnologia que a Samsung usa para o conseguir é o LTPO, e isso só tem alguns meses em ecrãs de smartphones. Anos antes disso a Apple tinha desenvolvido o LTPO para o Apple Watch.
            “Always on display” não tem nada a ver com ProMotion

        • O pirata says:

          Já agora a Apple compra ecra à Samsung, como é que vai conseguir expremer mais sumo que a Samsung?
          Vão começar a fazer os proprios ecra?

          • Keyboardcat says:

            A Apple pode trabalhar com a Samsung Display para produzir ecrãs com características específicas e ter exclusividade.

            Samsung também compra os seus painéis à Samsung Display, mas são duas empresas distintas. A Apple e a Samsung podem negociar contratos distintos

          • Nuno T. says:

            Deves pensar que um ecrã é apenas um painel de OLED e que a Apple é incapaz de criar hardware para ser fabricado por outros. Pesquisa por LTPO.

          • Galo says:

            O LTPO não se restringe a OLEDS.

            O ProMotion não nada mais que um fancy name dado pela Apple ao ajuste adaptativo da taxa de atualização do ecrã.

            O ProMotion permitirá um “Always on display” ainda com menor consumo do que já existe atualmente.

          • Nuno T. says:

            Ninguém disse que o LTPO se restringe a OLEDs, mas é uma tecnologia que a Apple desenvolveu originalmente.
            ProMotion não é só um nome, está associado a hardware desenvolvido pela Apple para possibilitar esse desempenho no iPad Pro, com todas as considerações em termos de consumo e qualidade de imagem.

          • Galo says:

            Apesar de o meu comentário vir depois do teu, não estava a responder diretamente a ti…
            No conjunto de comentários falou-se sempre em OLED, e eu quis acrescentar informação.

            O que quis dizer foi que o ProMotion nada mais é que a implementação pela Apple do ajuste adaptativo da taxa de atualização do ecrã, com todas as considerações que falaste, e que as outras marcas também têm em conta…

          • Nuno T. says:

            Galo, mas as outras marcas de aparelhos móveis não tinham esse género de tecnologia. Foi preciso esperar quase 3 anos para aparecerem outras marcas com tecnologia capaz de variar o refresh rate a baixo e a cima do standard de 60Hz.

          • Galo says:

            Nuno T. mas a tecnologia é assim mesmo.

            Também já passaram mais de 3 anos desde que o primeiro smartphone com refresh rate superior a 60 Hz saiu, e o iPhone continuou lá….da mesma forma que neste momento já existem smartphones com refresh rate com os tais 240 Hz que em teoria virão no futuro nos iPhones.

          • Nuno T. says:

            Galo, por a tecnologia ser assim mesmo é que o ProMotion não é um mero nome duma implementação.

          • Nuno T. says:

            E por a tecnologia ser assim mesmo é que ainda não apareceu um iPhone com 120Hz, à espera de ter produção disponível de tecnologia para ProMotion no iPhone. Agora que a Samsung tem ecrãs OLED/LTPO no tamanho do iPhone, é de esperar a Apple passe a ter produção disponível!

          • Galo says:

            Nunto T.,

            https://www.gsmarena.com/understanding_apples_promotion_display_on_the_new_ipad_pro-news-25446.php

            “ProMotion is Apple’s name for the adaptive high refresh rate display on the two new iPad models”

            Ninguém está a dizer que implementação significa aplicar diretamente igual.

            Se não estou em erro tecnologias de “adaptive display technology” existem desde 2014, sendo que o ProMotion surge em 2017, no mesmo ano que o Qualcomm Q-Sync.

            No que toca a smartphones, que é o assunto do artigo, o primeiro com refresh rate superior a 60 Hz foi um Razer phone, e o primeiro com adaptive refresh rate for o Galaxy Note 20. Não sei qual o primeiro a permitir ir até 240 Hz, mas pelo menos o Sharp Aquos Zer 2 sim.

  3. Jertrudes says:

    isto é a mesma coisa que registar uma patenta para um carro que atinga os 400kmh

  4. Bino says:

    Sharp Aquos Zer 2

  5. Silvestre says:

    Venham evoluções, disputas, tecnologia, seja o que for. O consumidor agradece ter por onde escolher. Se tiver que ser Android, será. Se for IOS , é IOS. O resto, são miúdos inseguros a falar.

  6. Jorge Martins says:

    eu tenho um telemóvel de 200€ e do ano passado, que já vem com taxas variáveis até os 120hz e touch de 240hz, 200€!!! e na mesma marca já à bastante tem ecrãs com variável até 144hz e anunciados 240hz (não tenho certeza se já saiu) e touch 480hz.. E variável é para gerir apenas a bateria, mais nada!

    A Apple tem é dinheiro para pagar as patentes, pois

    PS: já agora, é o Poco X3 NFC 6GB/128GB

    • Galo says:

      Pois….e às vezes até a maneira como se publicita patentes é uma forma de markting.
      Vejamos por exemplo a questão da patente do fingerprint under display registado pela Apple . Foi publicitado quase como se fosse uma “inovação” da marca…quando no mercado já havia equipamentos com fingerprint under display pelo menos ha um ano.
      O que é que isto significa? Que provavelmente a Apple terá melhorado qualquer coisa, para poder ter uma patente registrada, e deste modo seguir o modelo de negócio e de marketing que tanto sucesso lhe tem dado 😀

  7. Miguel says:

    Agora é que os Hz dos ecrãs vão passar a ser importantes, pois até aqui não valiam de nada segundo os utilizados de iphones 🙂

  8. João Pratas says:

    Enquanto não resolverem o problema de flickering e green tint não fico convencido com essas patentes… este OLED do iPhone 12 é muito fraquinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.