Quantcast
PplWare Mobile

Apple anuncia oficialmente o evento de 14 de setembro para o iPhone 13 e não só

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Matheus Wéverton says:

    Minha Humilde Opinião:
    Não vejo mais Apple, como uma empresa que traz inovação já faz algum tempo, exeto em relação aos fantasticos “M1” e a linha de processadores “A”, tirando isso, ela só costuma trazer o mesmo que o mercado traz um ano depois, 120hz agora, já quando se encontra Smartphones abaixo dos 1300 com essa função, e o uso maguinetico agora tanto para bateria externa como carregamento, essa função não é novidade o Moto Snap tinha isso.
    O que quero dizer, é que para uma empresa que cobra de $1000 a $1300, não traz tanta inovação para seus clientes Apple Fãns como outras empresas, exemplo Samsung Fold e Flip, Xiaomi com 120w e proximo ano Hypercharge 200w, camera sobre a tela MIX 4.

    • Vítor M. says:

      E ter ligação satélite? E ter uma linha totalmente equipada com 5G? Tudo isto mais os 120 Hz são topo de gama. Adicionar o LiDAR e um ecrã soberbo.

      Tudo isso faz a diferença. Depois, no conjunto com o Apple Watch, torna-se num conjunto muito interessante. O iPhone 13, tal como o 12, será a evolução deste mercado. O ecrã 120 Hz e o carregamento rápido são um pequena parte da evolução. O sistema em conjunto faz deste último iPhone, o 12, num sucesso de vendas. Logo, a grande maioria acha o IPhone num excelente investimento. E se perguntares a 99% dos utilizadores Android o que é e onde nota, os 120 Hz, não sabem. A Apple não desenvolve tecnologias para 1%. Infelizmente em Portugal não temos 5G, mas onde existe, o iPhone 12 deu cartas face à concorrência. São apostas.

      • Francisco Cruz says:

        “E se perguntares a 99% dos utilizadores Android o que é e onde nota, os 120 Hz, não sabem. A Apple não desenvolve tecnologias para 1%”…
        Mas este ano, pelos vistos e seguindo o teu raciocínio, desenvolverá… ehehe

        • Vítor M. says:

          Poucos serão os que vão notar no iOS essa tá a variável de atualização. Acredita, no iOS os 120 Hz não são de todo essências, o sistema é tão fluido que a taxa de atualização de 60 Hz permite já uma qualidade de usabilidade fantástica, em comparação com os andróides. Basta ver no desempenho nos jogos e em muitos casos no próprio rolar do browser.

      • Filipe C says:

        Vitor, é certo que vai ter ligação satélite? Ou estás so a supor?
        Os 120Hz notam-se facilmente em qualquer telemóvel que os tem, tal como irás notar no iPhone.
        Só não há grande hype neste preciso momento porque até telemoveis de gama média têm 90hz ou 120hz, e não falo so de OnePlus e outras marcas chinesas. Tens a Samsung na sua gama média, a gama A como o A52 que por 300 euros tens ecra oled com 120Hz.Ou seja, ja é banal hoje em dia, exceto na marca mais premium.
        Sobre o 5G, quando lanças um modelo ou 2 por ano, e topo de gama, é esperado que traga o que é mais recente, mesmo assim, veio um ano atrasada nisso, onde felizmente outras marcas inovadoras meteram no mercado, telemóveis com 5G para que as operadoras e afins pudessem testar em cenários reais o 5G com utilizadores reais. Se fosse a depender da Apple teria sido tudo mais tarde. Linhagem completa em 5G nao percebi, dado que no Site da Apple atualmente tens vários modelos a venda sem 5G. Falas da serie 12 com 5G? Que marca com telemóveis premium nao tem a sua linhagem toda em 5G? Até as gama media ja começam a ser todas 5G. Conhecer o mercado é importante.

        A inovação da Apple tem sido nos ultimos anos, no Apple Watch, nisso sim. Nos telemóveis so tem andado atrás do que as outras fazem e do mainstream. Claro que quando o faz, faz bem, e espera que a tecnologia esteja ”madura” para tal. Por exemplo a Apple certamente quando aparecer com um dobrável, será algo que vai funcionar e robusto, e não como os Samsung que têm sido protótipos nessa àrea e onde ainda estão a evoluir. Mas pegar no que já existe e está maduro, e apresentar ao mundo, não é inovar, é saber jogar bem no mercado.

        • Vítor M. says:

          Ora vamos lá responder ao Filipe que tem adroid mas adora as notícias Apple.

          Vitor, é certo que vai ter ligação satélite? Ou estás so a supor?

          Estou a usar a informação partilhada pela Bloomberg. Normalmente tem acertado no que à Apple diz respeito. Mas, como tudo, só quando a Apple ripar no sino é que é oficial. Agora, é certo que a Apple já está há algum tempo a investir no setor das comunicações por satélite. Escrevemos sobre isso na altura. Portanto, onde há fumo… pode ser fogo. Vamos ver.

          Os 120Hz notam-se facilmente em qualquer telemóvel que os tem, tal como irás notar no iPhone.

          Não se nota nada, até porque as máquinas que têm essa taxa de atualização são média alta gama e na fluidez não notas nada. Mas seguramente que os Android necessitam mais que o iOS, isso é certo. E mais te digo, tenho o iPad Pro de 2018 e o iPad Pro M1 e garanto-te que não notas. Se vai fazer diferença? Possivelmente, mas repara que grande parte dos utilizadores que têm smartphones com essa taxa de atualização nem sabem que ela não está sempre nos 120 Hz 😉 por isso, não sabem sequer o que estão a usar.

          Só não há grande hype neste preciso momento porque até telemoveis de gama média têm 90hz ou 120hz, e não falo so de OnePlus e outras marcas chinesas.

          É apenas uma “feature” que ajuda a vender um produto já por si sem brilho. E é necessário alguns trunfos. Mas espremendo bem, não é isso que vai ditar que um smartphone tem mais ou menos qualidade nos conteúdos que mostra e na forma como interages com a máquina. Olha, algo mais importante é a otimização da rom, que estão cada vez mais carregadas de tralha. Mas sim, para muitos não importa terem um smartphone que não vale muito no geral, mas para os amigos, ele tem 120 Hz. Não sabem o que é e onde se vê, mas tem, já dá uns cromos na caderneta.

          Tens a Samsung na sua gama média, a gama A como o A52 que por 300 euros tens ecra oled com 120Hz.Ou seja, ja é banal hoje em dia, exceto na marca mais premium.

          A banalidade é porque não foi nada que trouxe ao utilizador vantagem. Aliás, no iPhone, já disse e repito, não virá mostrar uma vantagem “por aí além”. Mais ainda que a Apple poderá colocar uma taxa variável entre os 60 Hz e os 240 Hz. Memso assim, o ecrã e a fluidez do iOS num iPhone 12 é soberba. O ecrã do iPhone 12 Pro e do iPhone 12 Pro Max não precisa disso para já ser de altíssima qualidade. Há outras coisas que aparecerão que isso sim farão mais diferença.

          Sobre o 5G, quando lanças um modelo ou 2 por ano, e topo de gama, é esperado que traga o que é mais recente, mesmo assim, veio um ano atrasada nisso, onde felizmente outras marcas inovadoras meteram no mercado, telemóveis com 5G para que as operadoras e afins pudessem testar em cenários reais o 5G com utilizadores reais. Se fosse a depender da Apple teria sido tudo mais tarde. Linhagem completa em 5G nao percebi, dado que no Site da Apple atualmente tens vários modelos a venda sem 5G. Falas da serie 12 com 5G? Que marca com telemóveis premium nao tem a sua linhagem toda em 5G? Até as gama media ja começam a ser todas 5G. Conhecer o mercado é importante.

          Os Samsung lançados ano passado não têm todos 5G. Os da Apple têm todos, do mini ao Max. Logo por aí, o teu argumento fica num canto. E a estratégia funcionou. Repara que a Apple é a marca mais representativa no mercado 5G. E foi esse argumento que catapultou o iPhone 12 para os recordes de vendas trimestre após trimestre. E com isso, repara que a penetração da Apple cresceu em vários mercados, ao contrário de outras marcas.

          https://finance.yahoo.com/news/apple-iphone-sales-grow-faster-144129276.html

          A inovação da Apple tem sido nos ultimos anos, no Apple Watch, nisso sim. Nos telemóveis so tem andado atrás do que as outras fazem e do mainstream. Claro que quando o faz, faz bem, e espera que a tecnologia esteja ”madura” para tal. Por exemplo a Apple certamente quando aparecer com um dobrável, será algo que vai funcionar e robusto, e não como os Samsung que têm sido protótipos nessa àrea e onde ainda estão a evoluir. Mas pegar no que já existe e está maduro, e apresentar ao mundo, não é inovar, é saber jogar bem no mercado.

          A Apple é ainda quem talha o mercado. Repara que bastou a Apple retirar os auscultadores com fios e lançar sem fios para o mercado dos auscultadores sem fios crescer como nunca.

          Repara que as marcas esperam que a Apple lance tendências para todas tirarem proveito. Como já referi várias vezes, a Apple todos os anos dá um empurrão ao mercado.

          Indo um pouco atrás, foi a Apple que introduziu o Multitouch no iPhone e que contagiou o mercado. Foi a Apple que trouxe uma porta de comunicação rápida que permitia sinais de áudio e vídeo, dados e de energia através de um único conector de 30 pinos.

          Depois inovou com a porta Lightning, depois inovou com o Touch ID, depois inovou com a arquitetura 64 bits, depois inovou com a encriptação total do iPhone através do Apple ID, depois inovou com a introdução do Face ID, e do Apple Pay.

          Tem os melhores SoCs do mercado desde há vários anos, conseguiu ter um ecossistema sem depender da Google, como praticamente todos dependem, e ainda tem mercado onde a Google paga para estar.

          Em 2014 introduziu o Car Play, e foi inovador. Levou a Google a correr atrás do prejuízo e lançar um ano depois o Android Auto. E o magSafe, quem o introduziu neste indústria? Aaa foi a Apple.

          Conseguiu trazer via Apple Watch um serviço de saúde ao iPhone que catapultou este gadget para o fastígio das vendas e mudou a indústria relojoeira.

          Trouxe o LiDAR para os dispositivos Apple (iPad e iPhone)… e deu um grande impulso ao 5G em grande parte do mundo…

          https://www.zdnet.com/article/samsungs-5g-smartphone-sales-are-growing-fast-but-apple-still-dominates/

          Ninguém mais tem este currículo, ninguém consegue vender 200 milhões de unidades de uma gama. Ninguém. E tu dizes que não traz inovação? 😀

          Nem vamos falar no iPad que esse, depois de 11 anos, continua sem concorrência. E a cada novo iPad, a Apple aparece com inovação e performance. Só te digo, o iPad Pro 12.9″ M1 é… um colosso.

          Claro que quem não está atento diz “aaa só isso, mas não tem um ecrã com taxa de atualização de 120 Hz” 😀 que conversa fiada 😀

          Depois há uns meninos engraçados que dizem “aa não tem multitasking”. Não? Mas eu consigo estar a renderizar um vídeo no iMovie, a receber emails, ouvir música, ter as páginas em segundo plano atualizadas e conseguir passar o som do iPhone para o HomePod sem haver qualquer paragem das atividades. Posso ter vídeo PiP enquanto estou a escrever um email e continuar a receber notificações, por exemplo. No iPad consigo ter 3 janelas em simultâneo a funcionar, tudo ao mesmo tempo. Portanto, o que não falta à Apple é inovação.

          Aaa e os widgets? Sim, a Apple de facto não os tinha “oficialmente” mas os widgets nasceram no Cidia ainda o Android não sabia o que isso era. Portanto, já havia quem tivesse no iPhone OS, via jailbreack, os widgets no iPhone antes mesmo do Android ter.

          Em termos de comércio online nem vale a pena falar. A loja da Apple vale quase duas vezes a da Google. Com tudo isto tens a lata de dizer que a Apple não inova? 😀

          Deixa só um dia destes retirar o jack 3,5 mm e vais ver se os outros não vão todos atrás, ou retirar o carregador da caixa a ver se os outros não vão todos atrás… oh Wait… isso já aconteceu Damn!!!

          Claro que não pode inovar em tudo. Por exemplo, nos carregamentos sem fios, deixou o mercado amadurecer, mas por isso é a empresa mais valiosa do mundo 😉

          Era TOP se viesse com chamadas via satélite, nem que fosse para SOS. 😉

          Bem, até amanhã…

          • LR says:

            Vitor, vais-me desculpar, mas a forma como defendes a Apple e os seus produtos é, no mínimo, deslumbrante. A sério, nunca vi ninguém levar tão a peito as criticas a uma determinada marca.
            Impressionante, a sério.

      • Matheus Wéverton says:

        Primeiro Chamada por Satelite, só para emergencias, não para ligar toda hora ou fazer video conferencia, já o 5G ela está atrasada 1 ano, e é mais que obrigação vim em toda linha, pelo preço cobrado.

    • ToFerreira says:

      A Apple não vende inovação. Prefere vender produtos fiáveis, com tecnologias maduras e testadas (pelos outros).

      • Francisco Cruz says:

        Penso que é por aí… e também deixar algo que poderia lançar já, para o próximo iphone…
        e assim vai mantendo a “chama ano após ano, de ter um iphone sempre acesa”

      • Vítor M. says:

        Vê o meu comentário a cima e contraria-o. A Apple é quem tem mais inovação no mercado da tecnologia. Tem das mais importantes patentes tecnológicas. Assim como tecnologia que usa no dia a dia.

        Relembro-te que a Apple apareceu nos anos 70 e muito do que o Android tem, a Apple já usava décadas antes nos seus dispositivos 😉

        • LR says:

          “Relembro-te que a Apple apareceu nos anos 70 e muito do que o Android tem, a Apple já usava décadas antes nos seus dispositivos” Claro que sim, no meu velhinho Mac SE já tinha tudo o que têm os terminais com Android hoje em dia.

        • Francisco Cruz says:

          Aconselho-te a visitar o museu do spectrum em cantanhede e ficarás a saber mais sobre a palavra inovação… 😉

  2. ToFerreira says:

    Depois do artigo do oppo X, iPhone e congéneres parecem do século passado…

    • iDroid says:

      Concordo com o que dizes; contudo, um mecanismo móvel como o que o oppo tem é muito mais propenso a avarias que algo que não se move.

    • Vítor M. says:

      Vamos ver se a própria marca os vão comercializar. É frágil demais para smartphone puro e duro. Os ecrãs levam muita porrada. Mas, a tecnologia evoluiu, e quem sabe daqui a uns anos seja viável. Pode ser pode ser…

      • ToFerreira says:

        So daqui a uns anos? Depois de ver a apresentação pé sei que já estivesse muito próximo da comercialização.

        • Vítor M. says:

          É muito frágil. Tudo o que seja com este grau de problemas subjacentes, a Apple não quer apostar. Já viste bem o que será milhões destes dispositivos com probabilidade daquele sistema de desenrolar dar problemas passado um ano de o teres? Basta ver a bronca que deu os dobráveis Samsung quando apareceram e os Huawei, etc… ainda tem de melhorar bastante o conceito.

          Apesar disso, não ter o vinco no ecrã parece-me o conceito mais interessante.

  3. Miguel says:

    Esqueceram de mencionar o iPad e talvez o iPad air também.

  4. Rei dos frangos says:

    Sou utilizador de iphones desde o 5C. Tudo começou quando tinha um Sony Xperia J (sei que não era um topo de gama mas foi para o que deu na altura) que se portou bem durante alguns meses, mas nem ao fim de um ano começou a ficar super lento etc. Decidi então testar na altura o iphone 5C (que era o mais barato dos iphones da gama 5 na altura. Fiquei fascinado pela simplicidade do telémovel e decidi na altura passado um ano fui para o 6 Plus. O 6 Plus foi provavelmente o melhor iphone que testei (óbvio que hoje é um produto obsoleto e só não gostei de facto do tamanho. Sendo homem e usando o telemovel no bolso de facto nao me deu muito jeito, mas portou-se como um senhor sempre que precisei dele e nunca me falhou). Passado uns tempos fui para o Iphone X. E este ano sim vou mudar para a ver a evolução para o iphone 13 pro (se é que é assim que se vai chamar). Cada um gosta do que gosta e há espaço para todos. Cada utilizador tem e dá um uso diferente ao telemovel. Agora como representante português de uma marca concorrente directa da Apple no mundo posso-vos dizer que quando alguém pensa em investir dinheiro num télemovel aconselho Samsung. Os outros vêm cheios de opções boas e até algumas câmaras melhores, mas maior parte dos users usam uma ou duas vezes e basta. Boa noite a todos.

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Este “não só” no título quer dizer,possivelmente,que a Apple poderá vir a apresentar algo mais.Gostava muito que apresentassem uns novos portáteis,a falar a sério.Bem,é esperar para ver. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.