PplWare Mobile

5 Aplicações fundamentais para fazer manutenção no seu Mac


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. R. says:

    E claro falta o mais importante, Onyx.

  2. Ze_pombo says:

    Boas,
    Dado muitos terem aquele ecrã muito brilhante e cheio de cor viva, Ajax limpa vidros, para deixar o seu Mac a brilhar…
    Afinal notícia era sobre programas que fazem o que qualquer utilizador deveria saber fazer via linha de comandos, por exemplo…
    Pensava que mac era para aqueles que acham o Windows muito cheio deste tipo de coisas, mas afinal também para apagar uns ficheiros de lixo, é preciso instalar uma aplicação; acho que os utilizadores do Windows reconhecem procedimentos no mac, acho que vão “captar” mais clientes ao janelinhas.
    Já agora, o mac tem “locais secretos no sistema”?
    Será tipo quê, uma zona do disco reservada e nem o utilizador root têm acesso? Se estiver no diretório que contém tal espaço e fizer ls -la o espaço secreto não fica listado?
    Cump

    • Alberto José says:

      Quem tem um Mac e veio de anos e anos de trabalho árduo em Windows, sabe que o Mac é muito, mas muito mais simples, muito mais agradável de gerir, mais criterioso no que toca à instalação de bibliotecas das apps, facilitando a sua exclusão. Mas não deixa de ser necessário fazer este tipo e manutenção, ficando o Mac OS novamente oleado, sem formatar, coisa que no Windows é o pão nosso de cada dia.

      • Cortano says:

        “coisa que no Windows é o pão nosso de cada dia.”
        Não é nada. 🙂
        Não tenho nenhuma app de “limpeza” no meu Windows (tanto profissional como o pessoal), e estou há anos sem formatar… sim, continua a funcionar bem.

        Curiosamente, no Mac nos ultimos 5 anos tive de o “formatar” – a passagem do Yosemite para o El Capitain não correu nada bem.
        Entretanto despachei o iMac e estou bem melhor só com Windows.

        • Vítor M. says:

          No caso da passagem, deves ter cometido um erro qualquer, porque sempre passei de versão sem qualquer stress, até a dada altura atualizei o hardware do MacBook Pro 2011, colocando um disco SSD e sem sistema… sem nada o Mac ligou-se à Apple, descarregou o SO, atualizou para a versão do momento, foi à TimeCapsule restaurou o software e ficheiros e a única coisa que coloquei foi o Apple ID.

          😉 portanto…

          • Cortano says:

            Posso dizer-te o mesmo quando te queixares do Windows. Eu nunca tive problemas, se tu tiveste é porque foi problema teu.

            Problemas existem e eu até fui dos que tive o problema do Wifi que demorou meses a ser corrigido. Isto num mac de utilização unicamente profissional foi um problema demasiado grande.

          • Vítor M. says:

            Claro que sim, quando acontecer podes claro.

            Curiosamente então ‘voltaste’ a instalar no Mac material estranho, eu uso um iMac 5k já há dois anos, instalo tudo é um par de botas, removo, atualizo, virtualizo, etc… e nesses dois anos este iMac não precisou de ser formatado. Depois dizes isso assim com uma ligeireza que aposto que se te perguntasse como formatas um Mac tu, antes de ires ao Google davas-me os passos de um Windows 😉 era certinho.

            Por isso te digo e é já uma sugestão repetida, comenta sff com conhecimento de causa, está não é a tua praia 😉

          • Sujeito says:

            Cortano isso é ridículo. Se há coisa quase universal são os problemas do Windows, devido a imensas variáveis. Estatisticamente, a excepção é não ter problemas.

          • Cortano says:

            @Vitor M. Referi em cima que era um Mac de utilização exclusivamente profissional e tu achas que eu instalei coisas manhosas?!
            Deu problemas, ponto final. Ou acreditas mesmo que os macs não dão problemas?!

            @Sujeito: mostra-me então essas estatisticas.
            Claro que ouves falar mais dos problemas Windows, afinal são “só” quase 90% da quota de mercado.
            E há graus de problemas. Se me falares de bugs, coisas estranhas, etc., isso tanto me aconteceu no Windows como no Mac.
            Se me falares de erros graves que me obrigaram a reinstalar tudo de novo, então digo-te que nos ultimos 5 anos tive isso no Mac.

          • Vítor M. says:

            Não disse que não davam, apenas disse que os teus dão sempre. Repara que apenas te expliquei que há muitas formas de apanhar uma inverdade e apenas foi isso que te referi. Tudo o que seja mau nos produtos Apple é garantido que tu os terás todos em grau superlativo. Mas eu não disse que não acredito em ti, acredito pois 😉

          • Cortano says:

            Não são os meus, foi o meu. Foi só um iMac de 2010

          • Vítor M. says:

            Um iMac de 2010… certo. Já sabes, se precisares de ajuda, dispões.

          • Ze_pombo says:

            Boas cortano,
            Está há anos sem formatar o computador e em ambiente Windows? Sim eu acredito, se fizer um certo tipo de uso, como por exemplo ter instalado poucos programas, usar o computador para um conjunto de tarefas básicas, que são as que mais de 90% das pessoas usa, como navegar na net pelo browser, ir ver o email, redes sociais,jogar jogos na net, ver filmes/fotos, ouvir música, editar uns documentos em word ou Excel, ou uma apresentação em PowerPoint.
            Mesmo para aqueles que usam também para instalar jogos mais pesados, ou para aqueles que já usam o computador para edições de imagem e de som, mesmo assim, se tivermos cuidado com a quantidade de programas instalados, dá para usar anos sem formatar, eu próprio tb já consegui anos sem formatar o computador. Agora se metermos aqueles antivírus pesados, mais clientes de e-mail, mais um rol de programas para tudo e mais um par de bota, é certo que depressa se experiência horrores. E se for daqueles que está sempre a desinstalar e a instalar coisas novas, então mais cedo se sentem os horrores… e mesmo em condições óptimas, dizer que o Windows nunca crasha… basta dizer que a gestão de memória do Windows sempre foi má, aliás, com 85% da RAM ocupada já o Windows entra em modo alarme, horrível. (Em Linux e sem partição swap é perfeitamente usável)
            Não uso Mac num computador (só tenho iPad), mas posso afirmar que passar de uma versão do SO para outra, pode correr mal, e isso já aconteceu também com distribuições de Linux conhecidas . Mas tb com Windows, o que não faltam são casos de problemas ao actualizar de versões mais antigas para a última versão do windows…
            O Windows, para uso profissional na área de desenvolvimento, só serve mesmo para as tecnologias da Microsoft, porque de resto é muito mau. E em termos de usabilidade, é horrível, super desarrumado, para configurar qualquer coisa, são 30 cliques e 7 janelas abertas, inconcebível.
            Cump

      • Ze_pombo says:

        Boas Alberto José,
        Sim comparando com o Windows, um BSD é muito, mas muito melhor, também partilho da mesma opinião.
        Agora usar aplicações para apagar ficheiros temporários, ou ficheiros repetidos, ou lixo numa pasta qualquer é quase como dizer que temos saudades do Windows super desarrumado…
        No que concerne à “exclusão”, que como quem diz desinstalar alga aplicação e inerentes bibliotecas instaladas, aí a coisa complica muito. Há todo um rol de problemas associados a esta temática, que tentam (e com relativo sucesso) ser tratados por distribuições que assentam a sua configuração em algo declarativo, ao estilo funcional. Mesmo para desenvolvimento de software é excelente, pois podemos com segurança ter uma a usar exactamente as mesmas configurações de sistema, com exactamente as mesmas bibliotecas, enfim, todo o ambiente exactamente igual, não é o habitual, na minha há máquina corre e na só tipo ao lado dá uns erros e vamos partir a cabeça a tentar resolver. E se está a pensar em docker https://www.docker.com , não é a mesma coisa, não garante que o sistema será exactamente o mesmo.
        Dois exemplos do que referi,
        nixOS https://nixos.org , já tem uma anitos e é mais maduro, muito bom e funcional (o que uso)
        Guixsd https://www.gnu.org/software/guix/ , mais jovem, menos pacotes para instalação, mas filosofia diferente no que concerne ao facto de forçar o uso de software livre, de em vez de usar uma linguagem tailor made como o nixOS (usa a linguagem nix), o guixsd usa uma versão do GNU de scheme, guix.
        Mas no geral, ambas as distribuições pretendem oferecer a mesma experiência.
        No mundo BSD (incluindo o SO da Apple), não conheço nenhuma implementação igual ou semelhante.
        Cump

  3. MACnista says:

    Até agora tinha algum medo desta e outras aplicações de manutenção, por poderem apagar ficheiros importantes, mas convenceram-me desta vez com esta aplicação!! obrigado pplware!!

  4. Luisbad says:

    Não estamos a falar de winblows. o MacOS não necessita de treta nenhuma dessas. Just works.
    As necessárias vêm com o sistema.

    • Pérolas says:

      Exactamente e essa treta da falta de privacidade, malware e roubo de informação em equipamentos apple é tudo «fake news» espalhadas pelos Klingons com o objectivo de retirar à raça humana esta arma anti-klingon. «Qualquer semelhança com a realidade é pura ficção». 😀

    • Cortano says:

      Nem para o windows precisas deste tipo de apps.
      São opcionais.

  5. Francisco Neto says:

    Para analisar o espaço ocupado utilizo este programa.
    Mostra graficamente aonde o espaço está alocado.
    Disk Inventory X – http://www.derlien.com/

  6. mlopes says:

    onyx e appcleaner

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.