Quantcast
PplWare Mobile

4 coisas que a Apple fez…e que Steve Jobs nunca quis

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Loladas says:

    Eu acho que o Jobs deve estar neste momento a dar voltas na campa! Ui…

    • manito says:

      Voltas na campa??? nem o Steve Jobs poderia ignorar o mercado que o android e utilizadores moldaram , o facto de muitos ios users abandonarem esta plataforma por falta de ecrans maiores nunca seria ignorado por este, ele haveria tambem de se adaptar ás necessidades do mercado, se calhar com mais ousadia, rigor e visao como era a sua marca. O Tim bem tenta acompanhar como melhor sabe, dou lhe credito por isso.

      • oliveira says:

        “Steve Jobs poderia ignorar o mercado que o android e utilizadores moldaram”

        O Steve Jobs faria com que os utilizadores se moldassem a apple e não o contrário

      • Manuel Coutinho says:

        Consigo ver perfeitamente no meu galaxy 😉

        Cumprimentos

      • Nelson says:

        +1

        É “Apple Inc.”, não é “Steve Jobs, Lda.”.

        Não foi nem nunca será apenas o Sr. Esteves, morto ou vivo.

        São centenas de milhares de trabalhadores e milhões de accionistas.

        Completamente ridículas essas afirmações. Porque quando ele morreu, só por altura do 4S/Galaxy S3 é que os Android começaram a crescer, e não era só muito maiores que o normal, também eram muito mais grossos, consumiam (e os da Samsung ainda consomem) MUITO. Daí serem os Hummers: grande, grossos e bêbados.

        Além disso, o iPhone 5 tinha mais resolução que o S3, mesmo este tendo 720p, era pentille, yuck.

      • Luís Santos says:

        O que se está a esquer é a história da Apple e de Steve Jobs. Como a Apple foi ao fundo quando correu com o Jobs e como renasceu quando ele voltou a $1 de salário e a relançou. A Apple era Steve Jobs e era ele que fazia o mercado, não se sujeitava ao mercado. Tenho pena de vocês Aplledianos, a Apple será dentro de 10 anos uma marca normal que correrá o risco de desaparecer como já o esteve no período em que Jobs esteve ausente (quem é que queria um Apple nesses tempos? Ninguém!).

  2. Alexandre Carvalho says:

    O jobs está no ceu a fazer facepalm

  3. João Silva says:

    Obrigado pela imagem relativa a “copiar o Android” que, tanto eu, como outros deficientes visuais que consultam o pplware, não conseguimos ver… estas situações são algo tristes. Não quero/queremos ser o centro das atenções, mas, um mínimo de cuidado, não só é bem-vindo, como me parece exigível nos dias que correm.

    • Pedro Pinto says:

      João, é so clicar na imagem 🙂
      https://pplware.sapo.pt/wp-content/uploads/2014/09/android_ios.jpg

      Abraço (O Pplware tem sempre cuidado relativamente a essas coisas)

      • João Silva says:

        Obrigado pela resposta. Contudo, apesar de a imagem aumentar, continuo sem a ver. Para um cego não há tamanho que resolva a questão. Referia-me, por exemplo ao conteúdo do atributo “alt” da tag .

        • Carlos Sousa says:

          Em portugal os pogramadores esquecem-se muito da acessibilidade. Neste caso não sei até que ponto o pplware sendo um blogue tem pessoal para tratar destes assuntos com o devido cuidado.

          Afinal todos eles são voluntários e fazem o melhor que podem. A imagem que eles apresentam não é muito fácil de interpretar para leigos.

          Posso-vos dizer que a nível visual parece semelhante o layout do apple comparado com o android.

      • O_Vigilante says:

        Neste último ponto, está referenciado o iOS8 e na realidade é do iOS7 e nessa altura o Steve Jobs este por dentro da criação e construção do iOS7.

        “4) Copiar o Android…descaradamente
        A imagem seguinte ilustra tudo. Veja também as Novas funcionalidades do iOS 8 inspiradas no Android aqui”

      • TiCo says:

        Eu penso que o João Silva, se refere ao facto de não conseguir “ver” (ler/interpretar) a imagem, ou seja, precisa que a informação esteja escrita para ter acesso ao conteúdo através das suas ferramentas de acessibilidade, porque uma imagem não consegue ser ‘lida’ através destas e texto sim. 😉
        Se é que me faço entender :X

      • João Silva says:

        JoObrigado pela resposta. Contudo, apesar de a imagem aumentar, continuo sem a ver. Para um cego não há tamanho que resolva a questão. Referia-me, por exemplo ao conteúdo do atributo “alt” da tag .

      • João says:

        O problema é que a informação que passam para os vossos leitores está inserida numa imagem, que para um cego total, é inacessível, independentemente do tamanho e resolução da imagem. Penso que o que o João Silva queria dizer é que falta um alternative text que os leitores automáticos de texto consigam ler para o utilizador cego; ou uma descrição, em texto, daquilo que a imagem contém.

        • João Silva says:

          é isso mesmo! só acedo ao texto que está no “alt”da tag img através de um leitor de ecrã – e.g. voiceOver. basta uma descrição breve que permitasaber do que se trata, nada de complexo. requisito AAA nas WCAGsda W3

        • João Silva says:

          Peço desculpa pelo lapso. O requisito é nível A e não AAA, como tinha escrito.

  4. António Batista says:

    Este artigo lança (sem intenção) 3 impressões que não são corretas.

    1. Tenta passar a ideia que no tempo de Steve Jobs não havia cópia de outros dispositivos… (tal não é verdade, sempre houve cópia).
    2. Tenta passar a ideia de que agora copiam muito (não é bem assim, a Apple tambem inova como sempre inovou)
    3. Que se o Steve Jobs fosse vivo hoje não haveria iphone de grandes dimensões e etc. (não sabemos, mas o Jobs tambem acabou por fazer coisa que disse que nunca faria)

    • Mota says:

      Inova? em quê?

      • Paulo S. says:

        Pelo menos no preço, parace haver uma inovação XD

        • Serginho M says:

          De acordo! Preço exorbitante e o hardware que apresentam não é melhor que os outros. Outra coisa que acho engraçado na Apple é dizer; processador A é 20% mais rápido que o B. E a velocidade dos processadores em gHz, não?

          • Miguel says:

            para que serve saber as rpm do motor de um carro?

          • winetree says:

            Bem só te consigo dizer que não…
            Tentando explicar, o “gHz” são a velocidade da frequência dos processadores, a velocidade é medida pela quantidade de operações que consegue fazer num espaço de tempo, ex: FLOPS.
            Imagina, o teu carro vai a andar a 50Km/h com o motor a fazer 8.000 rpm, mas eu posso ter um carro que vá à mesma velocidade, mas a fazer 5.000 rpm.

      • Pedro says:

        Ecrãs maiores. 🙂
        (e aquela imagem diz tudo em poucas palavras)

      • winetree says:

        Em quê?
        Se usas um computador com interface gráfico, fontes de letra e um rato, devias perceber porquê!
        Se tens um smartphone que interages com os dedos, fazes pinch & zoom, devias perceber porquê!
        Existem mais, mas não vale a pena.
        A Microsoft, IBM, Apple, Google, RIM (agora blackberry), são todas empresas inovadoras.
        E é inovar, não inventar!
        Algumas também inventam coisas, outras (como o Esteves dizia) reinventam.

  5. joão says:

    fans iOS, qual é a vossa opinião dos ecrãs maiores?

    • Monteiro says:

      Que o Steve faz muita falta 🙁

    • Jonathan Fitzgerald says:

      Pessoalmente, nunca achei mal em ecrãs maiores 🙂
      Até 5 polegadas para mim está nice, mais que isso não sei se era capaz de usar, independentemente da marca/plataforma

    • Tomás M. Santos says:

      Não vejo grande necessidade do ecrã maior, nunca compraria o Iphone 6 Plus, o outro vá não é um grande ecra mas quando era android usava um ecra bem maior do que agora com o 5S, no entanto agora uso muito mais o telefone na internet videos, apps, etc.

      O que não me faz mudar para o Iphone 6 é bem mais grave que o tamanho do ecra. O design do telefone deixa muito a desejar, não é feio, mas esperava bem mais da apple, estava a ponderar a troca e não o vou fazer simplesmente porque 1º não traz assim grandes novidades, 2º e não menos importante (para mim pelo menos), o telefone (pelo menos nas imagens) não tem o toque de requinte e classe que o 5S tem, claro, vamos esperar até tocar num, mas as imagens não se mostram muito aperitivas para mim, faz-me lembrar um lumia 800 ou uma coisa assim. Não é nada Steve Jobs, com ele cá talvez houvessem vidros maiores e nfc, mas o design não era este de certeza.
      Assim como nunca sairiam dois tamanhos de telefones ou como se viu antes, um iphone 5c. A Apple a pouco e pouco entra no esquema de onde o steve jobs a tirou a uns anos, quando até tinteiros vendiam. A diferenciação da marca prende-se a exclusividade, classe e localização em dois ou três produtos. E como li aqui a cima o Steve Jobs não precisava de se adaptar ao mercado, ele preferia trabalhar e dar a volta a situação, era o mercado que se moldava a ele e à Apple.

      • Tomás M. Santos says:

        *Apelativas
        *focalização

      • Jusé says:

        Eu era (e ainda sou) grande fã de android. No entanto, tenho iPod 4G, iPad Air (depois de ter tido o 3) e… oiPhone 5s desde novembro do ano passado. Até aí (novembro de 2013), o meu android era um nexus one. Quis substitui-lo pelo HTC One (M7). Mas não consegui… Tive 6 HTC one e vieram todos com defeito (sim, isto é mesmo verdade!). Depois disso desisti… Até aí dia em que fui experimentar outros android (Lg g2 e samsung s4) e os ecrãs e tamanhos do bichos eram pura e simplesmente, gigantescos. Alternativa? iPhone 5s. Se quero o 6? Não. Tudo por causa do tamanho.
        Agora, verdade seja dita, não fosse o jb e já tinha voltado aos droids. Fossem do tamanho que fossem…

    • ACS says:

      Eu cá não gosto. Para mim telemóveis maiores que 4′ são aberrações e tenho pena que não haja no mercado nada de jeito neste momento.

    • Rui says:

      Muito honestamente?

      Tenho muita pena de o 5S não ser antes 6S com o processador A8 e com o upgrade da camera.

      Fico contente por o preço do 5S ter diminuido. Não vou comprar o 6 mas sim o 5S

    • Rosso says:

      Eu estou mt contente com o meu 5s 🙂 O 6 nao traz nada de novo a nao ser nfc (ainda vai demorar talvez uma ou duas gerações geraçao até arrancar por cá) e o ecra maior que acho desnecessario. Quanto ao aumento da performance de 25%? do cpu é totalmente negligivel e provavelmnete consumida pelo aumento da resolução.
      Depois do 3G saltei para o galaxy Nexus, por experiencia no meu caso um ecra maior nao faz falta. O que se ganha em “efeito” perdem-se em autonomia e portabilidade. Jogos são raros (talvez por ter alternativas muito superiores) e nao percebo quem vê filmes em telemoveis, tirando o clip habitual de youtube.
      Ainda tenho esperança que talvez na proxima revisão de hardware voltem com uma actualização ao de 4 polegadas, é preciso bom hardware em telemoveis mais pequenos. Para mim é incompreensivel que nao possam existir as duas coisas. O sony era uma boa alternativa, mas infelizmente o Z2 compact tambem ja cresceu.

    • PeFerreira says:

      Na minha opinião ecrãs maiores do que 4.5″ num smartphone são uma autentica estupidez, um smartphone e uma coisa que caiba na nossa mão, para ecrãs maiores existe o tablet.
      Foi um dos poucos e únicos pontos que não gostei desta Keynote. Se bem que se no iPhone 6 de 4.7″ conseguir pegar numa mão e tocar com o polegar nos dedos que seguram o iPhone, é um ponto positivo mas mesmo assim apoio mais o 5S para já.
      Esta Keynote precisava de um iPhone 6 de 4.2″ ou um iPhone 6 Minus de 4″. 🙂

    • winetree says:

      Gosto muito. Na sala tenho de 47″, no quarto de 32″.
      Dá jeito para ver filmes em HD e os jogos ao fim-de-semana.
      Não dão tanto jeito no bolso ou para encostar às orelhas, mas isto sou eu…

  6. Serginho M says:

    A multitarefa é cópia descarada do Windows Phone, isso sim. 🙂

    • Nelson says:

      Não, não é, é cópia descarada do WebOS, aliás, não é cópia, porque a Apple paga a licença.

      Mais um artigo do Pedro Pinto, o nesmo que dizia que o iPhone 6 não ia ter NFC, e que diz que as passwords do icloud foram crackadas, e que o iwatch tem um problema grave de bateria.

      É bem, para fazer sentir bem os fãs do Android, depois da cabazada de ontem.

      Todas aquelas features do Android não são originais do Android, muito pelo contrário.

      É o iOS 8 tem mais features que qualquer sistema operativo móvel do mundo. QUALQUER.

      Já se sabe, estamos em Portugal, o que se quer ver, é o Zé Maria a ganhar…

      Entretanto a Apple soma e segue… Os cães ladram, a caravan passa…

      Tanta hipocrisia, e MEDO… Não se preocupem, enquanto a Apple não lancar um iPhone de 50€, vai sempre haver mercado para Android.

      • Pedro says:

        cabazada? LOOOOOOOOOOOOOOL O unico que ficou com dor de cabeça deves ter sido tu.

        Só viste aumentar a carcaça porque o resto ficou igual.

        P.S: Esta treta do email do ultimo comentário continua a aparecer, como querem passar boa imagem no que dizem/fazem/testam se nem esta questão esta resolvida?

        Cumprimentos,

        • Paulo says:

          @Pedro
          Eu acho que ele com “cabazada” pretende intimidar os comentadores/leitores… Só pode, porque NUNCA foi uma cabazada. Nada foi novidade ali, nada! Nem este sistemazinho de pagamentos. O relógio então até me mete impressão, o Gear S está muitos, muitos passos à frente. A apple a lançar um produto tão atrás até dá arrepios.

          • Nelson says:

            Quando chegarem os Q4 2014, veremos…

            O Gear S é uma anedota de plástico, um relógio de calculadora, que ninguém comprou, o WATCH, já faz sensação junto de pessoas que sabem o que é um relógio sequer.

            Foi cabazada, tu é que ainda não sabes que foi.

        • Nelson says:

          Sim, cabazada…

          Vamos ver então os resultados desta história toda.

          Vantagens do Android = 3:

          1. Pirataria
          2. Pornografia
          3. … tretas dos fanboys

      • Paulo says:

        Em que mundo de fantasia é que tu vives rapaz?

        • Carlos Correia says:

          ele vive fechado num mundo de fantasia da apple, mas como diz o ditado “o pior cego é aquele que não quer ver” ele para além de palas vê o que está à frente desfocado pelo cérebro, não pelos olhos.
          E pensa que todos ficam com ereções a cada noticia da apple, tal como ele, que não é mais do que uma marca no mercado, tal como todas as outras, mas que só os fans dão importância a mais e que no pequeno cerebro não entende que para os outros é mais uma noticia.

      • Pedro says:

        P.S: Que mania de falar em preços, pensas que todos andam a contar notas ou precisam de o fazer para ter um iphone? que coisa tão idiota falarem sempre de valores.

        • Nelson says:

          Virus, malware, plástico, 32bits, jogos de porcaria, lag, versões desatualizadas, também tem?

          Isso, ou outro, já têm lentes de safira, alguma coisa comparável ao touchId, corpo totalmente em metal, 64 bit, ou alguma coisa que falte ao iPhone?

          Doentes… ninguém quer saber disso! As pessoas querem é que o telemóvel funcione bem, tire boas fotos, e seja agradável de utilizar e bonito.

          Por isso é que Samsung vende muito mais que qualquer garageiro do Android. Por isso é que a Xiaomi está a ultrepassar a Samsung. Por isso é que o Android caminha para a destruição, sem as marcas grandes a puxarem por ele, com a Samsung a caminhar para o Tizen, e a HTC a dar passos tímidos para o Windows…

          Ninguém quer saber das vossas tretas, aprendam isso.

        • miguel says:

          nao digas isso, os 700€ sao para pagar o alumínio, e o desenvolvimento do SO.. e a maça com uma dentada

          haa e o ecarn de safira, que nao é safia, melhor é safira mas é indiana (como a prata indiana, que de prata so a cor)

      • MM says:

        Aliás, foi tal a cabazada que as acções da Apple antes do evento subiram 5% e quando acabou o evento já estavam a perder quase 1%. Ah, e a Microsoft que começou a perder, acabou a ganhar… e esta?!

      • Tiago says:

        Este homem é uma comédia em todos os comentários que faz completamente fan boy…
        Eu tenho um iPhone4 ( velhiiinhhoo eu sei) e que apesar de se arrastar com o iOS7 continuo a dar lhe uso embora já n conte com ele para aplicações mais recentes pk tenho outro aparelho melhor. Mas ao contrário de ti não sou cego nem m tento enganar a mim mesmo…pk alguns comentaŕios teus levam-me a pensar isso de ti (peço desculpa se estou errado n te conheço)
        A Apple constroi grandes maquinas sim senhor. Extremamente rapidas e fluidas o que tbm vem da sua optimização do OS para meia duzia de dispositivos.
        Agora temos de admitir que em terms de inovação e novos serviços esta conferencia foi uma NULIDADE. Limitaram-se a tentar acompanhar o que ja esta a ser feito a muito tempo..vamos ver se ja vao tarde ou nao.
        Quanto ao preço dos telemóveis pff é para rir. o objectivo é apenas um! alimentar o ego dos elitistas que têm dinheiro (ou o pedem aos pais..) para o comprar. Poder ter um telefone nas maos que custa mais q um ordenado minimo ca.. e depois é tentar convencer o mundo que a compra compensa… -.-
        Pondo os pes na terra, sendo objectivos e concretos (e falando tbm contra mim que tbm tenho um antigo embora oferecido) iPhone neste momento nao compensa perante o mercado…
        O resto a volta é palha..

        Cumps 🙂

      • MM says:

        Essas coisas tipo o maior do mundo é fixe. Quando tinha 10 anos é que dizia coisas dessas!! E que a minha é maior que a tua… essas coisas.
        Vai lá para a fila antes que percas o primeiro lugar e depois já não és o gajo mais cool do mundo.

      • Pedro Carmezim says:

        Acho que falas-te muito bem…Tens o meu apoio,,,,
        Só acho que pessoas que não percebem nada do assunto nem deviam vir para cá comentar….Só para não teres estas respostas de “a e tal, não era nada novidade”…Pois não….. A VERDADEIRA novidade, é a forma como um grupo de pessoas consegue por a funcionar uma maquina que “não é novidade para ninguém” da forma que põe… O pormenor, a class, a simplicidade, intuição…
        Na minha opinião não são as caracteristicas especificas que têm por si só que interessa, mas sim a maneira como cada uma se encaixa perfeitamente na outra, como um puzzle…. e isso tem-se como conseguir a melhor Performance entre toda as partes do puzzle…e ISSO…a apple faz na perfeição, tanto em moveis como em MAC,s….

        èsta é a minha opinião….

  7. Sergio J says:

    este comentário seria mais oportuno no outro artigo, mas aqui tb o é.

    Continuam a comparar o Google Wallet com o Apple Pay, mas sao coisas muito diferentes. Sim ambos servem para fazer pagamentos e ambos usam NFC. Mas as semelhanças terminam aí.

    Vou fazer uma analogia que tem uma ligaçãi directa.

    Há uns anos foi lançado o Porta Moedas Multi Banco. Serviam ambos para pagar e usavam-se de forma muito semelhante, apesar que o PortaMoedas MB era mais fácil de usa.

    No entanto todos sabemos que tinham propositos diferentes. O Portamoedas MB tinha de andar sempre se a carregar e tinha uma conta independente. Fazia o papel da nossa carteira. No eentanto colocavamos lá pouco dinheiro ,obviamente que a segurança era a principal razão. Mas mesmo que fosse o sistema mais seguro do mundo, não queriamos ter duas contas.

    Ou seja o Portamoedas MB era usado para pagar pequenas coisas e o cartão MB para pagar coisas mais caras. Há aqui a questão da percentagem que os bancos cobram nos MB. Por isso é que não se usa em compras de baixo valor.

    O Google Wallet é o porta moedas MB. Temos de ter uma conta corrente, meter lá dinheiro e depois vai descontantado.
    O Apple Pay pretende substituir não o porta moedas, mas o cartão de crédito (a parte fisica do cartão).

    Provavelmente não irei comprar um café com o Apple Pay, nem comprarei um casaco (ou um Nexus 5) com o Google Wallet.

    • dbrenha says:

      O google wallet dá para fazer isso? Meter lá dinheiro?

    • Ricardo Pontes says:

      Errado! O Google Wallet é como o paypal, podes associas os cartões que quiseres, até podes meter gift card, copões, etc.
      No momento da compra se não tiveres saldo na conta google, ele tira de um dos cartões ou outra coisa que escolheres.
      Um bocado de pesquina não mata ninguem, até pelo contrário, até nos torna mais informados e impede de dizer disparates como esse.
      E podes pagar até $1000 por dia, mas depois de teres verificado a identidade, o único limite é o imposto pelo vendedor.

      • Sergio J says:

        Entao para que é a conta corrente?

        • Ricardo Pontes says:

          Para várias coisas. A que mais se destaca é poder transferir dinheiro entre contas google.
          Ex, o meu irmão quer comprar uma cena, então eu transfiro 10€ para a conta dele (sai do meu cartao) e fica na conta corrente dele, assim ele pode gastar esses 10€

          • Sergio J says:

            Eu tinha feito uma pequena investigação e foi demasiado superficial.
            Depois do que me disseste fui fazer uma investigação maior um bocadinho e de facto aquilo faz bem mais do que eu julgava.

            Tecnicamente o Google Wallet é uma solução interessante. Não sei é a eficacia durante as transações. Com certeza deve ser necessário colocar um pin. Como funciona ao certo? Já usaste? é prático? Como é que o vendedador é notificado da compra?

            Num outro artigo eu referi que o merito da Apple não é tecnico, mas negocial. Ela moveu o mercado. Os retalhistas estão a instalar equipamentos de pagamento comptiveis. Porque é que a Google não conseguiu isso?

            Será que estes equipamentos tb vão estar preparados para o Google Wallet? Os equipamentos terão de estar ligados ao POS do retalhista. Ele tem de ser notificado que o pagamento foi feito. Alguem sabe como funcionam nos POS?

            Como disse no tal artigo preferia que estas empresas fossem em consórcio e houvesse um metodo universal. Depois cada uma poderia implementar as suas especificidades. Assim é como digo arriscamo-nos a que estes equipamentos estejam preparados para uns sistemas e não para outros.

            O NFC aqui é o menos importante.

          • Ricardo Pontes says:

            Não nunca utilizei, ainda não há disso em Portugal, mas podes ver video no youtube que mostram bem o que perguntas.

            Acho que metes um pin e dura durante algum tempo até teres de o inserir outra vez, ou podes escolher inseri-lo sempre.

            Aproximas o telemovel ao leitor, o tlm pede-te um pin (que quiseres), inseres e tá feito.

            Sim, a vantagem da Apple é o marketing e a grande imagem que tem, por isso é que consegue mover o mercado. A Google não tem markting.
            Muitas pessoas desconhecem o Google Wallet.

            Até eu que sou um fanático de tecnologia não sabia que existia certas funcionalidades no android wear até ontem.
            Nesse aspecto a google tem de melhorar e muito.
            Por isso é que muitas pessoas pensam que o android wear não faz nada enquanto que na realidade faz 99.99% das coisas que o apple watch faz.

            Eu já vi num sitio que o mesmo leitor serve para o Apple Pay e para o Google Wallet, só não sei se ao meter esse leitor, irá ficar automaticamente as duas opções a funcionar.

          • Ricardo Pontes says:

            Não sei se o outro comentário já apareceu por esta altura, mas queria dizer mais uma coisa.

            Numa noticia foi dito que o Apple Pay estará disponivel no McDonals. Depois de uma pesquisa descobri que o Google Wallet também já está lá há muito tempo, e o leitor é o mesmo.

            Mas já existe muitos mas mesmo muitos sitios com o Google Wallet, nos EUA claro.

          • Nuno L says:

            Sergio J, não sei bem como é em Portugal porque já à 7 anos que estou em Inglaterra, mas aqui grande parte das superfícies comerciais estão preparadas para o google wallet já faz algum tempo.

  8. NewEsc says:

    Bom Bom,

    Tenho muita pena dele… agora Apple vai cair, até que chegue outro inovador… Ou pode ser outra marca que inove… Quem sabe

    • Serginho M says:

      A Apple nunca vai cair rapaz! Eles estudaram muito bem o ser humano antes de atingir todo este sucesso. As pessoas são previsíveis, e eles souberam usar isso a favor deles. Qualquer produto Apple que saia para o mercado, vende que nem pão, mesmo não sendo melhor que os seus concorrentes. Não tenhas duvidas disso!

  9. gonpin says:

    Eu mudei de iphone para android por falta de inovação do primeiro. Não sou fanboy, sou fan dos dos interesses.

  10. Nelson R. says:

    Como admirador dos produtos da Apple, fiquei um pouco surpreso pela confirmação do iPhone 6 Plus. o iPhone 6 com 4.7″ ainda compreendo. Agora 5.5″ é demais. O iPad mini acaba por já não fazer tanto sentido, uma vez que o Plus é capaz de suprimir a necessidade de um tablet de menores dimensões, comparando ao iPad Air. Sendo que o iPad mini nunca existiria no tempo do Jobs.
    A ver vamos se vamos assistir à migração dos utilizadores de smartphones de grandes dimensões para o Plus.
    O tempo o dirá se foi boa ou má escolha.

  11. João Batista says:

    Este post não faz absolutamente sentido nenhum…
    Poderá eventualmente estar relacionado com o facto de quem tenha escrito isto seja algum iOS hater, mas pronto…
    Quanto ao facto do iOS copiar o Android, vamos lá a ter calma. Muito do que aqui foi mencionado como “material plagiado” veio não do Android, mas sim do webOS, que já tem alguns aninhos. Outras coisas vieram de apps que saíram inicialmente para o iOS (ex.: Mailbox, Instagram…)
    Por isso, foi perdida uma boa oportunidade para se ficar calado…

    Ass: Um utilizador de Android

    • Vítor M. says:

      Veio do webOS? Como quê? O multitoque? Isso não é verdade 😉 até porque antes do iOS tinhas ecrãs resistivos e só depois do iPhone OS tens os ecrãs capacitivos e daí em diante vem a saga smartphones “a sério”.

      O post faz sentido, pelo menos aqui estamos em desacordo e ajuda a iluminar algumas premissas, outra é o Android que inicialmente, na mão de quem o desenvolveu, antes da Google o ter adquirido, tinha um aspecto BB OS.

      Perdeste se calhar uma boa oportunidade para puxar um pouco mais pelos conhecimentos 😉

      Abraço.

      • João Batista says:

        Que eu saiba, ninguém aqui mencionou ecrãs… Eu referia-me mesmo a elementos do UI que na imagem acima reclamam como sendo do Android, quando de facto têm que ir um bocado mais atrás e ver de onde é que vieram.
        Há 7 anos atrás, nem o iOS nem o Android eram bons, e o que é facto é que até hoje, cada um tem as suas falhas. E não é comparando números que se diz que o Android é melhor que o iOS, porque por muito que tentem argumentar, o grande calcanhar de Aquiles do Android é o facto de o sistema operativo ser bastante mais lento do que o iOS.
        Pessoalmente, acho que o que tem sido a principal falha ao Android é o facto de haver uma falta de coesão, coisa que a Apple tem vindo sempre a dar. Enquanto a Google não se começar a entender com a LG, Samsung e HTC, a Android vai continuar a ser um ecossistema canibal como tem vindo a ser.
        Os meus conhecimentos vão bastante mais longe que isto 😉

      • Nuno Vieira says:

        O primeiro telemóvel com ecrã capacitivo foi o lg prada. O iPhone foi sim o primeiro telemóvel com multi-toque.

        Segundo, o Android originalmente não se parecia com o BB OS. Como um dos primeiros protótipos de Android tinham um teclado físico como um blackberry , as pessoas assumiram logo que o SO era uma cópia do BB OS.

        Perdeste se calhar uma boa oportunidade para puxar um pouco mais pelos conhecimentos 😉

        Abraço.

        • Vítor M. says:

          Esta foi gira 🙂 “Segundo, o Android originalmente não se parecia com o BB OS. Como um dos primeiros protótipos de Android tinham um teclado físico como um blackberry , as pessoas assumiram logo que o SO era uma cópia do BB OS.” e o que referi eu? Ora lê bem e não saltes as letras. Eu referi que este tinha aspecto do BB OS e tinha de facto. Basta veres imagens dele quando ainda estava nas maos da Open Handset Alliance. Não custa nada procurares em vez de dizeres estes bitaits 😉

          Quanto ao ecrã, claramente refiro-te ao ecrã capacitivo multitoque, que apenas apareceu com o iPhone. Em termos de WebOS apenas apareceu inicialmente em ecrãs resistivos e é isso ao que me refiro. Não podes truncar o assunto 😉

          • Nuno Vieira says:

            “outra é o Android que inicialmente, na mão de quem o desenvolveu, antes da Google o ter adquirido, tinha um aspecto BB OS.”
            Não, não referiste ao teclado. Torna a ler bem o que escreveste. Mencionaste especificamente o BB OS. Se a distinção entre o hardware e software te escapa, a culpa não é minha.

            “Basta veres imagens dele quando ainda estava nas maos da Open Handset Alliance”
            Que grande confusão vai nessa cabecinha. O Android nunca esteve nas mãos da OHA. Antes de ter sido comprada pela Google o Android pertencia à Android, Inc.. A OHA foi fundada pouco mais de dois anos depois da Google ter comprado o Android. Foi a Google que liderou a formação desta aliança como forma de promover o Android, mas o Android continuou a pertencer à Google. E não, o Android não era parecido com o BB OS.

          • Vítor M. says:

            Ora aí está onde sabia que irias ter. 🙂 Pois então estas são as primeiras, ou das primeiras imagens do Android dois anos após estar nas mãos da “aliança”, já que antes e sim, na mão do proprietário o Android Inc. se dizia que era um clone do BB OS.

            https://pplware.sapo.pt/wp-content/images2014/noti3.png

            Depois disto sim passa paras mão das Google e só depois, já com o iPhone OS lançado, passa a ter o aspecto que conhecemos 😉 não há confusão nenhuma meu caro 🙂 estás exactamente onde te queria.

            Agora diz-me lá se o que tens aí, não tem aspecto de BB OS. Se é só pelo teclado 😉

            Não me escapa nada meu caro, nada mesmo.

          • Nuno Vieira says:

            E lá estás tu com a ideia que o Android esteve nas mão da OHA. Um bocado de história para ver se arrumamos este assunto de uma vez.

            Agosto de 2005 -> Google compra a Android, Inc.
            Novembro de 2007 -> A OHA é fundada, sendo esta aliança “liderada” pela Google.

            Será que já percebeste. O Android NUNCA esteve nas mão a OHA. Este apenas esteve nas mão da Android, Inc. e agora da Google.

            A criação da OHA foi liderada pela Google como forma de promover o Android e fazer frente à concorrência.

            Espero que desta vez este FACTO tenha ficado bem assente na tua cabeça.

            Outra coisa, dois anos após a criação da OHA já o Android estava na versão Donut (1.6). A imagem que colocaste é da beta m3. E não, não é um clone do BB OS. Se não daqui a pouco também dizemos que o IOS é uma cópia do Symbian por apresentar uma grid de icones.

          • Vítor M. says:

            Nuno, os factos existem e como referi, após a aquisição do Android por parte do Google há claramente referências em todos os lados à OHA “There were at least two internal releases inside Google and the OHA before the Beta was released in November 2007”, mas nem é esse o ponto de vista que referi. O que te disse é que nesta altura o aspecto era uma “colagem” ao BB OS e só depois do lançamento do iPhone OS é que a Google redesenha a interface do Android. Isso é claro como a água e nem que te esforces muito e não me vens contar nenhuma novidade 😀 até porque a “estória” do Android é sobejamente conhecida 😉

            Agora, não tentes truncar factos e se recuares ao tempo esta era a imagem do Android: http://bit.ly/1nOSm5n e tal como eu referi… tem aspecto de BB OS. O resto… é lá contigo. Não perco mais tempo. 🙂

  12. Renato says:

    Falando de vários produtos lançados ao mesmo tempo, este escapou a todos. o iLine: https://www.youtube.com/watch?v=JiBLTP0j6hI

    • Sergio J says:

      deve ter sido por causa do streaming mediocre que não vimos.

      No entanto, tem uma gralha. Pela lógica de ontem não se chamaria iLine, mas sim Apple Line 😉

  13. Zézão says:

    Têm aí coisas que dizem que a Apple copiou que são cómicas, no mínimo.

    • Carlos Alberto says:

      Tem coisas que dizem que a apple inventou que são cómicas… para não dizer delirantes.

      A mais interessante foi a de ter inventado o processador de 64 bits para mobile! Santa applefan ingnorância

  14. The Man says:

    Não percebo essa de “Copiar” o android lol mas ok.

    Se não fosse o iPhone hoje ninguém discutia tecnologia como se discute, o mundo copiou o iphone em tudo….

    • WTF says:

      Deves ser um “clone” do Bruno de Carvalho. É só rir nos teus comentários. HAHAHA

      • Luis says:

        Deves ser daqueles que festejam titulos em que as taças são autenticas fruteiras ou então daqueles que festejam todos os anos no inicio da época e só em alguns anos é que ganham. 😉

        És o maior!

        De qualquer forma, pensa no antes e no depois do iPhone e vê a diferença. Mas pensa diferente! 😀

        @The Man, copiar todos copiam, uns mais que outros, mas todos inovam às custas uns dos outros.

    • Nuno Vieira says:

      Falaste como um verdadeiro ceguinho pela Apple. É verdade que a concorrência copiou muita coisa da Apple, mas também a Apple copiou da concorrência, incluindo durante a época do Steve Jobs.

    • Gonçalves says:

      Eu percebo.
      Tens toda a razão. Todos copiaram o iPhone.

      O problema de copiar são os processos em tribunal…
      Já perdi a noção de quantos processos a apple iniciou contra a samsung, google e outros. E se calhar até tinha razão em muitos casos.

      Na minha opinião, os processos obrigaram as marcas a mudar e a inovar para fugir dos processos da Apple.

      E isso está a começar a notar-se…

      Neste momento vemos a Apple a implementar funcionalidades que existem há vários anos nos concorrentes.

      • miguel says:

        haha a apple em trinubais e patentes é boss, ate teem patente de um cubo de vidro haha o design de uma loja deles (devia ser proibidos desta parvoíce )

        qualquer dia fazem uma patente da roda, por ser redonda
        haa nao podem.

    • Henrique says:

      Digam o que disserem não interessa quem copiou quem ou quem inova ou não, todos nós somos humanos todos nós temos ideias até eu já me tinha lembrado de pagamentos com smartphone usando tecnologia nfc, a Google já o fez há mais tempo mas não conseguiu atingir o mercado como a Apple fez e faz.. É por isso que os iphone são tão caros porque a Apple sempre foi vista como os Ferrari do mundo da tecnologia…

      • Gonçalves says:

        Os Ferraris não são imbatíveis! Antes pelo contrário.
        Mete um Bugatti, um Koenigsegg, um Pagani Huayra ou um Porsche 918 Spyder e diz-me qual é que tem melhores argumentos.

        Sinceramente não gosto da Apple, mas não tenho qualquer problema em recomenda-los.
        Da mesma forma que acho que os WP tem melhorado muito.

        No entanto não abdico da liberdade que o android me dá. Que tem problemas, tem mas vivo bem com eles.

  15. IOS addicted says:

    Estou a ver bem ou o Nelson ainda não se expressou?!

    Gostaríamos de ver as impressões dos iOs fans…

  16. Francisco says:

    “Então o iPhone não deveria ser apenas controlado com um dedo? Com o iPhone 6 vai ser difícil!”

    Os chinas vão já arranjar o iDedo, do género de uma luva para o polegar a modos como uma extensão do dedo para os ponto do ecrã mais distantes e nos pontos mais curtos, utiliza-se o “verdadeiro” dedo.

    Agora a sério. O iPhone Plus 6, não tem aquela função de duplo toque que encurta a área do ecrã? Pareceu-me ser interessante. Falta saber se é funcional.

    • brmim says:

      Continuas controlar só com um dedo precisas é da outra mão para o segurar 🙂

      Tem que se que evoluir e acompanhar os desejos do consumidor, agora pessoalmente neste momento acho que o iphone já não compensa pelo valor que tem, Gosto do iOS Gosto da qualidade dos iphones mas ao preço que custa um Nexus ficamos muito bem servidos pelo menos menos no meu ponto de vista.

    • Carlos Alberto says:

      Essa de cortar o ecran … muito util e é de génio. Significa que tens um telemovel com o ecran a gastar metade da energia.

      Se nunca o ligares tens um ecran que poupa muita energia 🙂

      Apple iNvents

  17. Paulo says:

    Para mim este é o iphone mais “Androidizado” de sempre e, por isso, o melhor iphone de sempre. Agora só falta a Apple copiar os outros no preço e talvez eu compre um iphone um dia destes. Enquanto o iphone mais rasca custar 700€, por mim, podem ficar com eles todos…

    • brmim says:

      Mais barato vai ser o 5c 8GB por 399 🙂
      o mesmo que dei pelo nexus 32GB hehehe

      Mas qual é o espanto do preço? as outras marcas os topos de gama custam o mesmo, venha o euromilhoes que todos compramos iphones 6, Galaxy S5 e G3’s

  18. fran says:

    apple foi.se. get over it apple fags.

  19. Tysher says:

    Toda a gente copia, seja Apple, Google, Microsoft, etc..
    O problema é que nós justificamos tudo aquilo que nós copiamos mas odiamos quem nos copia. E por cima disso as leis de propriedade intelectual em vês de protegerem a inovação acabam por a sufocar e criar esquemas oportunistas.
    Sem assentar novos projectos no que foi construído até então por outros, não tínhamos ainda saído das cavernas.

    Tentem compreender que não interessa quem copiou, quem tem os melhores especificações, quem tem as melhores funcionalidades, etc.; existe mercado para as várias ofertas existentes e cada qual é livre de preferir o mais lhe aprazer.

    Deixem-se de ódios infrutíferos e vão apanhar ar, digam a quem vos é próximo que os amam e dêem mais abraços.

    Um excelente dia a todos =)

    • João Silva says:

      Ora aí está! E que tal dizer, simplesmente, que se prefere porque sim, que se gosta mais e pronto. Parece-me perfeitamente aceitável e não precisávamos de andar a fazer figura de trogloditas. A net é pior que o trânsito! Somos todos inimigos! Nem quero imaginar se houvesse rotundas…

  20. luislelis says:

    Acho q a Apple finalmente veio ao encontro do cliente.
    Aqueles sempre estiveram contra os grandes formatos, teem a escolha 4.7, os outros, q teem debandado da marca devido ao ecran, teem o 6plus.
    Em termos de marketing? Jogada de mestre , agrada a gregos e troianos.
    Mas isto levanta umas questoes. E a qualidade exclusiva?
    A qualidade esta la sem duvida, mas ja nao e exclusiva. Ficou so a exclusividade do preco.
    Outro erro foi o tempo de reaccao, levaram anos.
    Quem experimentou a concorrencia sabe q pode ter melhor por metade do preco. (nunca se deixa um cliente experimentar outro restaurante). Isto nao quer dizer q nao vendam muito.
    Seguramente q aquelas equipas de marketing sabem bastante mais do que nos, e teem dados do mercado q nao nos estao disponiveis.
    O tempo o dira (la pelo natal).
    Algo me chamou a atencao desta vez. Nao ouvi nenhum dos meus amigos a dizer q ia comprar um. (tenho de escolher melhor os amigos, estes pelos vistos sao uns tesos lol)
    Novidades?, sim ouve. Nao haver novidade e uma novidade.
    Atencao eu nao digo q nao e bom equipamento. Esperava era algo de revolucionario para obrigar todos os outros a seguir em frente.
    Parece-me q, nos Androianos, vamos ficar estagnados ate ao Iphone7 🙁 Agora e a APPLE que copia o Android, os deuses estao loucos).

    Aquele abraco

  21. Nuno Vieira says:

    Esqueceram-se de uma quinta coisa. o iPad Mini… O Steve Jobs era contra qualquer tablet menor que 10″.

  22. gaguiel says:

    “Grandes smartphones”? eu acho que deveria ser “smartphones grandes”, pois apesar de terem sido até agora pequenos por fora os iphones foram sempre grandes por dentro como é sabido!

    Sim sim tenho um Note 3 (já tive iphones desde 2g ao 5)… não sou é curto das vistas!

    Agora os iPhone 6’s com um ecrã maior tenho a certeza que vão vender que nem pães quentes, apesar de não achar muito bonitos, pois achei sempre o 4 e o 4s os telemóveis mais bonitos alguma vez produzidos, o que faltava ao iPhone eram um ecrã maior e baterias com mais capacidade. E quanto a specs se apareceram atrasadas ou já deveriam ter aparecido à mais tempo, eu acho que a Apple foi inteligente e esticou-se até ao limite e aumentou a sede de um iPhone com maiores dimensões no consumidor que comprou até ao 5s e vai continuar a comprar na versão 6 e seguintes.

    Para já é só..

    Ah e já agora já coloquei no meu iPad 4 a versão 8 do iOs e parece-me que está um bocado mais lento… será impressão minha? 🙂

    Eu quero é o Yosemite para o meu MacBook Pro! Demora muito? 🙂

  23. Edgar says:

    Isto tudo para dizer que no final vale o mesmo…..é o dinheiro….se no final quem fez o original ou copiou, ganha quem mais dinheiro fizer……

  24. Hugo C says:

    Um artigo que apesar de polémico, não traz novidades.

  25. Ricardo, o maior says:

    Não concordo com certas cópias, nomeadamente a suposta cópia do action bar é mentira. Essa funcionalidade já existe há muito no iOS. Assim como é que os utilizadores navegavam? Já que o smartphones Android usavam teclas físicas como o back e settings e no caso do iOS só tinham o home button.
    Pelo contrário vi essa migração no sentido inverso lá para o final do jelly bean e mais acentuado na versão kitkat.

    Contudo, sou da opinião que as boas práticas de cada plataforma, em certa medida, as “cópias” são vantajosas para todos os utilizadores. Também não esquecendo que por vezes se tornam padrões de utilização facilitando a interacção com os dispositivos.

  26. Christian says:

    ainda bem que não copiaram o desempenho! -.-

  27. Alx says:

    Steve Jobs também era contra o iPad Mini

  28. ACS says:

    só para informar que essa imagem do copiar android não está bem correcta porque muitas das coisas que lá estão não são inovações do android/google mas de programadores aleatorios do cryogen/jailbreak, etc..

    Quanto ao multitasking a Apple demorou muito a implementar um multitask real por uma unica razão chamada optimizar a bateria.

  29. MM says:

    “Ele (Steve Jobs) sempre dizia que a visualização humana e a retenção da memória era limitada a apenas 3.”
    Por detalhes destes é que o Jobs era o comunicador que era e sempre foi um modelo a seguir como se deve apresentar.
    O actual líder da Apple não aprendeu nada com o Jobs e nem sequer lê os livros de como ser eficaz numa apresentação.

  30. phex says:

    Copia-se o que está bom e o que está bom não se muda. É uma parvoice comparar android vs iphone vs windows Phone. São mercados completamente distintos. Todos que falam mal nunca perceberam isso e provavelmente nunca tiveram o equipamento que falam mal. Pessoalmente acho que todas as marcas estão a fazer um excelente trabalho e dou mais destaque à Microsoft porque, como sempre, é a marca mais razoável. Parabens Apple, espero que continuem a fazer bons equipamentos.

  31. Hugo says:

    Boas, a Apple, uma empresa que inovava, agora tende a seguir os concorrentes, tendo isto se verificado na sua ultima apresentação.
    Não houve um único aspeto que se salienta-se, novidades com Applepay é simplesmente NFC, já existente noutros smartphones, com confirmação Touchid, o próprio design para mim apesar de ter sofrido modificações, não me cativa, o seu novo produto Applewatch, uma grande novidade por eles anunciada, mas também já existe, tudo bem que a Apple tem várias escolhas neste campo.

    Muito sinceramente, esperava que apresenta-se algo diferente e inovador, como já mostrou que é capaz.

    PS.: Note-se que critico a Apple mas tenho o Iphone 5S e já tive outros smartphones com os diferentes S.O.

  32. Tc says:

    Lockscreen e menus de navegação copiados do android?? ….fogo que parte do ios e que eu perdi? Lol acho que desde início o ios tem lockscreen e tem menus de navegação. O resto ainda posso concordar mas esses dois não. …..

  33. Carlos Correia says:

    a apple (ou qualquer outra marca) tem de ir de encontro do utlizador, e não esperar o contrário, acho bem que se adapte, tal como fazem os androids ou WP, o fanatismo é ridículo/absurdo e é isso que costumo criticar por aqui, e temos é de aplaudir boas iniciativas ou ideias sejam de quem for, se é adaptação ao utilizador não interessa se o Jobs gosta ou não, ou não tarda a apple fica outra nokia por não se adaptar.

  34. o Steve Jobs sempre foi um gajo pra a frentex.
    Nao acredito q ele estagnasse no tempo agarrado a preconceitos e glorias do passado q nao pagam contas.
    Ele sabia analisar o mercado assim como o Tim e a sua equipa o fazem, e bem.
    Nao era um deus nem nada parecido. Basta ver a quantidade de asneira q fez ate acertar.
    Mas nunca teve medo de experimentar (com nota no bolso todos somos genios).
    Idolatrar o Steve? Acho q e de muito pouco gosto.
    Ate parece q ele trabalhava sozinho e as ideias eram so dele.
    Por vezes devemos parar e repensar conceitos de “idolos”, num todo e nao numa pequena aventura bem sucedida.
    Nao quero com isto desvalorizar as suas ideias de negocio q teve. Mas e os outros que com ele trabalharam e providenciaram a maioria das ideias? Nao merecem o mesmo valor q ele? Nao merecem ser idolos
    Q fez o steve pelo mundo?
    O Oliveira ate vais subir as paredes quando vir o q escreveu. lol

  35. Benchmark do iPhone 5 says:

    Diz o post que Jobs (deixou isso escrito nalgum lado?), ma entenda-se por “a Apple”, não queria:

    1) Grandes smartphones – bem, ao menos preocuparam-se em permitir que se use só com uma mão. Com o pessoal mais pitosga (eu incluído) e os chineses a quererem ecrãs grandes não há nada a fazer.

    2) NFC para pagamentos – estava mais correto: NFC enquanto n\ao service para nada. A Apple gastou muito tempo e dinheiro em investigação e tem muitas patentes do NFC. Mas há que tempos que a Apple queria o seu sistema de pagamentos. Se, para isso, uma das componentes é o NFC, não passa disso – uma componente. O sistema chama-se Apple Play, de que muito se irá falar, apar além do NFC.

    4) Copiar o Android…descaradamente – vá lá que não falou do copy/paste, em que a Apple chegou tarde mas fez melhor. O que eu acho estranho é dizer-se que o Apple já tinha. O multitasking (apresentação, o multitasting, propriamente dito) juro que já havia antes num tweak do Cydia (usei,não me lembro do nome). O desliza para a esquerda para apagar, há que tempos que havia apps com isso, Action Center – há que tempos que o SBSettings, um tweak do Cydia já tinha isso.

    Essa coisa de o Android é que inventou … “no lo creo”. Agora, tem que se reconhecer que, em termos de sistema operativo, o Android adotou primeiro algumas coisas. O que gostava que me dissessem é que – copiou tal qual (não melhorou) e, quando implementou não ficou a funcionar melhor que no Android.

    • LP says:

      Não há nada a fazer? Assim de repente, e que tal lançarem um nas dimensões (mágicas até ontem) de 4″? dado que (até ontem) era o tamanho ideal para todos os iFans, não sei o que vai ser agora deles. A Apple anda atrasada, passa agora onde a concorrência já passou há muito, em vez de empurrar o mercado como no tempo de Jobs, anda de reboque.

      • Benchmark do iPhone 5 says:

        Mas qual é o problema? De certeza que tem o iPhone 5 e 5s, a menos que tenha problemas de vista, não vai comprar o iPhone 6. Quem quiser comprar um iPhone de 4″ compra um 5s que baixou bastante de preço.

        Pelos vistos lá pela Ásia querem ecrãs grandes – a Apple lançou dois tamanhos. Mais um de 4″ já era modelos a mais.

        No futuro (não é este ano) abandona o ecrã de 4″? Ia achar isso muito estranho.

        “Ah, mas a concorrência há que tempos que lançou ecrãs grandes!”. Quando acompanhava isso era evidente que lançava ecrãs grandes porque não conseguia lançar ecrãs pequenos com a mesma qualidade. Se pesquisares encontras isso documentado. Não sei se o problema ainda se mantém. Na verdade a situação era ao contrário – a Apple podia fazer ecrãs grandes se quisesse, e a concorrência é que não conseguia fazer ecrãs pequenos de qualidade. Lançou bastantes telemóveis com ecrã pequeno, de qualidade inferior.

  36. fernando marques amrtini says:

    sem Jobs a Apple perdeu a sua essencia caracteristica INOVAÇÃO, agora é um xerox dos demais, não tem nada de realmente novo, que outtros smartphones da mesma gama de preços não ofereca

  37. Luís Santos says:

    O que se está a esquecer é a história da Apple e de Steve Jobs. Como a Apple foi ao fundo quando correu com o Jobs e como renasceu quando ele voltou a $1 de salário e a relançou. A Apple era Steve Jobs e era ele que fazia o mercado, não se sujeitava ao mercado. Tenho pena de vocês Aplledianos, a Apple será dentro de 10 anos uma marca normal que correrá o risco de desaparecer como já o esteve no período em que Jobs esteve ausente (quem é que queria um Apple nesses tempos? Ninguém!). Pessoalmente prefiro Linux (pela liberdade que me dá), mas reconheço que o OSX é Expectacular, bem como toda a concepção da Apple. Era e é tudo o que a microsoft “todo-poderosa” não consegue ser e fazer.

  38. Ro301 says:

    Steve pelo que li queria traçar o seu próprio caminho. É assim que se alimenta e destaca uma marca.

    Vocês podem estar no lugar da apple porém no futuro verão que a apple terá uma posição humilde mesmo sendo a das mais rentáveis do mundo.

    Concordo com o stve. Não gostei da apresentação, parecia a apresentação de um trabalho escolar. Não achei nada inovador.

    Este novo modelo de telemóvel nada tem a ver com a linha da apple. Uma má aposta. As pessoas podem ir atrás porque a apple ainda é a apple mas pelo que estou a ver vai haver um decrescimo a longo prazo devido a estas apostas.

    Não tenho qualquer dúvida depois de ver esta nova posição da apple que eles até cheguem a mudar as caracteristicas dos seus computadores diminuindo a qualidade de fabricação.

    A ver vamos.

  39. Sérgio Costa says:

    Engraçado, mas parece que a Maça realmente mexe com o mercado.

    http//exameinformatica.sapo.pt/noticias/mercados/2014-09-10-Mastercard-NFC-em-todos-os-terminais-de-venda-ate-2020

    Gosto do de 4.7.

    Ps. Tenho um Nokia N9 que adoro muito, e só irei mudar quando avariar.

  40. Carlos Alberto says:

    Eu sou fan do que é melhor para mim!

    Se isso se chamar iPhone e isso que eu compro, se se chamar Android é isso que eu compro! Como não acho o iphone o melhor para mim vou para a melhor next thing que é sem duvidas o Android, segundo as minhas necessidades e uso que lhe dou.

    Qualquer pessoa minimamente inteligente percebe que o iPhone está longissimo da perfeição assim como estão os Android e os Windows mobiles. Contudo estou farto de comentários de quem acha que isto deve ser tipo uma religião ou tipo fanatismo futbolistico.
    Nisto o fans da maçã incompleta ganham por ampla vantagem!

    A verdade deste assunto resume-se ao simples “O que é melhor para mim, pode não ser o melhor para qualquer outra pessoa”. (ponto final paragrafo!)

    Basta imaginar que quero transportar um sofá novo para casa, se tiver uma carrinha posso levar o sofá, mas quando chego a casa posso não ter lugar para estacionar. Se tiver um Smart possivelmente arranjo lugar para estacionar, mas nunca vou conseguir levar o sofá !

    O mesmo se passa com os smartphones … se ter lugar para estacionar é importante o Smart é o melhor, mas se pretendo transportar coisas de um lado para o outro a carrinha é melhor. Isto não faz um ser melhor ou pior que o outro.

  41. bizugodaterra says:

    Desconhecia de estas supostas copias ou imitações…sejam lá o que forem,lá se vão as ideias geniais e inovadoras…como sempre disse…a maça no seu melhor…lool

  42. mr s. says:

    lool… mactards, mactards everywhere xD

  43. misterious says:

    é tao engraçado ver os apple-haters a comentar, aqueles que menosprezam toda a tecnologia que este homem lhes trouxe tanto directamente como indiretamente.

  44. Andrew says:

    Só se fala dos iPhones em relação há Apple, está certo que o post é relativo ás mudanças Mobile, mas fala-se bem e mal dos dispositivos móveis, mas e o facto de louvar que os computador Mac são sem dúvida nenhuma as melhores máquinas alguma vez fabricadas?!

  45. Nuno27 says:

    “4) Copiar o Android…descaradamente

    A imagem seguinte ilustra tudo. Veja também as Novas funcionalidades do iOS 8 inspiradas no Android aqu”
    nao concordo com isto maior parte das coisas foi a google que copiou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.