Projecto Colibri RPC 6 – Certificação DGCI e grandes novidades

A malha da fiscalização é cada vez mais apertada e desta vez o alvo são os programas de gestão. A partir de de 1 de Janeiro de 2011, todas as empresas que tenham um fluxo de facturação superior a 1000 documentos anos (facturas, guias de remessa e guias de transporte) serão obrigadas a utilizar software de gestão certificado pela Direcção Geral de Impostos Portaria n.º 363/2010, de 23 de Junho, Série I, n.º120. Se não tem um software certificado, se não tem um software que seja adequado às necessidades da sua empresa, então está na hora de conhecer o Projecto Colibri RPC 6.

A versão gratuita deste software, totalmente funcional, servirá para conhecer todo o potencial de um projecto sofisticado e longe das amarras das empresas monopolistas que tentam estrangular o mercado com preços e serviços fracturantes e desajustados do mercado actual. O Projecto Colibri está mais audaz para satisfazer uma oferta que tem pecado pela indiferença em relação às necessidades individuais de cada empresa. Fazer versão padronizada está fora de moda mas mesmo assim os grandes grupos estrangulam o mercado impondo incondicionalmente os seus produtos.

A crise é a oportunidade para as empresas olharem para dentro e partir para uma nova etapa a partir das optimizações internas – sempre foi uma questão de organização e ter software à medida que aumente a produtividade é imperial para quem quer vencer.

Existe uma forte correlação de baixa de produtividade com software deformador, na gestão das empresas. São custos associados, são perdas de tempo, conflitos com funcionários e um rol de outros problemas. Cabe deixar a questão aos muitos empresários que nos estão a ler: Porque utilizam e pagam um software que não preenche os requisitos de produtividade na vossa empresa? A resposta não pode estar no preço. Confesso que sou utilizador da versão gratuita do Projecto Colibri, mas sou utilizador noutros meandros empresariais das mais populares e das mais idosas suites existentes no nosso mercado. Sou, portanto, experiente no que toca a usar e a auditar necessidades e carências de serviço.

Mas o que pode oferecer o Projecto Colibri ao mundo empresarial? Começo por destacar a certificação DGCI – conforme falámos, obriga que este tipo de software seja certificado, quando as empresas estão dentro dos parametros anunciado anteriormente, este software encontra-se no pelotão da frente na lista de aplicações certificadas!

Cada suite de aplicações de gestão deve ter ferramentas de reports ajustadas à actividade da empresa e do mercado envolvente. Um gestor que não conheça a sua empresa em toda a sua extensão de mercado, arrisca-se a perder esse mesmo mercado. Não são raros os casos, bem pelo contrário.

Nos últimos 5 anos temos assistido à decadência do parque industrial e à morte do tecido comercial deste país por falta de gestores documentados e com políticas de conta-medidas. Tudo porque foram apanhados desprevenidos e demoraram a reagir… quando reagiam! O Projecto Colibri está equipado com os melhores reports e nesta última versão tudo foi aperfeiçoado para se enquadrar com esta nova atitude primente de gestão e entendimento do mercado actual.

Segurança

Há aproximadamente dois meses, uma das maiores empresas portuguesas de fabrico de bebidas esteve 3 dias sem conseguir fornecer os seus clientes. Foram milhões de euros de prejuízo, se bem que praticamente não saiu a público esse estado para não provocar a queda de valor nos seus título na bolsa de valores. Mas na verdade foi uma desastroso problema no serviço de base de dados. Não vou adiantar o que se passou, pois o que sei foram informações off-the-record… mas esteve em causa uma das maiores empresas portuguesas e um dos maiores serviços fornecidos por essa empresa.

O Projecto Colibri é seguro e flexível. Este software traz o motor de base de dados SQL Integrado, isto torna-o ainda mais práctico, com um moderno e eficiente motor de base de dados integrado – sem complicações! Claro que um dos grande entraves à mudança de software em qualquer empresa é o suporte das suas bases de dados e sempre a periclitante conversão.

O Projecto Colibri traz uma consola de gestão de base de dados integrada – *** Para utilizadores avançados, este recurso oferece o controlo total das suas bases de dados sem abandonar a aplicação! Estas funções e toda a construção cuidada da aplicação, são uma garantia para o cliente. Por trás deste software está uma equipa que o desenvolve e o optimiza há vários anos, numa dedicação fortemente abrangente, no que toca ao pormenor… muitas vezes inexistente noutros softwares da mesma gama.

Modernidade e comunicação

Não faz sentido ter um software que seja uma ilha. Actualmente o software tem obrigatoriamente que comunicar com os vários módulos ou softwares de terceiros existentes nas empresas. Caso não se verifique, o peso de uma estratégia de recurso pode ser um factor de prejuízo. O Projecto Colibri permite um envio rápido e eficaz dos documentos por email. Embora seja um procedimento já rotinado em muitos destes programas, ainda existem os que obrigam o utilizador a exportar para fora da aplicação e a usar clientes terceiros de e-mail para enviar os documentos. Depois pode usufruir de muitas outras funções, como por exemplo:

  • Tabelas de artigos por entidade*** – Sempre que vender ou comprar um artigo, ele será inserido numa nova grelha no registo da entidade, para que possa facilmente saber o que transaccionou.
  • Tabela de isenções de IVA – Agora passa a ser possível indicar o motivo da isenção do IVA em cada linha do documento, dando origem a uma “tabela-resumo” nas observações do documento.
  • Sugestão e actualização de preços – A sugestão de preços de compra e de venda, bem como a sua actualização automática está agora mais eficiente.
  • Perspectiva de reports*** – Edite os seus reports e teste-os em tempo real sem abandonar o editor. Tudo com um simples clique!
  • Edição múltipla de reports*** – Edite os seus reports de forma simultânea, compare-os, grave-os e exporte-os de uma só vez!
  • Importação SAFT-PT*** – Melhoramos a importação do ficheiro SAFT-PT (tabelas de artigos, entidades, e iva) para suportar a versão mais recente.
  • Exportação SAFT-PT – Melhoramos a exportação do ficheiro SAFT-PT para respeitar todas as regras técnicas de formatação, evitando assim falhas de validação.

***(apenas versão Profissional)

Mas não é tudo. Falta ainda recuperar o que já se falou anteriormente. Sabia que o Projecto Colibri funciona sobre Windows, Linux e Mac OS X? Claro que num primeiro momento pode não lhe dizer muito, ser multi-plataforma… mas pense no que pode fazer com este software onde a base de dados é centralizada e pode trabalhar remotamente a partir de qualquer computador, seja ela equipado com qualquer que seja o sistema operativo. Pense no que pode usufruir com este recurso na hora de pagar licenças dos seus sistema operativos.

Mas para ter uma ideia mais clara, veja algumas das características onde muitas delas não existem noutros softwares de gestão, nem mesmo nos mais caros existentes no mercado nacional.

Algumas características:
  • Multi-plataforma
  • Multi-base de dados
  • Multi-língua
  • Multi-empresa
  • Multi-utilizador
  • Multi-entidades
  • Multi-documentos
  • Multi-moeda
  • Ambiente gráfico baseado em RCP – Rich Client Platform
  • Motor de reports baseado em BIRT – Business Intelligence and Reporting Tools
  • Motor de persistência baseado em DN – Data Nucleus Access Platform
  • Utilização de layouts dinâmicos em tabelas e documentos
  • Optimização de utilização pelo teclado
  • Motor de filtros e pesquisas avançado
  • Outputs directos para PDF
Com tantos predicados, este software deve ser caro?

Na verdade a equipa tem agora 3 níveis de serviço. Esta nova modalidade tem a ver com a visão progressista dos seus mentores. É importante observar o mercado e actuar.

Claro que um dos grandes problemas ainda é a assistência técnica, dentro desta gama de soluções empresariais. Lembro-me em tempos de alguns micro empresários adquirirem soluções de gestão nos “hipermercados”… sim é verdade, hoje podem comprar uma gestão como quem compra uma caixa com um antivírus… e depois? Depois é o cabo dos tormentos. É aí que se destaca também a politica de assistência técnica da equipa responsável pelo Projecto Colibri.

Serviço Global (só aplicada à versão profissional)

O serviço Global permite ao cliente acompanhar sempre a evolução tecnológica do Projecto Colibri e ao mesmo tempo ter todo o apoio do nosso suporte técnico. Para isso, no Serviço Global, disponibilizamos o seguinte:

  • Actualização gratuita e upgrade de todos os módulos adquiridos
  • Apoio telefónico e Intervenções remotas via Internet
  • Intervenções nas instalações do cliente (não inclui deslocações)
  • Acesso a assistência e esclarecimento de dúvidas por e-mail
  • Acções de formação – 10 horas incluídas

Serviço Básico Este serviço caracteriza-se pelo suporte dado à aplicação, permitindo ao cliente usufruir de toda a nossa estrutura de suporte técnico .

  • Apoio telefónico – Intervenções remotas via Internet
  • Acesso a assistência e esclarecimento de dúvidas por e-mail
  • Acções de formação – 10 horas incluídas

Serviço de Pacote de horas

  • Este pacote de horas inclui assistência telefónica e intervenções remotas com um limite de 5 horas.

Todos os serviços ficarão activos após comprovativo de pagamento. O ciclo de validade dos serviços é de um ano, sendo as horas descontadas em múltiplos de 15 minutos, podendo ser renovado findo esse prazo com o acordo de ambas as partes. A todos os valores acresce o Iva à taxa legal

Um Projecto Inovador

Sem dúvida que o PPLWARE.COM tem todo o interesse em que este projecto cresça e se torne uma referência mais ainda. É livre de amarras dos grande grupos monopolistas, tem uma equipa de jovens programadores que lutam diariamente para contrariar as vicissitudes de um mercado e de uma economia castradora para quem quer criar novas soluções e porque nasceu com suporte gratuito que muito tem ajudado pequenos empresários.

O feedback do público tem sido excelente e a comunidade está a crescer de forma saudável. Essa é também a nossa aposta, ajudar um mercado viciado e envelhecido, cheio de players sem escrúpulos, a limpar a sua imagem e a dar oportunidade a grandes projectos onde a audácia da juventude que o sustenta é o fio condutor para este país ter um futuro estável e sustentado.

Licença: Freeware
Sistemas Operativos: Windows/Linux/Mac
Download [win]: Projecto Colibri RPC 6 [69.9MB]
Download [linux]: Projecto Colibri RPC 6 [69.5MB]
Download [mac]: Projecto Colibri RPC 6 [71.1MB]
Homepage: Projecto Colibri





  •   
  •   
  •  
  • Pin It  
  • Imprima este artigo
  • Post2PDF


16 Comentários

  1. Boa tarde,

    utilizador desde a versão 4 deste software de gestão, é com muito bons olhos que vejo a possibilidade de poder continuar a utilizar este software gratuito com a vantagem de ser certificado!

    Os meus parabéns a toda a equipa e votos de continuação de bom trabalho! Sempre no bom caminho.

  2. Excelente!

    Bom artigo..

    Eu sei que já vi esse símbolo em algum sitio, mas não sei onde..

    Não sabia que eram portugueses!

  3. É importante referir que para estar abrangido por este decreto lei as empresas têm, para alem de ter facturado em 2010 mais do 250 000 Euros, ter emitido mais do que 1000 documentos de venda.

    • Sim eu estava inicialmente com esse ponto também frisado, depois fui ler melhor a portaria e no documento, diz no último artigo:

      Artigo 10.º
      Obrigatoriedade de certificação
      A utilização de programas certificados em conformidade com o disposto na presente portaria é
      obrigatória:
      a) A partir de 1 de Janeiro de 2011, para os sujeitos passivos que, no ano anterior, tenham tido um
      volume de negócios superior a (euro) 250 000;
      b) A partir de 1 de Janeiro de 2012, para os sujeitos passivos que, no ano anterior, tenham tido um
      volume de negócios superior a (euro) 150 000.
      O Ministro de Estado e das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, em 7 de Maio de 2010.

      Portanto, embora numa das obrigatoriedades refira os 1000 documentos, no resumo efectivo da aplicação da obrigatoriedade o mesmo valor não é referido.

      Como fiquei na dúvida, decidi colocar a portaria para as pessoas poderem tirar as sua ilações.

  4. Uma questão se me coloca. Se na versão profissional pode ser criada múltiplas empresas, e a base de dados pode ser acedida por um servidor, significa que pode-se com esta licença, possuir um servidor que preste apoio a várias empresas diferentes, que acedem com o seu utilizador próprio ao serviço? Falo numa situação que podem ser várias empresas da mesma pessoa, mas que facilmente se extrapolava para um sub-licenciamento do serviço, de forma a reduzir os custos.

    Isto seria um factor para mim decisivo para a adquirir a versão profissional.

  5. Boas não sei se me podem ajudar, mas…
    Tenho um interesse muito grande neste software, uma vez que tenho de gerar ficheiros (relatórios)SAFT, solicitados por parte das Finanças.

    Gostaria de saber se já alguém utilizo este mesmo software nas condições idênticas ou similares às minhas:
    Tenho um sistema de facturação (independente)
    Tenho uma BD (SQL)

    Não sei se é clara a minha questão, mas aqui vai.
    É possivel fazer a importação de campos (tabelas), para gerar apenas os ficheiros SFT?

    Obrigado pela disponibilidade e desculpem a pergunta básica.
    Hélder Marques.

  6. Boa tarde,

    Já ouvi falar bastante sobre este programa, e bem! No entanto utilizo a versão gratuita do Primavera (Primavera Express), com a qual estou bastante descontente!
    Alguém se pode dizer se seria possível exportar todos os dados (clientes e produtos e preços) do Primavera Express e fazer “upload” desses dados para o Colibri? É que se der.. trato disso na hora!

    Uma coisa GRITANTE que torna este Colibri melhor que o Primavera Express (parece-me pelo que aqui indicam no artigo) é que no Primavera não se tem acesso a tabelas de Fornecedores, e neste tem.

    Como disse, se for fácil de usar e fácil de mudar (mantendo os dados) do que uso para este… Começo o ano de 2011 com o Colibri!

    Obrigado e fico à espera de alguma ajuda então

    Abraços

  7. Nas FAQ’s do Portal das Finanças (http://info.portaldasfinancas.gov.pt/NR/rdonlyres/C6E85170-B19F-47EE-A771-F46E8A87451D/0/FAQs_Certificacao_Software.pdf)

    Q5: No caso de um utilizador ter um volume de negócios superior a €150 000, mas emitir menos de 1 000 documentos anuais de venda, está abrangido pela referida obrigação?

    R5: Não, ainda que tenha um volume de negócios superior a € 150 000, é necessário que, cumulativamente, emita mais de 1 000 documentos.

  8. Muito bem escrito.

    É bem a divulgação destes projectos “frescos”, sem falar na qualidade deste em particular.

    Gostei das passagens “poéticas” com cariz economicista e quiça político. lol

    Cumps.

  9. existe integracao com algum CRM ou loja online?

    ja agora e possivel inserir familias e sub familias de artigos bem como artigos doutro software que nao possua saft?
    *.xls ou *.csv ?

  10. Trolha Desempregado

    Olá.
    Qual é o número de certificado do Colibri? E abrange todas as versões?

  11. A versão Profissional já inclui o API para o Magento ou é comprada á parte.

    Se comprada á parte qual é o valor ?

Deixe o seu comentário

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.