PplWare Mobile

Como escolher uma biblioteca/framework?

Marisa Pinto

Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.
Por Luís Soares para Pplware.com

Destaques PPLWARE

Deixe um comentário

23 Comentários em "Como escolher uma biblioteca/framework?"

avatar
  Subscreva  
Notify of
Ana
Visitante

Olá , criei dois aplicativos e gostaria de compartilhar: um é um jogo da memória onde vc cria seus próprios tabuleiros de jogo da memoria com as fotos de sua galeria e outro um app onde vc cria catalogos de produtos. Os dois estão na playstore e são gratuítos:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.i9.memoriav1
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.i9.catalogov1

Ricardo Simões
Visitante
Ricardo Simões

Excelente artigo.
Se possível gostaria que alguém explicasse em que consistem alguns dos critérios da matriz de decisão (ou alguns exemplos): sustentabilidade, personalização, peso extra no projeto, expansabilidade (tem algo a ver com escalabilidade?), boas práticas.
Obrigado.

Luís Soares
Visitante
Luís Soares
Olá Ricardo, Em primeiro lugar, um pequeno reparo: essa lista não é completa e tem de ser adaptada caso a caso. Sustentabilidade: a forma como a framework evolui ao nível do lançamento de versões (frequência, hot fixes). Personalização: a capacidade de fazer modificar as opções default. Peso extra: o tempo superior que o projeto demora a ser lançado e a correr depois de adicionada a lib. assim como o “memory print” e o impacto noutros recursos (e.g. mais dados de rede). Expansibilidade tem a ver com plugins. Quando a biblioteca tem a capacidade de ter mais funcionalidades através do uso… Read more »
Luís Soares
Visitante
Luís Soares

Boas práticas: classificaria as opções de arquitectura da biblioteca como boas? Será que a API está bem desenhada? O código que produzes por estar a usar a lib, segue boas práticas de programação? A framework segue a prática convention over configuration? Entre outras práticas que variam de ambiente para ambiente

Joao Patrício
Visitante
Joao Patrício

Olá Marisa. Parabéns pelo artigo, tem boas linhas orientadoras.
Gostei especialmente da parte de fazer de advogado do diabo. É mesmo uma ótima maneira de pôr à prova, colocar em causa.
Uma correção, AngularJS é javascript, e não Java. Serve para a web frontend, bem como para ionic que permite desenvolver simultaneamente para ios e android. Em conjunto com o ngCordova, temos acesso às APIs nativas do dispositivo.
Cumpts

Luís Soares
Visitante
Luís Soares

Obrigado. Ainda bem que gostaste.. Não sabia essa parte sobre o AngularJS. Já pedi para corrigir.

Tico
Visitante

No JAVA existe alguma framework semelhante ao rails no ruby e ao django em python, isto é pensada para SaaS?

Luís Soares
Visitante
Luís Soares

Talvez o Scala mas nunca experimentei. Gostaste do artigo?

Tico
Visitante

Sim gostei do artigo, obrigado pelas dicas.

Rafael Almeida
Visitante
Rafael Almeida

Há um typo em Packgist, deveria ser Packagist 🙂

123456789
Visitante
123456789

Qt, ta muito bom

em C++, corre logo em windows linux mac…. e até em sites, C++ em web…magia

e se tiveres coragem em IOS e android (WP tb mas…pois nunca testei)

O xojo tb faz isso mas é caro

João
Visitante
João

Por acaso o Qt é uma biblioteca muito boa, é o que eu uso para os meus programas mobile e desktop. Quando comecei a usar o Qt, deixei de lado o VisualStudio. A parte do QML para interfaces fluidas e dinamicas está muito boa. Nos últimos anos o Qt tem crescido muito, e está a ser usado em muitos segmentos importantes da industria: automóvel, aviação, edição de video e audio, etc. Há muitas empresas a migrar de tecnologias Microsoft e outras para Qt.

Cumprimentos de um antigo Nokia Qt Ambassador.

XBUZZY
Visitante
XBUZZY

Muito bom artigo !

Diogo Jesus
Visitante
Diogo Jesus

Nice! 🙂
PS: E quanto a malta troca os nomes todos e chamam “livrarias” às “bibliotecas”? Isso é que não sff (não me estou a referir ao artigo)

Sergio J
Visitante
Sergio J

Palavra consagrada pelo uso, como tantas outras. Há muito que já deveria fazer parte dos dicionários da língua Portuguesa.

Filipe
Visitante
Filipe

Muito bom, bastante informativo e detalhado.

LG
Visitante

Alguem quer sentir-se velho? jQuery nasceu há já tem mais de 10 anos….

__root
Visitante
__root

Normalmente na velhice falta-nos palavras…o que causa erros na escrita e na fala…

LG
Visitante

+1 xD

João Magalhães
Visitante
João Magalhães

Grande artigo!

Fernando Telmo Silva Santos
Visitante
Fernando Telmo Silva Santos

Muito bom!

Fanã
Visitante
Fanã

Tá fixe.