LinuxDeluxe – Descubra locais onde existe Linux em Portugal


Destaques PPLWARE

105 Respostas

  1. Pedro Pinto says:

    Fantástico artigo Marisa :) Parabens

  2. Vítor M. says:

    Excelente trabalho de investigação e informação. Parabéns.

  3. macosta says:

    Se toda a estrutura do estado optasse por usar Linux, poupar-se-iam muitos, mas mesmos muitos euros e era uma das formas de cortar gorduras! Agora como eles fazem, é matar o Zé Povinho!

    • Gil says:

      Atenção que nem todas as distros de Linux são free. O Red Hat, por exemplo, é pago.

      • Hélder Ferreira says:

        Gil, o Red Hat não é, digamos, propriamente pago…

        O que pagas é uma subscrição anual de manutenção e suporte, contudo, quando pagas a primeira subscrição, eles enviam-te o CD do Red Hat, se continuares a pagar, sempre que sair uma nova versão, eles também te enviam.

        • Luís Nabais says:

          Não é só isso. Sem a subscrição paga não tens actualizações. E não me refiro às novas versões apenas, mas sim actualizações de segurança inclusive, aquelas que acedes por repositórios oficiais.

  4. Nuno Santos says:

    A FEUP já tem o ubuntu há anos! :D

  5. kekes says:

    So uma coisa o BBVA Bancomer pode ser Mexicano, pois foi o BBVA que o comprou mas o que temos aqui é o BBVA espanhol.

    BBVA Bancomer e BBVA sao diferentes, apesar do BBVA ser o dono maioritario do Bancomer.

    • Marisa Pinto says:

      Certo, mas o Banco é Mexicano.

      “O BBVA Bancomer é a maior instituição financeira do México. Fundado em 1932, o Bancomer passou a pertencer ao grupo BBVA a partir de 2000 [..]”

      • kekes says:

        http://en.wikipedia.org/wiki/Banco_Bilbao_Vizcaya_Argentaria

        O Bancomer é uma rama do BBVA no Mexico, em Portugal é o BBVA directamente de Espanha que actua.

        • kekes says:

          PS: com isto quero dizer que com o que está escrito da a intender que o banco é mexicano mas de facto é espanhol

          • Marisa Pinto says:

            Com o que está escrito dá a entender que o BBVA usa Linux, essa é a mensagem principal :)

          • kekes says:

            Ups pensei demais ao escrever lolol, sim tens razão dá para perceber bem, so achei que deveria referir pois não estava muito correcto, anyway, artigo muito interessante.

          • Marisa Pinto says:

            eheh
            Mas ainda não respondeste às perguntas no final do artigo.. :)

          • Peixe-agulha says:

            Boas,

            Só para esclarecer.

            O BBVA Portugal é uma entidade independente das demais do grupo BBVA sendo uma sociedade de direito nacional.

            http://www.bportugal.pt/pt-PT/Supervisao/Paginas/CreditInstitution.aspx?IcID=4685

            No entanto,é da propriedade inteira do grupo BBVA de sede em Espanha.

            Trabalhei lá até Fevereiro de 2009 e até à data a rede de agências continuava a ser Windows.

            Não tenho conhecimento que tenham alterado, mas se o fizeram ainda bem.

            Cumprimentos

          • kekes says:

            Exatamente Peixe-agulha.

            Marisa, entao deixo aqui a minha resposta :D

            Como vivo no estrangeiro nao conheço ninguem que use linux assim de supreendente, na minha universidade fizeram o upgrade do XP para o Win7 e os poucos PC’s que tinham linux passaram para win7.
            A coisa que mais me supreendeu foi a Compal+Sumol, fico bastante satisfeito por saber que as empresas cada vez olham com melhores olhos para Linux.
            Na minha opiniao Linux deveria ser mais divulgado nas escolas, nao estou a dizer que devia ser usado unicamente pois acho que Windows nao deve ser irradicado sendo o mais utilizado no mundo nao podemos viver na “ignorancia”, mas muitas vezes poem-lo lá e nao ensinam ao pessoal a usar-lo… De quê isso serve? So para ganhar frustaçoes e odios a um simples sistema operativo que funciona tao bem como qualquer outro.

          • Marisa Pinto says:

            eheh, :) Sim, a Sumol+Compal também me surpreendeu :P
            Nas escolas, sei que há bastantes escolas onde Linux está implementado, agora também sei que o é como alternativa, sendo Windows a principal opção. Já aqui contei que, numa escola, um aluno disse que o computador tinha virús após se ter deparado com Linux… Mas lá está.. existe, mas é trabalhado? É utilizado? A que nível são abrangidas as formações, alunos, professores, funcionários..?
            Acho que este artigo precisa de um segundo volume :P

  6. Ze says:

    Faltou o exemplo da Radio Popular…

    • Marisa Pinto says:

      Obrigada! Fica para a próxima.
      Acredito que há muitas empresas com Linux, muitas até que nos poderiam surpreender, o problema está na falta de divulgação..

      • Ze says:

        A Radio Popular é um bom exemplo porque serve como Case Study pela forma como a migração para Linux foi feita de forma faseada e com sucesso.

        Também acho curiosas algumas entradas que disponibilizam no FAQ do site (http://www.radiopopular.pt/institucional/servicos/faq.php)

        • Rodrigues says:

          Desde sempre me lembro de ter Linux na Rádio Popular e já lá trabalho há mais de oito anos. É pena que não o adoptem a nível comercial, pressionando os fornecedores a criar um ou outro modelo com esses sistemas operativos já que por vezes há clientes que procuram (compreendo que a procura seja ainda baixa mas a oferta também cria procura).

          • RaCcOn says:

            De referir que mais de 90% dos sistemas na rádio popular acentam em sistemas Linux na maioria debian havendo apenas meia dúzia de servidores em Windows e o pessoal de arcozelo que usa Windows também.
            Bem haja a todos ;)

  7. BacK|TracK says:

    A radiopopular também usa uma distro de linux. Bom artigo ;)

    • higuita says:

      Alias, a radio popular usa linux em muitos sítios, inclusive em desktops… uma frase de um dos principais desta empresa disse uma vez: “Nós agora investimos em matéria cinzenta, não em licenças”

  8. Guilherme de Sousa says:

    Alguns já conhecia, outros não. Bom post Marisa.

    Falta ai o IST, entre muitas outras univs.

    cumps!

  9. Mário César says:

    Sem dúvida que o que mais me surpreendeu foi o Ministério da Justiça. Parece que o lobby da Microsoft está a perder força…

    • falso says:

      É falso. O ministério da justiça é conhecido por ter sido um flagrante caso de falhanço na implementação de software open source. Aquilo desde que saiu de lá o m. valente está novamente com microsoft em força.

      Aquilo foi desastroso.

      • Marisa Pinto says:

        @Falso.. [parece-me seres o único aqui], podias pelo menos mostrar/indicar fontes para basear essa afirmação, uma vez que todas aquelas disponíveis, ou pelo menos as dezenas que consultei, demonstraram o contrário do que referes, e vão de encontro ao que o artigo assente: O Ministério da Justiça utiliza o Linius nos departamentos indicados.

        Cumprimentos.

  10. Glink says:

    o continente usa linux nas caixas, infelizmente no resto dos terminais ta la o windows…

  11. Renato Peixe says:

    Na empresa em que trabalho quase todos os servidores instalados nos clientes são Red Hat Linux. No entanto, a nível dos computadores pessoais dos colaboradores, a utilização é mínima. Creio que falta esse esclarecimento neste artigo. Se a utilização do Linux nas empresas referidas for apenas ao nível dos servidores, não é significativo e estamos na mesma porque há muito tempo que são usados servidores com Linux em Portugal.

    • Marisa Pinto says:

      Claro que é significativo. Se o servidor for Linux, toda a base do teu trabalho será processada através desse sistema.. logo o desempenho da empresa é mais ou menos funcional, e neste caso, empresas com servidores Linux, traduzem-se em empresas com um nível de desempenho superior, para além de outras vantagens supracitadas.
      Talvez o grande problema ainda esteja sim na migração em computadores pessoais, mas aí é problema de mentalidades e de comodismo.. ah e de haverem empresas que não se importam de gastar rios de dinehiro :/ eheh
      Cumprimentos

      • Pedro A. says:

        Bom, no meu caso o meu trabalho é todo processado localmente no meu PC, portanto o servidor ser linux, windows ou outra coisa qualquer é indiferente.
        Em relação aos computadores pessoais, em muitos casos é como dizes, noutros é uma questão de disponibilidade de aplicações. Mais uma vez no meu caso, nunca poderei usar linux, enquanto não existirem as aplicações que necessito em linux.

  12. André M. says:

    Boa tarde,

    Gostei bastante do post, parabéns!

    O local que me surpreendeu mais em usar linux foi o GRUPO PNEUMOBIL por ser a “instituição mais pequena”, digamos assim, comparando com as outras listadas.

    Peço desculpa se estiver errado em relação ao “tamanho” do GRUPO PNEUMOBIL!

    Cumprimentos,
    André M.

    • Luis Pinto says:

      Acho que o linux é a melhor opção para as pequenas e médias empresas visto ter um custo zero na distribuição. Quanto às grandes empresas, que façam o que bem entenderem visto terem maior capital para outros gastos mas, mesmo assim, acho sempre o linux a melhor opção, quer em termos de gastos, suporte ou mesmo estabilidade.

      • int3 says:

        Tem mais capital mas tem mais necessidades. :)
        A própria microsoft, a infra-estrutura (ou infraestrutura) pelo menos metade é Linux. E garanto que os servidores deles de downloads e o proprio http://www.microsoft.com é Linux. Que distro? não sei.
        O IIS não aguenta milhares e milhares de pessoas a acederem ao mesmo tempo, nem mesmo com cluster (Windows AZURE).
        A melhor opção deles foi um cluster Linux a correr NGinx (se não estou em erro).

  13. Pedro A. says:

    Bom, devo dizer que fiquei surpreendido com o Ministério da Justiça.
    A maioria dos casos acaba por implementar o Linux em servidores, e não ao nível dos utilizadores finais.

    • int3 says:

      Sabes quanto custa uma licença do windows server? e do SQLServer ? é que tem valores absurdos, piores que a apple nos computadores. Estou a falar de preços de 15mil euros…. MySQL é free, é da Oracle, e ainda temos MariaDB. ou seja, várias opções livres de escolha e quase tudo gratuito a nível empresarial.

  14. lmx says:

    Boas…
    Parabéns Marisa antes de mais, por tornares publica a utilização de software livre/baixo custo, a ver se as mentalidades mudam… ;)

    Já agor aproveito para deixar também a info de que a Caixa Magica já esta em Silicon Valley nos US, através da loja de venda de aplicações para dispositivos com Android, e já tem imensas aplicações…
    http://www.bazaarandroid.com/

    cmps

  15. CarlosA05 says:

    Radio Popular – Linux Caixa magica

  16. Sérgio says:

    A empresa Rádio Popular Electrodomésticos tb usa o Linux

  17. Mike says:

    O grupo Auchan tb usa linux nos POS automaticos e normais.

  18. Carlos Miguel [CM] says:

    já experimentei o linux e ubuntu feup. para mim são distros desactualizadas e não la grande coisa

  19. Carlos Miguel [CM] says:

    quero eu dizer. o linus linux

  20. Mr_mufy says:

    Boa tarde.

    Cara Marisa mt bom artigo.

    Deixe-me apenas referir uma empresa em Portugal (porto) que desenvolve um sistema operativo em LINUX juntamente com um gestor documental e que o usa diariamente.

    iPortalMais com o SO IPBrick e gestor documental iPortalDoc.

    http://www.ipbrick.com

  21. Grande artigo e grande pesquisa. Os meus parabéns e viva ao Linux.

  22. tMACTX says:

    só tenho a acrescentar a EDP. (principalmente os servidores) pois cada maquina tem Linux e Windows.

  23. bsdfan says:

    Parabéns, acabaram de poupar trabalho aos “crackers”.

  24. Anfanger says:

    Muito bom o artigo. Parabéns!
    Só para que conste, a FCT UNL também usa Linux à largos anos. Todos os computadores do Departamento de Informática estão equipados com este SO.

  25. Pedro Coelho says:

    Muitas empresas privadas portuguesas utilizam Linux como servidor de ficheiros, cópias (NAS) ou servidores web.
    A empresa em que trabalho utiliza:
    – Linux no datacenter;
    – Linux no desenvolvimento das plataformas de E-mail, Blog e Cloud;
    – Mac nos departamentos comercial e de design;
    – Windows nos departamentos administrativo e financeiro;
    – Windows e Linux no desenvolvimento e implementação do ERP.
    Temos clientes com servidores de ficheiros, com servidores Web e servidores de VPN (OpenVPN), tudo em Linux.
    Como o ERP que implementamos é Windows based e apenas usa o MS SQL Server, os servidores de Base de Dados têm que ser Windows, assim como os postos de trabalho.
    No entanto temos aplicações Web que expandem o ERP que estão em servidores Linux e que se ligam ao servidor de base de dados para a comunicação com o ERP.
    Ou seja, como muitas empresas, utilizamos os sistemas operativos que nos servem melhor pelas nossas necessidades e aconselhamos os clientes a fazer o mesmo.

    Cumprimentos.

    • int3 says:

      ficava muito caro fazer imigraçao de uma BD super gigante para MYSQL. É que não é propriamente fácil fazer exportação de uma BD MSSQL para MySQL. :D

  26. Manuel says:

    Na PT é usado o Linux onde? Nos departamentos financeiros e administrativos não é…

  27. Francisco Tomás Silva says:

    No IST usa-se Debian em alguns dos PC’s e a maioria dos alunos utiliza Ubuntu, excepto pelos que usam Mac. Também há uma cadeira leccionada especificamente em OpenSuse…

  28. mane says:

    As escolas portuguesas do PTE receberam 110 000 computadores HP com dual boot (windows e linux caixa mágica). Na minha escola substituí por ubuntu. Qual SO é mais utilizado é outra questão, pode ser que daqui a 2 anos quando as escolas tiverem de pagar as licenças à M§ as coisas mudem, a M§ devia subsidiar as escolas e não cobrar licenças, pois estamos a viciar os futuros utilizadores no seu software.

  29. flavio says:

    na univ de aveiro é possivel escolher no dual-boot entre xp e ubuntu

  30. Bruno Bonito says:

    Boas desde já muitos o parabéns por este excelente artigo!

    Agora tenho uma dúvida: Há cerca de 3/4 semanas adquiriri um novo portátil e instalei o Ubuntu com recurso ao Wubi e dectectei alguns problemas no wireless pois parece que o sinal ficou mais fraco de que no windows! tenho o router numa ponta da casa e quando vou para outra no windows nunca houve problemas mas no Ubuntu o pc desconecta-se e volta a conectar-se várias vezes!

    Existe alguma solução? A minha placa de rede é: “Atheros AR5B95 Wireless Network Adapter”

    Cumpts e desculpem o offtopic

  31. Nuno Ramos says:

    Existe uma distribuição baseada em linux excelente que é utilizada em muitos organismos, Ipbrick.

  32. Jay_OR says:

    Podem adicionar:
    Universidade da Beira Interior – Departamento de Informatica (Polo 6)
    Fedora com ambiente GNOME

    Foto: http://4.bp.blogspot.com/_zPySlcZ9rYo/SrPD_B6W_YI/AAAAAAAAAR4/hdUmttf1C6k/s1600/UBI_-_Polo_Principal01.jpg

  33. João Guimarães says:

    Na FCUP – Facudade de Ciências da Universidade do Porto usam a distro Mandriva 2010.2 de momento também. ;)

    • leader021 says:

      o mandriva está só em servidores, porque nos computadores normais é: uns só com o windows server 2008 r2, outros com windows server 2008 r2 e CentOS 5, e outros só com fedora 17.

  34. Luis says:

    Câmara Municipal de Vale de Cambra

    6 Servidores linux (ubuntu 8.04)
    1 Servidor Unix (Unixware)
    1 Servidor Windows Server 2003

    +/- 100 postos de trabalho linux (kubuntu 10.04)

  35. oNIKE says:

    Em todas as faculdades do IPP tmbm usam linux (mas tambem têm windows)

  36. qwerty33 says:

    A Porto Editora também usa linux na maioría dos servidores, tem quase metade da equipa de TI com desktops em linux e em alguns programadores.
    Infelizmente quem manda prefere pagar à MS e nada faz para expandir para o resto. Pelo contrário, chegam a pagar à MS todas as licenças, até do office, dos desktop que apenas têm linux instalado e a criar regras inúteis que quase obrigam o uso do windows.

  37. Rui says:

    Precisa-se de mais instituições governamentais a adoptar soluções opensource, mas preferem continuar a inchar milhões á MSoft.

    PS: Duvido muito que os pseudo-técnicos informáticos do governo soubessem implementar uma solução do género.

  38. Pedro Pessoa says:

    Dava apoio à festa do avante na loja onde trabalhava e nunca me passou pelas mãos um pc com linux, nem cheira-lo. Devia ser ssó para a festa.

  39. Luis Trindade says:

    Gostaria de dar a minha opinião pessoal sobre este assunto,
    Não querendo entrar em polémicas, cito aqui alguns estudos feitos junto de universidades e escolas secundárias, 2005/10
    Foram questionados alunos sobre a utilização de Linux vs Microsoft nos Pcs pessoais.
    A resposta vencedora por larga maioria foi optarem pelo Windows, porque estavam habituados e era fácil trabalharem com o Office, mas a resposta mais surpreendente foi optarem pelo Windows porque os jogos que eles gostava só corriam no Windows.
    Foram posteriormente realizados alguns estudos de mercado e verificou-se que a grande maioria das pessoas escolhia Windows porque era lá que conseguia jogar os jogos que gostavam.
    Mesmo assim foi feito um estudo dando dois PC iguais um com Windows e outro com Ubuntu em que um técnico tentava instalar alguns dos jogos solicitados em ambos os PCs ficando o Linux claramente a perder mesmo com conversores não era linear que os jogos corressem.

    Penso que este estudo demonstra a realidade que é os utilizadores preferem maioritariamente os PCs para jogar e enquanto não existir uma equidade entre os SOs os utilizadores vão preferir as plataformas Windows.

    • int3 says:

      só li ate aqui: “Foram questionados alunos sobre a utilização de Linux vs Microsoft nos Pcs pessoais.” já estou mesmo a ver o que vem aí. o que vem aposto que é o obvio mas pronto vamos lá ver.
      [eu a ler…]
      “técnico tentava instalar alguns dos jogos solicitados em ambos os PCs ficando o Linux claramente a perder mesmo com conversores não era linear que os jogos corressem.” Estavam à espera de que? Milagres? Se muitos jogos usam DirectX e é uma lib closed source e proprietária não se pode usar em Linux obviamente… god…
      “utilizadores preferem maioritariamente os PCs para jogar” Definição de PC é – Personal Computer – ou seja, computador pessoal e isso não muda se usar mac, windows, ou linux.
      “utilizadores vão preferir as plataformas Windows.” Grande conclusão do estudo.

  40. Cesar Araujo says:

    O INE ainda tem todas as paginas em asp, logo a mudança ainda não foi total.

    • int3 says:

      Errado.
      ———————————–
      rDNS record for 193.192.10.225: ine-lnx04.ine.pt
      Scanned at 2014-04-24 00:25:28 WEST for 13s
      Not shown: 997 filtered ports
      PORT STATE SERVICE VERSION
      80/tcp open http Oracle Application Server 10g httpd 10.1.2.0.2
      ————————————
      Device type: general purpose
      Running: Linux 2.6.X
      OS details: Linux 2.6.9 – 2.6.27
      TCP/IP fingerprint:
      OS:SCAN(V=5.51%D=4/24%OT=80%CT=113%CU=%PV=N%DS=8%DC=T%G=N%TM=53584BF5%P=x86
      OS:_64-redhat-linux-gnu)SEQ(SP=C7%GCD=1%ISR=CF%TI=Z%CI=Z%TS=A)OPS(O1=M5B4ST
      OS:11NW2%O2=M5B4ST11NW2%O3=M5B4NNT11NW2%O4=M5B4ST11NW2%O5=M5B4ST11NW2%O6=M5
      OS:B4ST11)WIN(W1=16A0%W2=16A0%W3=16A0%W4=16A0%W5=16A0%W6=16A0)ECN(R=Y%DF=Y%
      OS:TG=40%W=16D0%O=M5B4NNSNW2%CC=N%Q=)T1(R=Y%DF=Y%TG=40%S=O%A=S+%F=AS%RD=0%Q
      OS:=)T2(R=N)T3(R=N)T4(R=Y%DF=Y%TG=40%W=0%S=A%A=Z%F=R%O=%RD=0%Q=)T5(R=Y%DF=Y
      OS:%TG=40%W=0%S=Z%A=S+%F=AR%O=%RD=0%Q=)T6(R=Y%DF=Y%TG=40%W=0%S=A%A=Z%F=R%O=
      OS:%RD=0%Q=)T7(R=N)U1(R=N)IE(R=N)
      ————————————
      Usam redhat. O serviço HTTP e HTTPS é que suporta ASPX :)

  41. Daniela says:

    tambem falta mencionar a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, o Fedora em Portugal é fornecido pelos servidores da FCUP :) e apesar de na FEUP terem o Ubuntu instalado nos computadores eles praticamente nem usam, só trabalham em Windows

    • Rui says:

      Pois e o melhor é que a FEUP tem ubuntu, mas serve de servidor para os downloads do Linux Mint, juntamente com a u.minho ^^

    • naps says:

      por acaso usamos bastante linux na feup, não sei em que te baseias nessa afirmação mas no meu caso tudo o que é provas de avaliação é obrigatório o uso de linux.

      como é obvio em ambiente de aula muitos dos programas necessários não existem para linux.

      para uso pessoal e fora de aulas a maior parte das pessoas escolhe windows 7 ao fazer boot, no entanto às vezes quando são coisas rápidas e simples, alguns (eu inclusive), usam linux

  42. David Salgueiro says:

    Toda a estrutura da Universidade de Évora também assenta em linux.

  43. A camara municipal de Portel tmb usa linux :)

  44. int3 says:

    M$ boy’s nem velos aqui :D butthurt lalala

  45. Alexandre Badalo says:

    Para que gastarem um balurdio visto que so devem usar do computador um programa adequado á area!?! Usam Linux!

  46. Miguel says:

    Fico feliz em ver aqui o Ubuntu FEUP com o qual tenho colaborado com alguns scripts. Fica também a dica histórica do primeiro e único cibercafé totalmente em Linux http://www.linuxkafe.com infelizmente agora sem portas abertas. Mas quem sabe um dia num novo conceito :)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>