FreeBSD 9.0 Beta 2 – Um sistema Operativo Poderoso

O FreeBSD é considerado por muitos como sendo um dos melhores sistemas operativos até à data. O Projecto FreeBSD é um dos mais antigos e bem sucedidos projectos a nível de sistemas operativos,certamente para confiabilidade, robustez e desempenho do sistema operativo.

Ken Smith, membro da equipa de desenvolvimento do projecto FreeBSD, anunciou recentemente a disponibilização do FreeBSD 9.0 Beta 2.

freebsd_01

 

O FreeBSD é um sistema operativo livre, do tipo Unix, descendente do BSD desenvolvido pela Universidade de Berkeley. Tal como o Linux, Windows ou MacOS, é multi-utilizador e multi-tarefas, permitindo a execução das mais variadas aplicações.

O seu elevado desempenho e estabilidade fez com que tenha sido escolhido por algumas das mais prestigiadas companhias que fornecem serviços na Internet.

freebsd_00

Está disponível para as plataformas as plataformas Intel x86, DEC Alpha, Sparc, PowerPC e PC-98 assim como para as arquitecturas baseadas em processadores de 64bits IA-64 e AMD64. O FreeBSD 9.0 Beta 2 chega  com cerca de 1 mês de atraso e desta forma não há novidades relativamente à data para a disponibilização da versão final.

Verifique aqui as novidades do FreeBSD 9.0 Beta 2.

Algum dos nossos leitores já experimentou o FreeBSD?

Licença: BSD
Download: FreeBSD-9.0-BETA2 i386 (498MB, SHA256)
Download: FreeBSD-9.0-BETA2 amd64 (607MB, SHA256)
Homepage: FreeBSD





  •   
  •   
  •  
  • Pin It  
  • Imprima este artigo
  • Post2PDF


75 Comentários

  1. O gitbrew lancou isto para a ps3 a pouco tempo

  2. Bom sistema operativo.. :)

    A não esquecer que serve de base a muito bons sistemas operativos da actualidade.. :D

    • Inclusive o o núcleo do Mac OS X é quase todo baseado FreeBSD.

      • Correcção: Mac OS X teve como base o BSD, de onde vêm também outras distribuições como o FreeBSD ou o PCBSD.

        • Meu amigo sua correção não corresponde com a realidade. O núcleo do MacOS realmente é quase todo Freebsd.

          A Apple é muito esperta, pois a licença bsd prevê possa se criar software comerciais a partir de softwares livres. Ou seja, a liberdade de uso no caso dos aplicativos sob a licença Bsd é bem maior que os aplicativos sob a licença Gnu.
          Ninguém cria um sistema operacional do dia pra noite.

          Ex: O Android não é um sistema operacional, e sim uma plataforma que roda sobre o núcleo do Linux. Vejam que o Android pode ser baixado gratuitamente apesar da Google ganhar muito dinheiro com ele.

          É isso mesmo, todo mundo tira uma casquinha do software livre. E digo mais, a tecnologia dos dias de hoje não chegaria a esse patamar se não fosse as maravilhas de grandes desenvolvedores opensource, bsd e etc…

          Html, apache, perl, phyton, c++ e etc…

  3. Drivers wireless, é pa esquecer, pelo menos na versao que tenho do desktop.

  4. Pra quem não sabe, a base do Mac OS X é o FreeBSD.

  5. Ja para nao falar no suporte para o GPU da Ps3 lançado a dias atras, realmente um dos melhores distros de linux que existe.

  6. Já teenho estado para experimentar, infelizmente desisti á primeira quando não consegui ligar-me à web.

  7. eu nao consigo usar esse sistema operativo porque da erro de boot

  8. Eh… Se calhar convinha estar mais bem explicado que a versão de 64 bits para os processadores Intel até ao Xeon é a amd64. A versão IA-64 é para os processadores Itanium.

  9. Olá , só quero corrigir este post , é que o FreeBSD não usa a licença GNU , os BSD usam licença BSD neste caso http://www.freebsd.org/copyright/freebsd-license.html

  10. boas comunidade… alguem me sabe dizer se isto corre com algum programa tipo “mint4win -> mint linux” ou tem de se instalado de raiz! já experimentei o ubuntu e o mint nesse sistema… se este não tive, existe mais alguma distribuição de linux a correr dessa maneira? obgd

  11. Acho piada que é tudo muito bom e gasoil para trabalhar com este SO? Uma boa aplicação tem de ser compativel com muitas outras e não é este o caso.

  12. O MELHOR SISTEMA OPERATIVO ATÉ À DATA?????

    ESSA AFIRMAÇÃO SÓ PODE SER PRA RIR, NÃO TEM JUSTIFICAÇÃO NENHUMA DIZER ISSO… O QUE VALE É QUE NUNCA PASSARÁ DA COTA DE 0,5% EM TODO O MUNDO…

    • E quem disse que era o melhor? Um dos melhores e mais estáveis é sem duvida!

    • Quota de mercado não é sinónimo de qualidade. Principalmente se essa cota se basear em desktops quando o SO é orientado para servidores. E aí, no seu habitat natural, este SO é rei e senhor. Dá um pouco de trabalho e umas dores de cabeça pôr a funcionar, mas depois é como conduzir um F1 na melhor auto-estrada do mundo.

    • Quando o pretendido são aplicações de Networking, sim, é verdade, é o melhor SO com a melhor, mais completa e mais eficiente stack TCP/IP. É o SO de eleição para servidores de networking/routing.

      Estou neste momento a dissertar sobre Mecanismos de QoS em IPv6 e posso-te dizer por experiência própria que apenas SO’s baseados em BSD têm suporte completo (incluindo API) aos campos Traffic Class e Flow Label (ainda de uso apenas experimental) do IPv6.

      Não é certamente um SO para o utilizador comum, mas na área de redes, essa afirmação está correcta. Se calhar houve algum abuso na abrangência…

  13. Devia ser explicado que este tipo de sistemas operativos não são para ser usados propriamente por computadores de desktop. Mas sim por servidores que necessitam de estar 24/7 sempre on… Daí a necessidade de ser estável e nao como o Windows :D

  14. À miudagem que conheceu agora o Linux ————————:

    1º Quando ouvirem falar em FreeBSD ponham-se em sentido. Ainda o Linus usava fraldas e já o FreeBSD corria em tudo o que era servidor por essa internet fora. A internet deve-lhe muito! Portanto respect! O Linux não é o inicio de coisa nenhuma e sinceramente tem poucas coisas que o FreeBSD não faça, quase sempre de forma melhor.

    2º O FreeBSD não é, nem nunca pretendeu ser, um SO voltado para o desktop. Será sempre um sistema operativo voltado para servidores ou dispositivos de rede. Portanto nao adianta queixarem-se que este ou aquele driver não funciona, que este ou aquele jogo nao funciona, nao faz sentido.

    3. FreeBSD é sinonimo de qualidade, o código é limpo, maduro, old School. Administro várias maquinas quer com FreeBSD quer com Linux. E dependendo do que preciso implementar, a minha preferencia recai ainda hoje, quase sempre em FreeBSD. Aliás, grande parte do que hoje chamam Linux, não passa de lixo ou cópias de cópias do tão honroso Debian.

    • De forma geral concordo contigo.
      Nunca usei muito BSD, pois para desktop acho que o Linux serve-me melhor. Mas a nível de servidores tudo indica que é o rei da qualidade.

      este ranking do netcraft aponta nesse sentido:
      http://news.netcraft.com/archives/2011/09/05/most-reliable-hosting-company-sites-in-august-2011.html

    • Boas…
      Em traços gerais concordo contigo, mas de não esquecer que o linux tem percorrido um longo caminho e tem sido a toda a velocidade para apanhar o barco.
      Hoje em dia escolher entre BSD e Linux já não é pela escolha de estabilidade. pois o linux já esta muito estável, terá que ser por algo mais…
      Concordo em relação ao código sem duvida que o código em BSD está muito mais limpo que no kernel linux, o que é normal, linux suporta tudo e mais alguma coisa e com ritmos de desenvolvimento malucos…coisa onde o BSD joga a defesa e fá-lo bem.
      Também eu sou um adepto de Debian, mas nos dias de hoje…é como disse qualquer boa variante se porta muito bem como servidor.
      Não tem que ser mesmo Debian, porque sempre foi assim, hoje já podemos escolher outras coisas e sabemos que vai correr bem!
      Embora prefira Debian a variantes que por ai andem…o SO desenvolveu-se muito e tornou-se quase banal, já se tem uma estabilidade muito grande atualmente.O SO quase que passou a ser secundário, obviamente que num servidor fazem-se escolhas racionais, como é óbvio.
      cmps

    • Ou seja, o FreeBSD é inútil ao comum dos mortais. Mas ainda não morreu como as chiclas Gorila

    • “1º Ainda o Linus usava fraldas e já o FreeBSD corria em tudo o que era servidor por essa internet fora.”

      A primeira versao saiu em Novembro de 1993. Nessa altura o Linux Kernel ja’ estava funcional com o GNU e o X. Nao sei qual era a quota dos dois, mas duvido que o Linus ainda usava fraldas.

      “3. FreeBSD é sinonimo de qualidade, o código é limpo, maduro, old School.”

      Existe diferenca na quantidade de codigo que entra no FreeBSD e no Linux Kernel. O estilo de escrita do codigo tambem difere. No entanto, ambos teem a mesma qualidade!

      Fiquem Bem!

      • Mais uma vez revê os teus comentários! Desta forma, se nota o quão linux user tu és! Não estás habituado. Lé o código, vé por ti! Não pelo que lés por outros linux users! O FreeBSD desce directamente de um dos BSDs.

        “During a sabbatical in the mid-1970s, Ken Thompson introduced UNIX to the University of California at Berkeley. By 1978, the students at Berkeley had begun cutting custom Unix releases. Throughout the 1980s, Berkeley handled a Department of Defense contract to incorporate TCP/IP into BSD and produce a standard operating system for Defense Department computers. With the release of the 4.3BSD and Berkeley Networking Release 2 tapes (commonly called, “Net/2″), Berkeley had nearly created a complete operating system free of AT&T code.

        William Jolitz began porting BSD to the 386, writing a series of articles in the process for Dr. Dobb’s journal. Simply enough, he called his software “386BSD.” By 1993, though, Jolitz had decided to halt work on an improved versions of 386BSD. This is the birth of modern BSDs.”

        E sim existe diferenças a nível de código o do BSD têm de ser aprovado pelos commiters! Daí muitos programadores (que não são ainda commiters, necessitas de alguns commits para pertenceres nomeadamente 5), terem o hábito de dizer ainda não está pronto para prime time! :D

        • “Desta forma, se nota o quão linux user tu és!”

          ROFL! Para que nao tenhas duvidas, ate’ ja’ o admiti noutros post, eu sou um “fan” do FreeBSD, nao so’ pelo Sistema Operativo mas como a sua comunidade e filosofia. No entanto, nao o defendo cegamente!

          “E sim existe diferenças a nível de código o do BSD têm de ser aprovado pelos commiters!”

          E no Linux tambem! Alem de que tem que ser aceite pelo Linus Torvalds que considera todos os programadores como sendo “idiotas”. Se ele nao considerar algum codigo como bom, ele nao deixa passar, independentemente de quem o escreveu.

          Muita das vezes, a qualidade do codigo e’ relativo aos gostos do(s) programador(es).

          Fiquem Bem!

          • Não parece que sejas assim tão fan como isso! A qualidade do código não é só uma questão de gosto, é sim robustez, comments aonde são necessários, legibilidade, facilidade de interpretação, etc.

            No caso de tudo ter de passar pelo linus. Sim é verdade,dai os linux users serem uma cambada de monkeis (e sim ta mal escrito)! Um diz os outros obedecem!
            No entanto, é tb a sua maior falha, alguem se lembra dos drivers da atheros! :D

          • “Não parece que sejas assim tão fan como isso!”

            Sou FAN, nao FANBOY! Um FAN de um Sistema Operativo nao denegride os que usem/prefirem outro(s) sistema(s). Nao comparam vantagens no seu sistema preferido com as desvantagem no dos outros. E principalmente, respeitam opinioes/gostos/preferencias!

            Sinceramente nao gosto de fanboys, sejam em Windows, Linux ou FreeBSD!

            “A qualidade do código não é só uma questão de gosto, é sim robustez, comments aonde são necessários, legibilidade, facilidade de interpretação, etc”

            E isso nao existe no codigo do Linux Kernel? Enfim…

            “Sim é verdade,dai os linux users serem uma cambada de monkeis”

            Qual e’ o objectivo de insultares quem usa/desenvolve o Linux? Criar guerrinhas?

            Fiquem Bem!

  15. Exactamente , bem dito , o problema é que para o usar tem de se compilar quase tudo ,mas de facto é muito estável .

    Cumprimentos

    SERVA

    • Sim é um processo moroso e totalmente averso a utilizadores comuns. Mas por outro lado ao compilar na própria máquina onde irá correr, se o pacote estiver bem concebido, terás uma aplicação optimizada para a tua máquina. Num ambiente de servidores onde se “instala uma vez, corre-se para sempre” já vale bem o investimento inicial. Claro que por vezes há actualizações e manutenções, mas não é isso que vai por em causa o método de instalação.

    • O sistema de ports utilizado em BSD é muito bom porque a compilação do código fonte é optimizada à máquina onde é instalado. Tem a desvantagem que se tratar de algum software de maior dimensão, o tempo de compilação pode ser bastante demorado. Compliar o Gnome2 e as respectivas dependências, por exemplo… upa upa.

      No entanto, também podem usar os packages, análogos aos RPM da RedHat ou o sistema Aptitude do Ubuntu, pré-compilados e de rápida instalação.

  16. Só um reparo! Apesar de usar muitas apps licenciadas com a GNU GPL, a licença principal desse SO é a licença BSD.

    Se assim não fosse muitos sistemas, como o MacOS, estariam em clara violação, pois a BSD permite incorporação de código sob essa licença em aplicações proprietárias, a GNU GPL não.

    Julgo que o mais correcto seria apresentar a licença como “BSD e outras Open Source”.

  17. Leio muitos comentários em que users dizem ter encontrado problemas com o SO em questão. “Epá”, o FreeBSD NÃO É(!) de maneira nenhuma uma espécie de distro linux para a malta andar a brincar. Primeiro nem sequer é Linux. Segundo, foi concebido com um propósito muito bem definido, que não é certamente o de Desktop. Mas pronto, querem experimentar, força nisso. Agora não se queixem do facto de encontrarem obstáculos.

  18. Boas pessoal,,

    Sou novo nisto e gostava de experimentar numa maquina virtual..
    Estou a usar o virtual box.. alguém me pode dar uma ajuda de como instalar o freeBSD9 numa MV??

    Abraço,

  19. Boas. Eu uso FreeBSD à alguns anos e já usei como desktop tendo as implicações que tenha. Nunca senti falta de muita coisa que o FreeBSD nao tivesse. Uma preocupação que tenho é quando compro ou estou para comprar alguma peça para alguma máquina vejo se a mesma é suportada no FreeBSD. A questão do WIFI, controladoras raid e companhia não me parece problema. Digo isto porque o FreeBSD se for enterprise level hardware ele suporta :P O que nao suporta realmente é hardware exotico ou chips baratuchos aí feitos à pressao pelo simples facto de os developers não perderem tempo e linhas de codigo para algo que ja vai nascer morto.
    Agora já existe Nvidia drivers para x64, e isso sim foi uma grande conquista da comunidade…pena a ATI nao seguir o mesmo exemplo. O FreeBSD pode oferecer tudo o que o Linux oferece, se calhar mais até porque é um puro sangue. O FreeBSD é um Unix mesmo. Podem usar para o que quiserem. Software entao nao falta sendo compilado por voces ou em binarios. Existem mais de 20K de pacotes prontos.
    Para mim pessoalmente o FreeBSD ganha outra dimensão pelo facto de à anos usar tecnologia de virtualização com as famosas “jails”, e com o fantastico port da Packet Filter Firewall do OpenBSD para FreeBSD.
    Se a isto somarmos o port de ZFS do OpenSolaris, tem aqui uma receita de fazer inveja, seja para segurança, virtualização, ou storage.
    Usem-no como usarem, façam-me é um favor, usem e aprendam que ele tem mesmo muito para vos ensinar.
    So um pequeno detalhe: O Mac OSX não é baseado em FreeBSD, tem é certas partes do FreeBSD mas mais a nível da stack de network. Firewall (IPF e IPFW) incluídas. Mas também encontram as chamadas ao kernel mt à la FreeBSD sim, como por exemplo os Securelevels. Ora testem lá aí nos vossos macs o comandos sysctl kern.securelevel (que é como quem diz: Controlo de sistema mostra-me o nivel de segurança em que tenho o kernel).
    Cumprimentos e Larguras

  20. Uns pequenos reparos!
    Embora o sistema não seja desenvolvido com o foco para Desktop, ele pode ser usado como tal, mas lá está neste campo, existe algum trabalho por parte do utilizador nomeadamente em baixar o Xorg o ambiente de desktop que preferir, instalar e configurar, neste passo quero fazer um reparo! Muitos de vos dizem que tem de se compilar, a verdade é que o servidor do BSD passa a vida a recompilar aplicações nomeadamente para, o pessoal que não queira perder tempo simplesmente fazer um pkg_add -r nome_aplicação. É claro que muito se tem a ganhar em compilar, nomeadamente porque o software adapta-se à vossa maquina. Para aqueles que querem uma versão Desktop sem trabalho, existe um trabalho na área desenvolvido por um dos programadores (Kris Moore) de longa data do FreeBSD, sendo que a página pode ser encontrada aqui http://www.pcbsd.org . Relativamente ao sistema ser Linux, não é simplesmente é completamente diferente! O BSD é um sistema operativo completo, top to bottom, já o linux é apenas uma kernel! No BSD tudo segue o mesmo layout! Por exemplo o ficheiro de configuração do xorg vai para /etc/X11/xorg.conf ou usr/local/etc/X11/xorg.conf já o mesmo não se pode dizer das distribuições de linux onde cada uma põe onde quer! Então eu passo a explicar! FreeBSD é apenas para pessoal que quer manter organização em tudo, e não ter de se preocupar se é FreeBSD se é PCBSD se é DesktopBSD se é seja o que for, é sempre no mesmo local! Linux é para miúdos! De referir a eterna frase do linus se o BSD não tivesse tido problemas de justiça eu provavelmente não teria construído o linux! :D
    Outra coisa, sabem aquelas coisas que existem agora no windows, linuxes, macs e androids que se chamam repositorios de software, pois é, isso é old muito old nada de novo, e se o credito fosse devido tinham-lhe dado o nome de ports! Para mais informações -> http://www.freebsd.org/doc/handbook/

    • Concordo, mas para mim o grande potencial deste sistema sao as jails que da muito geito…. Mas seja para desktop ou server é muito bom…

    • No caso do FreeBSD, todas as aplicacoes/utilitarios ou servicos/deamon que nao fazem parte do Sistema Operativo vao para a directoria /usr/local/{…}

      “No BSD tudo segue o mesmo layout!”

      O FreeBSD coloca alguns ficheiros em locais ou com nomes diferentes do NetBSD, e isto acontece mesmo com codigo/configuracoes que e’ partilhado entre ambos.

      No caso do PC-BSD, eles nao alteram (practicamente) nada do que faz parte do FreeBSD, para que os que estejam habituados ao FreeBSD se sintam em casa e para que o PC-BSD, mesmo sendo direccionado para Desktop, nao perca as capacidades de servidor do FreeBSD.

      Nos outros BSD, e’ muito provavel existirem mais diferencas devido a terem outros objectivos, tal como acontece com as distribuicoes em Linux.

      Fiquem Bem!

      • Acho que deves dar uma vista de olhos, no que acabaste de dizer. Não deves utilizar BSD à muito tempo, e se usas é apenas como utilizador não estando habituado ao código dele! Deste modo te redirecciono para um link

        http://www.freebsdworld.gr/freebsd/bsd-family-tree.html

        que descreve as diferenças a nível de BSD’s, assim como o porquê delas. E acredita em mim que quando digo que o layout é bastante, mas mesmo bastante similar, é porque sei do que falo. Dou-te o exemplo do driver de CDMA ao qual demorei cerca de 5 minutos a fazer port do NetBSD. Relativamente ao PCBSD, lê melhor porque estas out of the loop. O PCBSD é o FreeBSD com um conjunto de scripts de configuração e utilitários para facilitar a tarefa do utilizador! Neste aspecto, diz-me qual o interesse de alterar o layout do FreeBSD, mais o que é que eles ganham com isso. A resposta é nada. O PCBSD baseia-se no FreeBSD simplesmente porque o fundador Kris Moore foi commiter deste durante muitos anos. De tal forma que o conhece das pontas dos dedos dos pés até aos cabelos.

        Agora que já deves ter lido o link, que achas de todos terem vindo do FreeBSD. Serão as diferenças a nivel de um utilizador linux tão grandes! Não me parece! As diferenças nascem apenas dos diferentes objectivos, mas a capacidade de partilhar código, é incrível, e rápida. Daí não serem muito diferentes a nível de layout.

  21. Calma, pessoal. O FreeBSD não foi desenvolvido a pensar em seres humanos. Ele destina-se ao uso de extra-terrestres com conhecimentos muito mais avançados do que a humanidade possui actualmente. Por isso, como disse ali ao Bezainas, muito respeitinho! O Sistema Operativo pode não ser compatível com nada, não ter a net a funcionar, não trazer drivers, jogos ou programas que vos façam falta… mas o facto que ele é, indiscutivelmente, o melhor. The Best! Isto porque, repito, ele não foi feito para vocês, seres humanos imperfeitos. Ele foi desenhado, criado e desenvolvido para fazer cenas. Cenas que vocês não compreendem. Pelo que, parem de dizer mal do FreeBSD, seus hereges.

  22. alguem pode me dizer o tipo de organização do sistema(micro kernel,camadas,etc. do frebsd

  23. acho que nao vale a pena estar a mudar de linux para freebsd, eu uso o slackware com memoria encriptada e disco e penso ser o suficiente a nivel de segurança

  24. Provavelmente 99% dos que aqui opinaram nem nunca instalaram FreeBSD, e de Linux a unica coisa que sabem é colocar o cd do Ubuntu no prato. Mas à boa maneira tuga acham que podem opinar sobre tudo.
    Oh Armandinho..quando dizes coisas como “Trazer drivers? Jogos?? Não ter a net a funcionar?” Mais vale estares calado, do que dizeres asneiras. Vai para a faculdade aprender umas coisas, ou pede que te ensinem, não queiras é andar de Ferrari quando só tens conhecimentos para andar de Mini.

    • “Like”

      Eu já instalei o FreeBSD e nunca tive problemas quanto a internet e mesmo nas drivers que não ficaram a funcionar “De raiz” por assim dizer, sempre consegui solução.

      Se realmente gostam de avaliar sistemas operativos certifiquem-se que os testam mesmo, não basta fazer copy paste dos comentários dos outros.

      Eu por outro lado prefiro ver para querer… seja MS, linux ou Unix… Ainda agora estou a testar o Windows 8 para poder falar bem ou mal com experiência.

      [Off topic] Já agora Bezainas, vejo que BSD não é novo para ti… NetBSD já experimentaste? Tenho usado para server, mas estou numa de ver se seria uma solução “light-desktop” interessante…

Deixe o seu comentário

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.