Chegou a hora de instalar o LibreOffice 4.0

Uma das melhores suites de produtividade gratuitas

O Libreoffice é um dos  melhores  softwares de produtividade Open Source que advém do código fonte do OpenOffice.  A Document Foundation anunciou, no inicio do mês o LibreOffice 4.0 que  reflecte os objetivos “imaginados” pela comunidade desde o aparecimento do Libreoffice  , em Setembro de 2010: uma base de código mais limpa e um conjunto melhorado de recursos, melhor interoperabilidade e um ecossistema mais diverso e abrangente.

Para quem pretender instalar facilmente o LibreOffice 4.0 no Ubuntu 13.04, 12.10 e 12.04 e derivados, basta que sigam os próximos passos.

libre_03

Como é publico, o LibreOffice 4.0 traz um conjunto de interessantes novidades que incluem uma melhor integração com o Unity, opção para usar o Firefox Personas, melhor interoperabilidade com documentos DOCX e RFT, uma nova aplicação: LibreOffice Impress Remote Android e muito muito mais. Podem ver tudo aqui, incluindo um vídeo criado pelo nosso leitor Carlos Carvalho.

O LibreOffice pode ser instalado de várias formas, mas hoje ensinamos como podem facilmente instalar via PPA. Além disso, esta versão traz já um conjunto de tweak para tiram partido das características do Ubuntu.

Para instalar o LibreOffice 4.0 basta que abra o terminal e insira os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:libreoffice/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get dist-upgrade

O processo de instalação/actualização demora cerca de 10 minutos. Após a instalação basta ir a Dash e executar um dos componentes do LibreOffice:

  • LibreOffice Impress
  • LibreOffice Calc
  • LibreOffice Writer
  • LibreOffice Draw

libre_01

 

LibreOffice Impress

O LibreOffice Impress é semelhante ao Powerpoint, permitindo a criação de apresentações.

libre_02

 

Math

O Math (fórmula) tal como o nome indica serve para escrever fórmulas, equações ou inequações de diversas áreas tal como: matemática, física, química, etc.

Ao contrário do Microsoft Office, no LibreOffice o editor de equações tem aplicação própria, o que traz como vantagem principal a exportação das fórmulas produzidas em mml (para páginas Web).

libre_06

 

Draw

Tal como o nome indica o programa Draw serve para fazer desenhos, neste caso vectoriais. Mas faz muito mais que isso – veja aqui

libre_04

LibreOffice Calc

Idêntico ao Microsoft Excel, aqui podemos fazer tudo o que é calculo, estatística, gráficos, etc etc.

libre_05

LibreOffice Writer

O Writer é ao estilo do popular Microsoft Word. Com ele podemos produzir os mais diversos documentos, tendo ao dispor um conjunto de funcionalidades que permitem dar um estilo profissional a todos os conteúdos.

libre_07

LibreOffice 4.0: Novos recursos

O LibreOffice 4.0 oferece muitas novas características, das quais se destacam

  • Integração com conteúdo e sistemas de gestão de documentos – incluindo o Alfresco, IBM FileNet P8, Microsoft Sharepoint 2010, Nuxeo, OpenText, SAP NetWeaver Cloud Service e outros – através do padrão CMIS
  • Uma melhor interoperabilidade com DOCX e documentos RTF, graças a várias melhorias e novas funcionalidades, como a possibilidade de importação de anotações “à mão” e anexar comentários para intervalos de texto.
  • Possibilidade de importar documentos do Microsoft Publisher, e melhoria adicional de filtros de importação do Visio com a adição da versão 2013 (recém-anunciada).
  • Outras melhorias incrementais na interface, incluindo a integração com temas do Firefox (chamados de Personas), para dar uma aparência personalizada ao LibreOffice.
  • Nova técnica de programação para as caixas de diálogo, facilitando redimensionar e ocultar elementos, e reduzindo a complexidade do código. Servirá também como base para a inovação da interface do utilizador.
  • Cabeçalhos e rodapés diferentes na primeira página de um documento do Writer, sem a necessidade de um estilo de página em separado.
  • Muitas melhorias de desempenho no Calc, além de novas funcionalidades, tais como exportação de gráficos como imagens (JPG e PNG) e novas funções de planilhas, conforme as especificações do ODF OpenFormula.
  • Primeira versão do controle remoto de uma apresentação do Impress feita por telefones Android. Por enquanto somente disponível para versões Linux das principais distribuições (a segunda versão virá em breve para todas as plataformas: Windows, MacOS X e todas as distribuições Linux e pacotes binários)
  • Melhorias significativas de desempenho, ao abrir e salvar vários tipos de documentos, folhas de cáclculo XLSX e ficheiros RTF.
  • Melhorias no modo de contribuição ao código graças ao Gerrit: Um sistema de revisão de código baseado na Web que facilita o uso do sistema de controle de versão chamado Git, para controle de projetos (embora este sistema não seja específico do LibreOffice 4.0, ele foi introduzido na fase de produção, antes do ramo 4.0).

O Libreoffice é sem duvida uma das melhores suites de produtividade. Num período de crise financeira, o Libreoffice pode ajudar as empresas a poupar uns trocos já que é gratuito e oferece a grande parte das funcionalidades de outras suites. Para quem nunca experimentou, aqui está uma boa oportunidade.
Licença: LGPLv3
Sistemas Operativos: Windows/Mac/Linux
Download: Escolha aqui o seu sistemas operativo
Homepage: LibreOffice





  •   
  •   
  •  
  • Pin It  
  • Imprima este artigo
  • Post2PDF


44 Comentários

  1. Já está instalado !
    Para quem não tem uma necessidade imperativa de usar o MS Office, recomendo fortemente.
    Não há necessidade de ter uma verão pirata do MS Office ou então pagar 70 ou 80 euros …

    • Alguém Interessado

      Comprei há um mês Office para Mac…não paguei 70-80 euros…paguei 12 euros.

      Word + Excel + Powerpoint + Outlook (+ extras)

      Apenas para dizer.

    • O Office 365 Home Premium custa €99/ano, ou €9,99/mês.

      Mas:

      -Permite usar as versões mais recentes das aplicações do Office em até 5 dispositivos (Windows, Windows RT ou OS X, tanto faz).

      -Inclui o Outlook, que não tem nada parecido no LibreOffice

      -Inclui mais 20GB de armazenamento no SkyDrive para além do que já se tem (7GB para contas novas, 25GB para contas antigas).

      -Inclui o “Office On Demand”, que permite usar as aplicações do Office em qualquer PC Windows com acesso à Internet, mesmo no do vizinho.

      -Inclui 60 minutos de chamadas Skype por mês.

      Não é assim tão caro. Na verdade, se se usar as chamadas do Skype e o espaço extra do SkyDrive, é uma pechincha (uma conta premium do Skype custa €6,99+IVA)

      • Usamos o Libreoffice na empresa, poupamos + do que €99/ano

        Mas:
        - Usamos em qualquer dispositivo que permita.

        - Usamos o gmail.com

        - Usamos o dropbox para os documentos da empresa.
        Tem espaço suficiente o pacote gratuito para armazenar as centenas de documentos que temos.

        - Usamos em qualquer computador que tenha acesso a internet.

        - Não usamos skype

        • O que serve para uns não serve para outros, e vice-versa. :)

          E há quem ache que valha a pena pagar para ter um produto muito melhor não só em funcionalidade (nada chega perto do Excel…) e com muito melhor sincronização na “nuvem”.

          Mas o que eu queria dizer é que pelo preço do Office 365 não se está a comprar nem só o Office para um PC, nem sequer só o Office em si.

        • E se usa o gmail, sugiro-lhe a usar também o Google Drive que tem mais capacidade de armazenamento gratuito que o Dropbox.

      • Por acaso tenho problemas de compatibilidade de docx e já pensei adquirir este office, este office funciona no Ubuntu? É 100% na web? ou tens de instalar alguma coisa no proprio PC?

      • Sao produtos diferentes com focos diferentes.

    • Tenho Win8 e já tenho LibreOffice 4.0 instalado desde que saiu. Bem dizes, melhor ter esse do que ter ms office pirata que ainda por cima este ano vem com integração da conta ms.

  2. Pena não ter chegado uma semaninha mais cedo…
    De qualquer forma obrigado e Parabéns! ;)

  3. O Ubuntu 13.04 já não vem “de origem” com o LO 4?

  4. Este LibreOffice está competitivo face ao mais recente MS Office?? começo a ficar farto de tentar dar voltar á lá pala no olho para ter as versões mais recentes do MSOffice e depois dar problemas pk sei lá o quê BAAAHH … para o uso que dou em ferramentas desta gama prefiro ter uma ferramenta open-source e com qualidade :)

  5. Uma dúvida para quem não é da área da informática: Imaginem que instalo este programa, crio documentos e envio por Email…quem tem o Microsoft Office pode visualizar estes documentos e alterar? E ao contrário? Posso receber documentos criados pelo Microsoft Office e visualizá-los e alterar com este programa?

    obrigado desde já pelo esclarecimento

    • Poder pode, no entanto é mais provável ocorrerem erros de formatação (espaçamentos incorrectos, fontes alteradas, tamanhos diferentes etc.).

    • A resposta é podes perfeitamente, primeiro porque o office (salvo erro desde o 2007) consegue abrir os ficheiros no formato nativo do Libreoffice, pelo outro lado no Libreoffice podes sempre gravar o ficheiro no format doc, que é um dos formatos por defeito do office da Microsoft.

      O único problema que poderás ter é um ou outro desalinhamento, mas para documentos simples safa bastante bem.

      • O suporte de M$Office aos ficheiros de LibreOffice é Horrível de propósito. O melhor mesmo é gravar em docx e o resto da treta x para “eles” o poderem ver com formatações.

    • Sim, pode visualizar e alterar. Penso que a partir do MSO 2007 já é possível editar formatos do LO. No MSO 2010 é de certeza.
      De qualquer maneira, podes sempre gravar em formato do MSO.

      Podes receber e editar do MSO, inclusive gravados em .docx. Essa funcionalidade é nativa desde o OpenOffice 3.

    • Para além de tudo o que já disseram tens outra excelente vantagem: podes gravar facilmente como pdf, caso o destinatário não necessite de editar, e aí morre qualquer problema de formatação.

    • Em documentos de texto não se nota muito, mas se fores abrir um calc no excel pode haver uma ou outra formula incompatível. De resto está tudo ok.

  6. há quantos anos não é modificado o UI disto? os olhos também comem. è bom ter estas solucoes mas para quem ja usa office ha bastante tempo trocar para algo cujo UI é tão pouco apelativo e/ou ter que “perder tempo” à procura de determinadas opcoes que no office estao à distancia de um click a vontade de mudar acaba por ser zero… podia ser a versao 1000, ou 3000 cheia de coisinhas boas que se o aspecto for sempre o mesmo para o comum dos mortais é a mesma coisa… ja era tempo de mudar, honestamente… mas acho que existe alguma casmurrice em querer fazer algo semelhante ao ribbon.

    • pois é a tua opinião…

      eu se tivesse o ribbon não o queria…são opiniões…

      cmps

    • Opinião desastroza!!!

      Pelo que entendo, para ti basta uma rapariga ser bonita e ter estilo para gostares dela. Pode ter uma cabeça oca, fazer-te gastar dinheiro em vão…mas é bonita e para ti basta. Pelos vistos, bastava fazerem um “penteado” novo ao LibreOffice e passavas a gostar dele. Dah…não é assim que se avaliam aplicações de informatica…nem mulheres!

      Cumps,
      Paulo Carvalho

      • Ergonomia… Conheces o conceito? Nao é questão de beleza mas sim ergonomia. Sao opiniões. E em momento algum disse que o libreoffice é mau. Coloca um conjunto de funcionários que utilizou sempre office e acompanhou as mudanças de ui do mesmo a usar libreoffice e observa a curva de aprendizagem, tudo derivado ao ui. Nao estou a dizer nem nunca disse que o software é mau… Ate porque o uso. Agora com um look a office 97… Estamos no séc 21 e as questões de usabilidade sao primordiais. Esse teu comentário da beleza é um falso moralismo. Por acaso usas lynx para navegar na web? Creio que nao. Funciona na mesma mas nao é a mesma coisa ou é?

        • Concordo com você… O LO é sensacional e suas funcionalidades estão de parabéns, porém… o povão prefere novidades visuais que novidades internas, infelizmente.

          É preciso investir na perfumaria também se há objetivo de angariar novos usuários. Eu mesmo já desisti de implantar o LO aqui no trabalho por ainda ter essa interface dos anos 90, sou até motivo de zoação por usá-lo, eheh.

  7. Grande ferramenta de produtividade…a correr nas minhas maquinas a uns anitos jeitosos…

    Em relação ao Math…ele existe também integrado no writer…

    Penso que é possível melhorar a produtividade do Math…apesar de ele ser bastante completo.Por vezes da um pouco de trabalho a mais na formatação…

    cmps

  8. Uso o LibreOffice há muito tempo, agora na versão 3.6 e no Ubuntu 12.10.
    Parece-me que para mudar para a versão 4.0 terei que a desinstalar.
    Será possível manter as macros que entretanto criei?

  9. Apesar de eu usar o LibreOffice a nível pessoal (chega e sobra), a nível profissional estou ‘preso’ ao MS Office, nomeadamente o excel, ferramente do dia-a-dia de trabalho e por muito que me custe tenho que admitir, o LibreOffice ainda tem que comer muita fruta para ter a qualidade e perfomance do MS Office.

    Espero que isso em breve sejá algo do passado :).

  10. Fiz a transferência e está tudo bem, excepto que o libreoffice agora está em inglês e não me lembro como se faz a integração desse pacote quando se transfere por PPA

  11. Viva,

    Gostaria de obter opiniões, o mais imparciais possível, sobre a comparação:
    OpenOffice vs LibreOffice

    Motivo: a minha versão de MS Office já está (muito) velhinha e pretendo passar a usar software livre.

    E não me interpretem mal, mas estou interessado apenas no ponto de vista de utilizador, não estou particularmente interessado no ponto de vista histórico da coisa.

    Desde já, obrigado.

    • Olá MG,

      O OpenOffice parou no tempo, se não me engano foi descontinuado em 2010, como normalmente acontece quando um destes grandes projetos acabam, começa logo outro, foi ai que nasceu o LibreOffice, a maior parte dos desenvolvedores do Libre eram os mesmos do Open. Entretanto em 2011 o Apache Foundation pegou no OpenOffice e continuou o projeto, mas claro, quase com um ano de atraso para com o LibreOffice…

      Resumindo, por experiencia própria, prefiro o LibreOffice pois esta mais completo e nunca me fechou um trabalho do nada sem guardar como me aconteceu mais que uma vez com o OpenOffice. Mas para ser 100% justo, não custa nada instalar os 2 e ver lado a lado :)

  12. Tendo intenção de mudar de MSOffice para Libre começei com a versão 3.6 a importar os modelos que possuia no MSOffice.

    Estes possuiam macros (em Visual Basic) que arrancam caixas de dialogo, que preenchidas colocarão os dados depois no documento baseado no modelo.

    Tudo correu bem com a versão anterior (3.6).

    Assim quer saiu o Libre 4.0 e o instalei, detectei um problema com esses novos modelos.

    Os modelos que arrancavam automaticamente as caixas de dialogo sem problema quando se escolhia novo documento deixaram de funcionar correctamente.
    A unica forma de correr as macros é clicar em cima do modelo quando se usa o explorer de pastas (ou por atalhos). Usando o menu “novo” na suite do Libre isso não acontece.

    Alguma sugestão?

    Nota: O Libre 4.0 está instalado num Windows 7.

    AG.
    Obrigado

  13. Muito bom, utilizamos no local onde trabalho +/- 50 instalações nota-se uma melhoria significativa
    e o deployment por active directory também funciona bem

  14. Muito bom, utilizamos no local onde trabalho +/- 50 instalações nota-se uma melhoria significativa
    e o deployment por active directory também funciona bem.

  15. Primeiro quero agradecer ao pplware por ter a secção linux. De facto o linux evolui muito em termos de user friendly. Eu uso no mesmo pc o windows 8 e o linux mint (graças a vocês). Na minha empresa, estamos a quase 50% a usar libreoffice, o que foi uma enorme poupança. E nós informáticos estamos a tentar usar o máximo de software opensource. Quem sabe um dia trabalhamos todos em linux e opensource. Obrigado e continue com o vosso óptimo trabalho.

Deixe o seu comentário

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.