Análise Aliens: Colonial Marines (Playstation 3)


Destaques PPLWARE

12 Respostas

  1. António Pereira says:

    A boca da creatura da primeira imagem … não sei não :D

  2. JAM says:

    Boas,

    Nos tempos do PC – agora sou mais PS3 – joguei o AVP e do que me recordo mais era a imersão completa – sou fã da serie como o autor do artigo – nos ambientes escuros, especialmente no modo Colonial Marine e com o detector de movimentos em que ao fim de algum tempo tinha que fazer uma paragem forçada tal era o MEDO!!!

    Numa versão PS3, sem medo, só pelas saudades, nada mais…saudades tenho tambem do Predador com os varios modos de visão e as armas, desde as garras ao canhão do ombro, tambem muito proximo do imaginario do filme.

  3. Prodígio says:

    Com os updates a corrigirem a bíblia de erros, o jogo não fica tão mau.

  4. Alberto Flores says:

    Só um pequeno apontamento: as lutas Aliens versus Predator não são assim tão insólitas, existem bastantes obras em BD sobre o conflito, com montes de back history.

  5. Gaius Baltar says:

    A exemplo do Paulo Silva também sou grande fã da saga Alien, mas tenho que dizer que este jogo não é apenas ruim, é uma fraude! Fomos enganados por uma versão demo que é completamente diferente – e melhor – do que o jogo final.
    O jogo perdeu-se entre as brigas das desenvolvedoras (Gearbox e TimeGate) e a distribuidora (Sega) e foi feito “em cima do joelho”. Os bugs são mais que muitos:
    1)Elementos do jogo que se mexem sem sentido nenhum;
    2)Soldados desaparecem da sua frente, somente para aparecer em outro local da tela;
    3)Inimigos humanos não atiram em sua direcção, mas você morre mesmo assim;
    4)Personagens ficam presos em meio ao cenário e às “paredes invisíveis” – bugs de design de mapas – das fases.
    Sem falar da questão do ácido dos aliens. Enquanto estão vivos, os aliens podem atirar seu sangue ácido (algo que não existe nos filmes), o que causa danos ao protagonista. Depois de mortos, o ácido para de funcionar (diferente do estabelecido no cinema), não corroendo mais nada, e é possível passear por cima de uma poça do líquido como se nada tivesse ocorrido!
    Outro grande defeito é o visual, que é antiquado e não entrega nada do que foi prometido, especialmente em termos de iluminação. A luz da demo era dinâmica e completava os ambientes com uma verosimilhança aos filmes, além de criar uma paleta de cor bem próxima ao que foi visto na película. Na versão final, não há qualquer tipo de luz com movimento e faltam texturas e polígonos refinados.
    Enfim, o jogo é uma decepção total. Só não fiquei mais chateado porque um amigo que havia comprado o jogo em pré-venda (e que também o odiou!) emprestou-me. Eu queria prova-lo que era um engano, mas o enganado fui eu!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>