Sabia que já é possível produzir a sua própria energia elétrica?


Destaques PPLWARE

371 Respostas

  1. Acácio Bernardo says:

    Qual o preço médio de um kit de 1 painel?

  2. Hubert Delacroix says:

    Para quem vive em apartamentos, ou seja, num prédio com muitos apartamentos, a instalação terá que ser feita para todo o prédio ou pode ser feita individualmente, ou seja, se cada inquilino pode ter a sua própria instalação?
    Thank You,

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite.

      Essa situação depende do condomínio, e do seu funcionamento.
      Caso tenha autorização, pode ter a sua própria instalação… Não está dependente de outros.
      Podem também ser instalados kits associados aos contadores do condomínio, e dessa forma eliminar os consumos do mesmo.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  3. Alex says:

    Não podia ser consumida? Mas que cena idiota.

    • Miguel Fazenda says:

      Concordo, não fazia ideia que não era possível fazer isso. É que não faz sentido absolutamente nenhum, pelo meu ver… É se eu tivesse uma casa sem estar ligada à rede eléctrica nacional, não podia produzir a minha própria energia eléctrica?

      • Traveller says:

        Não tinha licença sequer para habitar a casa.

        • lmx says:

          Como não tinha licença??

          Eu posso ter uma casa e não a querer ligar a rede elétrica!!

          Isso é uma coisa que sou eu que decido, e não uma Empresa de venda de energia 🙂

          • Telmo M. says:

            Eu sei como pode ser revoltante. Eu também me senti assim, controlado como gado. As leis dizem, por palavras complicadas, que nós estamos aqui para ser explorados como gado, e se não formos dóceis e não permitir-mos, tiram-nos aquilo que achamos que é nosso ou somos presos. Ditadura dos tempos modernos…

          • Rafael Moreira says:

            O user “Traveller” fez confusão com os sistemas solares térmicos usados para aquecimento de águas quentes sanitárias. Esses sim, eram obrigatórios em novas construções…

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

          • Hugo says:

            Quando constrois uma casa, antes de poderes fazer as mudanças para habitares, a camara tem de passar o certificado de habitabilidade, e só o passa se a casa respeitar uma série de requisitos minimos, como água, luz, gas, etc… se te mudares sem esse certificado podes ser multado.

          • Cristiano Alves says:

            Não, não es tu que decides. Para teres uma casa tens de ter consciência que tens de cumprir com certos requisitos, um deles é ter abastecimento de agua e rede electrica.

            E não, é para seres GADO –‘ é para teres condições de habitabilidade, e de vida num meio que assim o requer. Se não querem regras nenhumas vão para o meio do monte e vivem na anarquia…

            Sindrome do portugues reclamar de tudo e nunca está bem com nada. E tem que ser tudo livre e chalie e o raio…

          • madmadeira says:

            não consegues licença de habitabilidade sem ter contrato de electricidade isto para edificios novos. Se depois cancelas ou nao o contrato de electricidade é com cada um.

          • says:

            Ó Madmadeira, deve haver ai alguma confusão, tem que ter contrato com companhia electrica para ter licença de habitação ? Só se for contador de obras hehehe.
            As camaras Municipais têm a obrigação de fiscalizar se as obras estão em conformidade com as normas em vigor, só após essa confirmação emitem a licença de utilização.
            Para se efectuar um pedido de ligação á rede é necessário:
            •Cartão de Contribuinte (NIF ou NIPC);
            •Ficha Electrotécnica devidamente preenchida e assinada por técnico
            qualificado;
            •Planta topográfica com as coordenadas geográficas;
            •Licença municipal de construção ou declaração subscrita pelo pro
            -prietário ou técnico responsável, em como a obra não está sujeita a
            licenciamento municipal.

            Concluindo Madmadeira, deves estar a confundir alguma coisa.

          • Jesus Cristo laico says:

            A licença de habitalidade implica a existência de instalação eléctrica aprovada feita com projecto aprovado mas não obriga a ter contracto de fornecimento de energia eléctrica.

      • Ricardo B. says:

        O pior é que se vendia a EDP por um valor bem mais baixo que o consumidor comprava logo o retorno era quase nos 10 anos

      • Rafael Moreira says:

        Caso a casa fosse “isolada”, sem ligação à rede eléctrica nacional, podia fazer produção da sua própria energia. Contudo, com a necessidade de instalação de um banco de baterias com um custo bastante elevado, tal situação era economicamente “pouco viável”..
        No fundo, este DL veio permitir interligar as fontes de produção para autoconsumo ao sistema eléctrico nacional, podendo usar a rede como “backup”.

        Cumprimentos,
        Rafael Moreira

    • Pedro Ferreira says:

      Artigo muito incompleto. Antigamente era muito melhor, a nova lei só veio prejudicar. O que eles não dizem é que antigamente tudo o que produzias era vendido à rede ao preço que compravas portanto se produzisses 1000kW e consumisses 500kW, vendias 1000kW e ainda recebias dinheiro dos 500kW restantes.

      Com a nova lei, se produzisses 1000kW e consumisses 500, os 500 eram para o lixo (faz com que na verdade reduza o interesse em produzir mais energia) e ainda tens de pagar o que consumires durante a noite, portanto na verdade não tiras beneficio de 500 mas sim de 300-400.

      Portanto só quem não sabe como funcionava antigamente é que pode afirmar que a nova lei é melhor. Outro exemplo de “roubalheira” é o plano da EDP. Pagas 30 euros/mês para poupar 10 euros na conta e ter prejuízo de 20.

      • Aniceto Rui says:

        mas k raio d contas são essas??

      • Rafael Moreira says:

        Bom dia caro Pedro Ferreira.

        O artigo foi concebido para ser generalista, e não para entrar em muito detalhe… Não foi essa a proposta por parte da equipa Pplware.
        E não ataque a equipa do Pplware, ataque o autor do artigo.. 🙂

        Antigamente, o que se produzia era vendido à rede ao preço de custo 0,142€/kwh, mas as taxas eram deixadas de fora. Com o autoconsumo, reduz não apenas o preço do kw, mas também os impostos associados (IVA e Imposto Especial de Consumo), conseguindo um valor de retorno de 0,23€/kWh (no caso de tarifa bi-horária, a melhor solução para quem tem este tipo de sistemas).

        De referir também, que com o anterior modelo, os valores de investimento eram muito superiores aos actuais, e os retornos obtidos ao 8/9 ano, em contraste com os 4 a 6 actuais…

        Quanto à oferta da EDP, está a esquecer-se de que paga esses 30€ durante 2 anos, e tem mais 23 para usufruir do sistema e da sua poupança. Faço-me entender?

        Mas estamos de acordo em que existem outras opções que não a EDP, com preços e condições mais interessantes 🙂

        Cumprimentos,
        Rafael Moreira

        • says:

          Caro rafael, os paineis durarem 25 anos, isso é que é ter fé.
          Nessa equação convém por a manutenção dos paineis feitas por tecnicos especializados, que se devem pagar bem, portanto o retorno nunca poderá ser a 4/6 anos. Mais depressa se substitui os paineis antes de haver o retorno do investimento (incluindo manutenção) total.

          Cumps.

          • Rafael Moreira says:

            Já percebi que é um descrente por natureza… E que gosta de “fazer barulho” só por fazer, sem conhecimento nenhum de causa. Mas se assim o é, não o aconselho a optar por este tipo de produção de energia… A sua situação atual serve-lhe bem…

            Quanto à manutenção, só é necessária em situações pontuais, o produtor pode acompanhar com facilidade o seu sistema. E os técnicos não “se pagam bem”. Falo por experiência própria.

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

        • LuisFilipe says:

          Que grande confusão.
          A energia é vendida ao preço de custo 0,142€/Kwh ? O preço de custo da energia fotovoltaica é muito superior a isso a eólica é mais barata que a fotovoltaica mas ainda assim muito superior a isso. DAÍ O DÉFICE TARIFÁRIO.
          É muito melhor consumir energia muito cara do que vender a cara e consumir a barata fornecida pela EDP ??????
          Daí que o governo tenha PROIBIDO a venda TOTAL da energia produzida pelo sistema e OBRIGA a consumir pelo menos 50%. Não é por ser muito melhor para quem compra os painéis é para o Estado poupar dinheiro (baixar o défice tarifário). Os valores não os tenho mas quando tudo isto começou a energia era vendida pela EDP a 50 a eólica a 80 e a fotovoltaica a 120…

          • Rafael Moreira says:

            Boa tarde,

            Parece que há aqui algum mal entendido…
            A energia produzia pelos sistemas fotovoltaicos, no anterior regime, e em regime geral, era vendida a 0.142€/kwh, tarifa de consumo no respectivo ano.

            O resto do seu comentário é uma enorme confusão e está cheio de contradições. Por favor explique melhor, pq fiquei curioso…
            Especialmente do “custo da energia fotovoltaica é muito superior a isso” e a parte do “a energia era vendida pela EDP a 120”

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

      • Cristiano Alves says:

        Comentário mais acertado que eu vi aqui.
        O Pedro não sofre do problema geral da internet, comentar quando não se sabe do assunto…

      • António says:

        Esta é a analise correcta. Foi bem explicada e ao pormenor num coloquio em que estive. Foram só especialistas a falar do tema e sabiam muito bem o que diziam. Depois verifiquei as contas.
        Isto foi feito para dar de borla mais produção para a EDP.
        Assim Vai o Mundo….

        • Duque Miguel says:

          Se antes de se praticar a instalação for verificado continuamente ( vários dias ou até semanas) o consumo que existe a instalação, durante as horas de sol e em conjunto escolher-mos equipamentos em condições, ( que tem a capacidade de verificar o consumo instantâneo e caso a instalação fotovoltaica esteja a produzir mais vai limitar a potência que está a ser injectada na instalação de casa, já não existe a oferta de Kw à rede.

          Atualmente sou proprietário de uma microprodução, com 26 painéis solares que faz um total de 4,94Kw, e estou a considerar instalar mais 2 painéis em regime de autoconsumo, pois o consumo médio durante o dia são de 200W/h. Assim conseguirei baixar o consumo de energia.

          Voltando ao ponto anterior relativo à oferta de Kw à rede, esse aspecto vai acontecer pois existem vários kits e instaladores que vão utilizar equipamentos chinocas, e depois vão utilizar um tomada da instalação para injectar a energia produzida pelo kit.
          Assim vai ser fácil oferecer, pois certamente devem ter um consumo baixo durante o dia mas vai propor instalar potências altas relativamente ao consumo, que na realidade existe e como os contadores são direcionais não vao contar os KW que saem da instalação para a rede.

          • Rafael Moreira says:

            Sr. Duque,

            Tenha atenção que tendo uma microgeração não pode, do ponto de vista legal, instalar um sistema de autoconsumo.

            Melhores cumprimentos,
            Rafael Moreira

  4. Diogo says:

    “Um kit fotovoltaico constituído por 1 painel fotovoltaico produz anualmente cerca de 375kW de energia elétrica.”

    Não se produz potência, produz-se energia (kWh)!
    Penso que é melhor corrigirem…

    • Rafael Moreira says:

      Exatamente… 375kWh

      Obrigado pela correção Diogo 🙂

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • Manuel Peñascoso says:

      Errado! O kit de 375 W significa que debita a potência máxima de 375 W isto é, se durante duas horas o kit conseguir debitar efectivamente a potência máxima, porque houve radiação solar suficiente, a energia debitada durante essas duas horas será igual a 375 kWx2 h=75 Wh
      W é o símbolo da unidade de potência
      Wh é o símbolo da unidade de energia, isto é, 1 Wh é a energia debitada ou consumida por um gerador ou consumidor com a potência de 1 W durante uma hora.
      Um Watt-hora (1 Wh) é equivalente a 3600 Joules.
      A confusão matem-se entre os símbolos das unidades de potência e de energia.
      O uso da unidade de energia Watt-hora e do seu símbolo Wh facilitam a vida do comum dos cidadãos, porque ao ver a potência dum qualquer aparelho eléctrico na placa de características rapidamente a converte para energia consumida durante uma hora, isto é, um aquecedor de 3,5 kW de potência consome efectivamente a energia de 3,5 kWh durante um hora, 7,0 kW durante duas horas, 14 kW durante 4 horas, etc.

      • Telmo M. says:

        Errado! 😀 ahah
        “375 kWx2 h=75 Wh”
        Não será: 375Wx2h=750Wh=0,75kWh?

        E depois falhaste completamente o ponto. O kit de um painel é constituído por 1 painel de 250W que segundo as condições médias da localização geográfica do nosso país (horas de sol) supostamente produz em média 375kWh (!) de energia por ano.
        Seria qualquer coisa como considerar uma média de 4h (4,11) de sol diárias por 365 dias – 0,25kW×4h×365dias=365kWh/ano.
        (Uma vez que, embora o sol brilhe mais tempo, a incidência só é boa durante algum tempo. As restantes horas menos produtivas comprimem-se na média para simplificar.)

  5. Rui Costa says:

    Quais as marcas que são mais fiáveis?
    Os preços de instalação para uma moradia com 4 pessoas pode variar entre que valores?

    • Nelson says:

      também gostava de saber

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite,

      O preço da instalação depende do número de painéis a instalar. O número de painéis a instalar não está dependente do número de habitantes, mas sim dos consumos da habitação…
      Para a sua determinação, é necessário fazer um estudo cuidado dos seus consumos.

      Se pretender mais informações, entre pf em contacto para o e-mail no final do artigo.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • Rafael Moreira says:

        A nível de marcas fiáveis, aponto as seguintes:

        Panasonic
        LG
        Qcells
        Luxor
        Atersa
        (etc)

        Cumprimentos,
        Rafael Moreira

        • Pedro says:

          Atenção ao que consideras fiável:
          – Panasonic é caro e nem tem assim tanta produção;
          – LG: mais do mesmo
          – QCells pertence à Hawnha (Corea do Sul) e estão a baixar produção
          – Luxor: trabalho na área e nunca ouvi falar
          – Atersa: empresa espanhola que faz assemblagem apenas está com grandes problemas financeiros, para isso tens coisas como a Jinko (em Moura) e a Martifer.
          – sharp (em baixo): podia ser melhor do que é, teve um parceria com a ENEL (das empresas com mais parques no mundo) mas que deu para o torto (por alguma razão), atenção que existem muitos módulos no mercado bastante desatualizados.

          Eu como top de marcas aconselho (e tenho) a Kyocera (Japão).

          Atualmente por causa da lei atrasada do Anti-dumping (que atualmente não justifica nada existir) as chinesas são vendidas com preço mínimo, mas para mim continua a compensar e muito devido ao desenvolvimento que muitas delas já tem, mas convém utilizar empresas de qualidade e não feitas em garagens (verifica os maiores fabricantes que por norma são Tier 1)

          • Rafael Moreira says:

            Obrigado pelo contributo.

            A Panasonic é sem dúvida a marca de maior qualidade, mas a nível de relação qualidade/preço, não é a solução mais interessante.
            Da LG não se pode dizer o mesmo, de todo… Mas deduzo que ainda não tenhas trabalhado com essa marca para estares a dizer isso 🙂
            Quanto à Luxor, aconselho a pesquisa…. 🙂

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

        • Antonio says:

          Boa tarde sr Moreira que me diz de um kit com imeom 3,6kw e 6 painéis axitec 250w 60 células . obrigado

      • adriano says:

        ola tenho casa propria e possibel pola a trabalhar so com eletricidade so de paineis solares e quanto me pode ficar o presso

    • André Castro says:

      A marca mais fiavel com mais de 25 anos de experiência é a japonesa SHARP.

  6. joao costa says:

    sera que um condominio de um predio pode instalar um sistema destes, vendo o excedente para a rede electrica, reduzindo assim a mensalidade dos inquilinos?

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite.

      Sim, é possível colocar o sistema a funcionar da forma indicada…
      Contudo, não é a melhor solução, uma vez que a energia será vendida a um preço baixo.
      O interesse destes kits está em consumir diretamente a sua energia, e vender apenas em último recurso, em situações pontuais.
      De qualquer forma, pode sempre ser interessante instalar um kit no condomínio, mas com um correto dimensionamento, por forma a eliminar os consumos durante as horas de sol…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • FernandoB says:

        Será possível utilizar painéis ja instalados (circulação forçada) mas que antes tinham apenas o objectivo de aquecimento de agua existente em deposito???

  7. Sérgio Anastacio says:

    Podem ver aqui:

    https://energia.edp.pt/particulares/servicos/energia-solar.aspx

    Pedir uma avaliação do vosso caso e ficar com ideia do custo e benefícios.
    Pelas minhas contas, com 3 paineis pode-se recuperar o investimento não antes dos 6-7 anos…

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite.

      Sim, a EDP é uma das empresas que oferece este tipo de kits.
      Contudo existem muitas outras empresas, de capital 100% nacional, tanto ou mais habilitadas, que lhe podem fornecer esse tipo de sistemas com equipamentos de melhor qualidade e melhor preço.
      Como o preço da EDP é elevado, o tempo de retorno do investimento é aumentado…
      Aconselho a procurar outras soluções 🙂

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  8. Alberto Pouca-Roupa says:

    Gostava de saber o seguinte: para uma casa com r/c e aproveitamento de forros, 5 divisoes em baixo e 3 nos forros.Qual o valor do investimento, quantos painéis o valor de cada um ,quantos necessários? E quais as melhores marcas ? Obrigado apenas pela informacao.

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite.

      O dimensionamento do Kit depende de uma análise cuidada feita aos consumos de electricidade da sua habitação nos últimos meses… Só após esse estudo lhe pode ser indicado o kit a instalar, bem como o seu custo.

      Relativamente às marcas, as mesmos já foram indicadas num comentário acima…

      Se estiver interessado em receber informação mais concreta, entre em contacto comigo para o email presente no final do artigo (rafael.ja.moreira@gmail.com)

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  9. Helder Félix says:

    Alguém conhece esta empresa? Sabem se trabalha bem nesta área?

    http://www.infinitegreen.pt/Solar-Painel-Fotovoltaico/AutoConsumo-produzir-energia-electrica-poupar-fatura

    E baterias vale a pena investir? Poderá fazer com o tempo de retorno do investimento diminua?

    Obrigado

    • Pedro says:

      As baterias aumentam o custo em cerca de 50%, o auto consumo é para consumir no momento (como o nome diz), por isso, não recomendo baterias pois aumentas o custo drasticamente.

      A única hipótese é se estiveres em zonas meio isoladas com fraca rede, colocares bastantes painéis para o teu consumo e assim aproveitares para a noite (quando por norma se consome mais – quando se está em casa).

      Daqui a uns anos quem sabe.

  10. moreiras says:

    Não será bem assim nem tao rentavel. Esta lei a meu ver e uma porcaria. Antes podia se consumir da própria energia e ao contrario de agora vendia se o restante a rede ao preço currente e em anos anteriores atehsvia subsídio a produção agora recebe se o que aedp quiser pagar.
    Alem disso a produção sendo feita durane o dia quando as pessoas não estão em casa ela vai toda para a edp.
    Concluindo que rica maminha para a edp comtodos a trabalhar para eles se borla sem investimento!

    • Carlos says:

      Nada o impede de deixar os aquecedores ligados durante o dia para gastar essa energia e manter a casa quente para quando chegar…

      Nada o impede de usar essa energia num acumulador de agua…

      Nada o impede, tendo essa possibilidade de usar essa energia em piso radiante.

      Hoje em dia a maior parte das maquinas de lavar/secar tem um temporizador para iniciar o funcionamento passadas algumas horas, nada o impede de colocar a maquina a lavar durante o dia quando nao esta em casa.

      Ou, como sera ainda mais provavel, usar essa energia para alimentar o ar condicionado no verao… (excepto talvez a potencia instalada).

      • Rafael Moreira says:

        “Antes podia se consumir da própria energia e ao contrario de agora vendia se o restante a rede ao preço currente e em anos anteriores atehsvia subsídio a produção agora recebe se o que aedp quiser pagar..”

        Essa afirmação é errada, anteriormente vendia a totalidade da energia à EDP Universal, a uma tarifa pré-determinada, por um período de tempo definido.

        Quanto à segunda parte do comentário, o user “Carlos” deu-lhe uma óptima resposta…
        A utilização destes kits tem que ser inteligente e adequada, os utilizadores têm que saber o tipo de sistema que têm, e como o rentabilizarem ao máximo. O futuro passará por isto mesmo, pela movimentação de cargas de consumo para horários específicos para dessa forma aproveitar a auto-produção bem como tarifas de compra mais interessantes.

        Cumprimentos,
        Rafael Moreira

        • moreiras says:

          Sr Rafael moreira
          O sr ate podia ser meu primo o que julgo não ser o caso digo lhe então seja.os honestos: Faça as contas seis paineis mais as baterias para acumular a energia estamos a falar de que ordem de valores? Faça uma estimativa real e publique aqui o valor faça também uma estimativa de amortização tendo em conta um consumo mensal de 75 euros que não andara longe da media e venda do excesso a rede com a respectiva taxa paga pele edp ao produtor
          Todos nos gostavamos de ver aqui esse estudo. Se o sr provar que e rentavel eu assumo aqui publicamente que lhe compro um sistema amanha.
          Agora atenção que o sr tem que me garantir a rentabilidade.

          • Rafael Moreira says:

            Boa noite Sr. Moreira.

            Como deve imaginar o meu objectivo com este artigo não é vender-lhe um kit. Pretende-se apenas apresentar aos leitores este novo sistema de produção de energia, com as suas vantagens e desvantagens, e depois caberá a cada um tirar as suas conclusões. De qualquer forma, permita-me refutar a sua observação.

            Relativamente ao exposto, é importante salientar que o artigo refere-se a autoconsumo direto, ou seja, sem acumulação de energia. Actualmente as baterias têm um custo bastante elevado e um tempo de vida reduzido, o que atrasa o retorno do investimento. Daí ser importante dimensionar corretamente o kit a instalar, tal como referi.

            Um kit constituído por 6 painéis fotovoltaicos produz anualmente cerca de 2250kWh. Partindo do principio que faz autoconsumo direto, e que toda a energia é consumida na habitação e não injetada na rede, terá uma poupança anual de cerca de 517€.

            Um kit de 6 painéis tem um custo de 2.620€, constituído por painéis fotovoltaicos, microinversores e estrutura, todo o material necessário para a sua instalação e funcionamento. Retorno do investimento aos 5,06anos.

            Se tiver em conta a subida do custo de electricidade mais do que previsível nos próximos anos, o retorno cai para o 4 ano.

            Fiz-me entender?

            Agradeço o seu comentário, e não se preocupe, não tem que me comprar nenhum kit 🙂

            PS: À primeira vista, a escolha de 6 painéis que fez não é a correta para a sua habitação. Tenha isso em atenção se pretender comprar um kit 🙂

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

          • Sr. Anti "Velhos do Restelo" says:

            ” moreiras
            17 de Março de 2015 às 11:34 pm

            Não será bem assim nem tao rentavel. ”

            Mas se você já sabe que não é rentável porque é que o Sr. Rafael Moreira (louvo-lhe a sua paciência) lhe tem de provar o contrário??? Parece-me que para si a não rentabilidade desta solução é uma verdade irrefutável:/
            A estimativa que procura está ao seu alcance, pois presumo que tenha a escolaridade mínima obrigatória. Não entendo porque é que as pessoas só querem que as respostas lhe sejam dadas em vez de as procurarem por si, tirando alguma dúvida que surja a quem de direito. Por fim, ninguém tem de lhe provar nada aqui pois ninguém é obrigado a isso… acho que ainda vivemos num estado de direito e de liberdade de expressão, embora não lhe pareça.

      • moreiras says:

        Sr carlos
        So me ocorre dizer que eu também gostaria de ter um ferrari na garagem como certamente sera o seu feliz caso.

        Infelizmente não faco parte desse lequede portugueses como será também o caso de algumas pessoas que leem estes comentários.

        • moreiras says:

          para o sr: Anti “Velhos do Restelo”
          “”acho que ainda vivemos num estado de direito e de liberdade de expressão, embora não lhe pareça.””
          de facto prece que não. a minha opinião não e cá bem vinda.
          sim tenho a escolaridade suficiente para perceber isso.

          o sr: Anti “Velhos do Restelo” de facto acertou uma “PAlMAS” Parece-me que para si a não rentabilidade desta solução é uma verdade irrefutável:/

          de facto acho uma perda de recursos a aplicação da lei tal como esta.

          friso e talvez ninguém tenha percebido que não e rentável produzir energia quando não se aproveita para nada.
          se nao estamos em casa de dia não gastamos energia, certo? será isto lógico para quem tem mais que o ensino básico?

          sim eu sei que eu como velho do restelo tenho apenas a 4 classe feita a noite a custa de umas tantas reguadas!

          fique bem e seja pluralista ate para os simplórios!

  11. catfish says:

    Existe alguma forma de armazenar a energia para consumo em horario nocturno?

    • Rafael Moreira says:

      Sim, existe, recorrendo a baterias….
      Contudo, neste momento, ainda não têm um preço convidativo.
      Num futuro próximo teremos baterias estacionárias com preços interessantes, que vão tornar possível a independência energética das habitações.

      Entretanto pode instalar um destes kits, e mais tarde, adicionar as baterias ao seu sistema…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • Marco says:

      Sim, com um banco de baterias e um inversor…
      De forma a obter autonomia no mínimo um banco de 400/500ah, isto para um habitação típica, sem grandes exageros em consumos…

  12. Artur Silva says:

    Para uma habitação com um consumo médio de 1.000 KW/h qual seria a solução mais rentável? se for possével agradço a informação.

    • Rafael Moreira says:

      Caro Sr. Artur Silva,

      A resposta a essa pergunta está dependente de uma análise mais detalhada à sua fatura eléctrica bem como dos seus hábitos de consumo diários……
      Tal como é referido no artigo, é necessário ter em muita atenção o dimensionamento pois este é essencial para a rentabilização deste tipo de investimento.

      Por essa razão, sugeria que entrasse em contacto comigo por email por forma a me ser possível ajuda-lo da melhor forma.
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  13. Raul says:

    Bom dia

    Perguntas rápidas.

    Quem pode instalar este sistema? Sou electricista desde que nasci (mal nasci pus a minha mãe a dar à luz), e como tal tinha a intenção de o fazer eu.

    É necessário inspecção? algum termo de responsabilidade?

    Algum site onde encontrar marcas e modelos certificados? Estava interessado de inversores individuais para cada painel, andam aí umas marcas que têm sido boas, penso eu.

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite,

      Qualquer pessoa pode instalar, tanto que os kits são concebidos para serem “plug & play”. Contudo, convém ter alguns conhecimentos de instalações eléctricas, como parece ser o seu caso… Se quiser informação mais pormenorizada, nomeadamente info sobre painéis e microinversores por painel, envie-me por favor um email com a informação pretendida para:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  14. Tiago says:

    Seriam necessárias baterias para esse efeito. E um sistema desses dificilmente fica pelos 500/600 € por kit conforme foi referido.

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia caro Tiago,

      O uso de baterias não é necessário, e atualmente nem é o mais aconselhado. O artigo refere-se à produção para autoconsumo com consumo direto.
      Sugeria-lhe que voltasse a ler o artigo com mais um pouco de atenção…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  15. Telmo M. says:

    “Para instalação de uma maior potência é necessário efetuar um registo e pagar a respetiva taxa.”

    Isto quer dizer que tenho que pagar para produzir a Minha eletricidade com o Meu sistema solar que Eu paguei?

    O que é que a lei tem a ver com a minha auto sustentabilidade? É proibido? Que grande abuso de poder!

  16. Mario says:

    Tenham cuidado com isso que anda por aí muita aldrabice, procurem no forum nova energia, parece que com os kits da edp o que se injecta na rede aumenta a contagem do contador, ou seja como os contadores não são bidirecionais, tudo conta e aumentam o consumo estando a oferecer energia à edp.

    • Rafael Moreira says:

      Não tenho conhecimento sobre essa situação com os Kits da EDP.
      E desconfio que isso seja verdade, até porque tecnicamente essa situação não faz qualquer sentido….. Mas sim, o consumidor/produtor deve estar atento!

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  17. antunes says:

    a nossa potencia contratada é 17kva…
    isto porque temos um forno que gasta 9kwh e um motor que gasta umas 3 vezes mais…
    pagamos cerca de 180€ mes.

    daria para instalar um sistema que permitisse ter estes aparelhos a funcionar e cancelar o contrato com a edp?
    seria coisa pra custar quanto?

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Cancelar contrato com a EDP não é uma boa solução…. Porque em caso de falta de sol, ficaria sem energia.
      Contudo, pode instalar um kit e dessa forma reduzir significativamente os consumos durante as horas de sol… Se pretender mais info e estiver interessado em estudar uma solução a esse nível entre em contacto pf para o email:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • Elias says:

        Não é solução, mas não é por pela falta de sol……..
        São leis que não defendem o consumidor. Só se pode ser totalmente independente de um fornecedor de energia numa habitação se esta for uma segunda habitação e se a mesma não exceder ,presumo 40m2

  18. Observador says:

    Uma questão? Qual a durabilidade destes kits. Alguém pode me esclarecer? É que penso que esão à volta de 5 a 7 anos. Após este tempo começam a perder rendimento (produzir menos energia).
    Outra questão. Quais os custos de manutenção? Penso que para um sistema deste ser viável é necessário recorrer-se a um conjunto de baterias para poder-se “guardar” a energia gerada e não utilizada. O cálculo od tempo de retorno levou isto em consideração?

    Obrigado

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      O tempo de vida útil destes equipamentos é assegurado por garantias por um período de 25 anos. A perda de rendimento anual anda na caso dos 0.8% (Segundo informação dos fabricantes dos equipamentos)

      Os custos de manutenção neste tipo de kits é por norma nulo, uma vez que o cliente pode fazer o acompanhamento do seu sistema. Contudo, existem empresas a propor contratos de manutenção para este tipo de sistemas.

      Neste artigo é referido o autoconsumo direto, sem acumulação. Num futuro próximo pode ser interessante adicionar baterias aos kits, mas neste momento ainda não o é.

      Se pretender mais informação e pretender analisar esta questão em maior pormenor, envie email para:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  19. Antonio says:

    Tenho um consumo anual na ordem dos 1200 Kwh.
    Qual o tipo de paineis aconselhados para este consumo.

    • Rafael Moreira says:

      Para lhe conseguir aconselhar um kit de autoconsumo, será necessário ter acesso a faturas de consumo dos últimos meses, bem como conhecer os seus hábitos de consumo em pormenor…
      Se estiver interessado em estudar essa situação, entre em contacto comigo para:
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  20. Mario Pinto says:

    É desta que a conta da electricidade vai baixar…vou pensar no assunto e estudar o mercado para começar a explorar o maravilhoso mundo da auto sustentabilidade.

  21. Tenho uma casa com pouco consumo, mesmo assim queria colocar todo o telhado de painéis solares, não só para poupar energia mas sim para investimento.
    Gostava de saber se vendendo a energia há EDP seria mais rentável do que ter o dinheiro no Banco, visto que não vence juros.
    Vivo na sona do Porto, podia me indicar uma firma especializada na montagem!
    Desde já agradeço todas as informações que me possa presta.
    Manuel Miranda

  22. Rafael Paredes says:

    Penso que deve haver alguma confusão nas respostas que li do artigo.
    É verdade, que um pequeno “parque” fotovoltaico tem de pagar uma taxa, mesmo que desligado do “mundo”.
    Mas não é verdade que não se pudesse produzir energia para o próprio consumo. No entanto, não poderíamos vender o excedente. O que produzíssemos seria todo nosso, ou seria todo vendido/injectado na rede.
    Também é verdade que, por muito tempo o kW vendido era bonificado, ou seja, mais caro do que o comprado! Isto quer dizer que, se produzíssemos o mesmo que consumíamos, ainda dava para ganhar algum.

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia caro Rafael,

      Do ponto de vista da Lei, pura e crua, não era legal instalar sistemas para autoconsumo, quando estes estivessem interligados à rede eléctrica nacional…

      Quanto à tarifa bonificada, sim, ela existia… O regime era diferente, e o objectivo dos sistemas também ele diferente. Mas é importante salientar que o investimento era muito mais elevado e com tempos de retorno na casa dos 6 a 9 anos…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  23. Ricardo Lopes says:

    Este tema é de muito interessante, pelo que acho que era bom que a equipa do pplware pudesse realizar um artigo (ou conjunto de artigos) com muito mais pormenor sobre este tema.

    Todos nós queremos poupar dinheiro e se for possível ganhar algum extra. Penso que seria de interesse comum a descrição de certos casos como exemplo de forma a podermos avaliar a viabilidade desta solução.

    Saber como este sistema funciona e como se consegue poupar/ganhar dinheiro com este sistema é um tema que a todos interessa.

    Penso que todos os participantes têm inúmeras dúvidas sobre este tema.

    Quanto se pode poupar? Como funciona? Gastamos a “nossa” energia durante o dia e a energia da EDP durante a noite? É possível fazer um investimento de forma a conseguir um “salário” com este sistema?

    Estas e muitas outras perguntas seriam de interesse serem respondidas em pormenor e se possível com exemplos específicos.

    Espero que a equipa pplware possa evoluir mais este tema.

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia Ricardo,

      Desde já agradeço o interesse demonstrado nesta temática….
      Eu estou aberto a esclarecer as questões dos leitores, caso seja de facto algo de interesse para a maioria… Eu posso tentar fazer a minha parte.

      Quanto às suas questões, se tiver urgência em ter resposta às mesmas, pode entrar em contacto comigo para o email no final do artigo….

      Quanto à questão que coloca “É possível fazer um investimento de forma a conseguir um “salário” com este sistema?”
      Não, estes equipamentos são equipamentos de eficiência energética, de poupança. Não servem para enriquecer… 🙂 Contudo, são bastante interessantes, e se bem instalados e dimensionados, funcionam muito bem…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • Francisco says:

      Excelente sugestão, força pplware, estamos a ficar esganados pelos custos de energia.
      Agradeço desde já a iniciativa.

  24. Wilson says:

    “Um kit fotovoltaico constituído por 1 painel fotovoltaico produz anualmente cerca de 375kWh de energia elétrica. Considerando o custo atual da energia (incluindo Imposto Especial de Consumo e IVA, valores esses que o produtor irá reduzir), o retorno do investimento deste tipo de kits é obtido durante o quinto ano.”
    600€ para poupar 10€ por mês não me parece bom negócio…

    • Rodrigo says:

      Temos de pensar no futuro e nao so 4 ou 5 anos.
      Se planeias viver na tua casa e usar electricidade nao ha nada melhor do que investir em energias renovaveis.

      • Wilson says:

        Um “mono” daqueles que mostra a foto, mesmo que seja só um painel, estacionado no meu jardim, para poupar 10€ por mês ou 120€ por ano ou 1200€ por 10 anos, não me parece que seja um bom valor (pelo menos actualmente).
        A tecnologia irá chegar ao ponto em irá valer a pena ter um sistema idêntico mas ainda não estamos lá.

  25. antonio ferreira says:

    Bons dias,

    acabei de instalar um kit de autoconsumo de 6 painéis, 1500w. Por medições que fiz na minha casa, uma moradia, e como trabalho em casa, a casa consumia em media 800w por hora. na hora do meio dia, e ainda nas condições que temos tido de sol, já cheguei a produzir 1200w, ou seja, produzi mais do que estava a consumir. mas, durante cerca de 5 a 6 horas/dia, não pago 1 cêntimo à EDP.

    O kit tem sensores que me permite saber ao momento qual o consumo da casa e a produção dos painéis, o que, usando os gráficos disponíveis, permite começar a estudar em como utilizar a energia produzia em excesso. ou seja, por exemplo, por maquinas de lavar a roupa/loiça nesse período.

    O custo do investimento, do kit de 6 painéis (1500w) já com instalação, dois sensores e um receptor foi de cerca de 3200€.

    espero ter ajudado com a minha curta experiência (cerca de 15 dias) de “produtor autoconsumo” de energia.

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia caro António Ferreira,

      Obrigado pelo seu testemunho.
      De facto essa gestão que está a fazer faz todo o sentido, e só dessa forma, consciente, é que se podem retirar todas as vantagens destes kits…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • Full says:

      5/6h so? E as restantes?

      • antonio ferreira says:

        Full,

        as restantes, os paineis neste momento não produzem o suficiente para cobrir os gastos da casa. Por exemplo, as 7 da manha, os paineis começam a produzir, mas apenas cerca de 100w. neste momento por exemplo, as 10:10, e com ceu nublado estao a produzir cerca de 500w. Claro que, nos dias de verao, com os dias maiores e mais sol, a producao vai aumentar substancialmente.
        É claro, que, o que os paineis produzirem, é energia que não pago à EDP.

        • Full says:

          Sim eu entendo, mas tens que ter em conta que foram investidos 3200e, se continuas a pagar a EDP, então nunca terás retorno. (Digo eu ^^,)

          Estou a começar a construir uma vivenda, e também estava a pensar em colocar algo do género, contudo sem uma bateria a coisa torna-se difícil. No Inverno quando é necessário Aquecimento, o sistema nunca vai produzir o suficiente, certo?
          A Noite quando se gasta 90% da energia, teremos que continuar a encher os bolsos a EDP, certo?

          Difícil assim.

          • antonio ferreira says:

            Full,

            a minha vivenda consume em media 180€/mes de EDP. Tenho o sistema bi-horario. Ora, se eu conseguir ANULAR o consumo durante o dia,e alem disso, passar consumos da noite para o dia, por exemplo, maquinas de lavar loiça ou roupa, vou poupar. Por exemplo, se eu em vez dos 180€ mensais, passar a pagar menos 70 ou 80€ mensais, ja compensa. Claro q os paineis levam o seu tempo a ficarem completamente pagos. Por exemplo, poupando 80€/mes, em cerca de 3 anos tenho os paineis pagos, a partir dai é lucro/poupança.

            Qt ao quecimento, tenho lareira q me aquece a casa toda (r/c e 1º andar)

        • Pedro says:

          É possível mostrar algum gráfico? O que produz é w ou kwh

      • moreiras says:

        Pagas a edp

    • André Henriques says:

      Viva

      Quem foi o instalador?

      Cumprimentos,

      • antonio ferreira says:

        Andr´, comprei o kit da Boa Energia. É facil de montar, embora no meu caso preferi pagar a instalacao (cerca de 450€) pois é no telhado. mas é um kit q depois de instalado, é só ligar à tomada

    • António says:

      António Ferreira
      seria pedir muito mostrar-nos nos proximos meses o resultado das suas facturas?
      E se possivel dar uma ideia dos consumos por hora.
      Para mim estes sistemas são uma forma de a EDP ganhar à nossa pala. Mas uqero provas de que estou enganado!!!

      Obrigado

      • antonio ferreira says:

        Boa Tarde Antonio,

        sim claro, sem problema. Mas desculpe a minha pergunta, quais os indicadores que o levam a pensar que a EDP esta a ganhar à nossa conta ? é que nao consigo perceber. Neste preciso momento, a minha casa esta a consumir 676W/h, e os paineis a produzir 1210W/h, ou seja, neste moento estou a produzir a mais cerca de 500W/h (vou aproveitar pra por uma maquina a lavar), ou seja, neste momento estou a pagar ZERO à EDP.

        Se quiser, deixo-lhe aqui o meu mail, para q me possa contactar e lhe enviar os graficos de consumos/producao.

        Abraço

        AntonioFerreira@infosolucao.com

        • António says:

          Obrigado pela resposta.

          A questão é simples. o Excedente está a entrar na EDP sem que isso lhe traga a si nenhum retorno.
          Pelo que sei tem que gastar mais 500 ou 600 euros para ter um contador bidirecional. Nada de grave pk vai ter retorno. o problema é quanto vai receber…. e esse valor não é bem entendido pelo sespecialistas. Pelo que entendi isto foi feito para a EDP mamar. Isto foi dito de outra forma mais simpática por alguns professores universitarios que ouvi numa palestra. grão a grão….. se isto nao fosse uma républica das bananas cada um colocava o seu equipamento e um contador bi direcional. no fim comprava ao preço contratado e vendia com uma margem normal tal qual no mercado de produtos normaos. 20 ou 30% era uma boa margem. isso era ser correcto. Não vejo isto de outra forma…. todo o resto é roubalheira.
          cump.

        • carlos jordao says:

          Boa noite Sr. António Ferreira, desculpe eu estar a meter-me na conversa como o senhor está a dizer que estava a gastar em casa neste momento 676w/h e os paineis a produzir 1210w/h os 500w/h podia-os vender também á EDP, não é verdade?
          obrigado
          Abraço

      • antonio ferreira says:

        Boa Tarde Antonio,

        chegou hoje a primeira fatura da EDP apos instalacao dos kit de 1500W.

        Factura anterior a rondar o 160€ (por 1 mes).
        Factura actual, 1 mes, apos instalacao dos paineis = 27€

        perante isto, e isto sao valores reais, e perante o que li aqui, tirem as V/conclusoes

        Abraço a todos

        • Telmo M. says:

          Olá Sr. António!
          Gostava de saber se tem um contador para vender eletricidade à EDP.

          • antonio ferreira says:

            Boas Tardes Sr. Telmo,

            o tema deste artigo é os kits de Auto-Consumo, nao de micro-produtor, ou seja, e respondendo à sua questão, não não tenho. Produzo para ser eu a consumir, e evitar estar a comprar à EDP. O excesso, ou seja, o q eu nao consumir, é oferecido à EDP, segundo dizem.

            Pelas pesquisas que fiz, um sistema de Micro-Producao podera custar qq coisa com 20000€ ou mais, enquanto que, este de auto-consumo, de 6 paineis, ja com montagem, ficou em cerca de 3200€. Resumindo, o prazo de amortizacao é substancialmente mais curto.

            Como a mim, me interessa é poupar na conta da EDP, e como pode verificar, apenas no 1º mes foram menos cerca de 130€ que me sairam do bolso, estou pouco ou nada preocupado se ofereço 10, 20, 30, 500w à EDP.

            Mas isto sou eu a pensar assim

            abraço

        • Telmo M. says:

          Com certeza. Eu também sou da sua ideia. Só estou à procura de saber se seria muito difícil obter pagamento pelo excesso produzido,uma vez que o conjunto de baterias e inversor são mais caros que o próprio sistema de 1500W.

          • antonio ferreira says:

            Não lhe sei responder, mas ao que percebi, a legislação de Auto-Consumo, não permite vender o excesso. Mas nao tenho a certeza disto.

          • Americo viana says:

            ó sr ANTONIO FERREIRA POR AMOR DEUS
            MAS QUE PRODUÇAO DAO OS SEUS PAINEIS?PELA LEITURA PENSO QUE VC JA ESTA A VENDER A ENERGIA EDP! AGRADECIA QUE SR ENG RAFAEL MOREIRA
            COMENTA-SE O SEU POSTE,COM 1500W INVESTIMENTO 3200€ E RECEBER EM TROCA 130€?

        • antonio ferreira says:

          Sr. Americo viana, que tal ler com mais atenção o(s) meu(s) post(‘s) ?

          em algum lado eu disse que estava a VENDER energia à EDP ?

          leia pff os meus post’s num sentido educativo/instrutivo, e não apenas de uma forma de apenas dizer mal.

          acho que escrevi portugues simples, mediante a minha experiencia FACTUAL apresentadas pelas faturas da EDP.

          Alias, pense assim, é mais facil:

          a minha casa tem um consumo energetico. se os paineis produzem energia, essa energia produzida vai ser utilizada pela minha casa. ou seja, vou usa-la em vez de COMPRAR energia à EDP, certo ?

          ora os tais 130€ que ja poupei, so no primeiro mes de utilizacao dos paineis, foi energia que os paineis produziram, assim sendo, que nao foi necessario COMPRAR à EDP.

          Sera q fui mais claro assim ?

          Se ler os meus posts vai verificar que foi ISTO que eu disse, embora por palavras parecidas.

          PS: não é necessario o Sr. Eng. Rafael comente isto, pois, se ler o comentario dop Sr. Eng. a um dos meus posts, vai perceber que sei o que estou a dizer. Alem disso, tenho PROVAS que me permitem fazer estas afirmacoes. SAO ELAS:

          1) Fatura de compra do kit de 1500W para AUTO-CONSUMO

          2) Fatura da EDP do mes de fevereiro

          3) Factura da EDP do mes de Março

          4) Graficos de consumos, producao, horarios, diarios, semanais, mensais.

          • alexandre says:

            Sim concordo perfeitamente consigo que para termos um real aproveito do regime de autoconsumo temos de adotar outros comportamentos de gestão de consumo de energia, mas se fizer as contas com sistema de 1500w no maximo rendimento 8h por dia durante 30 dias por mês nao chega a pruduzir 70€ em energia.
            A não ser que o contador que tem é analógico e ainda anda para trás 🙂

          • António says:

            Caro António Ferreira está difícil eu seguir o seu caso como um caso de estudo. as informações são dispersas aqui na discussão.

            Já estamos em maio e por isso deve estar ai a aparecer uma factura.

            Acha que consegue arranjar forma de colocar algures com fácil acesso um resumo com números do seu caso? com dois meses antes e o depois?
            Eu penso que este sistema veio para agradar à EDP. O valor pago por produzir é pouco convidativo. Mas também percebi que até eles arrancarem todos os contadores que andam para traz a coisa pode ser simpática e eles nunca ficam a perder.

            Mas um caso real de consumo como o seu faz a diferença se bem explicado para a maiora das pessoas entenderem do que se fala.
            Continuação de poupança….
            AB.

        • alexandre says:

          Desculpe mas Esse exagero de redução que apresenta nao tem a ver só com os painéis que instalou

          • antonio ferreira says:

            Caro Alexandre,

            se ler os meus posts, vai perceber q “este exagero” como diz, nao tem apenas a ver c a instalacao dos paineis, mas tb a redistribuicao de utilizacao de equipamentos, como por exemplo, maquinas de lavar nas horas de producao em excesso. A utilizacao dos paineis nao é instalar e descansar à sombra da bananeira, como mts por aqui pensam.

    • JOSE says:

      boa tarde sº ferreira o seu kit é da edp ?

  26. Nuno Miguel says:

    Tendo em conta que a lei agora permite e até incentiva a possibilidade de aumentar a eficiência energética de uma habitação, como fazer no caso de o regulamento do condomínio não permitir a instalação de equipamentos como estes (tendo já em conta que haverá um dos condóminos que o rejeite)?
    Será que a nova lei se sobrepõe aos regulamentos de condomínio ou será que os regulamentos de condomínio condicionam esta lei?

    • Rafael Moreira says:

      Essa é de facto uma questão pertinente….
      Não lhe sei responder a essa questão…
      Mas penso que com um discurso esclarecedor, pode conseguir o consenso de todos os condóminos 🙂 (Pelo menos gosto de acreditar que assim o é…)

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • Filipe says:

      Acho que só alguém perito em Direito poderá responder a esta questão. Pode ser que surja algum utilizador com esse conhecimento, pois também estou curioso 🙂

  27. Pedro says:

    À cerca de 3 anos que 90% da energia que consumo é gerada por paineis fotovoltaicos na minha residencia sem nunca ter injetado nem vendido a terceiros. Que eu saiba o sol é de todos e não tenho que pedir nem nunca tive que pedir autorização a ninguém para utilizar a sua energia por isso entendo que esta lei é um perfeito disparate.

  28. PBS says:

    Bom dia! vou usar este artigo para uma aula hoje, para sensibilizar os miúdos para alternativas energéticas. Obrigado!

    • Rafael Moreira says:

      Obrigado pelo interesse demonstrado…
      Fico contente que os nossos educadores transmitam este tipo de conhecimentos às nossas crianças.
      Se precisar de mais informação adicional para esse fim, não hesite em contactar para o email presente no final do artigo.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  29. Full says:

    Interessante seria armazenar a energia!!!
    Pelo que percebi apenas funciona na hora do dia, normalmente hora em que ninguem esta em casa.

    Se alguem souber, o custo de uma bateria iria custar quanto?

  30. João says:

    Bom dia Rafael Moreira

    Pedia se possível que me esclarecesse o seguinte:

    Estive a tentar calcular qual seria a potência necessária para instalar em casa e verifiquei que por exemplo só um forno microondas tem um potência de 2000W, o que é superior à potência instalada pelo António Ferreira. Concluo que algo me está a escapar e peço ajuda nesse sentido. Obrigado.

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Envie por favor email com essas e outras questões para rafael.ja.moreira@gmail.com
      A resposta é extensa, e penso que não é de interesse para os outros leitores 🙂

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • JM says:

        Por acaso até tenho interesse….e desconfio que há mais gente.

      • Filipe says:

        Tb sempre foi uma questão que me perturbou. Não é possível uma resposta curta e esclarecedora? 🙂

        Já agora agradeço ao autor do artigo pela sua coragem em abordar um assunto tão actual mas ao mesmo tempo tão desconhecido da maior parte dos Portugueses.
        Obrigado!

        • Rafael Moreira says:

          Obrigado 🙂

          No fundo, o kit serve para eliminar os consumos “médios”, e não os picos de consumo… Se dimensionasse o kit para os picos de consumo, na maioria dos períodos do dia iria ter produção que não seria aproveitada…..

          Imagine que tem um consumo nominal de 3000Wh, e tem um sistema a produzir 1500Wh, terá uma redução de 50% no custo de utilização do equipamento. Se tiver um consumo de 2000Wh, apenas estará a “comprar” ao comercializador de energia 500Wh.
          No fundo, o sistema é dimensionado para o consumo médio da habitação, por hora, de forma a aproveitar toda a energia produzia pelos painéis solares.

          Fiz-me entender?

          Cumprimentos,
          Rafael Moreira

  31. aurelio says:

    Atenção que para quem tem contador digital, o excesso enviado para a rede, conta como energia consumida. Até parece mentira!!!

  32. Freitas says:

    Atenção que ao instalar um sistema de “autoconsumo” nas horas em que o consumo da vossa instalação for menor do que a produção do sistema, poderão estar a fornecer energia para a rede da EDP e estar a ser contabilizada como consumo da vossa instalação. Pois existem alguns contadores de energia (contadores eletrónicos) que estão dotados de sistema de proteção anti fraude “Antifraud protection -Absolute energy measurement ”.
    Isto é, mesmo invertendo o sentido da corrente ao contador o mesmo contabiliza sempre no registo do consumo.
    Se instalar um sistema sem falar com a EDP pode fazer um teste para verificar se o seu contador tem ou não este sistema antifraude ativo;
    – com o sistema de produção ligado, desligar tudo o que consome energia em sua casa e confirmar se o contador continua a incrementar consumo (existem contadores que têm símbolos de “P+” caso a corrente circule no sentido consumidor ou “P-“ caso a corrente circule no sentido produtor).
    Nota – trabalho num laboratório de contadores de energia elétrica.

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia caro Freitas,

      Muito obrigado pela contribuição.
      É realmente importante ter atenção a essa situação….. Mais uma vez obrigado.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • Filipe says:

      A EDP não deveeria, à partida, acautelar esta situação? Ou quando instalamos o kit não necessitamos de “avisar” o nosso fornecedor de energia?

      • Freitas says:

        Caro Filipe,
        Das muitas fraudes possíveis uma delas é inverter o sentido das corretes á entrada do contador. Com este sistema “Absolute energy measurement “mesmo que se troque as ligações pensando que o contador não contabiliza energia, engana-se pois o contador continua a contar e apresenta um alarme no visor.
        Respondendo mais concretamente a sua pergunta segundo os novos regulamentos (Decreto-Lei n.º 153/2014, de 20 de março e as Portarias n.º 14/2015 e n.º 15/201) qualquer pessoa poderá instalar um sistema produtor (só até uma determinada potência) sem ter que informar/registar-se junto das entidades competentes. A EDP neste caso não tem qualquer responsabilidade sendo esta do instalador do equipamento.
        Para mais informação aconselho vivamente a consulta do Portal Energia na Hora do Ministério da Economia e Emprego que contem toda a regulamentação.

        http://www.renovaveisnahora.pt/

        • Filipe says:

          Obrigado pela info!

          Sendo assim, é possível solicitar, junto do fornecedor de energia, a troca do contador por um que não tenha o sistema “Absolute energy measurement”?

          • Freitas says:

            O ser possível é, não sei é se terá custos.
            Partindo do pressuposto que o contador tem a opção de Absolute energy measurement” ativada.

  33. Emanuel says:

    Bom dia,
    Tenho algumas perguntas muito simples para ver se vale a pena ou não instalar isto.
    tenho uma moradia e somos 4 pessoas, pago uma media de 40€ mês de luz, as minhas perguntas são:
    Se instalar o kit fico sem pagar electricidade?
    Ganho algum dinheiro com isso?
    se as respostas forem NÃO, então para que serve isso…

    • aurelio says:

      Boa pergunta, parece que os produtores de energia eléctrica, não conseguem dar conta do recado.
      Para além de lhes pagar-mos bem ainda temos que ser nós, os consumidores, a produzi-la.

    • Filipe says:

      Caríssimo Emanuel, faça como eu e leia os comentários dos outros utilizadores e verá as suas questões totalmente respondidas.

    • Diogo says:

      Não tem qualquer tipo de fundamento as suas questões!
      Um à parte,

      Você se fizer um passe do metro, autocarro, etc, ganha dinheiro com isso?
      Deixa de pagar IUC do seu automovel pessoal, por exemplo?

      Se as suas respostas forem não quer dizer que andar de transportes públicos não compensa?

  34. Paulo says:

    Aqui ha uns tempos saiu um artigo aqui no site que apontava no sentido de os paineis estarem a ser instalados de forma incorreta e dessa forma não favorecendo a produção de energia. Isso Continua, alteraram algo na forma de instalar, é estratégia para não aproveitar os paineis a 100%?

    https://pplware.sapo.pt/gadgets/high-tech/paineis-solares-estao-a-ser-instalados-de-forma-errada/

  35. Bruno Andrade says:

    Uma dúvida, uma vez que é possível produzir mais energia do que aquela que se está a consumir durante o dia, não é possível a instalação de um acumulador de energia para utilização da energia que é produzida durante o dia, à noite?

    Cumps

    • Bruno Andrade says:

      Fiz uma pequena pesquisa e verifiquei que é possível a instalação de baterias solares para acumulação de energia e a sua utilização fora do período solar.

      Será esta uma solução viável para quem consume a grande maioria da sua electricidade durante o período de deficiência de luz solar.

      • Filipe says:

        É uma solução tecnicamente viável, mas economicamente não. As baterias são muito caras de momento para o seu retorno ser feito em tempo “útil”. Esperemos pela Gigafactory da Tesla, pois irá fazer mexer, e de que maneira, o mercado mundial de baterias.

  36. Telmo Capelo says:

    Recebi uma oferta por parte da EDP com preços com instalação incluída e oferta de um ano de uns aparelhos. Mas como não entendo muito disto podia me elucidar por exemplo de 6 painéis de 250 w qual a produção anual e preço de mercado de venda de energia. Obrigado.

  37. Bruno Carvalho says:

    Boa tarde, tinha umas questões:

    1- a Instalação dos kits efetua ligações diretamente nos aparelhos ou no quadro geral?

    É necessário algum aparelho que auxilie e verifique como direcionar a energia em casa? por exemplo o sol fornece 100W instantâneos, mas a maquina consome 200W. Como se resolve a diferença dos 100W em falta?

    Obrigado,
    Bruno

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde,

      1 – Liga ao quadro geral (ou outro ponto de interligação à sua instalação eléctrica), e não aos aparelhos diretamente.

      2 – Não, essa gestão é feita automaticamente. O que o sistema não produzir, a rede cede… O backup é automático e instantâneo.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  38. carlota says:

    Para fazer umas estimativas dos possíveis valores de produção de acordo com a localização e orientação dos painéis pode aceder a este site: http://re.jrc.ec.europa.eu/pvgis/apps4/pvest.php . Coloca no mapa a sua localização ou as coordenadas GPS e pode ter uma ideia realista do que pode produzir.
    Como é normal qualquer sistema que se baseia em estatísticas tem algum erro, mas no caso concreto que conheço de um sistema de 4.4KW com painéis poli-cristalinos o erro entre o valor real para esta previsão é inferior a 10% (a previsão é superior).

    Podem também aceder a este site: https://www.sunnyportal.com/Templates/PublicPagesPlantList.aspx onde tem as leituras reais de sistemas instalados pelo mundo, Portugal incluído (101 instalações).

  39. Paula Cristina says:

    Tenho uma dúvida. Os painés também funcionam atrás de vidros?
    O único lugar onde posso instalar os painés, seria numa marquise que está fechada.
    Obrigada

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Sim, na teoria pode, mas os vidros refletem muita da radiação, afetando muito o rendimento do sistema…
      Pode sempre é instalar no exterior da marquise… 🙂
      É uma questão de analisar as opções e usar a imaginação 🙂

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  40. Andreia says:

    Boa noite EngºRafael. Vou comprar uma moradia que tem 2 painéis solares com termoacumulador da marca insuatherm. Será que estes painéis funcionam para produzir energia ou só servem para aquecimento de aguas? Como a moradia já vem com os painéis não tenho que investir dinheiro nenhum? É só lucro? O que tenho que fazer para utilizar a energia dos painéis? A quem me dirijo? À EDP? Obrigada pela sua atenção.

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite Andreia,

      O sistema a que se refere é um sistema solar térmico, que nada tem a ver com os kits referidos no artigo. Esses painéis servem apenas para produção de águas quentes sanitárias…. Também funcionam bem, vai ver que vai ficar satisfeita.
      Num futuro poderá também colocar painéis para produção de electricidade, mas trata-se de um sistema completamente distinto.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  41. Alves says:

    Uma questão Sr. Vítor M., não leve a mal: o seu “M” é de Moreira?

  42. Gustavo L. Moraes says:

    Rafael, bom dia.
    Este sistema já é comercializado aqui no Brasil?
    Onde?

    Obrigado.

  43. Filipe says:

    Aqui esta um assunto que me interessa.

    Imaginemos que eu compro um kit a EDP, pelo que vi sao 30€x24m= 720€, a minha família e eu durante as 7:30h e as 19h não estamos em casa, logo o consumo nesse período de tempo vai ser quase nulo ou seja só irei estar praticamente a fornecer energia a EDP.

    Deste investimento só irei tirar proveito ao fim de semana que é quando estamos mais tempo em casa, sera que vale a pena, no meu caso, investir nestes kits?

    Pelo que vejo estes kits estão mais direccionados a pequenas empresas, escritórios, etc, que laborem durante o dia porque para um cidadão comum que trabalhe das 8h as 17/18h não ira tirar grande proveito disto.

    Corrijam-me se estou enganado mas é a opinião que tenho, caso opinem façam no de forma construtiva.

    Obrigado

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde Filipe,

      Primeiro, começa logo por aconselhar uma empresa que tem das piores condições a oferecer.
      Segundo, se o seu consumo é nulo em horas de sol (o que eu desconfio), não faz sentido instalar nenhum kit, como é claro…

      Quanto à parte das empresas e escritórios sim, faz todo o sentido, não só pequenas empresas como grandes empresas, visto que o horário de trabalho coincide com as horas de sol, e ainda acresce o facto de o horário de sol coincidir com o horário de ponta para as empresas, o qual tem uma tarifa estupidamente alta.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • Filipe says:

        eu não aconselhei, dei um exemplo de um hipotética compra, um suponhamos, neste caso a EDP e também não disse que o meu consumo durante o dia era nulo, mas sim quase nulo como é óbvio tenho alguns electrodomésticos ligados.

        No meu ponto de vista isto é mais direccionado para as empresas do que propriamente para cidadãos comuns, a edp podia arranjar uma solução alternativa para quem nao gasta de dia poder gastar a noite, isso é que era.

        cumps

      • Americo viana says:

        ólá boa noite sr RAFAEL faço-lhe 1 pergunta muito sincera visto o sr domina a materia e secalhar é a sua vida,a minha nao!é verdade ou nao k este kit auto consumo só favorece 10%do nosso pais,todos mais o menos sabemos o que temos em casa e o tempo que estamos nela. pra mim serve pk tenho n maquinas e trabalho em casa,mas sei que se assim n fosse n metia o kit,ou entao comprava baterias p acomular.o consumo de energia da-se a noite e isso n há hipotese de alterar.
        é 1 raciocinio dum leigo na materia da eletricidade

        cumprimentos a todos

  44. Maria says:

    Li a maioria dos comentários. Sou uma mulher que trabalha fora de casa todo o dia e só chego a noite, vi comentários como “deixe a maquina de lavar roupa ou de secar durante o dia, deixe os aquecedores ligados assim quando chegar a casa terá a casa quente” eu me pergunto se quem faz esta afirmações sabe usar uma maquina de lavar/secar roupa, porque é inviável, se deixar a maquina da lavar/secar as 8 da manha quando chego a casa a roupa parece um acordeão, qualquer pessoa que lide com esses aparelhos sabe disso, quanto ao deixar os aquecedores ligados todo o dia todos sabemos como é qualidade de construção das habitações em Portugal, quando desligamos um aquecedor passados 15 minutos já a sala esta fria.
    Pelo que pesquisei se pusesse um painel seria só para consumo no momento, ou seja aquilo que não gasto não acumulo nem vendo, ofereço a EDP. Portanto instalar um painel para não gastar num frigorífico não me parece nada viável. Sejamos mais realistas, falemos de como vivemos e quais as nossas necessidades. Raposa a vender galinhas?….o que a EDP tem a oferecer é nada.

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde cara Maria,

      Sim, sei utilizar (e utilizo) uma maquina de lavar roupa. Programo a mesma para começar a funcionar às 15:00, quando ainda tenho muito sol, e chego a casa pouco depois das 17:00, apanho o final do programa de lavagem (ou tenho o mesmo terminado à menos de uma hora) e estendo a roupa… Estou a fazer algo de errado?

      Quanto à qualidade de construção, não tome o seu caso como exemplo. Até porque está visto que você não tem hábitos que justifiquem a utilização de um destes kits, nem quer ter.. Não está disposta (ou não consegue) reajustar os seus consumos e com isso conseguir baixar significativamente os seus custos energéticos.

      Agora não generalize, para muita gente estes kits fazem todo o sentido, e podem ser uma óptima forma de poupança.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

    • antonio ferreira says:

      Sra. Maria, espero que tenha lido o meu comentario la para cima, pois perceberia que, o que serve a uns, pode nao servir para outros, dependendo das necessidades de cada um. O que escrevi foi o seguinte:

      “Bons dias,
      acabei de instalar um kit de autoconsumo de 6 painéis, 1500w. Por medições que fiz na minha casa, uma moradia, e como trabalho em casa, a casa consumia em media 800w por hora. na hora do meio dia, e ainda nas condições que temos tido de sol, já cheguei a produzir 1200w, ou seja, produzi mais do que estava a consumir. mas, durante cerca de 5 a 6 horas/dia, não pago 1 cêntimo à EDP.
      O kit tem sensores que me permite saber ao momento qual o consumo da casa e a produção dos painéis, o que, usando os gráficos disponíveis, permite começar a estudar em como utilizar a energia produzia em excesso. ou seja, por exemplo, por maquinas de lavar a roupa/loiça nesse período.
      O custo do investimento, do kit de 6 painéis (1500w) já com instalação, dois sensores e um receptor foi de cerca de 3200€.
      espero ter ajudado com a minha curta experiência (cerca de 15 dias) de “produtor autoconsumo” de energia.”

      Ora, para si, é uma estupidez estar a comprar paineis solares, mesmo que seja “apenas” o seu frigorifico a consumir (duvido que seja só ele, pois os stand-by’s estao espalhados por todo o lado), mas que, consome, e que tem que pagar à EDP.

      Estes sistemas não sao para “atar e por ao fumeiro”, e ja estamos a ganhar/poupar dinheiro. Teem que ser rentabilizados, e que, segundo as minhas contas, o que vou deixar de pagar à EDP, permite-me cobrir o custo dos paineis em qq coisa como 2 anos. Depois disso, sim é lucro/poupança, é dinheiro que nao pago À EDP.

      • Americo viana says:

        sr FERREIRA mas vc dá 1 grande ajuda a EDP segundo o que se diz aqui! vc da muita energia a edp.
        vc nem sempre consegue gastar o que fornece

        • antonio ferreira says:

          Bom dia Sr. Americo Viana

          ha uns dias postei isto aqui:

          “Boa Tarde Antonio,
          chegou hoje a primeira fatura da EDP apos instalacao dos kit de 1500W.
          Factura anterior a rondar o 160€ (por 1 mes).
          Factura actual, 1 mes, apos instalacao dos paineis = 27€
          perante isto, e isto sao valores reais, e perante o que li aqui, tirem as V/conclusoes
          Abraço a todos”

          acha q estou preocupado em estar a dar, como diz, uma grande ajuda à EDP ? Eu quero é reduzir o que tenho que pagar à EDP, que, como pode verificar, no primeiro mês foi “apenas” cerca de 130€. Alem disso, pelos graficos de producao q que tenho acesso, consigo saber os periodos em q estou a produzir em excesso, e nesses periodos posso por maquinas a funcionar, como por exemplo, maquina da roupa, maquina da loiça, etc. EU quero é pagar menos. Nao sera isto que o pessoal pretende ?

          abraço

  45. Paulo Goncalves says:

    Com baterias boas em casa é que vai ser bom, a tesla esta a apostar nisso:
    http://qz.com/346242/elon-musk-is-designing-a-tesla-battery-to-power-your-home/

  46. Acho curioso o seguinte:

    “Estes kits são normalmente apresentados com potências entre 250W e os 1500W (compostos por 1 a 6 painéis fotovoltaicos), potência até à qual não é necessário efetuar registos nem pagar taxas junto das entidades competentes.”

    Pagar taxas depois de comprar um aparelho que sobrevive do sol para me dar energia? Isto só pode ser gozar connosco. Alguém consegue explicar o porquê desta ridicularidade?

    • Telmo M. says:

      Subscrevo! É ridículo e escravizante! É uma forma de explorar as pessoas que é legal – crime legal e institucionalizado! Ainda há muito para melhorar na lei para que esta sirva realmente o povo em vez de o explorar. Há quem diga que “É assim porque é lei” – e também era lei matar judeus na Alemanha, torturar quem falasse mal do governo em Portugal… A lei falha, e se falha! Como eu o entendo, João Cavaleiro.

      Deixo aqui está mensagem como forma de me expressar, e muito possivelmente de expressar a opinião de muita gente. Assim quem ler isto sabe que não está sozinho 🙂

  47. Filipe Garcia says:

    Boa tarde,

    Sempre me questionei sobre a implementação destes kits numa varanda…
    Podem fornecer link para saber spec dos kits de 500/600€ que falava no inicio Rafael.
    Estes kits podem ser instalados por qualquer um?
    Obrigado

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite,

      Envie-me pf email para lhe enviar a info pretendida.
      rafael.ja.moreira@gmail.com

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • Americo viana says:

        ólá boa noite sr eng RAFAEL MOREIRA agradecia que comentase sff o post do sr ANTONIO FERREIRA da sua inst 1500w e num mes poupar 130€(este ganho supera todas as expetativas)1 painel 250w disse o sr que produzia ano 375kwhx6=2250kwh.
        eu confesso estou tentando aprender desdenhar p comprar só por isso insisto para que n haja equivocos
        1 abraço

        • Rafael Moreira says:

          Boa tarde a todos,

          Infelizmente não tive oportunidade de vir comentar esta situação mais cedo.

          Efetivamente a poupança referida não é possível alcançar com apenas 6 painéis. Essa poupança só pode resultar da combinação dos painéis com redução significativa nos consumos…
          Para essa poupança mensal precisa quase do dobro dos painéis.

          Contudo, caso esteja interessado o Sr. Américo esteja interessado num destes kits pode entrar em contacto comigo.

          Melhores cumprimentos,
          Rafael Moreira

          • antonio ferreira says:

            Caro Sr. Rafael,

            posso-lhe garantir q é possivel, pois n me tenho como mentiroso, e tal como referi ao Sr. Americo, tenho provas disso, provas simples, as faturas da EDP. Entao perguntar-me-a como foi possivel, e respondo-lhe que, alterei habitos de consumo, nomeadamente a colocacao de maquinas de lavar no periodo diurno, qd os paineis estao a produzir em excesso.

            Agora, uma coisa é certa, que a fatura da EDP do mes de fevereiro para o mes de março reduziu cerca de 130€ (foi dada a contagem, nao sao estimativas), isso é garantido. quem quiser acreditar, acredita, quem n quiser, temos pena, nada posso fazer.

            abraço

  48. Norberto Vale says:

    Viva,

    Tenho uma dúvida que desde já agradeço se alguém me puder ajudar: vivo numa zona ventosa, e penso que o ideal para o meu caso seria a conjugação de 1 painel solar conjugado com um aerogerador, pois dessa forma conseguria colmatar os dias de pouco sol, assim como o período nocturno. Alguém me sabe dizer se existe algum tipo de condicionalismo legal para esta solução? Aerogeradores fiáveis a bom preço, alguém tem sujestões? Desde já obrigado.

    • Telmo M. says:

      +1 – Também tenho interesse em saber.

    • Rafael Moreira says:

      Essa solução é possível e não existe nenhuma restrição legal para o fazer…. E pode combinar as duas fontes de energia.
      Contudo, caso analise a situação e faça as suas contas vai perceber que actualmente a tecnologia eólica não consegue competir com a solar…

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  49. Osni Nascimento Junior says:

    Tenho uma duvida em questão da venda, a energia gerada através de biodigestores é bastante grande, por conta disto o proprietário não utiliza tudo que coloca na rede, esta parte que resta, é ressarcida de qual forma, qual valor? E em questão de custo benefício, quantos Kw deverão ser gerados para ser benéfico para o proprietário?

  50. Santos says:

    Boas, existe alguma forma de impedir que a energia excedente produzida com este sistema não seja ejetada na rede?, para não estar a alimentar “ABUTRES” como a EDP.

    • aurelio says:

      Olhe que além de a oferecer aos abutres, ainda é facturada como consumida por si. Até parece mentira, mas é verdade.

      Já há equipamentos para auto-consumo com sistema, “zero injecção na rede”

      Ou então, sempre pode ter um termoacomulador ou um aquecedor, para dissipar o excedente.

  51. says:

    Isto tudo não será mais uma engano ao povo, retornos so ao fim de anos, pagar taxas para poder ter paineis? afinal o sol tambem já é pago?
    seu eu quizer por um painel em minha casa tenho que pagar uma taixa porque?
    tudo o que era de borla tal como o sol agora tambem tem que ser taixado?
    parasitas! já não vamos tendo nada nosso em Portugal.

    • Rafael Moreira says:

      Até 1.5kW não paga taxas.
      A taxa de registo, para instalações superiores a 1.5kW, é o custo para o “processo de licenciamento e fiscalização da instalação”.

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

  52. José C. says:

    Boa tarde.
    Desculpe a ignorância, mas estes painéis são iguais aos do aquecimento de águas? Ou seja, quem tem instalados estes últimos pode produzir energia não só para o aquecimento da água?

  53. Antonio says:

    interessante

  54. Alberto Costa says:

    Boa tarde a todos os leitores,

    Acho uma vergonha estarem aqui a vender equipamentos em vez de nos ajudarem a fazer um sistema faça você mesmo. Já existem sistemas montados por empresas por 482€. Valioso aqui seria ajudar os leitores a fazer um sistema. Pelo que vi podiamos fazer um por apenas 200€. Onde iremos recuperar o valor do sistema em apenas 2 anos.
    Desiludido.
    cumprimentos.

    • Vítor M. says:

      Alberto… vamos lá, quando podemos contar com o Alberto para nos ajudar?

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde Sr. Alberto Costa,

      Peço também a sua ajuda, gostaria de saber como consegue um kit de 250Wp por 200€.
      A sério, ajude-me que eu preciso disso….!!! Até lhe pago por essa informação Eheheh

      Melhores cumprimentos,|
      Rafael Moreira

      • Americo viana says:

        no ebay deve haver

        • Rafael Moreira says:

          Não, nem no ebay…
          Só se for um painél de brincar 😉

          Melhores cumprimentos,
          Rafael Moreira

          • miguel says:

            boa noite, pois foi no ebay que adquiri dois painéis solares, de 12v, 120w cada, monocristalinos, por cerca de 115€ cada, e já estão a funcionar à 2 anos sem qualquer problema e com bastante eficiência … tenho um banco de 7 baterias, que carregam durante a manha, da parte da tarde a energia é injectada na rede eléctrica reduzindo os gastos dos electrodoméstico….

    • José says:

      Alberto precisamos da tua ajuda, venha lá essa informação.

  55. Rui fernandes says:

    Muito boa noite, pois lido os vossos comentários fiquei com a ideia de que esta forma de incentivo aos painéis solares por parte de EDP não são vantajosos, pois estava com ideias de colocar 3 painéis fotovoltaicos instalados pela EDP. Apos ter entrado em contacto com eles, a simulação que eles fizeram para a minha casa e com uma fatura mensal de 70€ o ideal seria 3 painéis; ficaria a pagar 76€ por mês durante 24 meses apos os 2 anos o equipamento instalado era meu e a partir desse momento poderia vender o excedente à rede. Ficaria a pagar mais 6€ por mês a mais do que pago atualmente, o que equivale a 144€ a mais no final do contrato, o que me faz pensar 2 vezes se não será vantajoso para mim.
    agradecia que me esclarecessem se estou enganado ou haveria outras alternativas mais vantajosas
    obrigado
    atentamente
    Rui

    • António says:

      Caro Rui Fernandes existem pessoas a fazer as contas de outra forma dizendo que a longo prazo é rentável.

      Para mim são as duas verdadeiras.

      De facto não grande desconto na compra dos equipamentos. E na factura mensal prevejo que deve existir muito cuidado. Pelo problema dos contadores e também pela nossa forma de usar o equipamento. Por exemplo, para mim, os painéis só iriam “ajudar” no consumo de 2 frigoríficos, 2 arcas, um PC e alguns transformadores. De noite gasto o mesmo.
      Se tiver bi-horário ai já devo ter um ganho significativo. Mas carece mesmo de um bom estudo. è pena os entendidos não publicarem uma boa folha de calculo para isto.
      Resta ainda o facto de que TODA a produção ser colocada à disposição da EDP gratuitamente. Se quisermos cobrar este excedente temos que comprar mais equipamento que vai onerar significativamente a instalação. E ainda não vi ninguém dizer a quanto vamos vender esse excedente. Segundo a lei parece-me ser a preço de migalhas….

      O certo era a EDP oferecer o contador e comprar a electricidade com uma margem de 20 a 30% em relação ao que vende. Não perdiam e davam verdadeiras condições de desenvolver o negócio. Mas existem mais perspectivas que podem ouvir. Esta situação para mim configura-se mais uma aberração monopolista.

  56. Henrique says:

    Sou um leigo nesta matéria mas será possivel comprar esses kits de energia com o propósito único de revenda, sem ser para consumo próprio mas sim só para ter lucro? E se sim como seria feito o processo de venda desta energia criada?Obrigado

    • Rafael Moreira says:

      Também pode instalar painéis para venda de energia… Chamam-se “Unidades de Pequena Produção”.
      Mas o valor da venda é muito baixo, cerca de 0.095€/kWh, não lhe compensa.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  57. José says:

    Então se eu puser uma ventoinha eolica, ligada á corrente, o efeito é o mesmo ??? se alguem souber responder agradecia. ventoinha do genero desta http://migre.me/poWVU

    • Toninho says:

      acho que assim não funciona.

    • Rafael Moreira says:

      Boa noite,

      Sim, pode faze-lo, mas o efeito não é o mesmo. Isso são equipamentos muito pouco eficientes em que acaba por nunca ter retorno do seu investimento. Mas se for visto mais como uma “brincadeira” pode perfeitamente fazê-lo..

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • José says:

        O sr. Rafael vende kits eolicos ?

        • Rafael Moreira says:

          Não, não vendo esses equipamentos.
          Contudo, se estiver interessado, envie-me um e-mail para o endereço presento no final do artigo e posso tentar ajuda-lo.

          Melhores cumprimentos,
          Rafael Moreira

          • Toninho says:

            Por isso são pouco eficientes, porque não os vende. Percebido

          • Rafael Moreira says:

            Caro Toninho,

            Acho que nem merece o meu comentário. Mas enfim….
            O que disse foi que o sistema caseiro enviado acima é (muito pouco) eficientes! Aprenda a ler andas de falar por falar…..

            Melhores cumprimentos,
            Rafael Moreira

  58. Antonino says:

    Á quem diga que dá também para fazer energia com o vento, mas não estou a ver como, e quase nunca temos vento.

  59. Americo viana says:

    alguem sabe responder se é possivel montar 3 kits autoconsumo
    a ligar em separado em 3 tomadas na casa! por exemplo a casa fica voltada p nascente e as trazeiras poente,aideia era meter 1 painel na frente,outronas trazeiras da casa e outrovoltado p sul

    • joao says:

      isso nao dá, vais queimar os paineis.

      • Americo viana says:

        ok,obgdo,mas pk vai qeimar?entao n é igual como se fosse só 1 painel,injetar corrente aonde ja há corrente

        • Rafael Moreira says:

          Boa noite Sr. Américo Viana,

          Pode sim fazer isso que mencionou sem problema algum, pode até ligar tudo no mesmo sistema e na mesma tomada… E é uma opção que faz todo o sentido para muitas situações.
          Se precisar de ajuda envie email para o meu email presente no final do artigo.

          Melhores cumprimentos,
          Rafael Moreira

          • Americo viana says:

            quero partilhar aminha estoria! comprei 2 paines de auto consumo inst. hoje liguei a tomada e ao fim de 4h
            fui olhar ao contador e o meu espanto de o gajo anda p tras, se houver duvidas envio mail com o video que fiz

  60. aurelio says:

    Sorte a sua que tem contador dos antigos, de roda. Agora veja lá se telefona para a edp, como eles querem. Fica logo com um contador modernaço digital, que conta sempre, seja a energia a entrar como a sair!!!

  61. Ana says:

    Boa tarde, uma questão que ainda não consegui perceber… compensa ou não a venda do excedente produzido à rede? qual é o preço (aproximado) pago pela entidade fornecedor de energia, dependerá de que factores? Compensará mais autoconsumo com venda do execedete (se é que se pode fazer isto) ou a microgeração com venda total de energia à rede? Obrigada desde já.

  62. Ana says:

    Alguém me pode explicar porque em zonas isoladas e em horas de vazio (pouco consumo, e alta injecção de corrente na rede) provoca sobretensão na rede? fazendo os paneis desligar constantemente? existem que tipo de soluções para esses problemas? Obrigado desde já.

  63. andre berto says:

    uma pergunta nao ha paneis solares mais eficientes que esses , em termos de produção energética ? a tempos ouvi algo sobre isso o desenvolvimento de um cristal mais puro e capaz de captar melhor a energia , k sabem acerca disso

  64. dinis santos says:

    bom dia
    estou para instalar um kit com 6 painéis com baterias para acumular o excedente mesmo assim se as baterias tiverem a carga completa o contador vai contar ao contrario? alguém sabe qual a forma para tal não acontecer?

    • alexandre says:

      Contador andar sentido inverso não é problema pelo contrário;) agora ser for digital soma te na fatura valor a pagar
      Para resolveres o problema tens de instalar um inversor que faça gestão dos excessos de produção e corte fornecimento.

    • Americo says:

      Dinis eu sou 1 leigo na materia Mas penso que 6 painéis n é suficiente para acumular e haver excedente a não ser que VC gasta pouco ou as baterias são de pouco armazenamento! Confirma esta resposta dr Rafael Moreira?

  65. dinis santos says:

    bom dia
    desde ja o meu muito obrigado pelas dicas mas o meu contador ja e digital
    e por exemplo o fim de semana que nao trabalho os paineis produzem energia para carregar na totalidade as baterias se tiverem totalmente carregadas a energia retoma a rede atravez do contador ?ou o controlador de carga nao deixa passar essa enegia cortando a carga as mesmas e assim nao injetando na rede?

  66. Jorge Costa says:

    Sr. Rafael Moreira, Instalaram-me 1 kit de auto-consumo de 6 painéis no final de Abril. Apercebi-me, passado 15 dias e por estatística diária, que o meu contador (digital)aumentou significativamente o “” consumo”” no período fora do vazio ou seja o meu excedente está a ser contado como consumo!!. ando numa guerra entre EDP distribuição e Comercial por causa deste problema e não me dão solução. Qual a sua opinião? o que devo fazer? quem deve mudar o contador para um contador que efectivamente conte só o consumo vindo da rede. Obrigado pela sua ajuda

  67. AMERICO VIANA says:

    BOA NOITE MEUS CAROS SÓ P INFORMAR COMPREI E INSTALEI 1 KIT 1500W COM INVERSOR WIFI E ESTOU A PRODUZIR PERTO 10 KWH POR DIA 9,7W 9,8W E AS VEZES 10W

    • Alexandre says:

      Vejo muita gente a instalar 6 painéis 1500W blá blá
      Existem contas a fazer,problemas a ter em conta e dúvidas oportunas tal como a questão colocada pelo Sr. Jorge Costa…

      • Rafael Moreira says:

        Boa tarde Sr. Alexandre,

        Efetivamente existam questões como a do Sr. Jorge Costa que podem ser esclarecidas.
        Já falei com o Sr. Jorge e ele já tem a situação em resolução. Nos casos em que aconteça o problema referido, tem que se contactar o operador de rede para eles procederam à correção do problema.

        Cumprimentos,
        Rafael Moreira

        • alexandre says:

          No comentário do Sr.Jorge diz que anda em guerra com a EDP .
          Já agora pode esclarecer qual foi a abordagem que aconselhou a ser feita com a EDP para lhe ser substituído contador?

          • Rafael Moreira says:

            Bom dia,

            Apenas tem que reportar a situação junto da entidade correta (não vale a pena ligar para a EDP comercial, eles não sabem de nada e trocam a informação toda) e solicitar a substituição. O Operador de Rede já sabe da situação e da obrigatoriedade de alterar ou corrigir o contador.

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

          • Alexandre says:

            Bom dia Sr. Rafael,
            Qual é a entidade correta para comunicar?
            Existem custos para essa alteração?

    • Rafael Moreira says:

      Boa tarde Sr. Américo,

      Com 6 painéis, e nesta altura do ano, o valor da sua produção parece-me baixo…

      Cumprimentos,
      Rafael Moreira

      • Alexandre says:

        Fazendo as contas 10KW é o valor medio de produção diário que um sistema de 1500W pode ter em bons dias de sol não conte com muito mais.
        Se essa energia produzida for toda aproveitada poupa +/- 1,7€ por dia.

      • Telmo M. says:

        Baixo? 10kWh por dia é muito bom.

        • José says:

          isso é muito pouco

          • Alexandre says:

            Com 1500W sem seguidor não consegues muito mais.

          • Telmo M. says:

            Caro José, faça as contas, se souber. O dia não tem 24h de sol. O sistema é de 1500w em pico. 10kWh por dia dá para muita coisa, eu consumo em média menos de 6kWh/dia. Se o contador deste senhor anda para trás, está bem servido!

          • José says:

            tens a certeza ?

          • Rafael Moreira says:

            Bom dia,

            É possível produzir um pouco mais que isso com inversores mais eficientes. Falo por experiência, tenho instalações na zona norte com produções de 13KWh/dia.

            A poupança com 10kWh dia não é de 1.7€, é superior, está a deixar de lado o IVA e taxas de consumo.

            Cumprimentos,
            Rafael Moreira

  68. AMERICO VIANA says:

    meu caro ALEXANDRE sabe quanto paguei? 1849€ ,tem duvidas quere que lhe faça 1 video?

  69. americo viana says:

    Nada disso

  70. americo viana says:

    Sou 1 leigo nesta matéria, mas tenho aprendido muito com o meu inversor!
    Os dias de muito sol, nã quer dizer mai produção.

  71. americo viana says:

    Daqui a 1 ano consigo saber qual a melhor aura para a produção, porque só sol n quer diz pescoço, tem que haver ali outra coisa que melhora a produção

    • Telmo M. says:

      Sr. Américo quanto mais quentes estiverem os painéis, menor a sua capacidade de converter “luz” em electricidade. Por isso um dia com muito sol tem mais potência (luz) disponível, mas os painéis não a conseguem aproveitar. Se os painéis forem refrigerados pode obter mais eficiência. Mas não se lembre de gastar água à toa para os arrefecer 😀

      • José says:

        pode por gelo

        • Telmo M. says:

          José, não sei se se apercebeu, mas eu estava a falar a sério. O calor diminui a eficiência dos painéis solares.

          • João says:

            e o gelo não arrefece ?

          • Rafael Moreira says:

            Bom dia,

            Que ninguém caia na asneira de arrefecer os painéis… Se o fizer, vai reduzir (em muito) a vida útil do painel e estar sujeito a partir o mesmo.

          • Telmo M. says:

            @Rafael Moreira, por acaso já pensei em ter a parte de trás dos painéis com uma refrigeração líquida “micro controlada” para os manter mais frios. Penso que o perigo a que se refere seja no caso de choque térmico.

      • Redin says:

        Nesse pressuposto, mais valia os fabricantes construírem os painéis com vidro com proteção UV. A não ser que ao cortar o UV o painel fique sem o necessário para excitar os componentes químicos, mas isso já me ultrapassa os meus conhecimentos.

  72. ah says:

    Eu possuo um medidor de consumos e tenho valores instantaneos minimos de 400 a 500w. Estou a pensar em colocar 3 paineis, um virado a sul, outro a sudeste e outro a sudueste e assim baixo a producao nas horas de pico e aumento as horas de producao, sem correr riscos ou minimizar ao maximo o risco de injecao na rede. O meu contador é bidirecional, sendo assim julgo que alguma injecao que haja na rede, pelo menos nao a pago, embora a esteja a dar a edp. Mas como disse julgo ser mesmo muito pouco, optimizando as orientacoes. Ja vi por aqui que quem tenha micro nao pode ter autoconsumo. Nao é verdade. Tenho uma micro de 5,17kw e ja fiz a comunicacao previa para 0,75kw e foi aceite.

  73. João Emanuel Silva says:

    Boa noite…Tenho uma bomba de rega elétrica que utilizo para tirar água de um poço com 5 metros de altura e seguidamente é canalizada por mais ou menos 900metros até um deposito. Isto fica muito caro em energia. Uma bomba solar parece-me a solução, pois não tenho que ter fios espalhados no chão e o mais importante, não teria de pagar tantos euros em energia à edp. Alguém por aqui me pode ajudar sobre este assunto? que tipo de bomba? e já agora, custos se possível. Obrigado…

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia Sr. João,

      Permita-me descordar mas penso que, visto que já tem uma bomba, lhe compensa mais instalar um sistema de autoconsumo para alimentação “indireta” da bomba. O investimento é bem mais reduzido, e o retorno muito mais rápido…
      De qualquer das formas, posso ajuda-lo em qualquer uma das situações. Envie-me por favor um e-mail para o email no final do artigo: rafael.ja.moreira at gmail. com

  74. leonel says:

    BOA TARDE.
    QUERO UM CONSELHO VERDADEIRO E UMA OPINIAO.ESTOU NA EDP COMERCIAL COM TARIFA SIMPLES, TENHO CONTA CERTA EM QUE PAGO 90€ MENSAIS DURANTE 11 MESES E DEPOIS AO 12.º MES É EFECTUADO AS CONTAS MAS NORMALMENTE PAGO SEMPRE.
    ACTUALMENTE TENHO INSTALADO 1 PAINEL PARA AQUECIMENTO DE ÁGUAS(300l) E OUVI FALAR E ANDEI A PESQUISAR DA ENERGIA PARA AUTO CONSUMO.
    O QUE ME ACONSELHA?????QUAL SERÁ A MELHOR OPÇÃO???SERÁ QUE COMPENSA???

  75. Vasco carpinteiro says:

    Bom dia, gostaria de saber em quanto me poderia ficar um sistema desses para exploração agrícola com habitação na propriedade.
    Falo claro, de um sistema capaz de abastecer bombas de rega para uma área de 10 ha, dependências agrícolas e casa de habitação com 2 andares ( mais ou menos 10 divisões )

  76. Daniel says:

    Tenho visto muita gente a criticar este novo metodo de produção.
    Sim é verdade que não é a galinha dos ovos de ouro que já houve em tempos, em que muita gente achou que instalar paineis era melhor que fazer uma aplicação financeira… para alguns até pode ter sido, mas para isso era preciso ter também bastante capital para investir!
    Ainda antes de passar a ser possivél fazer auto consumo eu adquiri um kit de painéis solares com intenção de fazer auto consumo, uma vez que no meu caso acho dificil alguém detectar se o tenho instalado ou não. Além do terrno ser grande e os paineis não serem visiveis da estrada, a potencia instalada e capacidade de produção não ultrapassa o total consumido mensalmente, portanto durante a contagem não vai aparecer menos consumo que no mês anterior para levantar suspeitas!
    A minha intenção é unicamente tentar amortizar o consumo de alguns equipmentos que gastam mais energia, e aqui sim é que está o “truque”.
    Na versão antiga de produção para venda, o sistema com contador bi direccional registava todos os gastos e produções que no fim fazendo as contas, podia-se traduzir no tal rendimento ou grande amortização da conta da electricidade.
    Com o sistema de auto consumo a coisa pia mais fino, porque a não ser que alguém esteja sentado numa cadeira a espera que a potencia produzida ultrapasse o valor do equipammeto quer ligar o rendimento de um sistema desses pode até nalgumas sitiações ser mediocre e estarmos a oferecer energia a borla a EDP!
    Depois do sistema instalado e já testado, verifiquei que realmente o contador anda para trás quando a produção ocasionalmente ultrapassa o consumo, mas no fim acaba por ser compensado pela noite, em que há sempre consumos e a coisa acaba por equilibrar um pouco, mas, com alguma vantagem para mim uma vez que tenho tentado fazer os maiores consumos quando há sol e tenho notado na contada da electriciadade!
    A minha ideia, então é neste momento implementar algo que ainda tenho em fase de projecto, um sistema “inteligente” de colocção em linha de cargas em função da produção.
    No meu caso particular, trata-se de uma vivenda com jardim e piscina, o aquecimento para aguas sanitárias é por cilindro electrico.
    Estes são os equipmentos que sei qu consomem mais, a bomba da piscina, o furo para rega e cilindro electrico.
    Instalei um conjunto de paineis com 1,7KW de potencia máxima com um inversor trifásico da Kostal (Piko 4.2) que tem a possibilidade de no futuro ter um segundo set de paineis, mas para já vou-me desenrascando com este arranjo.
    Agora onde está a parte que não há a venda “off the shelf” que poderá tornar o meu sistema de auto consumo mais eficiente do ponto de vista de aproveitamento de energia disponivél,
    O sistema que estou a desenvolver, não pretende ser uma solução generalista mas pode ser uma ideia ou conceito para quem faz projecto nesta área.
    Fudamentalmente vou usar um pequeno PLC LOGO da Siemens com um sensor de corrente na saida de uma das fases do inversor.
    As fazes em minha casa estão mais ou menos equilibradas e como as cargas a controlar também são trifásicas assumo que a corrente medida numa é semelhante a outras duas, mais tarde se achar ncessário poderei instalar sensores nas outras duas fases e fazer um calculo mais preciso da potencia disponivél. Deste modo com a leitura da corrente produzida instantaneamente pelo inversor a lógica desenhada no PLC é de colocar e tirar de serviço as três cargas em função da quantidade potência disponivel. Lá pelo meio da lógica também tenho encravamentos para evitar que estejam todos em simultaneo em funcionamento e um esquema de prioridades para o que funcionar em função da potencia produzida, da altura do dia, temporizadores para limitar funcionamento diário por exemplo da rega ou da circulação da água da piscina.
    Além disso também há os bypasses manuais para controlo manual de cada um dos equipamentos.
    Eu reconheço que isto não está ao alcance de qualquer pessoa, por caso tenho conhecimentos e formção na area de automação que me permite implementar a relativo baixo custo uma solução destas.
    O meu desafio aos projectisitas que se dedicam a esta area é a construção de modulos lógicos pré preparados para gestão de cargas, para integrar nos sistemas fotovoltaicos e propo-los como um extra a futuros clientes de modo a poder optimizar o auto consumo.

    Nota:
    No meu caso estou a usar um LOGO da Simens, mas pode muito bem ser usado por exemplo um Raspberry Pi, Arduino ou um qualquer outro micro controlador, muito mais baratos. Só uso o LOGO porque pessoalmente estou mais a vontade para o programar.

  77. José Malafaia says:

    Boa tarde Sr. Rafael Moreira
    Estou com ideia em montar um kit 250 ou 500w/h, para os consumos durante o dia, analisando a factura mensal, 130Kw/h/30Dias= 4 Kw/dia= 1Kw diurno e 3kw nocturno. Será compensador?
    Terei de registar em algum Organismo Publico para dar conhecimento deste produção para Autoconsumo?
    Cumprimentos

  78. diogo says:

    para k investir nisso se 90 por cento dos portugueses não estão em casa durante o dia so a noite (kem trabalha)

  79. Hélio Cardoso says:

    Boa noite,
    Este tipo de equipamento (http://www.teslamotors.com/powerwall) acumulador de electricidade está licenciado em Portugal?

    Obrigado e cumprimentos,
    Hélio Cardoso

  80. paulo porto says:

    eu tenho um bar com 6 frise e duas geladeiras tem como colocar um painel deste e sustentar a energia destes equipamentos normais,e quanto que custaria,e seria dividido em cartão ou promisória.

  81. paulo porto says:

    eu tenho um bar com 6 frise e duas geladeiras tem como colocar um painel deste e sustentar a energia destes equipamentos normais,e quanto que custaria,e seria dividido em cartão ou promisória.

  82. joaquim Antunes says:

    Tendo eu 18 painéis a produzir para venda, pergunto, posso colocar mais para consumo próprio, ou os que tenho dão para alterar ? sem mais cumprimentos.

  83. Rui says:

    Bom dia.
    Sim pode mudar para auto consumo mas não lhe compensa porque por certo esta a vender a um preço mais alto do que o que compra.
    se não estiver pode mudar só tem que fazer um novo registo para auto consumo e anular o que tem de produção.

  84. José Rosas says:

    E qual a vantagem do kit 500 w da EDP para uma moradia com potencia 6,9 kw e que maquinas posso ligar no período do dia para consumir a energia que produzo e injectar o mi nino na rede ou nenhuma se possível.
    Obrigado

  85. JOSE says:

    boa noite eu palei com com os gajos da edp para por um kit da edp de 500w para a minha moradia com potencia de 6.9 kw , quando eu les disse que só um painel que chegava para os meu gastos durante o dia, deicharam-me logo de me ligar .

  86. Ricardo Rodrigues says:

    Boa tarde Eng.º Rafael Moreira,
    A minha questão é a seguinte:
    No caso vender à rede o excesso de produção, além do contador para a medição da energia injectada, é necessário o pagamento de mais alguma taxa e qual o preço do KwK que a mesma paga?
    Obrigado.

  87. Sérgio says:

    Boa tarde

    Existe alguma forma para fazer painéis de aquecimento de água gerarem energia eléctrica?

    Cumprimentos

  88. Agostinho Fernandes says:

    Boa noite Snr.Rafael
    Gostaria que me ajudasse na seguinte situação:
    Disponho já de 2 paineis com 60 w cada,1 aerogerador de 400 w e duas baterias de 150 A cada,tinha um inversor com a finalidade de movimentar o motor da piscina mas como o motor só trabalhava 1/2 hora por dia não era nada de especial,quando comecei a ouvir falar que era só ligar à tomada foi o que fiz e o resultado foi queimar o inversor.Assim agradeço a sua colaboração no sentido de poder completar o equipamento para produzir energia para a tomada.O que devo fazer
    Agradeço a sua resposta.

    • Telmo M. says:

      Não sou o Sr. Rafael, mas vou tentar ajudá-lo. Para ligar os painéis solares é preciso ter um “inversor de injeção na rede”, que seja aprovado em Portugal (assim é só ligá-lo na tomada de casa). O seu inversor não era de injeção, mas sim uma variante para funcionar em sítios onde não há electricidade (para injectar a energia na instalação da casa por exemplo). Quando já há electricidade na instalação, por experiência sua, agora sabe que queima.
      Os seus painéis em princípio são para sistemas 12V (atingem 18V). Isto quer dizer que não vão funcionar com os inversores comuns, pois estes estão preparados para lidar com painéis de 250W (que atingem cerca de 30V). Mas se juntar os seus dois de 60W em série dará 36V (18 x 2) e 120W de potência, e com um inversor comum da marca “Involar” modelo “MAC250A” ou mais recente está despachado e aí sim é só ligar à tomada. Também há outras marcas como a “BeON”, que é portuguesa. Quanto ao aerogerador, não sei como o poderá ligar à rede. Este inversor que recomendei é só para painéis. Espero ter ajudado.

      • marco says:

        voce aconcelha esses inversores MAC250A?
        fiz uma micro com esses e inversores, já queimaram todos!

        • Telmo M. says:

          Como não conheço mais, e é o que vejo na net à venda, falei nesse. Nunca trabalhei com ele, mas como disse não conheço mais, para além do “BeON” que em princípio é português.
          Só estou a tentar ajudar. Obviamente qualquer coisa que seja adequada para o mesmo efeito servirá. O que interessa aqui é o tipo de aparelho e não a marca. Serve só de orientação.

  89. José says:

    Estes painéis só compensa para quem tem contadores dos antigos.

  90. antonio m. says:

    boas tardes ou boas noites desde ja digo que quem minimamente perceber um pouco de eletricidade e ou eletrônica consegue pelo menos ser independente a nível de iluminação numa casa, um pouco de imaginação e temos luz sempre sem recorrer a edp mesmo nestes dias de pouco sol as baterias estiveram sempre acima dos 12.6 voltes eu tenho 12 lâmpadas led nature são 118 w no total na minha casa só montei dois painéis de 50 w e 2 baterias 50Ah 12V de ácido pelo menos dão para 4/5 anos e claro se ligarmos inversores depressa dão o (berro) as baterias não foram assim tão caras (e claro que vou ligar mais uma bateria e mais um painel ) mas tenho isto a funcionar vai já para 3 meses ainda não foi preciso recorrer a edp

    • José says:

      que baterias são essas ? preços ?

      • Telmo M. says:

        Convém dizer que não caiam no erro de comprar baterias de carro. Elas não são preparadas para descarregar. As placas de chumbo são muito fininhas e não aguentam descargas como as baterias de ciclo profundo. Têm placas finas porque conseguem libertar muita corrente (para por um motor a trabalhar), mas uma vez que se começam a descarregar, ao fim de poucos ciclos estão miseráveis.

      • Telmo M. says:

        E mesmo as de ciclo profundo não devem ser descarregadas mais do que 40 ou 50% – abaixo de 12.2V, ou até 12V (medido sem estar a consumir). Idealmente deviam ser descarregadas 20 a 30% para durarem até 8 ou 10 anos. Isto porque quando menos descarregarem por ciclo, mais vai durar a bateria. Uma bateria de ciclo profundo (também lhe chamam solar) a ser descarregada a 100% (cerca de 11V, máximo 10,5V) só dura 350 a 400 ciclos. Ou seja se for feito um ciclo (carga e descarga por dia) só dura um ano. Ao fim desse ano ela já guarda menos de 80% dos amperes que diz guardar. (O tempo de vida em ciclos ou outra coisa qualquer normalmente é considerado até a bateria perder 20% da capacidade, ou seja, quando restam 80%, que já é um desgaste muito grande).

  91. antonio m. says:

    caro José como o amigo Telmo M. disse e é verdade as baterias de carro não servem. aquilo que disse é apenas a titulo demonstrativo de que não e um bicho de sete cabeças como se costuma dizer mas valeu a pena experimentar amigo José aquilo que disse dos contadores antigos e verdade mas só para monofásico mas dia menos dia vão ser todos trocados pelas novas box

  92. Stephan says:

    Hi, Iam thinking to buy an system of the EDP with 4 paneis for energia solar em autoconsumo. I think it is a fair price and you pay in 36 months. The electricity that you do not use is fed back in to the grid, he only problem is you wil not have any compensation. So EDP gets my electricity for free, to resell to others. This is not fair, right? I can also buy a contador with is suitable for measuring fed back electricity and cost € 500,-

  93. CDI says:

    Caro Sr. Eng. Rafael Moreira,
    com a leitura de todos os comentários fiquei muito mais esclarecido neste tema dos fotovoltaicos. Contudo, ainda tenho algumas duvidas que gostava de esclarecer.
    – De que forma é que eu ou outro user poderemos verificar qual a potência necessária lá para casa, sem que usar aparelhos de medição nem a contratação de um técnico? – Basta uma explicação muito básica.
    Penso que iria beneficiar a comunidade pois era mais fácil de o cliente ter uma noção da potência que precisa. Penso que as facturas pouco ou de nada servem pois não me mostram os consumos das horas de sol, que é o que realmente importa.
    – Até aos 1500w não é necessário registo nem pagar taxas mas, caso necessite de exceder essa potência, sabe informar-me qual o valor da taxa, licenciamento e inspecção. (Para se ter uma ideia do valor)
    – Fiquei também confuso com o comentário de alguns users que afirmam que é possível ter micro-produção e auto-consumo. afinal é ou não possível ter os dois sistemas legalmente? Segundo o sei, para vendermos temos que consumir “da rede” 50% da energia da rede, e não do que produzimos, confirma?
    – Fiquei também a perceber que embora sem tarifa bonificada, hoje em dia ainda é possível vender a energia produzida à rede, no entanto não fiquei esclarecido do valor do kwh! Só para ter a certeza, o valor que a energia comprada à rede é de 0,142€/kwh e o valor da vendida é de 0,095€/kwh?
    – Existe outra questão que se levantou com o valor da venda de energia e o seu retorno em relação à aquisição de um sistema com baterias! Visto que para vender à rede é necessária uma licença, equipamento mais dispendioso e a obrigação de consumir 50% do que é produzido (confira se ainda se aplica), não será mais compensatório investir num sistema de auto-consumo para que os consumos da rede sejam residuais? Sei que parece que uma coisa não tem a ver com a outra mas o objectivo seria sempre eliminar o valor da compra da energia.
    Seria interessante ver um estudo comparativo e tempos de retorno de investimento.

  94. Marco Freitas says:

    se eu quiser que a minha seja autosustentável quantos paineis devia ter?
    e se quiser um kit de 4 paineis por quanto fica?

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Envie por favor email com a sua questão específica para o meu email presente no final do artigo.
      Obrigado!

      Melhores cumprimentos,
      Rafel Moreira

  95. CARLOS ALMEIDA says:

    Moro numa vivenda com 3 andares, somos 4 pessoas, como trabalhamos por turnos ha sempre gente em casa, tenho caldeira a gasoleo para aguas quentes e aquecimento. Factura de edp 150/160, mais ou menos 800 kw mensais e gasoleo mais ou menos 1500 l ano, grande parte no inverno claro montante de 1400 euros, tenho uma proposta para instalacao de 6 paineis fotovoltaicos para poupar na fatura e uma bomba de calor 300 lit para aquecimento das aguas sanitarias, tudo ronda os 5 mil euros. Será apropriado? Pretendo poupar na fatura e no gasoleo pois durante os meses de sol nao devo gastar gasoleo para aquecer as aguas, agora para o aquecimento no inverno tenho de usar a caldeira a gasoleo. Gostava de uma opiniao, obrigado

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Envie por favor email com a sua questão específica para o meu email presente no final do artigo.
      Obrigado!

      Melhores cumprimentos,
      Rafel Moreira

  96. mpaco says:

    boa tarde

    Ja li os comentarios todos no entanto a duvida preciste compensa ou nao o kit de 500 kw da EDP para uma vivenda de que tem de potencia 6.9 Kw e gasta em media anual 800 euros com 60% em horario vazio e 40% no horario normal

    • Elias says:

      Se os 800€ forem o valor pago de energia consumida chegamos a um com sumo fora do vazio de 2000Kwh/ano.Tendo em conta o já lido o Kit de 500W produz 750kwh/ano(horas de sol).A sua média de consumo das 8horas ás 22horas é de 857kwh/ano. Com pequenos ajustes poderá poupar a totalidade da produção.Que por ano e ao preço actual poupará 180€.
      Correcto Srº Moreira?

  97. antonio moreira says:

    boa noite os kits da edp sao de 250 wats o painel ok dois e que são 500wats tambem me tentaram vender essa coisa so que nao quis ok porque nao comprei nao vou comentar neste site mas que estava tentado na compra estava mas desisti ok

  98. Augusto Silva says:

    Um kit completo para alimentar moradia. Sem acesso á rede… Somente paineis com baterias para armazenar é possivel? Qual o custo médio do sistema+instalação?

  99. vitor manuel carvalho dos santos says:

    bom dia tenho um kit de 6 painéis de 250v um inversor de 4500w e 12 baterias de 175w do qual me alimenta a totalidade do consumo talvez seja mais caro mas so o prazer de ter luz quando os vizinhos não tem fico contente já agora o que terei de fazer se quizer mudar para as baterias tesla
    obrigado

  100. Jesus Cristo laico says:

    Que os consumidores de energia eléctrica se constituam em associação e esta passe a funcionar como operadora de último recurso e assim os consumidores poderiam ter energia mais barata e com algumas isenções de impostos, e a associação como operadora de último recurso poderia obter melhores preços de compra inclusive fora do País!

  101. antonio says:

    estou de acordo

  102. paulo says:

    Qual o custo total do investimento? Incluindo instalação. Se instalar dois modulos, a energia que me sobra posso vender a rede publica? Recebo quanto por mês? Em media.

  103. Ricardo says:

    Bom dia,
    Estou a iniciar a construção de uma moradia unifamiliar, como posso saber quantos paineis necessito instalar??

  104. Jesus Cristo laico says:

    Se não for consumida toda a energia produzida pelos painéis o restante é injectado gratuitamente na rede?

    • ENG. Carlos says:

      Sim é.
      Por isso é que é necessário um dimensionamento do que realmente precisa. uma boa forma é adquirir um aparelho que meça os seus consumos mensais. Efergy ou OWL são algumas das opções no mercado mas há mais.

  105. Bruno kalil says:

    Boa tarde,

    Qual o valor para a instalaçao de 3 painéis?

    Cmp

  106. sgmetralhas says:

    Viva,

    No caso de eu não querer fazer acumulação para auto-consumo e somente pretender vender a energia electrica à rede, posso fazê-lo?
    Neste caso, somente necessitaria dos paineis e do inversor para 220V.

    Isto é rentável, tendo em conta a redução do valor da factura da electricidade.

  107. Jose says:

    Olá
    Depois de ler todas as perguntas e respostas fiquei ainda com uma dúvida se eu quiser montar um kit de auto consumo sei que tenho que fazer um registo prévio o que eu não sei é a que entidade e se tenho que lhes dizer que material é que tenho ou pode ser só a dizer que é inferior aos 1500 kw.
    Como tenho um contador digital a quem devo pedir para trocar para ele não contar como consumo o que produziu em excesso.

  108. Manuel Miranda says:

    Olá a Todos
    Gostava de colocar cerca de 20 painéis no telhado da minha casa e vender o excedente à EDP.
    Quem me pode dar informações concretas?
    Há firmas que fazem esse serviço?
    Como hei-de proceder?
    Agradeço todas as informações que me podem prestar.
    Miranda

    • ze says:

      tens que vender á Galp

      • Manuel Miranda says:

        Olá Ze
        Achas que a Galp paga melhor que a EDP?
        Quem faz a instalação dos painéis?
        Se responder responda com sinceridade!
        Miranda

        • Rafael Moreira says:

          Bom dia Sr. Miranda,

          Relativamente à venda de energia, devo desde já avisar que as condições de venda já não são as mesmas que se praticavam à uns anos atrás, e por essa razão é cada vez menos interessante produzir para vender, e o caminho passará por produzir para consumir/acumular…

          No entanto, essa venda é feita a um único comercializador estipulado pela DGEG, e a instalação tem que ser feita por empresas certificadas.

          Se precisar de mais esclarecimentos específicos envie sff email para a conta presente no final do artigo.

          Melhores cumprimentos,
          Rafael Moreira

  109. Miguel soares says:

    Tenho um pão quente gostava de saber se posso instalar ? Com quem falo

  110. Antonino says:

    Se meter um fio já dá mesmo nos contadores novos

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Não percebi bem a situação do fio, mas penso que não funciona…. Atenção à informação que passa em alguns canais da internet pois a mesma não funciona e acaba por lesar os consumidores.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  111. Andre says:

    tudo que seja BEM VINDO para me livrar de uma vez da merdepê será é uma mais valia. Mas perceber como funciona os sistemas de painel solar é uma épica empopeia. já li centenas de posts, paginas, fiz simuladores mas é estremamente complicado como raio funciona o sistema e qual o sistema certo para o meu caso e os “gadgets” que se compra a parte para vender e se de facto tenho excedentes para tal. Se por a fatura perto do zero, é uma mais valia, se puder vender ainda melhor, mas dou-me por contente não pagar eletricidade feita por Lobbies dos donos desta coisa toda…….

    • Rafael Moreira says:

      Bom dia,

      Pois, existe muita informação, e muita forma de analisar a mesma… E nesta fase é muito importante filtrar essa informação e saber direccionar para cada caso em especifico.

      Se precisar de ajuda para analisar a sua situação em maior pormenor envie email para a conta no final do artigo (rafael.ja.moreira@gmail.com) que terei todo o gosto em tentar ajudar.

      Melhores cumprimentos,
      Rafael Moreira

  112. Diogo José Soares says:

    Como procedemos à venda da energia?

  113. JOSE says:

    boa noite, vou fazer aqui umas perguntas aos entendidos, tenho 2 painel de 250 cada ligados a uma tomada da casa, nos dias de sol desligando o contador da edp, os 2 paineis não preduz energia só para a máq de lavar roupa

  114. aurelio says:

    os paineis de auto-consumo só funcionam se detectarem energia da rede. Ponto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.