Microsoft Lisbon Experience: Relato e Visita Guiada


Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. Rui Costa says:

    Bom dia,

    Não sou contra a Microsoft, aliás, muito lhe devo. Sou utilizador quase “in extremis” das suas aplicações windows/office.

    Há uns meses atrás vi um apelo do nosso Ministro das Finanças aos nossos autarcas e afins para trocarem software pago (vulgo Microsoft) porque tinha em mãos uma factura de cerca de 900M de euros que seria incomportavel.

    No entanto este investimento em Portugal, associo-o ás contradições que o nosso governo tem tido ao longo das últimas semanas! Ou seja, a Microsoft investe e o Ministro das Finanças volta atrás no seu discurso e afinal de contas mantem software da Microsoft. Estarei enaganado? Acho que não, senão poderemos recuar uns dias e podemos ver aqui ( http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/internet/2012/04/04/sistema-de-redundancia-do-portal-do-governo-nao-funcionou ) que o governo trocou o Linux por Windows, apenas a 6 dias da Inauguração da Microsoft. Coincidência? Não creio.

  2. PapiMigas says:

    Posso estar enganado mas penso que esse discurso de trocar win por tux foi para reaproveitar máquinas antigas, não?

  3. José Manuel says:

    Deviam apoiar a produção nacional! O que faz ali uma Nespresso, em vez de uma Delta Q. Fica mal!

  4. Ricardo says:

    Parabéns pelo vosso óptimo trabalho, é, sem dúvida, um excelente relato e permite que aqueles que não estiveram presentes possam perceber como foi ;).

    Só tenho uma coisa a apontar: no excerto do discurso do CEO da Microsoft que traduziram, disseram que “por cada 1€ de lucro da Microsoft, os nossos parceiros portugueses geram quase 11 €”, mas parece-me que o que ele diz é que por cada 1€ de receitas (revenues), os parceiros portugueses geram 11€ (de receitas).

  5. João Carvalho says:

    98% da Função Pública (FP) não precisa de Office nem de Windows.
    Além do mais, aos milhões de euros de impostos que todos os anos só a FP gasta com a MS, estes bem podem fazer isto e muito mais.

  6. Dr.Estranho says:

    É nestas ocasiões que se torna bem visível a influência que grandes empresas como a da foto exerce junto da classe política.
    Claro que isto não é nada, dos grandes negócios não há registos.
    Mas até simpatizo com a Microsoft e fica-lhe mal ter um par de jarras como aquele associado ao seu logotipo.

  7. Helder says:

    Boa tarde.

    Sei que aquilo que vou publicar é fora do tema mas ando a ter uns problemas a encontrar aquilo que quero.

    É o seguinte, eu quero é aprender Delphi, no entanto, ainda não encontrei nenhuma escola/curso onde possa ter essa formação. Já me disseram que em Portugal (eu sou do Porto,) vai ser muito complicado arranjar um sitio onde ainda se ensine Delphi 2010.

    Caso algum de vocês saiba onde posso aprender ou até mesmo dar-me alternativas viáveis (com links), agradecia, porque preciso mesmo de me iniciar no Delphi.

    Obs. (Tive 2 anos de Pascal).

    Obrigado pela vossa ajuda.

  8. K says:

    Bem, investimento é sempre importante para o país, principalmente numa altura em que promover e gerar dinamismo de negocio parece ajudar a uma solução (só o governo é que não vê isto e prefere espremer).

    No entanto, para mim que só vi isto no telejornal, os focos de interesse do mesmo foram completamente nada relacionados preferindo apertar o PR sobre a actual condição do país. Por um lado fico naquela porque é uma desvalorização da noticia em si, por outro gostei do apertão. A situação nacional é mais importante que a Microsoft, afinal. E só serviu para o Cavaco resalientar a inutilidade que é, como sempre que abre a boca. Pior, ainda tem a lata de vir tentar passar a ideia que “sofre” tanto como o cidadão comum e que está no mesmo saco que nós, quando toda a gente sabe que isto não é verdade.
    Já corriamos com esta gente daqui para fora. Quando der ainda mais para o torto vai fazer como o Durão Barroso e outros tantos que se puseram a andar mesmo antes da m*** que fizeram lhes estourar na cara.

    Peço desculpa pelo desabafo e o comentário com tão pouco a ver com o assunto mas já não via um apertão tão caustico ao Cavaco à algum tempo, e só pecou por não ter sido ainda mais.

    Só para terminar, parabens pelo artigo. Deu me a conhecer o que o telejornal ontem não conseguiu :)

    • Ana Narciso says:

      Boa, era mesmo esse o objectivo do artigo de hoje, ao contrário dos artigos superficiais publicados ontem um pouco por todo o lado. Mostrar de facto o que foi falado e não apenas o sensacionalismo que os media portugueses preferem passar (embora sejam assuntos importante).

      De facto, e até referi isso algures no fim do artigo, no fim da visita estava tudo de volta do PR e foi o meu colega Francisco Franco, que é mais alto, ia ouvindo as perguntas. Sem exagero, 30 min a ser bombardeado com perguntas que nada tinham a ver com o evento em si. Valeu à Microsoft os logotipos por trás do presidente, e a Directora-Geral que de vez em quando aparecia. É assim…

  9. Sendo professora nesta Universidade Sénior, gostaria que me informassem se este novo espaço está aberto a visitas ao público, alunos de informática mais especificamente!
    Desde já os meus agradecimentos

  10. Tiago Soares says:

    Que novidade agradável. Obrigado ao PPLWARE pelo relatório detalhado e por todo o seu trabalho até agora.

  11. jack says:

    Ainda é muito cedo para falar da situação dos impostos, mas fiquem descansados porque ainda não é tudo, nós os Politicos achamos que estamos muiiiiiiito mal pagos, Viva o PR viva a NULIDADE, e já agora parabens á MS, espero que exportem muito para nosso (deles) beneficio, só espero que me perdoem este desabafo

  12. dom juan says:

    Sabem que os promotores do imovel, que são nada mais nada menos o Pai e dois filhos cujas empresas não pagam ordenados aos trabalhadores desde Outubro para pagarem as obras do imóvel que o Kim Jong-II ded Portugal inaugurou?

    • Pisca says:

      Esta coisa é como aquele projecto das frutas de Odemira que o Cavaco também foi inaugurar há uns anos ? Ele costuma ter uma pontaria para escolher os amigos (Coelha incluída)

      Sobre o promotor e familia, é obvio que não pague, afinal aquela cambada só o quer roubar (acha ele claro !!!)

  13. Álvaro Duarte de Almeida says:

    A menos que me tenha escapado, aquando da leitura das várias notícias acerca da apresentação pública desta sede da Microsoft em Portugal, não há qualquer menção ao arquitecto ou ao atelier de arquitectura responsável pelo edifício, o que me parece uma falha imperdoável, dada a sua aparente grande qualidade.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

*

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.