Menina de 15 anos suicida-se por sofrer de Cyberbullying

O Bullying é o nome dado a um conceito que, infelizmente não é recente, e decerto todos já tivemos contacto directo com esta realidade, ou conhecemos alguém que passou por ela.

O Cyberbullying é um género de Bullying, mas em contexto virtual, e cada vez mais esta é uma problemática a nível Mundial, que necessita ser vista com olhos de prevenção!

Mais um caso que está a chocar o Mundo é o de Amanda Todd, uma menina de apenas 15 anos que se suicidou, no dia 10 de Outubro, depois de ter sido vítima de Cyberbullying por 3 longos anos.

amanda-todd


Amanda Todd era uma adolescente que desde os tenros 12 era vítima de Cyberbullying, e aos 15 anos, a jovem decidiu pôr termo à vida devido às agressões que sofria por parte dos seus colegas da escola, no Canadá.

Esta é uma agressão que se caracteriza, segundo Belsey, pelo uso e difusão de uma informação para fins difamatórios, em formato electrónico, através de meios de comunicação como e-mail, SMS, MSN ou Rede Sociais (Facebook, Hi5, etc), em plataformas electrónicas, de difusão de conteúdos, onde um indivíduo ou grupo pretendem, de forma deliberada e repetida, causar mal estar a outro.

A todos, Amanda deixou este vídeo. 

As agressões começaram quando Amanda, aos 12 anos, terá sido convencida a mostrar os seios para uma pessoa com a qual conversava na Internet. Após esse acontecimento, foi criada uma página no Facebook, onde foi exposta a imagem da jovem em topless, e posteriormente distribuida por vários colegas da escola.

Amanda mudou de casa e de várias escolas, mas o problema persistiu, e o assédio continuou na Internet, o que a levou a cometer suicídio no dia 10 de Outubro, por enforcamento.

Amanda vivia em Port Coquitlam, British Columbia, no entanto a notícia do seu suicídio foi vista e causou emoção por todo o Canadá e também por vários outros países.

Os familiares da jovem criaram mesmo uma página no Facebook para homenageá-la, que tem já mais de 1,129,976 fãs. A família recebeu também centenas de mensagens de apoio, no entanto também algumas mensagens agressivas e ofensivas foram recebidas.

O Parlamento Canadiano também já abriu um debate sobre como lidar com o problema.

1297326359067_ORIGINAL

Alguns especialistas defendem a criminalização do bullying pela internet no Canadá, e mais empenho em identificar os responsáveis por esse tipo de assédio.

No dia 7 de setembro, Amanda publicou um vídeo no Youtube (vídeo no início deste artigo), no qual relata a sua experiência de bullying, a depressão daí resultante, a perseguição da qual foi vítima, a reacção e apoio (ou falta dele) por parte das pessoas que a rodeavam, e o seu estado de ânimo. Amanda não mostra o rosto, não fala, mas conta a sua história com uma sequência de mensagens escritas em pequenos cartazes, e identifica-se no final do vídeo.

Pessoalmente, foi um momento muito emotivo.

Amanda refere que, devido às agressões de que foi vítima, buscou conforto em drogas, álcool e anti-depressivos. Conta ainda que bebeu lixívia numa anterior tentativa de suicídio, depois de ter sido agredida por uma rapariga na escola. E nunca teve o apoio dos colegas de escola.

xlarge

Pelo contrário, os colegas enviavam-lhe mensagens de ódio e incentivo ao suicídio.

“Todos os dias penso porque é que ainda eu estou aqui? Não tenho ninguém. Preciso de Alguém”

No final, o vídeo mostra os braços da jovem mutilados, e uma explicação de que ela não queria, com o vídeo, nenhuma atenção, mas apenas ser uma inspiração para outros jovens.

Caso Amanda Todd

A polícia do Canadá que está a investigar as causas que levaram ao suicídio da jovem, indica já ter recebido mais de 400 pistas pessoas que quiseram contribuir. São quase 25 os polícias destacados para este caso, e o objectivo é identificar aqueles que tiveram algum contacto com a jovem “antes dela tomar esta trágica decisão”, indicou o porta-voz da polícia local, o sargento Peter Thiessen.

Por outro lado, o grupo Anonymous refere já ter identificado várias pessoas suspeitas de serem as responsáveis pelos abusos que levaram Amanda Todd a cometer o suicídio. Segundo o grupo, são duas as pessoas suspeitas da primeira divulgação da imagem da jovem, cujos nomes e endereços já foram divulgados no Canadá em EUA, havendo já mesmo registo de represálias contra os suspeitos.

Saiba mais sobre Cyberbullying aqui. Proteja-se e proteja os seus!

Acha que está a ser feito tudo para a prevenção destas problemáticas?




  •   
  •   
  •  
  • Pin It  
  • Imprima este artigo
  • Post2PDF


130 Comentários

  1. Marisa

    “Pessaolmente, foi um momento muito emotivo.” Erro em Pessoalmente….

    “Todos os dias em penso porque é que ainda eu estou aqui? Não tenho ninguém. Preciso de Alguém” O “em” está a mais?.

    Muito bom artigo…

    E grandes anonymous… :)

    Realmente algumas pessoas tem um cérebro retardado, chegar ao cúmulo da perseguição é mesmo grave, e chega a um ponto que quem precisa de tratamento não é quem está a ser perseguido mas sim quem persegue.

    Espere-mos que seja feita justiça visto que as autoridades já tem conhecimento das pessoas que iniciaram todo este processo.

    • Obrigada pelo reparo ;)

      O Bullying no geral e o Cyberbullying em particular são problemáticas muito sensíveis que ‘mexem’ com emoções muito delicadas. Normalmente agridem os adolescentes que, por si só, já sem encontram numa fase de descoberta em que as emoções são confusas e a cabeça do jovem está um caos, cheia de dúvidas. Com a agravante destas agressões, e os jovens conseguem mesmo ser muito crueis, o suicidio é uma porta facil para a resolução dos problemas, num altura em que a maioria dos jovens não conseguem ter ainda uma capacidade de autonomia.

      Assim, é urgente que escolas, familias, pais, amigos, todos os jovens estejam alerta, denunciem ao primeiro sinal, estejam informados, saibam respeitar, saibam ser e estar, estejam preparados para utilizar a internet, nao desvalorizem as denuncias… mas para isto é necessário termos também pessoas cultas, formadas ( no sentido moral), e ainda ha muita carência destas pessoas!

      • Impressiona-me bastante que um caso como este não tinha sido levado para outro nível principalmente num país como o Canadá que tem umas condições de saúde e de tratamento fantásticas. Custa-me mesmo a acreditar que tenha chegado a este extremo, o que me leva a crer Marisa que os níveis de tratamento e apoio neste tipo de situações ainda não está bem implementado, tanto num ambiente familiar como num ambiente escolar e até mesmo no sistema de saúde do país. Se num país tão estável como o Canadá isto não está implementado, imaginemos no restante mundo. Devo dizer também que o ambiente familiar desta rapariga não ajudou muito, não me pareceu estável, pelo que percebi os pais estavam divorciados? Nestas condições também é difícil criar um ambiente familiar estável e de vigia visto que houve várias tentativas de suicídio.

        Num mundo tecnológico onde este tipo de situações começa a ser muito comum os próprios países deveriam ter um sistema de saúde já com isto implementado e treinar os novos psicólogos para o Cyberbullying. Esta rapariga deveria ter tido um acompanhamento diferente, que secalhar grande parte dos psicólogos não estão habituados a prestar.

        • O divórcio não quer dizer instabilidade, em muitos casos é melhor o divórcio que manter um casamento fracassado e doentío. O que pode ter acontecido é que a pessoa responsável pela garota não tenha dado a devida atenção ao problema

        • Qual o problema dos pais serem divorciados? Que opinião mais preconceituosa … existem centenas de milhares de lares com pais divorciados que são cheios de amor e equilibrio. Por outro lado, centenas de milhares tem pai e mãe e são péssimos. Vc precisa rever seus conceitos …

    • Mrs. PeaceXDA

      Realmente algumas pessoas tem (têm) um cérebro retardado, chegar ao cúmulo da perseguição é mesmo grave, e chega(-se) a um ponto (em) que quem precisa de tratamento não é quem está a ser perseguido mas sim quem persegue.
      Espere-mos (Esperemos) que seja feita justiça visto que as autoridades já tem (têm) conhecimento das pessoas que iniciaram todo este processo.

    • Boa noite.
      Já que estamos numa de corrigir ;)
      “Espere-mos”, é escrito correctamente, numa única palavra (ex:esperemos).

      É do meu ponto de vista,uma mistura de falta de apoio familiar, que conduziu á construção de uma personalidade débil em autoestima.O que se reflecte na aparência e dificuldade de relacionamento com pessoas e que faz com que as pessoas a marginalizem por isso. Daí iniciar amizades com imbecis que a incitaram ao seu próprio suicídio.

      Concordo plenamente consigo, quando diz que deverá ser feita justiça.

      Cumprimentos.

    • Professor, lamento informá-lo, mas “Espere-mos” ainda não existe no dicionário. Assim como “tem” está incorreto. Quereria dizer “têm”, certamente. Adoro ver essa mania vossa de corrigir os conteúdos dos posts, e errarem igualmente na gramática.
      Nunca percebi muito bem o porquê dos casos de “cyberbullying”. As pessoas supostamente estão se a expor porque querem certo? Porque o fazem a desconhecidos?
      Porque ficam com represálias depois?
      Desculpem a minha ignorância mas este mundo está bastante esquesito. Antigamente não havia nada disto porquê?

      Abraço

      • Antigamente talvez não houvesse acesso a tudo o que determinadas tecnologias tão facilmente, certo? E hoje há de forma massiva.

        Somos nós que colocámos os dados online, sim, mas será que as pessoas têm o direito de os difamar? Não. São nossos. E estamos a falar de jovens, nunca esquecer isso, os jovens são sempre mais manipulaveis e iludem-se mais que os adultos, nomeadamente quando estao na fase da adolescencia, e revoltados, querem mostrar que sao diferentes e chamar à atenção, tudo o que seja fora do vulgar e fora do mundo conhecido, lhes desperta à atenção e sentem desejo de conhecer.

        É portanto nestas idade que o alerta deve ser maximo, a atenção deve ser aumentada e o cuidado também.

        Se tu tens cuidado e nunca te aconteceu nada, ainda bem, mas decerto passaste pela adolescencia, sabes que é uma fase diferente (ha quem nao tenha complicações mas não é comum), e a cabeça dos jovens é confusa, portanto, os jovens nao têm defesas, e julgam que as têm.

        Nós enquanto seres humanos, é nossa obrigação defender estas crianças, ensiná-las a protegerem-se, e não (nunca!) julgá-las.

        MPinto

        • tenho pena que esta situação tenha acabado assim.se as pessoas não fossem tão más nada disto teria acontecido.1 os familiares deviam estar mais atentos se tivesse apoio deles e dos amigos nada disto teria acontecido.e os colegas a escreverem sms a incentivar suicídio é macabro nem acredito nisto.1 não foi bonito o que fez ao mostrar se para um desconhecido mas ninguém tem nada a ver com isso.criticar para que se muitas das vezes fazem algo muito pior. não é por isso que a moça deixa de ser boa pessoa.nada nem ninguém é mais que o outro so todos erra mos todos temos defeito.

      • Olá Pedro Graça, os erros que eu dou a comentar não interessa nem ao menino Jesus, já para quem escreve um artigo é muito importante, e ao contrário do que se vai ai a dizer que fiz isso com a mania, não me parece. Li um artigo reparei em 2 ou 3 erros e dei a conhecer á Marisa, se a Marisa ou qualquer outra pessoa não gostam que se faça esse reparo basta dizerem, não é vir pessoas como tu mandarem indirectas. Tanta coisa por causa de um reparo. Que sensíveis. Não fiz por mal!

        Cumprimentos.

    • eu sinto muito.mas eu tanbem sofro bulling na escola minha mae naõ acredita em mim porque eu ja mentir muito pra ela por isso ela nao acredita em mim eu quero muito ajuda. por favor me ajudem.eu estudo no colegio estadual paulino nascimento em aracaju-se no robalo.

      • estou continuando a falar o nome das meninas que estam fazendo o bulling o nome delas são veronica e pamela por favor me ajudem

        • Olá Leleca. Aqui quem fala é uma paulistana do interior que já passou pela mesma situação que você. Sofri bulling durante todo o meu fundamental, mas não dizia para ninguém. Na minha época (não faz tanto tempo assim) a palavra bulling não existia,ninguém dava atenção ao assunto e achava que era normal “ser zoado”. Em geral essa meninas (vê se estou errada) são tipinho piriguete, que nunca leram um livro na vida. Se você reparar bem vera que elas são dignas de pena de tão vazias. Algumas pessoas são tão covardes que não lutam por aquilo que que querem e tentam atrasar os outros. Anos atras eu chorei muito, hoje dou risada.
          Ignore-as. Se elas falarem alguma coisa olhe para elas com cara de tédio e volte a fazer aquilo que estava fazendo. Não demonstre muita emoção, ela não merecem. Se elas continuarem diga em alto e bom som para todos ouvirem: E dai garota? Você é um nada pra mim.
          Se você repara elas não significam nada. Elas não são suas parentes, não pagam suas contas. Você apenas tem que, heroicamente, suportar a presença dessas ai por algumas horas. Difícil eu sei, mas você consegue.
          Independente do que elas disserem ou agirem sua vida continuara a mesma. Você terá que fazer os mesmos trajetos, morar na mesma casa.
          Experimente fazer um curso gratuito oferecido pela prefeitura como dança, teatro, musica, desenho, karate. Chame um amigo, primo ou cachorro para fazer uma caminhada, andar de bike. Atividades fisicas ajudam a mente.
          Leia (esse é meu conselho de ouro). Percy Jackson, Harry Potter, Desventuras em Serie. A leitura mantem sua mente ocupada com boas coisas e a impede de pensar em coisas ruins.
          Procura no google: anitube.
          Não, animes não são coisas pra crianças. Alguns são bem engraçados e ajudam você quando estiver triste.

          Facebook: Isis Fernandez

      • Na escola em que você estuda tem apoio psicológico ou coordenação? Se tiver, tenta uma entrevista e conversa claramente com os responsáveis, pede a eles que observem os acontecimentos para denunciar quem faz isso com você. Não deixe que os outros façam de você o que eles querem que você seja. Você pode escrever um destino lindo para você mesma e, não se importe como o que os outros dizem sobre você.

  2. E já vi que mesmo na página do facebook em questão, algumas pessoas tem feito “cyberbulling”.

    Quanto mais presencio a realidade do mundo e a incapacidade do ser humano, mais aprecio os animais :)

  3. Tenho seguido este caso, é difícil não ficar “tocado” com estas coisas, infelizmente é uma realidade cada vez mais notória nos dias que correm. É verdade que Amanda Todd devia ter pensado antes de mostrar o que não devia a quem não devia muito menos na Internet, depois disso acontecer tudo se foi complicando, mudou de cidade e escola, mas lá esta, a Internet… Nem Amanda Todd nem nenhum jovem (ou menos jovem) merece passar pelo que ela passou e muito menos ter um final assim.

    Já levaram filhos os sobrinhos a escola? Ouve se com cada coisa de crianças de 7/8 anos que temos que parar e refletir para ter a certeza que foi aquilo que ouvimos. As escolas cada vez se tão a tornar em “campos de batalha” entre palavras não muito apropriadas para crianças. É triste, mas é a realidade.

    R.I.P Amanda Todd

    • É verdade…
      Este é, infelizmente, mais um caso, e estes são os casos que conhecemos. Fora aqueles que existem e nem sabemos e cujas famílias nem sabem que a causa foi por estas causas.

      Agora, esta agressão sempre existiu, sempre tivemos crianças crueis que, na escola tinham intenção de magoar, de humilhar, eu já assisti a isso no meu tempo de escola, e nao havia computadores, contudo com a era da Internet ficou tudo mais fácil e anónimo…

      E, mais uma vez, indico que é imprescindível que todos aqueles que circundem a criança, estejam atentos, não só a possiveis agressões como a possíveis agressores e falo em:

      pais
      Escola
      professores
      funcionacios
      colegas
      familiares
      todos os que convivem directa/indirectamente com a criança

      E não se deve nunca negligenciar/menosprezar uma denuncia. Façamos parte da solução!!

      • Sim sem duvida. No meu tempo de escola também havia, mas claro que não era tão “forte” como agora, existia Internet mas não era para todos. Hoje em dia os pais quase “obrigam” os filhos a ir para o computador, para não “atrapalharem” …

        Uma das vezes que levei o meu sobrinho e ouvi um miúdo de 8 anos a falar alto e bom som para com outro miúdo que era mais “forte” que ele – ” não te aproximes de mim que não quero apanhar essa doença e ficar gordo como tu” … Juro, fiquei parvo e não resisti, pus me a frente do miúdo e perguntei porque que ele estava a falar assim!? O miúdo limitou se a me ignorar e seguiu para o portão da escola. Mas não ficou por aqui, o Pai do miúdo que já estava no carro, parou o carro no meio da estrada, saiu, e com cara de mau perguntou me quem era eu para pedir explicações da maneira que o seu rico filho estava a tratar o colega. Mais parvo fiquei, o próprio pai a defender o comportamento estupido do filho…

        Para não haver circo a frente de uma escola, pedi desculpas ao “Pai”, virei costa e fui falar com a diretora da escola. A diretora disse me que estava a par disso, já não era a primeira vez que acontecia, mas que não podia fazer nada a não ser divulgar aos pais o que se passava, o que já tinha acontecido mais que uma vez.

        Resumindo, a maior parte das vezes destas coisas acontecerem parte da culpa dos pais. Se os pais não chamarem a atenção dos seus filhos, eles vão ignorar quem quer que tente chamar a razão.

        Enfim.

        • A minha solidariedade com o (teu) caso (pessoal).
          O constragimento pelo caso da menina no Canada.

          Para fazer uma criança basta um pipi e uma pilinha. Para educar uma criânca é necessário uma aldeira inteira. E depois há ainda o problema das pessoas confundirem instrução com educação.
          A instrução dá-se na escola, mas a educação dá-se em casa. Só que os pais delegam essa tarefa na escola. Porém, antigamente os professores eram respeitados e ‘batiam’ nos alunos. Mas ‘coitadinhos dos meninos’ como eram maltratados, acabou-se com isso.
          Agora não há respeito pelos professores que ainda apanham se for o caso, pela escola, pelos colegas, por nada, nem ninguem.

  4. Porra, é triste mesmo…. nem sei o que dizer.

  5. É muito importante continuar a focar este tema, já que de certeza que afecta muito mais gente do que se pensa.
    E os resultados podem deixar marcas para toda a vida, quando não são fatais

  6. Epa com 14/15 anos ja deviam ter idade para ter juizo, mesmo cá nas escolas em Portugal toda a gente já ouviu falar de casos humilhantes e coisas parecidas com esta, a acontecer a algumas pessoas.. E ya, ao inicio as pessoas falam bue do assunto, passado 1 semana já ninguem quer saber.
    Não percebo o que se passa com a mentalidade dos putos no Canada (até ja parecem os EUA).
    Falam muito da nossa mentalidade, mas não é certamente das piores..
    E se acham que tou a exagerar, o namorado de uma rapariga que foi da minha turma há uns 7 ou 8 anos, pôs na net um video porno deles. Ficou bue conhecida, mas nao foi alvo de bullying quase nenhum.. Falou-se disso e o assunto morreu passado pouco tempo.
    Às vezes os maiores psicopatas não são os próprios psicopatas que fazem estas coisas acontecerem, mas sim as pessoas que as alimentam.

    • pelo que li não sei a onde já a foto fui tirada quando ela tinha 12 pode ser muito bem influenciada

      (não sei se estas a falar dela ou dos outros que têm de ter juizo)

      • Sim, os jovens nessas idades são bastante iludidos (a não ser que queiram mesmo fazer as coisas, e já tenham ideias para caminhos diferentes na vida, mas isso nao ma parece que fosse o caso).

        Segundo me informei, e parece fazer todo o sentido, foi um pedófilo que incentivou (e eles conseguem de uma maneira muito eficaz fazê-lo) a menina a mandar-lhe as imagens via Internet que depois as publicou no Facebook.

        Sabemos que diariamente ha casos assim, agora so me pergunto se as escolas e os pais estão informados e conversam com os filhos acerca disto.

        Se houver aqui pais, gostava de saber se falam com os filhos acerca disto.

    • Com 14/15 anos é esperado sim que tenham algum juizo, mas isso não é algo que cresça com a pessoa, que se desenvolva simplesmente, e neste caso, nao me parece que ela nao o tivesse.

      A questão do juizo, ou formação moral, respeito, valores etc, depende de inumeros factores como educação, familia, personalidade, meio inserido (não está relacionado com niveis economicos), etc etc…

      Ou seja, casa caso tem que ser estudado de forma individual, e há muitas crianças mais maduras que muitos adultos, assim como há adolescentes que ainda são demasiado mimados para a idade cronológica (anos) que têm.

    • Eu também já sofri de bullying em Portugal.O pior que se pode fazer é sequer ouvir essa pessoa..como se diz no nosso país existem pessoas que merecem que os outros tenham “Ouvidos de Marcador” ou seja não pensar nisso sequer.Porque se formos a ver bem,quem pratica o Bullying são miudinhos com os seus 13/16 anos que não têm atenção em casa.Por exemplo na minha escola não podes sequer mandar uma boca para um “Bully” porque ele tem logo amiguinhos atrás dele..já vi muitos putos a faltarem-me ao respeito á frente do próprio irmão quando eu conheço a própria família dele..Os Bully’s são miudinhos que atuam em grupos para nos fazerem sentir pior.São adolescentes com a mentalidade de um bebé de 3 anos.E pensem sempre nisto..enquanto eles estão a executar o bullying em nós,nós estamos a estudar para passar de ano e para ser alguém ao contrário deles.E não se esqueçam que depois eles podem vir a ser nossos empregados,e aí é que eles sofrem :)

  7. Era agora (se isto fosse real claro) o fantasma dela atormentar esses que a puseram nesse estado

    as crianças são muito cruéis e sempre foram.

    já no meu tempo sofri bullying que me fizeram estar fechado em casa e ter medo de tudo, ao ponto de me encolher todo quando alguém me tentava dar um passoubem

  8. Boa tarde ,

    Excelente tema Marisa que nos trazes a este fórum , o que posso dizer eu já conhecia a noticia , mas não consegui ler sem me emocionar e os comentários foram todos fantásticos , não consigo escrever mais nada desculpem

    Serva

    • :/ eu também já conhecia a noticia antes de escrever, mas mais que um artigo, foi também uma homenagem não só à Amanda e à coragem de ter feito e partilha um vídeo que a todos nos tocou (ou a pelo menos a todos os que têm coração), e também a todos os que já foram vítimas, agredidos, e muitos que viram o fim á vida como a solução para esta situação..

  9. É sempre muito triste e chocante ver este tipo de situações.

    Isto faz-me colocar uma grande questão:

    Como pode alguém de 15 anos estar a sofrer cyberbullying durante 3 anos sem que faça nada para o impedir?

    Quase todos as redes sociais têm formas de bloquear comentários/pessoas.

    • Pois têm, mas sabes as dimensões de uma rede como o Facebook? Só para teres uma ideia, sabes quantas vezes já morreu o Camilo de Oliveira este mês? duas. É engraçado mas é para veres o impacto que uma rede tem, não há forma de parar, tu até podes sair, até podes nem ter conta, mas a tua imagem/dados vão circular de forma viral pelos perfis de pessoas que tu conheces, com comentarios difamatorios, ofensas, insultos, etc etc, e no dia seguinte tens que encarar toda a escola que viu esses conteudos, e estamos a falar em idades complicadas. Mudas de escola, o cenario repete-se, e não tens apoio de ninguem, pelo contrario, recebes mensagens a dizer para te matares,

      Compreendes impacto psicológico que isto tem? As consequências que isto traz, dia a dia, na vida de uma pessoa? São trágicas, e o fim não pode ser outro.

    • Hoje em dia é muito fácil isso acontecer. Pode dar-se pelas seguintes razões:
      - os pais nem sempre estão presentes na vida dos filhos. Ora por causa do trabalho ora por causa da ideia de que o/a filho/a estando no escritório, está em casa, logo está seguro.
      - pela falta de informação por parte dos pais: já não há tempo para andarmos informados sobre isto e aquilo, para parar num café, ler jornais por exemplo.
      - “Nunca nos acontece nada. Acontece sempre aos outros.” é um pensamento típico que o povo tem.

      Por isso digo que é bastante fácil uma criança estar a sofrer de cyberbullying durante 3 anos.

      @ Marisa_ Excelente artigo! Gostei imenso. Bem escrito com ideias muito bem fundamentadas. Parabéns!
      Acho que deveria pelo menos uma vez por semana, uma visita de psicólogos às escolas a nível nacional e transmitir esta informação, tanto para os alunos, como para os pais. Seria muito importante implementar-se isso.

      • Os psicólogos, entre outros técnicos especializados, são fundamentais nas escolas para a saúde e bem estar dos jovens. Mas infelizmente os governos não têm essa prioridade, e há casos em que existe apenas um psicólogo para 4 ou mais escolas…

  10. Respect +1

    P.S(espero sinceramente que todos aqueles contribuiram para este triste acontecimento é prendê-los ou fazer serviços comunitários durante anos)

  11. Um bom exemplo do que se passou/anda a passar:
    http://i47.tinypic.com/2gv0qi0.jpg

    Acho que esta imagem consegue demonstrar a minha opinião sobre o assunto.

      • lol este pessoal compara tudo ,até famosas , cada caso é um caso

        • Aqui fica um comentário do qual partilho a mesma opinião e que merece todo o meu respeito, feito por um utilizador do 4chan:
          “Amanda Todd

          Ok, well let’s just get this all out of the way so you all can stop your bitching about this dead girl. A lot of what is posted in her video and on her page is fabricated to make her look like she was an angel. Think again.

          1. She was 15 years old when she flashed those guys.
          2. She did it out of her own free will. She CHOSE to do it.
          3. She already flirted with many guys before.
          4. She got ‘beat’ up at school not because of the picture, but because she slept with another girl’s boyfriend. (refer to #1)
          5. The guy ‘bullied’ her once only about 6-8 months after she flashed online. Not multiple times over 2 years.
          6. She was known to have slept with multiple men and to sell herself out.
          7. Her home life wasn’t the best. (family troubles)

          You people who are giving her sympathy and pity should all be ashamed of yourselves. Instead of giving pity to a girl who already commited suicide, how about you talk to that lonely kid at lunch? Yea, the one who sits all alone in the corner. But no, you’d rather sit with your friends and then come home and get on facebook and say shit like ‘Oh, how come no one helped poor Amanda, she’s so pretty, why did she have to die’. FUCK YOU! Go crawl back in your shell of safety while the ones who really need help are only an arms length away.

          We should be talking about the ones who were bullied and managed to survive through it all. The success stories. Because that’s what gives kids hope, the ones who know what it’s like to be in their shoes. The ones who have walked that road before and came out ok.

          What kind of message does it send to impressionable teens that if you go ahead and kill yourself that you will get thousands of likes on a facebook page and everyone will feel sorry for you and give you attention? If you have any self respect for the future then you’d stop and think about where your morals are. If you’re too confused with your emotions and common sense, then just get off the internet entirely. No one wants to read your idiotic comments and your emotion filled rage tantrums.

          tl;dr Stop giving pity to a dead girl. Give it to the ones who deserve it.”

          • O pessoal que passa demasiado tempo no 4chan, tende a ter o mesmo tipo de comportamento anti humano que tu

            true story.

          • Também te bateram na escola? Inveja por ela ter mais atenção que tu? Ou os teus pais nao te dão a devida atenção?

            Ou melhor tiveste uma vida de m*rda e já achas que podes julgar os outros baseado no que passas-te foi isso?

            Já toda a gente percebeu a tua opinião e ja deves ter percebido que não é bem vinda, tu és só mais um daqueles que acha que só porque um caso em especial recebeu atenção os outros são burros porque tem “pena” dela. Tanto tu como o gajo que escreveu isso tem um cérebro pequeno, se esta história não viesse á superfície ninguém queria saber, era mais um bully, que ninguem se apercebeu, mas como veio e chamou a atenção de todos o pessoal com a mania como tu já acha que isso é mau. Pelo teu ponto de vista esta história nunca devia ter corrido o mundo? Ninguém devia saber a porcaria que vai no mundo? Tu e esse gajo estão errados, a mensagem não é para os adolescentes, a mensagem é para os pais, para as pessoas adultas, para a sociedade, escolas, que tem que melhorar para reduzir estas situações. São historias como esta que fazem o mundo avançar mais um passo. Não curtes a história dela? Pois não, sempre tiveste amigos e pessoas que sempre te deram suporte, e ninguém aqui mas ninguém pode julgar uma pessoa que se levou a suicídio, porque ninguém imagina nem sabe o que faz uma pessoa levar-se ao suicídio. O quê que tu e esse palhaço sabem da vida dela? Nada! absulutamente nada. Tu vês um comentário feito por um gajo random internet que nada tem haver com ela e que provavelmente inventou os factos e tu acreditas-te, ainda por cima no 4chan lol Ainda consegues ser mais retardado do que ele.

            Se não curtes não comentes. Aqui a contrário de ti ninguém é influenciável por comentários feito por pessoas “random”

          • Ah, o 4chan! Esse espaço, onde as pessoas revelam o que de melhor têm, ou será que é o sítio onde falam sem qualquer tipo de inibições.
            Devo estar baralhado, deve ser da hora.

          • Sim, estás baralhado. A parvoíce e palhaçada, e falta de respeito pelo outro, nada tem a ver com falta de inibição.

          • Alguns dos comentários que foram feitos aqui levam a crer que a verdade hoje em dia é confundida com uma espécie de inveja e/ou heroismo? E a não apresentação dos factos é confundido como falta de cultura e má distribuição de informação.

            Não sei, decidam-se. Se mostram algumas verdades reclamam se não mostram reclamam.

            Este assunto de Amanda Todd foi exagerado? Conseguiria enumerar algumas pessoas ou marcos históricos até mesmo na nossa história e cultura cujo foi exagerado e noentanto não vejo ninguém a criticar. Porquê? Em suma tudo se resume a “Esperança” e evolução. Tal como já disse são assuntos como este, que chegaram a este nível que podem no futuro reduzir o bullying… ou então melhores formas de acompanhar.

          • Isso… até fez bastante sentido.

          • Apaguem sff era em resposta a outro comentário.

          • Retirado de outro site:

            “There are two sides to every story. This is what I hear from people who actually knew Amanda Todd (I’ve now seen public posts from three such people):

            1.) she got naked on a public streaming site.
            2.) resulted in stalking.
            2.) cried out for help / attempted suicide.
            3.) refused help after realizing the crying out got her attention.
            4.) repeat from point 1, but with alcohol.
            5.) friends finally realize she is being a “professional victim”. Abandon her.
            6.) Amanda Todd auto-darwinates.

            She should never have been stalked or bullied in the first place, but she put herself back into that situation by CONTINUING to do drugs and post nude photos. Then went hey look at the cuts I made on my own arm in an online video. That, my friends, is the behavior of a professional victim.

            I know a professional victim who is a lot like Amanda Todd. As a former friend of that person, I understand how difficult it is to maintain a friendship with someone who refuses help or good advice because they get so much personal attention by being a victim.

            Moral of the Story? You can’t help people who don’t want to help themselves.”

        • Não foi o meu propósito e aliás, por mim a imagem só conteria a parte da Amanda, eu é que me esqueci de remover o resto e para quem esteja interessado o comentário onde me explico melhor está colocado mais abaixo.

    • Resumindo, a tua vida deve ser muito triste para fazeres essa comparação..

      Morreu uma pessoa devido à falta de respeito de outras pessoas, e tu também te incluis nessas que não respeitam, portanto podemos dizer que és cúmplice de jovens que diariamente sofrem.

    • Tal como disse no meu comentário acima and I quote.

      “Quanto mais presencio a realidade do mundo e a incapacidade do ser humano, mais aprecio os animais”

      “Realmente algumas pessoas têm um cérebro retardado.”

      Nao tenho mais nada a dizer ao Freitas e a quem fez essa comparação.

      • Boa tarde ,

        Subscrevo o que escreves e enfatizo a parte relativa aos animais , quem é que não se lembra do encontro de 2 Americanos que tomaram conta de um Leão e que tiveram a coragem de o devolver a sua liberdade e passados alguns anos foram reencontrar-se com o mesmo Leão em Liberdade , o a resposta que tiveram do animal enche a alma de qualquer pessoa , eu sempre tive animais trato-os com o máximo de dignidade , nunca me imaginava a fazer qualquer tipo de tortura a um ser humano , quem foi responsável por este acto de desespero deve ser punido como se ele próprio a tivesse morto , a tortura e os maus tratos não são só físicos , muitas vezes os maus tratos psicológicos têm um impacto ainda maior e são imensuráveis porque não se vêm como os físicos , mas as marcas essas são profundas .

        Marisa há pouco estava muito emocionado e não consegui escrever muito mais do que fiz , poderia estar aqui a fazer um testamento enorme sobre este tema , o meu muito obrigado por nos trazeres este tema tão relevante da nossa sociedade contemporânea .

        Um Bem haja a todos os que participaram e marcaram a sua posição .

        Aceitem os meus sinceros cumprimentos

        Serva

      • Mrs. PeaceXDA… muito me contas… ;)

        Mas sim, tens a tua razão!!!!

  12. Existe uma solução muito simples, que é essas redes sociais que servem de base para todo o bullying se responsabilizarem. Criar um departamento para trabalhar estes casos, pois realmente cada pagina de perfil tem lá o link para reportar mas é apenas para o show, para as pessoas se sentirem seguras, pois na realidade nao faz nada. Literalmente nada.
    Tambem já fui vitima disto, na altura do hi5, durante varios anos. Nao vou entrar em promenores, mas aquele sentimento de ansiedade é algo que nunca desaparece…
    Voltando ao primeiro paragrafo, na altura angriei centenas de pessoas para clicar no “pagina roubada”… E nunca fizeram nada. Tentei ligar para os numeros indicados no site, não existiam… Enfim, até hoje não sei se a página ainda existe, e sinceramente prefiro não saber… ou tenho medo de saber.

    Portanto, solução simples: redes sociais responsabilizarem-se e tratarem desses casos. Apagando as páginas, cortam a fonte do bullying.

  13. Talvez estas paginas no próprio Facebook possa ajudar a quem sofra de Bullying ou caso conheçam alguém que sofra aqui vão poder denunciar. E já agora ficar a conhecer um pouco mais sobre Bullying.

    http://www.facebook.com/stopbullyingspeakup

    http://www.facebook.com/MovimentoBullyingStopItNow

    http://www.portalbullying.com.pt/

    http://www.bullyingescola.com/

    Espero ter ajudado.

  14. OMFG é pá por o pouco que deu para compreender não creio que a culpa seja só dos outros!
    Ok que a pita não tivesse capacidade para mais mas os pais deveriam ter-lhe dado o apoio devido e se ela ficou sem “amigos” depois da cena da foto é porque MUITO PROVAVELMENTE já não tinha nenhum amigo digno de ser chamado de amigo!

    Enfim podem comentar cenas odiosas para este meu comentário mas porra pá haja paciência. Casos muito mais graves existem por ai em todo o lado e não acabam em tragédias. Neste caso eu acho que a maior culpa é dos paizinhos que são completamente negligentes!

    • Ok, fala alguem que designa uma pessoa de ‘pita’.

      Acho que a consciência tem que começar por nós, e não apontar o dedo aos outros sem antes olhar para o que fazemos/dizemos.

      Cada caso é um caso, e o caso dos outros, podem ter acabado em tragédia, mas com certeza vivem com traumas para toda a vida que são insuportáveis. Cada um reage de forma diferente às coisas, e cada um tem a sua forma de lidar com elas. E esta não é a primeira, nem será decerto a ultima adolescente a se suicidar devido a este genero de problemática.

    • CALA-TE NÃO SABES O QUE DIZES TRATA OS TEUS SEMELHANTES COM RESPEITO O QUE É UMA PITA ???? …QUAL É O TEU PROBLEMA .

    • Subscrevo. Vejo diariamente situações bastante piores, inclusivé em Portugal de adolescentes que são enganadas na internet e sofrem coisas terríveis como violações, são assassinadas, e não tem este tipo de impacto mediático. Penso que é mais um fenómeno das redes sociais que seria interessante de estudar.

      Dos relatos médicos que tenho visto na internet a Amanda Todd sofria de algum tipo de perturbação depressiva/mental, o que justifica os actos de procura de afecto e de busca de atenção, que não se ficaram pelos descritos na notícia e foram muito mais longe. Não podemos basear a sua acção apenas com base no bullying que sofria, mas fazer um caracterização psicológica geral. Uma predisposição para sofrer de fenómenos de depressão e possivelmente outras doenças mentais deverão estar na base da sua decisão final e das tentativas de suicídio. As pessoas que sofrem deste tipos de perturbações mentais têm por norma diversos tipos de episódios de suicídio, auto-mutilação etc podendo ser despoletados por diversos factores, sendo neste caso o bullying.

      É óbvio que este caso é chocante mas comparo o mesmo ao da Madeleine; sendo semelhante a tantos outros recebeu de alguma forma que não percebo bem uma exposição mediática imensa o que levou inclusivé a chegar a este blog. A mim o que me preocupa mais não é o caso em si mas procurar usar estes casos para estudar os sinais de alerta e de reconhecimento destas perturbações em especial pelos pais, para que as crianças/adolescentes possam ser acompanhados desde cedo por um profissional de saúde que possa evitar estas tragédias.

      Resumindo, e antes de me virem insultar por ter uma opinião discordante da vossa (o que demonstra o vosso nível de comentários) pesquisem mais um pouco sobre esta situação e poderão constatar que o caso não é assim tão simples de analisar como bullying = suicídio.

  15. As vezes não sei se a solução não passa por aqui :

    “O meu filho, depois de meses de ser alvo de bullying, resolveu responder(ainda bem).
    A resposta que ele encontrou, foi dar uma “tareia” no principal instigador.
    A resposta da escola, que apesar das minhas anteriores participações nada tinha feito, foi instaurar um processo disciplinar ao meu filho.
    Foi condenado a uma suspensão, e eu recorri,estando ainda à espera da resposta do meu recurso.
    A verdade é que depois disso,o bullying acabou.
    Se bem que eu não seja apologista da violência,dadas as evidências, nomeadamente a inacção da escola, só acho que a acção do meu filho pecou por tardia.”

    Retirei do Forum portal bullying …

    • os bullies, ou agressores, não agridem qualquer um.. eles agridem os mais fracos, quer a nível físico como intelectual, ou seja, aqueles que eles já sabem que são à primeira vista, incapazes de lhes responder, de os agredir também. Eles agridem aqueles que se calam, que não dão troco. Por isso é que esta é uma agressão silenciosa, e é importante estar alerta a todos os sinais, aos silêncios, à falta de apetite, isolamento, comportamento estranho, etc etc

      Agora, isso tem que ser um trabalho de equipa, e a escola, no seu todo tem aqui um papel fundamental uma vez que é onde a criança passa a maior parte do seu tempo…

      • Sim mas como podes ver naquele caso a escola só se preocupou em abrir um processo disciplinar ao jovem que estava a sofrer de bullying por este ter agredido. Ao outro que praticava o bullying apenas ficou com a/s mazela/s bem merecida/s … Eu sei que a violência não devia ser a solução, mas as vezes …

        Talvez na altura que alguém abriu o perfil no Facebook com os seios de Amanda Todd, se tivesse sido encostado a parede e levar um bom aperto, nada disto tinha acabado assim.

        • Por isso é que eu digo que é necessário estar atento, porque decerto que eles nao fazem as agressões à frente de tudo e todos, e os agredidos não são pessoas que vão a correr contar até porque devem ser avisados para não o fazer.

          A escola, é como tudo.. também, erra, nao deve porque tem lá os profissionais que nos forma, e por isso temos que todos estar atentos

  16. Parabéns por trazer este tema ao Pplware

  17. Eu também nunca dei muita importância a estas coisas, pois o gozo (ou bullying como está na moda dizer) sempre houve! Sempre houve gente gozada e gozões. Sempre houve gozos bastante feios, pois as crianças são muito cruéis, e começa-se logo pelos 11-12 anos.
    No entanto há agora algo que no nosso tempo não havia: as redes sociais. As redes sociais são uma forma fácil e gratuita de gozar com alguém. Pode ser algo inofensivo, mas também pode ser algo que exponha o gozado para toda a vida (mesmo que mude de escola), porque o que vai para a internet, fica na internet para SEMPRE.

    Vocês decididamente não se lembram de ter 12-13 anos. Tudo é um problema, tudo é uma vergonha. As raparigas sentem isso, principalmente. Se tens mamas maiores que as colegas, tens vergonha. Se não tens mamas e todas têm, tens vergonha. Caramba, até tens vergonha se te aparece o período muito antes das tuas colegas. Se não usas roupa de marca, não és popular. Os miúdos vivem num mundo em que seguem aquele “modelo” e tudo o que for fora disso já não presta.

    E depois há sempre miúdos mais influenciáveis, cometem um erro e pronto, vida estragada. Percebi pelo vídeo que os pais eram separados e era filha única. Pouco apoio em casa, zero amigos e zero de auto-estima são uma bomba relógio nessas idades. Acho que o problema muitas vezes está nos pais, ou dão demasiada importância (sobrevalorizam) ou então julgam que tudo é uma mania parva e que há-de passar, esquecendo-se de como era quando tinham essa idade.

  18. Sério, acho isto cretino (não o post, mas a situação chegar ao ponto em que chegou).
    Eu tenho uns pais excepcionais, sem dúvida, mas quando eu tinha entre 12 e 15 anos (idades dos colegas dela) se por um lado não me metia com os outros míudos – dessa maneira, talvez inocentemente o faria – por outro lado também já defendia aqueles que pareciam injustiçados.

    Alguma vez eu via um miudo ou miuda a levar porrada e ficava a olhar? Mais depressa me juntava a essa pessoa para a outra não levar tanto.. Sendo aqui o mais sincero possível..

    Notra nota. Isto chega a estas proporções por culpa dos pais. Quer os que não controlam o que os filhos (de 12 anos) fazem com um computador, quer os que não educam um filho adequadamente – normalmente por ausência. Acho que respeito (quer pelos mais velhos, quer pelos próximos) é algo que se ensina. E é algo que não só no estrangeiro, mas em portugal e em todo o lado cada vez menos se vê. Ninguém respeita nada, e os míudos só vêm pior a cada geração.

    Considero que mais do que um alerta para o cyberbullying, isto deveria servir como uma wake up call para todos os pais e futuros pais para terem uma mão nos seus filhos.. Acho que já era tempo de se responsabilizar e de tratar deles de acordo.

    (não digo isto achando-me perfeito, longe disso.. cometi mais erros que muita gente certamente.. mas fui maturo o suficiente para aprender com eles, não os repetir, e tive apoio, disciplina e presença dos meus pais em todos os momentos em que precisei..)

    • Não sou pai, mas no tempo em que vivemos deve ser bastante difícil manter um adolescente longe de um computador ou viver num ambiente controlado. Não acho que o controlo seja necessário se, e aqui concordo contigo a educação e a presença dos pais for bastante activa. O único problema aqui que nos deparámos é ter um pai ou uma mãe presente, nos dias que correm cada vez mais os pais recorrem a alternativas para conseguir melhorar a sua vida económica e por conseguinte dar um futuro melhor aos seus filhos e família, noentanto não pensam que também podem estar a prejudicar, para além disso claro há quem necessite mesmo desse dinheiro extra para sobreviver, levando os pais para empregos secundários ou uma maior carga horária de trabalho. Aqui já devíamos culpar a sociedade em que vivemos e ao tão aparentado problema do “dinheiro”. No fundo a sociedade em que vivemos é que nos molda, e tanto molda os pais que por motivos económicos são obrigados á ausência, como os filhos que são vitimas de bullying e até mesmo as próprias crianças que praticam o bullying… tudo parte também de uma boa educação em casa, uma educação com respeito, muita conversa, em suma uma boa relação entre pais/filhos(os).

  19. Quando eu era miúdo e lá se suicidava um ou outro a mensagem que me passavam em casa era: “Quem morre de medo faz-se-lhe a cova de m*rda”.

    Vi “despedidas” iacreditáveis mas como a do vídeo, para a plateia, não. São os novos tempos, que dão o cyberbullyng e as “despedidas” no YouTube. R.I.P., mas continuo a não achar piléria nenhuma aos suicidas.

  20. Este caso fez-me lembrar o famoso caso da “orquidea”. E que teve o mesmo fim.

  21. É triste…
    Ter filhos e serem estúpidos ao ponto de existirem apenas porque a maldade lhe oferece a notoriedade!
    Ter filhos e não os conhecer ao ponto de eles me fugirem numa morte precipitada!
    Estar numa escola onde se sabe o que se passa comigo e apenas a indiferença ultrapassa o desprezo!
    Contribuir para uma sociedade desprovida de valores, assente no mais puro egoísmo!

    Estar no meio de uma imensidão de gente e não encontrar outro que não eu… sou…sozinho!

    Não sobrevivi…

  22. Algo que me assuta é que o próximo presidente dos EUA, entre muitos outros defeitos, aparentemente foi um Bully nos seus tempos de escola:
    http://abcnews.go.com/blogs/politics/2012/05/former-romney-classmate-describes-bullying-supreme-a-pack-of-dogs-who-targeted-differentboy/

    Que evolução terá este problema quando tal criatura poderá assumir o poder na nação mais poderosa e influente do mundo? É que infelizmente a probabilidade disso acontecer não é assim tão remota… :(

    • Próximo? Não me parece…

      • Não te parece,ó “João Campos”??Ah,ah,ah :) Então,vai-te preparando para a mais que possível vitória de Mitt Romney para 45º Presidente dos Estados Unidos da América,numa Terça-feira,dia 6 de Novembro.E,ao que parece,por margem bem folgada,ah pois é.E,uma coisa que o “Rui Pt” falou,e,muito bem,é o facto de este possível novo Presidente dos Estados Unidos ser um homem de punho de ferro e que vai querer ter o domínio do nosso planeta.Não ponham a mínima dúvida nisso!!TODO O MUNDO IRÁ PRESTAR VASSALAGEM A ESTE HOMEM!!TODO,TODO O MUNDO!!Ninguém o vai segurar!!Se Obama falhar a reeleição acabou-se as benesses para os pobres dos Estados Unidos,mas de imediato.Só as classes média-alta e a alta estarão a salvo!!!Romney irá esmagar todo e qualquer insulto provindo quer do interior quer do exterior do seu país!!Obama tem os votos dos pobres e das comunidades afro,da latina,de todas as comunidades não indígenas dos Estados Unidos.Romney tem todo o apoio dos conservadores/republicanos,das classes média,média-alta e alta do seu país,além de todo o apoio de todas as religiões nos Estados Unidos(apesar de ele ser Mórmon).Acredito que Romney irá ganhar e substancialmente,pois os Estados Unidos querem um tipo como Mitt Romney para voltar a terem rédea curta do nosso mundo.Obama quer nações livres,Romney quer esmagá-las e muitos americanos revêem-se nisso.No propósito de serem a nação dominante.Obama sem o voto da comunidade afro não teria ganho as anteriores eleições em 2008 e todos sabem disso.Mas este governador,Mitt Romney é um tipo duro,sagaz e refilão e isso é o que a maioria dos americanos pretendem.Estamos ditos.P.S.1-NÃO SOU FANTASISTA,SOU REALISTA.ALÉM DISSO NÃO SOU NENHUM ALUCINADO NEM PRATICO QUALQUER TIPO DE TEORIA DA CONSPIRAÇÃO,ETC,ETC..P.S.2-ALÉM DISSO,E,SEGUNDO O COLÉGIO ELEITORAL DOS ESTADOS UNIDOS(POR CAUSA DO CENSO DE 2010),OS ESTADOS DO TEXAS(MAIS 4 VOTOS) E DA FLÓRIDA(MAIS 2 VOTOS),CONTAM AGORA E BASTANTE NA ELEIÇÃO DO NOVO PRESIDENTE,E ESTES 2 ESTADOS SEMPRE,MAS SEMPRE FORAM ESTADOS ONDE OS REPUBLICANOS GANHARAM,POR ISSO…

  23. Achei interessante este artigo. Deve bater certo.

    Nos últimos 8 anos, desde 2003, em quatro países, EUA, Canadá, Reino Unido e Austrália, houve 41 casos de suicídios de adolescentes envolvendo cyberbullyng. Não há nenhum caso de se dever exclusivamente ao cyberbullyng – está associado ao bullyng, a doenças mentais e a depressões.

    O cyberbullyng é uma coisa séria mas não anda por aí nenhuma onda se suicídios por causa disso.

    http://www.cbc.ca/news/canada/story/2012/10/19/cyberbullying-suicide-study.html

  24. bom dia
    Marisa Pinto exelente post.
    Parabens

  25. Bom post Marisa :)
    Realmente e triste haver coisas deste genero…
    Estas pessoas mostram bem k nunca passaram por isto porque se passassem pensariam 2 vezes antes de agirem…ou se calhar nao… porque tambem existem aquelas que ja passaram e torna-se buller…
    Cada pessoa e como cada qual e se mudar e temporariamente. Mas estas sao pessoas fracas. Eu ja passei pelo mesmo nao por net e no entanto sou a mesma pessoa de sempre…

  26. se um dia tiver filhos e forem vitimas desses atrasados mentais vou esfaquea-los a todos com uma caneta. se for o meu filho/a o atrasado mental a vitimizar outras pessoas dou-lhe tantas bolaxadas que vai ficar com a cara parecida com um balão.

  27. Desculpem,mas não postaram o meu comentário como resposta a um tal de “João Campos”,por que motivo?Ainda não chegou ninguém,queres ver :) :) Se puderem,publiquem o meu comentário,ok.Agradecia-vos muito.Um abraço.P.S.-o meu comentário tem a ver com a mais do que provável vitória do próximo 45º Presidente dos Estados Unidos da América,Mitt Romney,um osso duro de roer,e de como será nefasto para todo o mundo a sua eleição!!

  28. Uma situação lamentável, ainda por cima era uma adolescente, tinha uma vida inteira pela frente….

    Mas esta é a sociedade em que nos encontramos hoje em dia.
    De certa forma a culpa tb acaba por ser dos pais.

    Como é que ao ver a filha desta maneira, os pais não a ajudam?
    É lamentável msm…

  29. Só para dizer que discordo de muito o que foi dito!!!

    1º Apenas um flash????? Era miúda mas certamente já sabia o que estava a fazer… e nessa altura onde é que andam os pais?

    2º Sabiam o endereço, escola, etc…. Muitas vezes tenho dito isso a montanhas de pessoal… CUIDADO com o que se mete no facebook, porque depois de estar lá NÃO SAI é duplicado e replicado, portanto essa informação foi ela própria que a deu.

    3º Está certo que os “amigos” que incentivaram o suicídio se calhar não estavam a ser muito “amigos” porém acho que isto foi mais um caso de depressão e o cyberbulling apanhou boleia.

    Agora pessoal menos informado… TÊM QUE TER CUIDADO com os dados que fornecem na internet, nem que seja para um simples forum ou até mesmo aqui no pplware. Porque só não se vê o que não foi ‘postado’…
    Bem haja se tiveram coragem para ler tudo até ao fim :)

  30. , meu Deeeus . Que montros são esses qe levam uma menina tão linda como essa fazer um burrice dessa , isso não tem perdão , como um monstro desse consegue dormir , meu Deus ? me responde! eu fico suuper triste poor isso , imagina ela ; como sofria , só Deus mesmo ‘
    mas Ele sabe o qee faz ! , vai com Deus Garota ;/

  31. Mano, a menina é LINDA! Tem bom gosto musical, é inteligente, e SOFRE BULLYING!
    Quem foram os QUADRUPEDES RETARDADOS FILHOS DE CABRAS que fizeram isso com ela.
    Vai com Deus Amanda Todd.

  32. Vcs sabem do tanto… Que comentam…. É de uma VIDA!!! varias vidas se perdem por isso.. e por vários motivos mais e vcs na consagração de vcs, se acham no direito de falar de uma garota que realmente passou pelo puro ódio que o ser humano, o puro preconceito se realmente alguém sabe o que isso vcs não ousariam comentar nesse vídeo, a não ser sinto muito… ou perdão…

  33. Bom é realmente muinto triste saber que os casos de Depreção,cyberbullying e bullying estão subindo eu assiti o video e realmente sem entender nada do que ela esta falando me senti entrestecida por que já passei por mutilação e por bullying faz 2 meses que não me corto mais mais depois destes dois meses as coisas spo piorou comesei a ter mais pensamentos suicidas 2 semanas atras quase cheguei a fazer isto eu já estava ate com uma faca em minha mão,sei que é dificil mesmo faço tratamento para isto mais acho que não esta dando certo as pessoas falam que sou louca estou tentando me matar mas para falar a verdade já fiz duas tentativas de suicidio as vezes fico pensando que estou de depreção ai um dia eu pesquisei na internet sobre o assunto e sobre os sintomas ai tinha dois sintomas que me indentifiquei,faço tratamento ispiritual mais as vezes fico com vontade de fazer uma consulta mesmo com jente que cuidou mais sobre o assunto tenho medo de sofrer mais bullying na escola uma da coisas que eu fiz de esperiencia para ver se melhoro foi escrever musicas me espresando e quase todos fala sobre dor e uma delas fala sobre dor,mutilaçãos,odio de mim,e de meu corpo! as vezes penso sou bipolar?? é dificil para nos que passa isto as pessoas fala pq vc se corta vc tenta se matar? eu nos sempre diz todos os dias não as vezes mas a maioria das vezes é para me aliviar da minha dor mental e fisica! sinto odio do meu corpo de mim e quase sempre sem motivos… já tentei me matar e tenho ainda estes penasamentos as vezes fico com vontade de me viciar nos remedios e não só voltar para o vicio da lamina! é Horrivel todos só sabem jugar,jugar e mais jugar mais nunca ninguem consegue nos entender! por que depois que vc começa a se mutiar tudo vira motivo depois na primeira vez foi uma pequena esperiencia mais era para ser só um corte e depois foi aparecendo varios não nestas horas não tento me matar só me aliviar,tenho poucos amigos as vezes tenho vergonha de sair de casa… fico sempre insegura na escola na rua e em casa não mais na escola quando estou chegando comeso a ficar insegura de mim mesma! tenho um conselho para as pessoas que querem ou tem vontade de fazer o mesmo que eu e ela o conselho é: “NÃO FAÇA ISTO DEPOIS VOCÊ VAI VICIAR E DEPOIS FICA DEPRESIVA E AS VEZES VOCê ACABA SE SENTINDO UM LIXO HUMANO E MUINTAS VEZES ACABA CHEGANDO NA PIOR PARTE O SUICIDIO OU TENTATIVA DE SUICIDIO,TENTE SER FORTE POR QUE NOS QUE FIZEMOS ISTO ESTAVAMOS FRACA E NESTES MOMENTOS QUE VOCÊ TENTAR SEJÁ FORTE NUNCA FAÇA SEU PRIMEIRO CORTE POR QUE VOCê PODE FALAR QUE NÃO VICIA MAIS SAIBA DEPOIS VOCÊ SE ARREPENDE E DEPOIS NÃO CONSEGUE MAIS PARAR,SEJA FORTE NÃO SEJA IGUAL A GENTE QUE FICAMOS FRACA CADA DIA QUE PASSA NOS TEMOS QUE FAZER TRATAMENTO PARA SAIR DESTA E SE VOCê TER QUE FAZER ISTO TAMBEM VAI TER QUE PASAR POR ESTÁ DOR MENTAL ENTE SER BEM FORTE E NÃO FAÇA O SEU PRIMEIRO CORTE NUNCA NA SUA VIDA POR QUE NOS TEMOS CONSIENCIA QUE S NÃO PARAR E IR LONGE DE MAIS PODEMOS NOS MATAR E SE VOCÊ E NOS FORMOS LONGE DE MAIS OS SUICIDOS ESTARA MAIS EM ALTA NÃO FAÇA NUNCA ISTO QUE FIZEMOS MESMO SE SENTIR MUINTA VONTADE POR QUE VOCÊ GOSTARIA DE SE SENTIR MUINTAS VEZES UM LIXO HUMANO? NÃO NÉ EU SEI QUE É NÃO SEJÁ BEM FORTE E NÃO FAÇA NUNCA O QUE FIZEMOS.”

    • carolinne eu nunca uzei lamina para mi cortar, mas já passei por caso não muito diferenti do que a sua, uma coisa: para não pensar em asneira penso em duas coisas: deus faz o certo em linhas tortas e há pessoas que gosta e precisa de mim. outra coisa que eu fasso é: quando estou depremida tento escrever, riscar ou pintar e isso resulta.
      PENSE COMO EU E LEMPRE NÃO ESTAS SOZINHA NESSA!

  34. muito triste cara,Deus não existe.

  35. porque tambem nao fazem um estudo de porque uma menina de 12 anos (estou falando em 12 anos, não 15 nem 18) mostra os seios na internet pra alguem. sera que nao tem algo de errado aí? e com certeza ela nao é a unica.
    essa galera que fez o cyberbullying sao uns filhos da puta, ok. mas ela é um idiota por ter mostrado os seios. e mais idiota por nao ter conseguido se livrar disso. a prova que ela busca demasiada atencao na internet (o lugar justamente que ela nao deveria procurar) é esse video de ridiculo de suicidio.
    e outros idiotas sao os pais delas. nao se deveria esperar muito de pais que educam uma filha que mostra os seios na internet com 12 anos!

  36. powww mo sacanagem com a menina. isso acontece comigo. sofri com essa porra minha vida toda e ainda sofro. mais diferente da amanda, isso me da mais vontade de continuar. por que “quem sorriu na minha ida. vai chorar na minha volta”
    e se tiver pelomenos que gosta de mim, eu vou saber que tom fazendo a diferença e agradando alguem

  37. Pow meu eu tambem sofro um pouco disso mais tambem ñ precisava fazer isso coita da menina sacanagem o que fizeram com ela o bullyng é muito perigoso tira a vd de uma pessoa pow..

  38. Como fugir ao cyberbulling – Não ter qualquer tipo de contas , ou então , ALT+F4 . Assunto Encerrado , tomou aquela decisao de livre vontade, ninguem a obrigou a matar-se e ou a mostrar os seios. Suicidar-se mostra a fraqueza da pessoa e só traz desgraça não a pessoa que morre mas sim a coitada da familia e dos amigos que gostam da mesma.

  39. È o seguinte: Esse negócio de bullying virou moda. Antigamente o nome disso era chacota, ninguem queria ser vitima de chacota, mas de bullying, palavra bonita, é inglês, todo mundo quer.
    Outra coisa: Quanto a mina aí de cima que cometeu suicídio, se fosse uma menina de respeito, não ficava mostrando as tetas na net e aí nada disso teria acontecido. Tenho dó não.

  40. Bem…. nessas historias ela sofreu bully e os outros alguns devem ter sofrido mais se todos da escola tive-sem bom coração e tive-se no lugar dela oque vc iria achar vc iria rir DE UMA MENINA COM OS PEITO DE FORA ? SE FOSSE VOÇE??? SE FOSSE? VOÇE NAO IA FICAR NESSE DESPREZO SOLITARIO(a) AHN? SE VOÇÊS FAZEM BULLY EM OUTRA PESSOA E PORQUE VC VEIO DO DIABO VEIO DO CÃO RIR DELA PRA QUE? ERRA E HUMANO ELA ERRO ERRO MAIS SE TODOS APOIA-SEM ELA ANTES DO SUICIDIO ELA NÃO SE SENTIRIA SOLITARIA NEM QUE SEJA 1 PESSOA NEM QUE SEJA UM BEBE DE UM ANO ELA NAO IRIA FICAR TAO SOZINHA ESSES KENGU DA ESCOLA DELA SAO TUDO TARADO SE EU TIVE-SE COM ELA EU IA AJUDA CONCERTEZA E METIA UMA SURRA EM CADA UM QUE RISSE DELA E VOÇES VOÇES FARIAM OQUE EU QUERO RESPOSTAS!!! obrigado.

  41. eu sofro buli dez da 2º serie

  42. Resumo da opera não mostre os seios na internet.

  43. A infantilidade e adolescência são fases determinantes e banalizadas a nível social e também familiar, muito infelizmente. Fases estas em que se vive demasiado não havendo ainda uma perpectiva futura a longo prazo nem noções temporais do simples factor de tudo poder ser temporário de um modo praticamente opcional. A banalização (espero eu) está a diminuir com a gravidade de casos mundiais crescentes.
    Em Portugal suicida-se do mesmo modo uma criança com apenas 10 anos. Esta criança deveria ainda estar a viver o esplendor da inocência não sabendo sequer o que significa suicídio. E já com sinais de depressão.
    Estes acontecimentos seriam impensáveis em épocas passadas, épocas estas marcadas por uma mãe doméstica presente, a pouco frequente individualização, resultando num crescimento marcado com uma maior força, menos emotivo, depressivo.
    Algo está muito mal quando a crueldade é incentivada, não penalizada, não acompanhada. Evolução?

Deixe o seu comentário

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O autor deste site reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.